1. Spirit Fanfics >
  2. Set me free (Lipsoul) >
  3. "say your name"

História Set me free (Lipsoul) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


inspirado em mr.saxobeat da Alexandra stan.


gente o corona debutou na vizinhança, nunca mais saio de casa.

vou viver de ifood

Capítulo 1 - "say your name"


era o pior dia possível, tudo tinha dado errado, desde o momento em que jinsoul pisou naquele banco com sua equipe, ao momento em que todas fugiram e a esqueceram lá.

agora a Jung estava presa numa cela temporária da delegacia enquanto pensava em meio de sair dali.

estava morrendo de raiva, não conseguia tirar sua expressão raivosa da cara , estava em território inimigo.

e não conseguia bolar nenhum plano, nada vinha a sua mente.....

até que chegou uma policial.

que com toda certeza, estava secando jinsoul, de cima a baixo, claro, a Jung não era o tipo de ladra discreta.

e a oficial Kim já tinha notado.


então, jinsoul resolveu usar seu charme, parecia loucura, mas tinha fé de que daria certo.

— Olá bela dama, você aqui sempre? — A Jung falou com um sorriso sarcástico.

a Mulher nada respondeu, apenas continuou encarando o chão, enquanto tentava não prestar atenção na presidiária.

Jinsoul notou que estava sendo ignorada, então se levantou discretamente, e se aproximou das grades, logo sussurrando no ouvido da policial.

— é falta de respeito ignorar as pessoas —

notou que a mulher que estava a sua frente, se afastou bruscamente, e continuou a ignorar a sua presença.

a agente se sentou no banco que tinha ali na frente da cela de Jinsoul, e continuou a encarar o chão.

— Você não é do tipo que conversa, já saquei — a Jung falou e voltou para o banco da cela — bem, sua missão deveria tirar algo de mim, já que eu ainda não falei nada, ou estou enganada? — A Jung já estava se estressando, não queria ficar presa, e sua amiga policial não tava colaborando, certo, ela iria pagar de sonsa — Qual o seu nome? quer dizer, se é que você tem um —


—se eu respondesse isso.... quem garante que não mandaria suas amigas me matarem assim que botar o pé pra fora daqui? — A agente se pronunciou e olhou no rosto de Jinsoul pela primeira vez — ou melhor, me diria seu nome? —

—ah, então você fala.... — Jinsoul falou abrindo um sorriso travesso —não falo meu nome.... mas posso dizer como me conhecem.. —

— e como isso me ajudaria? — falou e se levantou indo até próximo as grades da jaula do demônio chamado Jung Jinsoul — eu preciso do seu nome, senhorita mistério, e não de um apelido —

— Podemos fazer um jogo hm, o que acha? — Jinsoul sugeriu, antes de ligeiramente puxar os braços da mulher do lado de fora e segurar eles contra as grades da cela — Não vai se arrepender.... —


Jinsoul levou sua boca ao pescoço da mulher, e deixou por lá alguns selares, que causaram arrepios na Kim, que por sua vez nem se manifestou, estava hipnotizada.


— não vai me falar seu nome? — Jinsoul perguntou enquanto uma de suas mãos se dirigia até os seios da oficial e a outra segurava as mãos da mesma — tenho certeza que seria mais excitante —


A Jung não conseguiria ver o rubor que se encontrava no rosto da oficial nesse momento, mas de algum jeito, o feitiço havia funcionado.

— Kim Jungeun.. — ela falou pausado.

Jinsoul sorriu ao escutar o nome de sua amiguinha policial, era realmente lindo, pena que não tinha prestado atenção no rosto da Kim.

— então jungeun... o que acha de intensificarmos as coisas hm? — Jinsoul perguntou provocativa, enquanto sua mão deslizava até o cinto da mais baixa — quer dizer... essa porta de ferro me impede de fazer muita coisa —


nessa hora, jungeun voltou a si, quer dizer, parte dela voltou, a outra parte dela dizia –senta logo nessa garota– enquanto a outra parte dizia quer era melhor parar.

então a Kim resolveu tomar uma atitude.

Em um movimento rápido segurou um dos braços da garota mistério, e nele prendeu uma algema, e como se fosse tirar doce de criança, prendeu no outro também, mel na chupeta.

só assim resolveu abrir aquela cela que prendia o maior de seus futuros pecados.

— hmm, então você joga sujo — Jinsoul falou rindo, ao ver a porta ser aberta — certo Kim, agora é sua vez —

Jungeun iniciou um beijo com a sua amiga presidiária, é foi a empurrando até aquele banquinho da cela, o beijo era afoito e nessecitado.

Droga, o plano de Jinsoul estava tão perto de ser realizado por completo, mas ao mesmo tempo tão longe.... precisava ver o rosto da sua amiga policial.


então resolveu separar o beijo delicadamente...

— Você beija bem Kim... — comentou apenas para poder ver todos os detalhes do rosto da outra, era muito linda, a Jung ficou até paralisada — pelo seu rosto angelical, as pessoas não consideram você uma pessoa safada, consideram? —

—Eu não tenho o costume de falar com os outros policiais, o que me faria ser safada? — A Kim perguntou com um olhar fuzilante.

—Bem, eu tenho um histórico — Jinsoul falou e sorriu debochadamente — você também vai ter, principalmente se não soltar minhas mãos e deixar eu brincar —

a Kim um pouco desconfiada, soltou a algema dos braços da Jung, a Jung logo iniciou mais um beijo afoito, e tambem começou a roubar a posição de Jungeun, ficando por cima dessa vez, enquanto suas mãos deslizavam pela cintura da Kim a procura de algo.

assim que encontrou o que procurava a Jung separou o beijo.

—Jung Jinsoul — ela falou e sorriu travessa enquanto colocava discretamente as algemas nos pulsos da Kim distraída — esse é meu nome, espero que te ajude — falou e se levantou, se ajeitando para sair daquela cela de animais —Foi divertido Kim, eu nunca marquei ninguém como marquei você — falou trancando a porta do lugar que a Kim passaria um bom tempo.



A delegacia era pacata, não tinha ninguém ali, não tinha ninguém para impedir a fuga de Jinsoul, então ela só saiu plenamente, com naturalidade.


na verdade hoje foi um dia interessante para a Jung.









Notas Finais


se fosse eu no lugar da Kim lip, prendia a jinsoul nas grades e fazia ela ser minha vítima.
agora se fosse no lugar da jinsoul, eu nunca ia emborakk


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...