1. Spirit Fanfics >
  2. Seria meu sonho? (T3ddy) >
  3. Epílogo

História Seria meu sonho? (T3ddy) - Capítulo 114


Escrita por:


Notas do Autor


Antes que você leia esse cap, gostaria que desse uma olhadinha no perfil da @Larbac_Cabral em uma one shot chamada "Beijando a Lua", graças a essa ser humaninha eu criei esse cap extra. Obrigada linda💜

Capítulo 114 - Epílogo


Fanfic / Fanfiction Seria meu sonho? (T3ddy) - Capítulo 114 - Epílogo

Dois anos depois...

-Luba eu vou desmaiar na hora que aparecer lá- Falei tentando andar de um lado para o outro, mas aquele vestido era muito pesado.

-Respira fundo Luna- Falou sorrindo mas continuei andando sem parar, então ele segurou meus braços.- Se acalma, não é todo dia que você é noiva, então aproveita o momento!

-Óbvio que não é todo dia que eu sou noiva! Eu não vou casar de novo não!- Sento no sofá pequeno próximo ao espelho e tento controlar minha respiração e ansiedade.

Escuto batidas na porta e a Carminha caminha abrindo com pouco espaço, já que o Lucas tentou entrar para me ver antes e quase foi morto a tapas por meus amigos. "O noivo não pode ver a noiva antes do casamento"

-Sou eu tia. O Arthur.- Levanto desesperada e abraço meu amigo que surge com uma câmera.

-Preciso registrar esse momento especial. 15 milhões de seguidores estão ansiosos para ver o casamento do casal do século.- Bato de leve no seu ombro sorrindente, sua presença acabou me acalmando.

Fizemos algumas cenas comigo mostrando o vestido todo trabalhado nas pedrinhas e bordados, mostrei também o meu cabelo que deixei solto para exibir os cachos naturais.

-Como eu disse gente, minha amiga é perfeita.- Arthur disse e eu sorrio.

T3ddy

-Mais um brinde para o noivo!- Christian fala em voz alta e brindamos mais uma taça de champagne. -Quem diria em, mais um casado na trupe, só falta o Maurão- Bateu no ombro do meu amigo.

-Até eu já passei por isso.- Júlio diz animado. -É incrivel cara, só aproveita o momento.

Sorri terminando de beber aquele líquido que, de acordo com os meninos, iria me dar coragem para caminhar no meio de tanta gente me olhando.

Admito que não dormi a noite, imaginar a menina que amo vestida de branco é algo surreal, até imagino como que ela está agora, sentada desesperada e querendo sair correndo antes de subir no altar.

Meus pais já me deram força o suficiente, até o filhinho do Chris que irá entregar as alianças junto com o meu cachorrinho que agora será da Luna também.

Depois de alguns minutos com meus amigos brindando e fazendo diversas brincadeiras sobre a vida de casado, a organizadora abriu a porta dizendo que  era meu momento.

Nesse instante meu coração gelou, quase desisti e pensei em chamar a Luna para trocar as alianças em um lugar privado, sem essa pressão de familiares e amigos.

Porém caminhei confiante ajustando o terno e me analisando a cada espelho do lugar.

Parei em frente à uma porta com os meus padrinhos atrás, minha mãe segurou meu braço e foi nesse momento que eu comecei a sentir o choro subindo pela minha garganta.

-Lembrando que se você chorar, alguém irá tirar foto e nos iremos te zoar para sempre.- Cocielo disse batendo no meu ombro, mas foi impedido pela Tatá que mandou ele parar em meio a risos.

-Aproveita seu momento Lucas.- Ela disse e no mesmo instante as portas foram abertas. A musica alta começou e eu tecnicamente fui puxado delicadamente pela minha mãe para caminhar lentamente até o altar.

Todas as pessoas que fizeram parte da minha história estavam me observando. Ambas sorridentes ao ver que o garoto imaturo finalmente está dando um jeito na vida.

Alguns flashes das câmeras me alertavam para a vida, pois eu fiquei extremamente inerte nos meus pensamentos. Porém continuei sorrindo.

Assim que parei em frente ao padre e observei os padrinhos entrarem, escutei uma música mais alta.

As portas foram abertas novamente, mas era para uma luz que entrou iluminada por um sorriso enorme e algumas lágrimas nos olhos. Não resisti e acabei chorando, a Luna estava tão linda e feliz que mal acreditei que o motivo da sua felicidade seria eu.

Luna

Meu coração estava louco para sair da minha boca e andar até o Lucas no meu lugar.

Todos levantaram assim que comecei a caminhar no tapete vermelho repleto de flores, observei Lucas parado me esperando e eu queria correr para beijá-lo naquele momento, mas o vestido grande não deixava.

Apertei o buquê como se fosse a minha vida e continuei caminhando lentamente vendo os fotógrafos capturando cada momento.

Cheguei no altar depois do que pareceu uma eternidade e pude encarar o meu futuro marido de perto.

-Tá linda- Ele disse baixinho e limpei uma lágrima teimosa que caía no seu rosto.

-Você também meu anjo.- Falo e viro para o padre antes que eu volte a chorar mais.

...

-O casal tem algo para falar um para o outro?- O padre perguntou com um sorriso calmo.

Entrei em desespero pois não escrevi nada, e pela reação assustada do Lucas, percebi que ele também não preparou nada, mas mesmo assim mentiu com um sorriso.

- Eu tenho algo para falar para ela.- Seu rosto corou assim que ele pegou as minhas mãos.- Que nosso amor seja eterno, espero te fazer a mulher mais feliz do mundo para agradecer o quanto que você me faz ser o cara mais feliz do mundo.- Riu sem graça e segurei meus impulsos de beijá-lo.

- Eu te amo.- Foi a única coisa que consegui dizer.

-Então Lucas, pode beijar a noiva.- O padre disse por fim.

E assim nossos lábios se encostaram, foi como a primeira vez. Uma explosão de sentimentos veio junto com as palmas e gritos dos nossos amigos.

Separei e e senti que mais uma vez tomei a decisão certa na minha vida e o anel dourado no meu dedo é só mais uma prova disso.

E que venha o futuro.

Fim



Notas Finais


Muito obrigada do fundo do meu coração. Amo vocês💜
Até mais povo💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...