1. Spirit Fanfics >
  2. Seta da vingança >
  3. Floresta Madeira Verde

História Seta da vingança - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Eae Leitores, esqueci de dizer que todos os personagens levados para esse mundo são brasileiros.
isso mesmo galera, todos os personagens de fics futuras serão Brasileiros e se passarão no Brasil

Capítulo 5 - Floresta Madeira Verde


Fanfic / Fanfiction Seta da vingança - Capítulo 5 - Floresta Madeira Verde

 

Capitulo 5- Floresta madeira verde

Caim estava em cima da montanha encarando aqueles dois gigantes se ajoelhando para um velhinho. Quando ele escutou o nome do velho, quase cai da montanha de tamanha surpresa, pois na sua cabeça, Zeus, era um homem enorme cheio de músculos, com uma grande barba, segurando um raio, ele imaginava Zeus como um lenhador.

Caim ouve um estalo e num piscar de olhos, os três tinham desaparecidos da sua frente.

Fodaaaa- gritou Caim, pela incrível batalha que ele tinha presenciado, mas logo caiu a real, como ele ia sair lá de cima.

Caim começa a descer a montanha muito devagar, segurando, quase abraçando pedra por pedra, até chegar na metade da montanha, onde tinha espaço suficiente para ele sentar, ele notou que a floresta que estava logo abaixo estava toda destruída, várias arvores estavam pegando fogo, arvores arrancadas pelas raízes, como se um furação tivesse passado ali, e uma enorme cratera como se um meteoro tivesse caído naquele ponto.

Ele aproveita para recuperar o folego, e compreender toda aquela situação que ele se encontrava. Depois de um tempo ele olhou para baixo, ainda faltava uns dois quilômetros para ele tocar seus pés no chão,

Ele estão começa a descer de novo, nesse processo demorou dez minutos para sentir a terra nos seus pés.

Ele então olha ao redor e notou que aquela floresta não era normal. As arvores eram muito grandes, com diversas folhas, mais aquilo que chamava mais atenção, era sua madeira de cor verde.

Uau-falou Caim passando a mão na madeira ( ͡° ͜ʖ ͡°). Ele então começa a adentrar mais ainda a floresta. Caim seguia por uma estrada de terra que passava no meio da dela, caminhando pela floresta ele Viu vários seres que não eram humanos, ele reconheceu todos, pois eram monstros que um nerd saberia o nome apenas batendo o olho.

Esses monstros eram vários sátiros, ninfas, unicórnios, duendes e fadas, andando mais, ele enxerga Uma enorme arvore humanoide gigante de 14 metros, ele então usa sua análise no monstro.

----------

Ents

Ents são uma raça de árvores humanoides falantes, também chamados de pastores de arvores. São imensos, resistentes, sábios e principalmente fortes. Existem para defender e auxiliar as florestas, são umas das raças mais antigas do que se tem conhecimento, foram criadas pela mãe natureza.

----------

Mãe natureza- pensou ele, Caim notou que não sabia praticamente nada daquele mundo, ele precisava buscar informações, mas antes disso precisava ficar mais forte.

Caminhado mais um pouco, ele acha um enorme lagarto, de cor rosa com várias manchas verdes, o lagarto tinha um tamanho de uma bicicleta, ele tinha uma macha verde sobre a boca, criando um sorriso maléfico e malicioso.

´´Analise``

----------

Lagarto Hani

Uma espécie de lagarto carnívoro, geralmente vivem em florestas e em bandos, são animais extremamente territoriais e venenosos, as cores são os níveis de perigo, vão de: Verde>rosa>vermelho>roxo>preto

----------

Hum então eles são venenoso- pensou Caim colocando a mão no queixo, já sei essa será minha primeira vítima.

Caim então procura objetos que possa ajudar a matar aquele animal, não era muito difícil, ele estava no meio de uma floresta, era só ele olhar pro chão que ele vê um pedaço de madeira grossa, e uma pedra.

Ele então se arma e fica esperando num arbusto escondido, esperando o lagarto vacilar.

Pow- Caim joga a pedra atrás da nuca do lagarto, mas ele era tão fraco que a pedra apenas ricocheteou.

Ah Merda-  exclamou Caim, enquanto tinha um grande lagarto furioso correndo em sua direção.

Ele então pega o pedaço de madeira e pula para cima do lagarto, Caim então bate na mandíbula do lagarto num movimento vertical, assim o quebrando.

O sangue e a saliva que escorria pela boca do lagarto era tão venenoso e ácido, que quanto batia no chão desintegrava o mesmo, ele então nota que o pedaço de madeira estava apodrecendo, até o ponto que só tinha o cabo para para segurar.

Merda, Caim então começa a correr com toda a sua força, olhando para trás, ele enxerga que aquele era o lagarto, mais persistente que ele já tinha visto em toda a sua vida, ele então avista uma enorme arvore, que logo começa a escalar, e fica pendurado no primeiro galho da arvore.

Hahaha sua lagartixa estupida- zombou Caim apontando para lagarto.

O lagarto fincava suas garras na arvore, para poder subir, mas sem sucesso,

Vem tranquilo vem tranquilo, se afoba não- disse ele fazendo careta para o lagarto,

Treck, treck, pow, o galho que Caim estava sentado era fino, e estava podre por dentro, despencando direto para o lagarto, caindo em cima dele.

Se recomprado ele enxerga que estava em cima da lagartixa. Em um pulo ele se afasta do animal, mas o animal estava se esperneando muito mais não conseguia sair debaixo do galho.

Chegando perto ele viu que o torso do lagarto estava empalado por um ramo que saia do galho. Olhando aquilo ele deu um grande sorriso, e começou a procurar uma pedra, na hora que ele ia matar o animal, ele vacilou.

Caim nunca tinha matado nada maior que uma barata, a não ser que ela voava. Em sua cabeça aparecia imagens dos vários anos de abusos físicos e mentais, aparecia a imagem do Jhonny, batendo nele, fazendo sexo com a Sayuri.

Caim, tomado pela raiva começa a golpear a cabeça do largado.

Filho da puta, filho da puta, desgraçado- gritava Caim, com os olhos cheios de lagrimas.

Caim olhou para sua mão, estava toda cheia de sangue, não só suas mãos, e sim todo o seu corpo, Dos respingos de sangue que saia, pelas pedradas que ele tinha dado.

Você subiu de nível

Você subiu de nível

Sua agilidade subiu em 1

Hahahaha- realmente esse calango era muito forte- falou Caim com seu nariz empinado.

Ele notou que o galho estava ficando podre.

Que veneno poderoso- pensou Caim

Caim já leu diversas obras, sobre histórias de reencarnação, ele pensou em que repetindo a mesma ação várias vezes, ele iria adquirir habilidades.

A cor do lagarto era rosa com manchas verdes, o segundo veneno mais potente que ele tinha informação, e já desintegrava madeira com várias gotas, imagina o quão potente seria o primeiro.

Caim então pega um ramo pequeno, e passa na pele do lagarto, uma gosma que cobria sua pele começa a grudar no ramo, ele bota na boca uma minúscula gota, e engole

Clumb, hahaha que veneno mais fra…- Caim cai no chão tendo espasmos, parecia que seu órgãos estavam derretendo por dentro.

10 minutos depois

O efeito do veneno já tinha passado mais não tinha aparecido nenhuma mensagem, ele então pega outra gota.

Hahahah, acho que estou ficando louco, mas preciso ficar mais forte o mais rápido possível, quase morri por uma lagartixa, imagina goblins com espadas e facas, realmente são monstros de nível um.

Clumb-Caim então engole mais uma gota, mas ele notou que o efeito do veneno tinha diminuído, ele então repetiu o mesmo processo mais duas vezes.

Você aprendeu a habilidade ´´Resistência a veneno``

Você aprendeu a habilidade ´´Sangue venenoso``

Aeeee, deu certo, deu certo, eu sou demais, eu sou demais- gritou Caim, fazendo a uma dança egípcia entranha

Vushh, um enorme arco feito de ar passou na frente de Caim, cortando diversas arvores, ele então cai sentado, pois aquela não era uma simples brisa, e sim um ataque

Caim então começa a correr de onde tinha vindo aquele ataque, sabia que estava correndo pra morte, mas a curiosidade falou mais alto.

Chegando perto, ele avista de longe um enorme cão negro de duas cabeças, protegendo um cachorro do tamanho de um cavalo pequeno, e o outro individuo, Caim reconheceu na hora, era o homem que estava batalhando com Apolo.

10 minutos depois

Caim olhava aquela luta insana, diferente da de Apolo, aquela era mais sangrenta, minutos mais tarde o velho acaba matando o grande cão negro.

Caim então observa ele matando o cachorro, rindo se vangloriando do quanto ele era forte, e torturando o filhote dela, Caim estão ficou enfurecido, cheio de ódio, ele não gostava de seres humanos, mais animais já era outra história, eles nunca fingiam seus sentimentos, os cachorros de rua, eram seus melhores amigos, seus pais não aceitavam cachorros dentro de casa por que sua irmão mais nova não gostava.

Sua cabeça começa a entrar em conflito, o lagarto que ele tinha matado friamente não era um animal

Não, não, não, eu precisei fazer aquilo- pensou Caim.

Então ele vê o velho indo embora, Caim não mexia um músculo, não respirava para não fazer barulho.

Depois de um tempo escondido, esperando o cara ir o mais longe possível, Caim começa a andar na direção grande cachorro

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Notas Finais


Então e isso, espero que gostem, amanhã sairá um novo capitulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...