1. Spirit Fanfics >
  2. Série Os Estranhos Gênesis: A Guerra do Tártaro >
  3. Prólogo

História Série Os Estranhos Gênesis: A Guerra do Tártaro - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Espero que gostem, minha nova história de heróis.

Capítulo 1 - Prólogo


                                                                                     Prólogo

 

Cidade Los Garyn, Rua Powers 77, 06 de Fevereiro de 2014.

 

A Rua Powers 77 estava deserta com suas casas cinza, sujas e com varias rachaduras como se tivesse acontecido uma grande batalha lá. Havia até um enorme buraco entre algumas casas e havia alguém de cabelos verdes que observava as casas bem pensativa, havia de fato algo que havia mudado pra sempre o destino daquela rua e daqueles que ali viviam.

— Não há nada por aqui. Que tédio! — disse a garota de cabelos verdes meio desinteressada pelo local em que estava.

Seu nome era Charlia Cantas, mas era conhecida como a Magma, a terrível e poderosa estranha Magma. Ela trajava um uniforme vermelho amarelado pra representar as chamas, que era o seu poder.

— Olhe direito estranha! — disse um homem careca com um olho só vermelho e que tinha o seu outro olho coberta por faixas brancas. Ele usava um terno azul escuro e uma gravata lilás. — O seu nome era Gus Lopéz, um agente da Nero e era chamado também de ‘’O agente de um olho só’’.

Magma se virou e o encarou animada.

— O agente de um olho só? — disse ela sorrindo. — Eles mandaram você? — falou ela zombando dele, ela achava que ele não era de nada. Apenas mais um agente da Nero que ela mataria e não daria nem pra diverti-la.

Ela deu um sorriso sádico, pois sabia que venceria o agente de um olho só, ela conhecia muito bem a fama dele, não toda sua história só alguns feitos dele.

— Você já era! — falou ela toda confiante de sua vitória.

Gus riu, sabendo que ela não sabia do seu poder, que ele era não só um agente da Nero, uma das organizações mais poderosas do mundo, mas também era um Estrouder.

— Não deve subestimar um Estrouder sabia, Magma? — falou Gus soltando varios raios vermelhos do seu único olho e rindo, pois ele tinha certeza que isso iria abalar Magma e conseguiria derrota-la.

Magma ficou surpresa.

— O que?

Antes que Magma pudesse fazer algo, como desviar ou atacar Damon com seu poder de chamas ela foi atacada não tão inesperadamente pelo golpe do Estrouder. — Uma imensidão de raios vermelhos voava até ela atingindo-a e ela não sabia como escapar era como se fosse a chuva que quando mais você corre mais você se molha. Ela então deu berros de dor e sangrou pela boca demonstrando que ela tinha de fato subestimado seu oponente, ela sabia disso e não esperava que ele fosse um estranho também.

— Agora eu te matarei Magma do Clube do Tártaro! — anunciou Gus pra ela com uma voz autoritária mostrando que ele havia vencido ela, que estava totalmente em desvantagem contra ele.

Gus Lopéz, o agente da Nero e também estranho. Conhecido pelo seu codinome: Damon, baseado na divindade grega Deimos o deus do terror, embora que seu poder o olho do Medo fosse refere-se mais ao irmão de Deimos da mitologia grega, Fobos o Deus do Medo. — Damon tinha um objetivo, ele na verdade não iria matar Magma, não ainda pelo menos. Tinha que descobrir os objetivos do Clube do Tártaro.

Magma estava no chão caída e envolta de seu corpo passava uma energia, aura avermelhada que era o poder de Damon, ela estava revendo seus piores medos naquele momento. Mas, ela ficou assustada quando o agente falou do Clube do Tártaro e não sabia como ele tinha a informação que ela pertencia a esse grupo, era secreto ninguém conhecia totalmente todos os membros do grupo. Ela ficou preocupada.

Damon riu, soube exatamente o que Magma estava pensando sem nem perguntar-lhe.

— Li sua ficha Magma. — explicou ele, que havia lido a ficha dela dado por seus superiores antes de partir na missão de mata-la, haviam conseguido informações de pessoas que haviam visto ela perambulando pela cidade de Los Garyn e perto da Rua abandonada Powers 77 e por não ter tanta certeza só mandaram ele, um Estrouder que teria força o suficiente pra mata-la. — O seu passado, o seu desprezível pai. — continuou Damon.

Magma foi interrompida por suas memórias dada as palavras de Damon.

— Meu pai?

Magma lembrou-se do pai, ele sempre usava um terno azul claro e camisa cor de vinho, ele era alto, tinha cabelos pretos curtos, olhos azuis claros, uma cicatriz começando na testa e acabando acima do nariz, bigode quadrado e um pouco de barba. Magma lembrava muito bem de seu pai. — Meu pai Gaber Roes foi considerado um dos estranhos mais perigosos do mundo. Ele me protegeu sempre.

Gaber era conhecido como o Escamado, ele tinha super força e resistência a altas temperaturas ou temperaturas abaixo de zero e resistia a ataques gigantescos de armas ou de estranhos bem mais fortes que ele. — Uma imagem do pai trajando seu uniforme veio a mente de Magma, verde mar, ressaltando as escamas e o peitoral dele e tinha partes em vermelho. Ela tinha muito orgulho de ser filha de Gaber Roes, mesmo que não usasse o nome dele.

Magma voltou a si.

— Cale-se! — disse pra Damon que assustou por ela estar aguentando falar por conta de seu poder do medo. Mas, Magma não era de mulher que desistisse tão facilmente após uma queda, ela sempre se levantava algo que seu pai lhe ensinou muito bem. — Não conhece o meu pai! — berrou ela furiosa por Damon chamar seu pai de desprezível, ela jurou que mataria Damon pra valer, o queimaria vivo pra deixar claro que ninguém fala mal de sua família e fica vivo.

— Sim, mas, acabarei contigo Magma! — afirmou Damon confiante, que via como o seu poder do medo tinha dado certo contra Magma e estava certo de sua vitória. Então ele começou u liberar seu poder pra mostrar o quanto ele é poderoso, pelos seus punhos e seu olho e formando uma enorme e poderosa aura vermelha ao redor dele. Ele sorriu. — Por isso me chamam de Damon! — berrou ele pra Magma.

— Ah é?

Ela se reergueu soltando seu poder de fogo.

— Venha! — desafiou ela.

Ela o encarou com toda a sua força e sua raiva contra ele, iria mata-lo por seu pai e por ela mesma, é claro.

— Pois sou eu quem matarei você, Damon! — disse ela que mesmo que estivesse ferida por conta do ataque de Damon teve forças pra se reerguer e lutar novamente, pois afinal de contas ela não era mulher de desistir após uma queda e não perderia de forma alguma pra Gus.

Gus sabia que era a hora de decidir quem sairia vitorioso, ele o Estrouder Damon ou ela a Magma, era a luta de matar ou morrer e ele não estava disposto a deixa-la viver. — Ele até perderia a pista do Clube do Tártaro, mas não a deixaria viver.

— Vou te mostrar por que me chamam de Damon! — berrou ele libertando seu poder dos olhos e juntando suas mãos criando uma enorme aura de explosão vermelha pra acabar com Magma de uma vez por todas.

— Fala outra coisa, Porra! — gritou Magma.

Então ambos atacaram, Damon soltou sua explosão vermelha contra Magma que atingiu seu corpo em cheio, mas ela foi mais rápida e atingiu ele com suas chamas mirando em seu rosto. Ela estava disposta a mata-lo custe o que lhe custasse.

— Morra, seu filho da puta traidor! — berrou ela em tremenda fúria e intensidade.

Só que mesmo recebendo o ataque direto em seu rosto, Damon não desistia e continuava o ataque e seu ataque atingia Magma ferindo-a nas pernas, nas costelas, abaixo do peito e também no outro braço dela que ela não estava atacando Damon.    

 

 

 


Notas Finais


Obs-Ainda pode sofrer alterações.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...