História Serpentes Gêmeas (Orochimaru) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


E lá vem eu com outra fanfic kk Essa é culpa da @line144 que me pôs minhocas, cobras e ideais na cabeça kkk
Só posso prometer um pouco de drama e hentai... Kk

Capítulo 1 - 01 -


Fanfic / Fanfiction Serpentes Gêmeas (Orochimaru) - Capítulo 1 - 01 -


Orochimaru


"De que adianta ser um lendário Sannin, uma posição de tão alta conta se isso não me preenche o vazio que sinto. Kusuri! Porque estou pensando nisso?... ”


Comecei a rir sozinho no canto do bar.


Orochimaru: Ha ha ha ha ha...


Jiraya: Heeeeey Orochimaru… porque está sozinho aí no canto? Venha! Deveríamos estar celebrando! Eu voltei!!!


Orochimaru: Tsc… Você e suas celebrações sem sentido…


Jiraya: Esta não é uma celebração sem sentido, pelo contrário… Estamos celebrando a nossa nomeação a Sannins e a nossa vitória na Aldeia da Chuva e a minha volta!


Orochimaru: Tsc… Isso já faz muito tempo!


Tsunade: E nós não vencemos a guerra ainda Jiraya!


Jiraya: Mesmo assim, batalhas vencidas devem ser comemoradas! Sabe-se lá se estaremos vivos depois da próxima! Vamos, vamos! Bebam comigo!


Tsunade: Já estamos bebendo com você, só não é pelo mesmo motivo…


Tsunade estava com um semblante triste, como sempre desde a morte de seu irmão e seu noivo. A rainha das poções agora não passava de uma apostadora bêbada…


Jiraya: Vamos Tsuna… Até o Orochimaru bebeu mais do que você desta vez…


"Realmente… nunca me excedi tanto na bebida… deve ser por isso que estou tendo esses devaneios…"


Tsunade: E daí? Eu posso e vou beber a noite inteira!


Jiraya: Ahhh! Essa é a Tsuna que eu conheço! Venha venha, deixe-me encher o seu copo…


"Não passamos de três bêbados em um bar no meio de mais uma guerra eminente."


Orochimaru: Já que ambos se têm como companhia eu vou indo agora.


Tsunade: Espere… não vá!


Orochimaru: Aproveitem a bebida.


Eu disse saindo do bar em direção a noite fria.


Minutos depois que eu havia saído do bar vi que Tsunade vinha correndo atrás de mim.


Tsunade: Orochimaru!?!


Orochimaru: O que veio fazer aqui?


Tsunade: Assim que você saiu Jiraya adormeceu com o copo em mãos. Eu disse que nunca mais o levaria para casa depois da última vez, então vim embora.


Orochimaru: É triste ver uma pessoa com tanto potencial o desperdiçando assim…


Tsunade: Sim. Ele devia se inspirar mais em você…


Orochimaru: eu não diria isso.


Silêncio perturbador…


Tsunade: Você não vai para casa?


Ela me perguntou quando passei da rua que ia até minha casa.


Orochimaru: Tenho coisas a fazer.


Tsunade: O que pode ser tão importante para se fazer a essa hora da madrugada?


Orochimaru: Se isso fosse da sua conta eu teria lhe convidado minha cara Tsunade…


Disse Orochimaru dando as costas para Tsunade e sumindo pelas ruas escuras de Konoha.




Prisão de Segurança Máxima de Konoha

Guarda: Você tem visita. Por favor, seja breve Orochimaru-sama.


O guarda disse abrindo caminho para que eu entrasse na cela.


Orochimaru: Estou aqui!


[Sons de correntes se arrastando]


Orochimaru: Ora, não me olhe com essa cara… Eu disse que viria assim que pudesse...


[Sons de correntes se arrastando]


Orochimaru: Não se aborreça, vou lhe alimentar imediatamente.


Disse Orochimaru colocando uma bandeja no chão e a empurrou para as sombras.


Orochimaru: Vamos… mostre gratidão pela comida…


[ Nhac… nhac… glub… glub… glub... ]


[Nheeec]


A porta se fecha sendo trancada pelo lado de fora pelo guarda.


Orochimaru: O velhote quer te ver…


Silêncio


Orochimaru: Sabe que ele mais cedo ou mais tarde vai aparecer…


[Sons de correntes se arrastando]


Orochimaru: Hikari...


[Sssssssss… - sibilar de cobra]


Então das sombras saiu uma grande serpente branca e essa ao se contorcer de dentro para fora se transformou em uma mulher. Uma mulher branca com os mesmos e idênticos traços de orochimaru, exceto pelos cabelos que tinham tons violeta.


As correntes feitas de um jutsu, que estavam por todo seu corpo de cobra, agora envolviam suas mãos, pés e pescoço.


[Sons de correntes se arrastando]


Chīsana: Está de ótimo humor… Yami, meu irmão.


Orochimaru: não me chame assim irmã!


Chīsana: Então não me provoque…


Disse sorrindo.


Chīsana: Deixei de ssser essssa pessoa a muito tempo atrásss, assim como você… 


[Sssss… - sibilar de cobra]


Orochimaru: Amanhã não seremos mais as pessoas de hoje...


Chīsana: Pode retirar minhas algemassss ?


Orochimaru riu irônico enquanto olhava sua irmã com as mãos estendidas.


Orochimaru: Como se você mesma não pudesse fazê-lo…


Chīsana lhe deu um sorriso e retirou as algemas como se fossem simples bijuterias.


[Trec trec]


Chīsana: Nada mal… essa é mais incômoda do que as anteriores… 


Dizia ela estalando o pescoço enquanto voltava a falar normalmente.


Orochimaru: São tão ingênuos de acreditar que algo assim poderia realmente prendê-la…


Chīsana: Diga, porque ele insiste tanto em me ver? Não foi ele mesmo quem me colocou aqui?


Orochimaru: Ora minha irmã, você conhece Sarutobi melhor do que ninguém, seu pobre e velho coração está pesado em ter acorrentado uma pessoa inocente pelo bem da vila...


Chīsana: Tudo graças aquele conselho baka!


Orochimaru: As pessoas temem poderes que não podem controlar.


Chīsana: Mas você está lá fora e eu estou aqui dentro… Diga irmão, as pessoas lá fora não o temem?


Orochimaru: Ao contrário de você irmã, não fui abençoado com tantos dons…


Chīsana: Insiste em chamar minha maldição de don?!


Orochimaru: Já discutimos sobre isso...


Chīsana: E discutiremos eternamente!


Orochimaru: Ha!


Chīsana: Você…


Ela chega perto de mim me cheirando.


Chīsana: Está bêbado?!


Orochimaru: Não diga tolices…


Chīsana: Os guardas estão voltando… Bom, diga ao velhote que aceito vê-lo, se, eu for até ele, não o contrário. Não aguento mais ficar aqui!


Orochimaru: Darei o seu recado.


Dizendo isso Chīsana se contorceu até transformar-se em serpente novamente.


A porta se abriu e fui em direção a ela.


[Sssss… - sibilar de cobra]


Orochimaru: Sim, eu sei! Até breve irmã…


A cela foi trancafiada assim que Orochimaru saiu.


Orochimaru: Diga ao Hyruzen que minha irmã deseja vê-lo.


Disse Orochimaru ao guarda sem se virar para trás indo em direção a saída.



Notas Finais


E ai?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...