1. Spirit Fanfics >
  2. Série amores improváveis 2.0 - Vkookhope >
  3. Hopekook

História Série amores improváveis 2.0 - Vkookhope - Capítulo 16


Escrita por:


Capítulo 16 - Hopekook


Fanfic / Fanfiction Série amores improváveis 2.0 - Vkookhope - Capítulo 16 - Hopekook

Contastando as ordens de Taehyung eu fui embora minutos depois. Depois de tomar um banho li o contrato com cautela e me amaldiçoei a cada linha. 



A porta bateu e Yoongi surgiu na sala. - Yoon, me salva, lê esse contrato pra mim! - Ele era meu melhor amigo, companheiro de apartamento e um advogado maravilhoso.



 Enquanto o mesmo lia eu dava voltas na sala de casa. - Aqui diz que cinquenta por cento do seu tempo é dedicado a seu chefe, vai ajudar no seu problema e isso pode incluir viagens, dormidas na casa dele, saídas frequentes, e extras.



 - Não há como anular isso?



 - Antes de você assinar sim, agora é impossível, aqui diz que só pode ser anulado quando ele quiser, e se você insistir terá que pagar milhões em multas. 



- Desgraçado! 



- Não leu o contrato Hoseok? 



- Aquele filho da mãe é lindo como um anjo demoníaco, e sorriu pra mim tão lindo que a merda do contrato não tinha importância! 



- Nem se interessou pelo que seria os "extras"?



 - Talvez exista uma forma de tirar algumas cláusulas. 



- Não depois que assinou. O que diria pro juiz? Que ficou louco pra sentar no cara e esqueceu de ler o contrato?



 - Cala boca seu anão! - Sai pisando duro pro meu quarto.



 Na manhã seguinte eu tomava café com Taehyung e Jungkook, estava um silêncio pesado até Jungkook falar: - Preciso ir até minha casa Taehyung. 



- Hoseok te acompanha, não demorem. - Pouco depois eu estava no quarto do Jungkook enquanto ele guardava o que desejava. 



- Sempre foi assim? 



- Assim o que? 



- Taehyung controlando seus passos.



 - Ele sempre foi muito protetor comigo, mesmo a distancia. 



- Você não precisa fazer tudo que o Taehyung mandar ou quiser, faça as coisas que deseja também. Só tomando cuidado, é claro. 



- Isso se aplica a você? 



- Eu? 



- Se eu quiser você... 



- Jungkook, sou seu hyung.



 - Nada disso importa. - Ele deu um passo em minha direção e não consegui recuar, seus braços pegaram minha cintura e eu me entreguei completamente, envolvi meus braços em seu pescoço olhando em seus olhos castanhos que pareciam carregar o universo. 



Quando ele me beijou esqueci que tinha um nome, ele segurou em minha bunda e me pegou no colo, fui prensado contra parede quando o beijo ficou mais inteso, puxei seus cabelos macios e rebolei contra sua orgulhosa ereção, mordendo vez ou outra minha boca quase não notei quando descartou minha camisa e a sua, ele provocou meus mamilos puxando e beliscando de uma forma gostosa. 



Sedento por cada centímetro daquele corpo toquei seu pau por cima da calça e ele ofegou, o masturbei lentamente enquanto ele dava mordidas em meu pescoço e ombros, acho que ele tinha tirado sangue, e isso só me deixou ainda mais excitado.



 Aumentei o ritmo e ele me apertou ainda mais, seus toques eram brutos, me faziam lembrar do Taehyung. Aquele dom era de família. 



Tive que implorar por mais pra que ele parasse com a tortura, desci de seu colo pra me despir por completo, após fazer o mesmo ele me empurrou contra janela, me apoiei no vidro e dei um leve salto ao senti sua língua deslizar devagar, o mesmo segurou meu quadril me mantendo no lugar e comecou a chupar tão intesamente que gemi manhoso. 



Sua boca e língua trabalhavam com agilidade, chupando e lambendo loucamente. Tapei minha própria boca e joguei a cabeça pra trás, o prazer era tanto que meu corpo e alma não pareciam mais estar ligados. 



Mechi meu quadril contra sua língua e segurei mais firme, minhas pernas estavam fracas e meus olhos reviraram quando ele parou. - Jung- 



 Seu pau entrou rasgando tudo e soltei um forte grito, Jungkook parecia tão sedento quando eu e começou a bombear fundo, gostoso, implorei pra que fosse mais devagar, mas ele só foi mais fundo abrindo minha pernas. 



Vez ou outra ele entrava lentamente, e eu podia sentir cada centímetro acabando comigo, mais logo voltava a bombear forte, meu corpo se arrepiou por inteiro e joguei a cabeça em seu ombro. 



Tentei falar, mais tudo que saiu foi um forte gemido alto enquanto eu gozava intesamente, minhas energias tinham se esgotado totalmente e senti seu líquido quente me preencher, o que prolongou meu prazer.



 - Você é louco. - Eu estava esgotado, o orgasmo tinha sido inteso demais, assim como na noite passada, quando Taehyung me dominou em sua cama. 



- Tô louco por você desde que te vi.



 - Achei que gostasse do Taehyung. 



- Então você sabe.



 - Eu vi...



 - E gostou? 



- Você e Taehyung tem fetiche em serem observados?



 - Se for por você, sim.



 - Precisamos ir, demoramos um pouco. - Seu olhar tinha me feito sentir estranho.



- Deixe que eu vista você. - E eu deixei, ele era delicado, quem diria que tinha acabado comigo a poucos minutos.



 Antes de sair pela porta Jungkook me deu uma série de beijos tão gostosos que quase voltei pra aquele quarto. - Acha que ele vai nos assar ou comer cru? - Perguntei quando já estávamos no carro. Jungkook sorriu segurando minha mão, fiquei totalmente sem graça com seu jeito doce.



 - Taehyung não é essa vilão que ver, pelo menos ele não era.



 - O que mudou?



 - Ele sempre foi misterioso, mais só piorou quando seu namorado morreu. - Olhei pra ele atentamente. 



 - O que?



 - Eles começaram a namorar na adolescência, anos depois foram morar juntos, Tae mudou, todos sabiam que era pra sempre, até sua morte no ano passado. Então Taehyung ficou ainda mais misterioso, e distante, ainda mais diferente. 



- Como ele morreu? 



- Eu não sei ao certo, Tae foi muito vago e não respondia nada, se fechou completamente.



 - Deve ter sido horrível pra você. 



- Já estava sendo horrível a anos, vê-los juntos e tão felizes acabava comigo. Mesmo com ele morto continua tendo o amor do Taehyung!



 - Sinto muito. 



- Você se parece com ele, eu acho, não o olhava muito.



 - Fisicamente?



 - Sim, mais seu sorriso fácil, seu jeito feliz, acho que ele tinha isso. - Dava pra ver a tristeza nos olhos dele ao falar disso, o que Jungkook sentia por Taehyung ia muito além de gostar.


Notas Finais


A próxima é Yoonkook, quem foi que pediu??


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...