História House of Cards - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bts, J-hope, Jin, Jungkook, Park Jimin, Princesa, Principe, Selecao, Suga
Visualizações 16
Palavras 1.133
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Ficção Adolescente, Literatura Feminina, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Universo Alternativo
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 4 - Noivado


Fanfic / Fanfiction House of Cards - Capítulo 4 - Noivado

O que eu e ninguém sabia é que uma das candidatas estava mais próxima do castelo do que pensamos,  e no caso essa pessoa era eu. Eu achei de verdade que alguém já tinha descartado a minha carta ou que tivesse se perdido pelo caminho, mas quando o Jimin me ligou numa sexta feira a noite falando sobre as cartas e dizendo que teríamos que sair juntos eu quase passei mal. Como eu mal conversava com ele, aparentemente a minha voz não soou familiar aos seus ouvidos. Eu estive nervosa em todos os momentos entre a ligação e o nosso encontro. O restaurante que nós fomos estava fechado exclusivamente para nos receber e uau o lugar era lindo, assim como o Jimin vestindo aquela calça preta e blusa branca. Ao contrário do que eu pensei ele não se surpreendeu nenhum pouco por ser eu a pessoa que estava na sua frente. Quando nos cumprimentamos e começamos a conversar ele me disse que assim que olhou para minha foto tinha certeza que já havia me visto em algum lugar e para tirar sua dúvida foi até sua amiga de muitos anos, Diana, perguntar se a foto era de quem ele realmente achava que era.

Eu: e tudo bem pra você ser eu?
Jimin: pra mim tanto faz quem vai ser a pretendente, já que a única pessoa com quem eu queria me casar eu estou proibido. E eu estou avisando a todas vocês que no momento eu não tô preparado pra amar ninguém, então se não quiser ficar comigo é só avisar.
Eu: eu nem quero me casar agora na verdade, então se você quiser me descartar tudo bem também.
Jimin: se você quiser ficar eu não vou te descartar. Você foi escolhida pelo meu irmão e ele é extremamente exigente com tudo. Se você tá aqui é porque ele acha que vale a pena.

Depois disso conversando sobre essa tão história que o Yoongi tinha o encontrado depois que as 10 cartas foram escolhidas para lhe entregar mais uma dizendo "essa aqui você vai se surpreender".  Eu fiquei chocada em descobrir como as  nossas personalidades são semelhantes já que ambos desistem de coisas que não estão os beneficiando mais e foi assim que começamos a beber. Jimin faz o tipo da minha mãe que podia beber tranquilamente um barril de vinho sem que ficasse alterada, já eu e meu pai somos do tipo que ficamos bêbados depois do segundo copo, e nesse caso o meu "copo limite" já havia passado a muito tempo. Foi bom conversar com ele, ter um amigo diferente que entendia das políticas e coisas que aconteceram nos outros reinos. Essa conversa amigável refletiu profundamente nos meus sentimentos em relação a ele de forma que eu dissesse a Dia que "eu nem quero casar, mas eu abriria uma excessão incrível pra ele. E quem sabe outras coisas também." Quando ele me avisou que faria o comunicado de que me manteria entre as (possivelmente) três melhores candidatas no dia seguinte eu entrei em pânico. Agora sim a rainha ia mandar arrancarem minha cabeça. Eu estava tão desesperada que não sabia se ria ou chorava, mas felizmente eu tive a Dia ao meu lado me dando assistência. "Conversa com ela, é o melhor a fazer agora" disse a minha amiga e apesar de ter sido difícil eu fiz o que ela me aconselhou. Fui atrás da rainha em um momento que eu sabia que ela não iria apertar meu pescoço até eu morrer  pela falta de oxigênio ou por ter a minha garganta perfurada com aquelas unhas enormes, pois teriam testemunhas. Bati na porta com as mãos tremendo, mas decidi que seria firme nas minhas palavras para ela ver que eu não estava com medo. Ela estava de roupão, tendo todas as partes do seu corpo sendo massageadas, com uma máscara nos olhos e como estava conversando com as criadas não me ouviu chegando. Eu comecei a cumprimentando e quando disse que precisamos conversar sobre o casamento do seu filho mais novo quem pareceu entrar em pânico foi ela, já que na sua cabeça eu havia dormido com o Jimin (e pela lei ele seria obrigado a se casar comigo). Depois que a tranquilizei sobre esse assunto comecei dizendo tudo o que eu queria, mas pelo meu desespero acabei tudo muito falando rápido.

Eu: O problema aqui é que por causa de uma brincadeira estúpida eu acabei me inscrevendo para casar com seu filho e agora eu estou entre as três melhores. Antes de qualquer coisa eu realmente não achei que o Yoongi fosse esconder minha carta e coloca-la entre as dez melhores ou que o Jimin fosse me achar tão boa a ponto de... a culpa não é dos seus filhos obviamente, mas eu queria que a senhora soubesse que... Me desculpe.
Rainha Jisoo: já terminou? Okay então eu vou falar agora. Quando dissemos "qualquer pessoa" era realmente qualquer uma, eu não vou pedir para ele retirar seu nome ou que me tragam a sua cabeça, como todos por aqui temem. Você é realmente uma moça bonita, bem articulada e muito inteligente, não vejo problema em ter você como nora. Eu conheci os trabalhos do seu pai, ele era extremamente habilidoso. Se a senhorita for a metade do que ele foi, já vai ser muito útil.

Eu fiquei mega sem graça pelo elogio que eu recebi, então só a agradeci e fui embora. Com a cabeça no lugar e o pescoço intacto.

Foi estranho passar o final com as outras candidatas, principalmente porque a maioria delas me olhava estranho devido a história do meu pai. No começo eu achei que era uma simples competição, mas eu percebi o afastamento delas quando a mim nas atividades que fizemos juntas e quando meu pai chegou para ficar comigo eu ouvi alguns parentes delas dizendo "é um absurdo estarmos no mesmo ambiente que um presidiário". Eu torcia para que todas elas fracassasem, para que pudessem engolir cada uma daquelas palavras preconceituosas e idiotas, e bom no final deu certo. A família real ficou visivelmente feliz quando o Jimin disse que eu era a pessoa certa para ter ao seu lado, já eu fiquei em choque. Eu mal acreditei no começo, mas confesso que estava feliz e aliviada por isso. Já que decidimos só fazer o casamento no final do ano seguinte, tivemos tempo o suficiente para planejar tudo, eu juntamente a rainha, a princesa Mabel (esposa do Taehyung), Panprya (esposa do Seokjin) e Annabeth (noiva do Yoongi). De tempos em tempos nós nos reunimos e conversamos sobre o casamento (entre outras coisas) e era muito legal ver como a rainha agora se dava bem com a tal "plebéia". Eu também tive diversas oportunidades de viajar e apresentar lugares novos ao Jimin, e aos poucos nós estávamos nos aproximando, nos tornando... Melhores amigos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...