História Serendipity-jikook. - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Visualizações 104
Palavras 837
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Voltei!ㅠㅠ
Desculpa mesmo pela demora, estava com um bloqueio criativo horrível.
Passei muito tempo pensando para poder escrever esse capítulo.
Espero mesmo que gostem.
BOA LEITURA.

Capítulo 4 - Um Pouco mais.


Jungkook on.

-para onde vamos?-dizia jimin inquieto.

-iremos ao shopping, vamos comprar, comer e passear.tem coisa melhor que isso?

-não sei.só fui ao shopping uma vez, enquanto...minha omma estava viva.-dizia cabisbaixo enquanto fitava a tua pela janela.

-não me falou muito da sua mãe, o que aconteceu com ela?

Sua visão direcionada para frente, completamente imóvel. Era como se ele estivesse vendo um filme que só ele conseguia enxergar. 

-está tudo bem?

-está sim.só não quero falar dela.

-ok, chegamos.


Estaciono o carro e entramos tranquilamente no shopping. Seus olhos brilhavam com a grandiosidade do shopping de seul.lojas com logos chamativas, roupas para a cidade inteira.sua expressão de criança ao ir pela primeira vez a um parque de diversões.sua inocência me encanta cada vez mais.


-que tal esse?-mostro-lhe uma peça.

-não jungkook! Isso é muito caro!-dizia com a expressão assustada.

-se acalme dinheiro não é problema. 

-só não quero que gaste comigo.

-não se preocupe, vendedora! Vou levar todas!-digo me referindo as peças que tinha separado.

°•°•°•°•°•°•

-Não sei o quanto gastei, acho que estourei o cartão de crédito, já é o quinto hambúrguer que você come sem falar no resto.como cabe tudo isso dentro de você?

-desculpa.-diz parando de comer.

-se acalme, não estou te repreendendo.

-ah ta.e... quando eu vou começar a trabalhar? -diz me olhando com os olhinhos arregalados.

-talvez amanhã. 

-por que talvez?

-só se você quiser, e se aceitar vou ficar menos preocupado. Não quero deixa-lo sozinho em casa.

-começo quando quiser chefe.-ele sorri, agora percebi como seus olhos ficam ao sorrir


-vá dormir, são dez da noite.-digo colacando as sacolas sobre o sofá. 

-se incomoda se eu...dormir com você? -pergunta receoso.

-claro que não me incomoda, mas por quê? 

-eu não tenho boas lembranças quando fico num quarto sozinho.


Não entendi muito bem seu objetivo ao dizer aquilo mas apenas concordei.


Seu cheiro suave de morango, ah, eu não devia tê-lo deixado comprar esse sabonete.seu cheiro esta me deixando louco.que vontade de sentir essa pele na minha.

Seu sono era pacífico, sua respiração um pouco descompassada, me aproximo e o sinto suar.

Mas não estava calor.

-jimim, jimin está tudo bem?


Jimin on.

''Uma noite fria de inverno eu estava sozinho deitado em minha cama.me levanto em busca do calor do corpo de minha mãe, era difícil dormir num quarto frio e úmido, principalmente no inverno.

Andava com os pés em contato direto com o piso frio em direção ao colo aquecedor de minha mãe. Ao decorrer do corredor ouvia conversas alteradas até evoluirem à gritos.

Eu estava completamente assustado não sabia para onde correr, era novo demais para entender o que acontecia.

Logo a figuras altas e mais velhas saem do quarto e vão em direção a porta saindo.

Corro aos braços de minha mãe, precisava dela para acalmar minha inquietação naquela noite.

Mas tudo que encontrei foi um corpo nu, aparentemente dormindo.como a inocência era muito presente eu a chamava sem saber o que realmente havia acontecido.

-mamãe, mamãe! Quero colo mamãe. 

chacoalhava o seu corpo como um pedido de resposta mas nada eu recebia.

-Mamãe? 

Eu não sabia o que havia acontecido, mas sabia que não teria mais o seu abraço quente.

E essa foi a pior noite da minha vida.''


Acordo com o corpo coberto de suor, já haviam lágrimas em meus olhos que não se conteram cair.minha respiração descompassada, meu coração acelerado, apenas uma voz para me acalmar. 

-se acalme está tudo bem.foi só um pesadelo. 

sua voz doce e grave se fez presente, me levando de encontro ao seu  peito em um abraço,que passava confiança,cuidado, amor.Mas o que ele não sabe é que aquilo não havia sido só um pesadelo.

-está tudo bem.-sussurrou em meu ouvido e logo dando um beijo em minha testa.

-está tudo bem-falo baixo e ainda ofegante contra o seu peito, como uma forma de dizer a mim mesmo que agora está tudo bem por quê ele estava ali.

-quer me falar o que aconteceu?-diz ainda no meio do abraço. 

-eu...-o olho sem sair do abraço-eu lembrei da morte da minha mãe. 

Falo com dificuldade pois aquelas cenas me atormentavam.

-eu não sei o que aconteceu, mas estou aqui pra você. Sei que é impossível não lembrar, mas tente esquecer por um momento, ou isso pode acabar lhe machucando. 

-obrigado por estar aqui.

-também agradeço por estar aqui.-suas palavras me fizeram me sentir tão importante como nunca.

-agora deite e tente descansar, estou aqui se quiser alguém para abraçar. -ele sorri, sinto meu rosto esquentar, com certeza estava completamente corado.

Apenas deito.Mas sou surpreendido quando ele me puxa para junto ao seu corpo, fazendo minha cabeça pousar em seu peito.

A sensação de segurança e cuidado, era tudo que eu sentia naquele momento.

Seu abraço era semelhante ao de minha mãe, passava tudo o que eu mais prescisava quando prescisava, segurança,carinho,compreensão, cuidado...e muitos outros. 

E talvez um pouco mais, que nunca senti antes.




Notas Finais


Desculpe qualquer erro.
Tentarei não demorar da proxima vez.
Bjs♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...