1. Spirit Fanfics >
  2. Serial Killer - Aidan Gallagher >
  3. Quem é esse?

História Serial Killer - Aidan Gallagher - Capítulo 30


Escrita por:


Notas do Autor


Oi genteee!!
Voltei 👋😸
Vamo que vamo!
🎉🥳

Capítulo 30 - Quem é esse?


Narradora on~

11:06 AM

Novamente pulando a janela, s/n entra no quarto de Millie, ela olha ao redor, vendo que o quarto está vazio. Ela caminha pelo quarto, com passos curtos e quase que inaudível. Sua visão para em um porta retrato, que está em sua cômoda. O pega em sua mão, vendo uma foto de todos juntos: S/M, Jack, Millie, Klaus, Finn e Aidan. Seu olhar para raivoso e melancólico em Aidan.

Coloca o retrato em cima da cômoda novamente após sentir suas lágrimas que insistiam descer, molhando sua bochecha, fazendo cair alguns pinguinhos em cima da cômoda e até mesmo da fotografia.

Volta a caminhar pelo quarto, vai até a cama e se senta na beira, derramando suas lágrimas que descia de seus olhos sem sua permissão. 

- não chora por esse idiota sua idiota!- se repreende enquanto emchugava as lágrimas. Escuta a porta do quarto se abrindo. Ela continua sentada na cama, terminando de enchuhar suas lágrimas. 

Millie entra no quarto, mais não estava sozinha. S/n escuta "ela" tropeçar, assim trombando na cômoda, derrubando o retrato que ela via a um minuto atrás. Ela rapidamente se levanta, colocando sua mão na cintura, com a ipotese que pode não ser a Millie. Caminha lentamente até a porta do banheiro, ficando encostada no canto ali. O quarto estava escuro,  escuro o suficiente pra não conseguirem ver ela ali, no canto. Escuta o barulho de algo, ou melhor, alguém sendo jogado na cama.

Faz uma expressão de nojo e confusa, quando escuta estralos de beijos, baixos gemidos e arfares. 

Lentamente vai até a porta, coloca a mão no interruptor, assim, acendendo a luz. Olha pra cama, vendo millie e um menino assustados e confusos. Millie me olhava com os olhos arregalados, visívelmente envergonhada. 

Já o menino, o menino me olhava assustado. A maior percebeu por sua expressão surpresa que ele não acreditava que estava vendo tal pessoa ali.

- s/n?- 

- merda!- s/n passa as mãos pelos seus cabelos irritada. - quem é esse?- s/n vai até o menino, o puxando pelo braço.

- conheci ele na balada.

- vo-você é-é a-a s-s-s/n.- o menino estava tão sustado que começa a gaguejar. 

S/N olha pra ele com uma cara estranha, indecifrável. O menino tinha cabelos escuros, era alto, quase do mesmo tamanho que s/n, tinha olhos escuros.

- como sabe?- Millie pergunta para o mesmo. Que não desviava seus olhos de s/n. Ele parecia um cachorrinho assustado. 

- no jornal.

- no jornal? Por que você tá no jornal?- Millie pergunta pra maior, que continuava segurando o braço esquerdo do garoto. 

- você não sabe?- o menino olha pra Millie, que o olha de volta balançando a cabeça negativamente.- s/n é a pessoa mais procurada de Londres, por assaltos, roubos e.. assassinatos. Ninguém nunca tinha a visto pessoalmente, seus crimes são perfeitos. Mais por algum motivo, ela quis aparecer em uma câmera do banco do centro de Londres, depois disso, tudo paralisou, toda a polícia de Londres focou em ir atrás de uma pessoa, a s/n. Mais nunca conseguiram nem ver ela, quem dirá prender.- ele olha pra s/n, que o olhava atentamente, juntamente de Millie, que o olhava com os olhos arregalados. Millie não acreditava que sua amiga agora era da marfia, apesar de ter sido sequestrada por engano, pela garota.

- você fez tudo isso mesmo?- Millie olha pra s/n.

- fiz!- s/n olha pra millie. Em um movimento rápido, s/n pega sua arma, mirrando na cabeça do garoto.

- o que tá fazendo?- Millie se levanta da cama apreensiva.- s/n não faz isso.

- p-por favor!- o menino implora, já começando a chorar. 

- caralho, tu é mole ein!- s/n o empurra contra a cama, fazendo ele cair deitado lá, de barriga pra baixo.- você me viu! Não pode sair vc vivo.

- mais foi você que apareceu aqui.- ele fala se sentando, enquanto emchugava suas lágrimas.

- é.. erro meu.- s/n sorri sapeca. 

- por favor! Não me mata.- o menino junta suas mãos na frente do rosto.- eu faço qualquer coisa.- fala fazendo s/n rir. 

- você? Vai servir pra quê? Pra fechar minhas plantas com suas lágrimas?- fala brincalhona. 

- eu não conto pra ninguém que eu te vi. Eu juro.

- por que eu confiaria em você?- ela vai até o garoto, se abaixando em sua frente, ficando cara a cara com o menino.

- eu não sei...- fala chorando mais ainda. 

- deixa ele s/n.- fala Millie, se sentando do lado do menino.

- eu vou poupar a vida dele.- me viro pra Millie levantando.- mais saiba que se ele falar que me viu aqui, a polícia e todos vão vir com tudo pra cima de vocês, de você principalmente.- Millie assente lentamente com a cabeça.- e você!- olho pro garoto novamente, que tinha um sorriso de alívio nos lábios.- vai embora.

- mais...- fala Millie após o menino se levantar. 

- vocês se comem depois.- me jogo em sua cama. 

O menino da um selinho na Millie e sussurra em seu ouvido "nos vemos depois", vai até a porta passando pela mesma, desce as escadas, chegando na sala. Lá estava estava Aidan e Finn, que após verem um menino desconhecido descendo lentamente as escadas de sua casa, pegam suas armas e apontam pro garoto. 

O pobre menino olha pro lado após ouvir o barulho das armas engatilhando, vendo os dois apontando a arma em sua direção. 

- de novo!- fala baixo pelo susto. 

- quem é você?- fala Aidan.

- meu nome é Noah.- fala olhando pra eles com as mãos levantadas. 

- o que tá fazendo aqui?- pergunta Finn.

- eu estava com a Millie.- Finn arregala os olhos, e Aidan dá uma risada baixa. Fazendo Finn olhar com raiva pra ele.

- o quê?- fala Aidan, se fazendo de inocente.

- posso ir embora?- pegunta Noah. 

- pode, pode.- fala Aidan abaixando a arma. Segura o braço de Finn, o abaixando. 

- não volte mais aqui. Muito menos chegue perto da Millie novamente.- fala Finn se aproximando do garoto. 

O mesmo o olha com um pouco de tédio, e sai da casa. 

- aí!- Aidan o chama.- o que ele quis dizer com "de novo"?

        S/N on~

- e eu achando que você estava triste com o Finn..- fala rindo. Millie a olha com tédio. 

- e eu tava. Mais não vou ficar triste pra sempre.- vem até a cama se sentando.- o que tá fazendo aqui?- Millie olha pra mim.

- vim contar as estrelas!- fala com depoche. Se senta, encostando as costas na cabeceira da cama.- vim te ver né.- dá um peteleco na testa de Millie. 

- me dá seu número.

- hm- s/n a olha. - pra quê você quer meu número?

- pra te ligar?!- fala como se forsse óbvio, dando um peteleco na testa dela também.

- tá.- Millie pega o celular e começa a anotar.- ********

- prontinho. 

- quem era aquele menino?- se deita novamete

- o nome dele é Noah. A gente já vinha conversando a um tempo, mais aí a gente se conheceu pessoalmente hoje, na balada.

- hum.

- é verdade tudo o que ele disse? Você realmente fez tudo isso?

- eu/- foi interrompida por batidas na porta.

- Millie!- era o finn.- é o Finn!- ah jura?!- o Aidan também tá aqui!- AIDAN?!?!- A gente ta entrando.- NÃO! NÃO! NÃO! Ele gira a maçaneta da porta lentamente. 


Notas Finais


Desculpa pelos pequenos erros!😸


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...