História Série Love For All Life - Forever. - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias GRAY, Jay Park, LOCO, Simon D.
Personagens GRAY, Jay Park, LOCO, Personagens Originais, Simon Dominic
Tags Aomg, Gray, Jay Park, Loco, Simon Dominic
Visualizações 127
Palavras 1.230
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Hentai, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 29 - XXIX - Bônus - Park Jaebeom.


Foi tudo por um sonho que não tive apoio de quem era importante. Quando fui colocado contra a parede e questionando sobre o que eu queria fazer, respondi o que meu pai achava errado.

Música. 

Ele nunca quis aceitar que arquitetura e os negócios da família não eram para mim.

Anos se passaram e ele nunca aceitou. Se negou a me ajudar na universidade e não deu a mão quando precisei dele.

Minha mãe por sua vez, ficou ao lado do marido. Suas visitas na faculdade com um cheque na mão nunca foram o suficiente para acabar com a enorme mágoa que tinha dos meus próprios pais. 

Me neguei receber o dinheiro deles e simplesmente, corri atrás do que sempre quis.

E hoje, com toda a certeza seria o dia para demonstrar que havia conseguido. A Above Ordinary Music Group seria inaugurada às seis da noite.

Sai do meu quarto com Kiseok me gritando. Ele iria me ajudar com os detalhes finais e depois com a festa.

"Meu amigo, estou te esperando a uma década!" Exclamou cruzando os braços.

Revirei os olhos antes de tirar um dos meus CDs favoritos das mãos curiosas de Banryu.

"Seu filho mexe em tudo!" Reclamei pegando o menino no colo. "Tio Jay não gosta disso, Banban!" Baguncei seus cabelos o fazendo rir.

Saimos do meu apartamento indo até o carro de Kiseok. Coloquei o menor na cadeirinha vendo o mesmo começar a cantar a abertura de Bob Esponja.

"Está ansioso?" Perguntou meu amigo quando já estava prestando atenção na estrada. "Pois se não estiver, eu e Yunseo estamos... Ela está tão orgulhosa de você que até penso que deveríamos ter te adotado quando dava tempo!" Brincou com um enorme sorriso nos lábios.

"Nunca quis ser adotado por vocês!" Retruquei revirando os olhos.

"Se a Yunseo pedisse você teria aceitado!"

"Se ela não fosse casada com você, sim!" Dei de ombros antes de receber um soco no braço.

"Minha gatinha iria se casar comigo de qualquer jeito... É coisa de destino, era eu ou era eu." Comentou se gabando no final da frase. 

Kiseok continuou a falar sem parar, Banryu resmungava palavras de difícil compreensão do banco de trás e eu estava a ponto de abrir a porta e me jogar.

Isso foi por todo o caminho.

Sempre fui o mais isolado, não gosto de falatório e de bagunça. Mas Deus quis me dar amigos diferentes do que sou, amo todos mas as vezes Kiseok e seu jeito me irrita.

E por obra divina, somos os mais próximos.

"Chegamos!" Kiseok estacionou em frente a fachada que demorei semanas para me decidir. "Vamos, ainda tenho que buscar Yunseo e as meninas no salão!" Falou saindo do carro e pegando Banryu.

Sai do carro tirando as chaves do bolso e abrindo a enorme parte de vidro. Entramos e Banryu foi logo para chão mexer nas coisas.

"Você pode terminar de arrumar a sala de prática enquanto vou para o estúdio?" Perguntei o vendo assentir.

Me afastei sendo recebido por um maravilhoso silêncio, abri a porta vendo o lugar que está sendo meu favorito de todo o prédio.

Poderia ficar horas ali, e foi exatamente isso que aconteceu. Só dei conta do horário quando Kiseok bateu na porta avisando que estava indo buscar as meninas e que arrumou a recepção para a festa.

Resolvi terminar de ajeitar minha sala, era o único lugar onde nada foi mexido. Havia meia dúzia de caixas com peças de decoração que as meninas me ajudaram escolher e comecei abrir todas.

De formas diferentes, todos os meus amigos me ajudaram a colocar meus planos fora dos meus pensamentos.

Ajeitei um porta retrato preto sobre a mesa de vidro e fiquei lhe olhando. Era uma foto de nos quarto sorrindo, Hyukwoo e Kiseok com seus filhos. De acordo com Seokim, era uma foto somente dos homens.

Estamos sorrindo, havia sido tirada no jantar na casa dos Kwon semana passada. Teve muita comida, risada e choro infantil. Coisas que gosto ou que aprendi a gostar.

Olhei para o enorme e exagerado relógio na parede vendo que faltava quarenta minutos para o início da festa. Ainda precisava ir para casa tomar um banho e voltar para organizar tudo.

Dei uma última olhada na minha mais nova sala antes de sair da mesma e encontrar Yunseo com Banryu segurando sua mão na recepção, ambos já arrumados.

Ela sorriu e retribui.

Confesso que sempre achei mulher do meu amigo bonita. Ou melhor, todas as mulheres do grupo são.

"Pensei que precisasse de alguma ajuda para os ajustes finais e eu estava completamente certa!" Comentou passando o olhar por minhas roupas.

Sorri e assenti.

"Obrigado... Preciso ir em casa, mas acho que a comida chega em vinte minutos. É só isso que falta!" Comentei a vendo concordar e ir se sentar em uma cadeira com Ban.

"Pode ir... Daqui a pouco Kiseok e os outros chegam." Respondeu enquanto eu saía.

Coloquei minhas mãos nos bolsos da calça e senti a brisa de primavera vir de encontro ao meu rosto. Estava tão distraído que nem percebi a moça esbarrar em mim e se não fosse pelo meu rápido e repentino reflexo, ela teria ido ao chão.

"Ai meu Deus, me desculpa!" Exclamou olhando em meus olhos.

Seus grandes olhos castanhos me deixaram sem reação por alguns segundos.

"Moço, me desculpa?" Repetiu envergonhada e se curvando depois que a soltei.

"Está tudo bem. Não precisa se desculpar!" Respondi forçando um sorriso. 

"Obrigada por não ter me deixado ir ao chão..."

Seu movimento de colocar uma mecha de cabelo atrás da orelha me chamou atenção. Encarei seu rosto.

Ela era bonita e com alguns traços me lembravam de pessoas ocidentais.

Ela era uma garota que chamava atenção por onde passava. 

"Muito obrigada e desculpa novamente, moço!" Falou pela última vez me dando as costas e começando a se afastar.

Fiquei parado no meio da calçada até a voz de Hayeon me acordou e fez com que olhasse em sua direção. A mesma estava com um dos gêmeos nos braços, que devo arriscar em dizer que era Moonbin.

"O que houve, JayJay?" Questionou tocando meu braço com sua mão livre.

"Oi, não aconteceu nada!" Sorri fraco. "Preciso ir em casa, Yun já está lá dentro com o Banryu." Acrescentei começando a me afastar.

...

A festa estava agitada. Kiseok havia sido responsável pela playlist e estava sendo impossível os convidados ficarem parados.

Alguns conhecidos no meio artístico haviam parecido e os poucos funcionários contratados estavam presentes.

Vi Chase se aproximar com seu copo cheio e com um sorriso divertido presente em seu rosto.

Um grande amigo que conheci em uma das viagens que fui com meu pai para Seattle quando estava na escola e que por destino, voltamos a nos encontrar anos depois. Chase se mostrou um excelente produtor e foi quase impossível não lhe dar um espaço aqui.

"Você poderia sair do canto e dar uma de simpático, chefe?" Perguntou me fazendo revirar os olhos. "Está tudo indo ótimo, até a sua cara de bunda!" Ironizou.

Chase poderia competir com Kiseok para ver quem me irritava mais.

"É a sua festa, Jay... Vai se divertir um pouco!" Pediu dando um gole no líquido do copo e fazendo uma careta logo depois. "Nunca vou me acostumar com esse soju de vocês!" Reclamou dando outro gole.

"Então, pra que continua bebendo ele?" Empurrei seu ombro lhe tirando um pouco de equilíbrio.

"Chefe, posso te processar por agressão em trabalho!" Brincou. 

"Chase, se continuar me irritando, nem irá precisar aparecer aqui amanhã para trabalhar!" Retruquei o fazendo gargalhar.

"Você é hilário, cara! Até parece que eu iria aparecer aqui amanhã cedo... Vou estar de ressaca!" Continuou a rir enquanto se afastava.


Notas Finais


Link do grupo: https://chat.whatsapp.com/4V2gTBf6N95He84rHK21bD

_______________________________________

Opa, olha só o que temos aqui!!!!

Pessoal, é uma introdução da próxima história, fiz como bônus aqui pois sou dessas... Espero que guardem em seus corações os acontecimentos kkkkk

Bom, o próximo já será o último... Aí que tristeza. Acho que até o final de semana estará finalizada e Incomparable iniciada (agradeçam o povo da minha sala que quis combinar de faltar e com isso vou poder ficar escrevendo até tarde)

Por é só.

Até o próximo e último.

Beijão.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...