1. Spirit Fanfics >
  2. SETEALEM - Taekook,Vkook >
  3. Chapter One - 1

História SETEALEM - Taekook,Vkook - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Chapter One - 1


Fanfic / Fanfiction SETEALEM - Taekook,Vkook - Capítulo 1 - Chapter One - 1

E lá estava eu,sentado no ponto de ônibus com o meu livro em mãos.

Era época de inverno,então enquanto eu lia,a brisa gelada da manhã bagunçava suavemente meus fios de cabelo castanhos,porém eu não me importei muito com aquilo.

O meu foco estava totalmente naquelas páginas levemente amareladas.Meus olhos vagavam rapidamente por cada frase,e uma emoção tomou conta do meu corpo agasalhado.

Sempre que lia um livro,eu me encaixava na história.Tudas ações dos personagem eram como se fossem minhas,e quando isso acontecia,eu me perdia totalmente na história proposta.

Fiquei tão concentrado no que eu estava lendo,que nem havia notado que um senhor de idade havia se sentado ao meu lado.Demorou alguns segundos para que eu desviasse meus olhos do livro e olhasse o senhor ao meu lado.Ele tinha uma aparência um pouco estranha,mas nada tão estranho.Suas roupas estavam desgastadas e sujas,o que me levou a entender que ele provavelmente era um morador de rua.

Quando o olhei,nossos olhos se encontraram,e ele ficou olhando fixamente para mim.

Não demorou muito para que eu desviasse o meu  olhar,porém eu ainda sentia os olhos dele fixos em mim.Afim de  ignorar a sensação de desconforto que o olhar dele me causava,voltei rapidamente a atenção para o meu livro,mas logo minha atenção sobre a leitura desaparece novamente quando ouço a voz grossa dele falar bem perto de mim com autoridade.

ー Não vá! - O mais velho diz com firmeza

ー Perdão,o que disse? - O indago confuso por suas palavras

ー Não vá! - Responde na mesma altura e na mesma firmeza de antes

ー Como assim 'não vá'? - O olho afim de encontrar alguma resposta

ー Eles iram te pegar,garoto.Então,não vá! - Suas palavras saem mais altas do que as anteriores

ー Do que o senhor está falando? - Arco suavemente meu cenho

ー Eles não te querem por lá pois,você é um humano.Escute o que eu estou te falando,garoto.Não vá em hipótese alguma! - Segura o meu pulso com força 

ー O senhor está me machucando - Digo referente ao pulso

ー Eles vão te matar,garoto.Não vá! - Dessa vez sua voz saí como um grito

ー Senhor,eu não sei do que você está falando,mas você está me assustando! Por favor,solte o meu pulso porque você está me machucando - Falo enquanto tento tirar meu pulso de suas mãos

ー Oh,meu Deus!! Você vai se apaixonar por ele...Não!! Você não pode fazer isso,garoto.Não vá!! - Aperta ainda mais o meu pulso

ー Senhor,eu não sei o que você quer dizer com 'não vá'.Agora,me solta! - Falo dessa vez com firmeza.

Quando eu terminei de falar,o mais velho arregala os olhos e rapidamente solta o meu pulso.

ー Vo-você vai se tornar um...um deles.Não pode ser...- Se afasta rapidamente de mim ー O que você vai fazer,garoto? Oh,céus! Isso vai te custar muito caro - Se afasta ainda mais 

Essas foram as últimas palavras dele antes que ele desaparecesse,bem na minha frente.

Arregalei meus olhos surpreso.Como assim ele sumiu,e na minha frente? Essa era a pergunta que eu me fazia mentalmente.

Depois daquela cena,eu fiquei ali,parado e totalmente estático.Eu realmente fiquei chocado e surpreso com tudo aquilo.Aquele senhor desapareceu na minha frente!!! 

Eu só acordei daquele transe quando o ônibus busina.Tomo um surto por conta da businada.

As portas do ônibus de abrem,e logo o motorista com seu sorrindo amarelado me olha.

ー Bom dia! Vai entrar ou vai esperar outro ônibus? - Me indaga.

ー Eh...E-eu vou nesse mesmo - Sorriu meio sem jeito pegando minha mochila que estava ao meu lado no banco e me encaminho para dentro do veículo.

Quando adentro o ônibus,um calafrio percorre minha espinha e uma sensação ruim toma o meu coração.

ー Senhor? Você está bem? - A voz do motorista me indaga mais uma vez.

ー Cla-Claro - Digo simpaticamente ー Aqui está o dinheiro da passagem - O entrego algumas moedas.

ー Ok.Sente-se ali! - Aponta um banco vaziu.Sorriu e me encaminho até o banco,me sentando no mesmo.

Ao sentar,tive a impressão de todos do ônibus me encararem.Arqueei o meu cenho e olhei aos redor,porém não havia ninguém me olhando.Todas as pessoas estavam paradas olhando para frente.

Balancei levemente minha cabeça afim de esquecer aqueles pensamentos e logo voltei a ler o meu livro.

Durante o trajetório,notei que pelo retrovisor o motorista me olhava com aquele sorriso nos lábios.Era como  se ele estivesse se divertindo com algo,mas eu não sabia o que era.

Suspirei pesadamente antes de fechar meu livro e o guardar na mochila.No lugar do livro,eu pego o meu celular,mas para minha surpresa,o celular estava totalmente sem bateria.Isso era estranho pois,eu havia colocado o meu celular para carregar na noite passada,e era para estar com 100% de bateria,só que não foi isso que aconeteceu.

Bufo estressado e coloco o celular novamente na mochila.

Afim de fazer algo,encosto minha cabeça na janela e começo a observar o caminho que o ônibus estava percorrendo.Eu nunca tinha visto aquele caminho na minha vida,então logo fiquei surpreso.

ー Motorista - O chamo.

ー Sim,garoto? - Responde ainda me dando algumas olhadas pelo retrovisor.

ー Por acaso você está...Pegando um atalho? - O olho.

ー Atalho? - Gargalha ー É,garoto.Eu estou pegando um atalho.

ー Hm...- O olho uma última vez e depois volto minha atenção para a janela.

O lugar no qual estavamos indo era um pouco...estranho? Talvez essa seja a palavra certa para esse tipo de situação.A estrada estava normal,mas o ônibus passou por alguns locais aonde havia muito mato,e isso me deixou meio intrigado.

E enquanto eu olhava a paisagem,uma senhora de idade aparece me olhando com cara feia.

ー Você não é daqui,garoto.Fora! - Diz em um tom furioso.

ー Senhora,aqui não é acento preferencial - A observo ー Mas se a senhora quiser,eu saiu e...- Sou interrompido por ela.

ー SAÍA DESSE ÔNIBUS AGORA!! NÃO TE QUEREMOS AQUI,INTRUSO.FORA!! - Grita.

ー Pare com isso,vovó! - A voz doce de alguém toma a palavra,e ao olhar para trás da senhora de idade,vejo um garoto com mais ou menos minha idade ー Você está muito estressada.Venha,sente-se novamente - Fala sorrindo ladino para mim.

A senhora apenas me lança mais um olhsr mortal antes de voltar ao lugar dela,enquanto ao garoto,ele se senta ao meu lado com um sorriso nos lábios.

ー Desculpe minha avó.As vezes nem eu entendo o que ela fala - Ri ー Sou Jung Hoseok,mas pode me chamar só de J-hope.É meu apelido.

ー Eu sou Jeon Jungkook.Prazer em conhecer - Sorriu  ー E sobre a sua avó,tá tudo bem.Não precisa se preocupar.

ー Tudo bem,então.Você por um acaso estuda na School Art Korea? - Pergunta me olhando atentamente.

ー Como você sabe? - Arco meu cenho.

ー O chaveiro na sua bolsa - Sorri ー Lá é uma ótima escola.

ー Sim.Lá é realmente uma bela escola.Bom,mas e você? Estuda? - Me pronuncio enquanto tirava alguns fios de cabelo do meu rosto.

ー Bem...eu não estudo por aqui,sabe? Estudo em outro estado - Me explica enquanto brincava com os dedos ー Talves você não conheça,então não vale a pena falar - Dá de ombros para mim.

ー Ah - Sorriu minimamente antes de voltar a atenção a janela.

Mas,detergente,o ônibus começou a dar alguns trancos.Todos começaram a entrar em pânico,e eu estava no meio.

E enquanto o motorista dirigia,uma luz branca e forte apareceu repentinamente na estrada.Tudo estava realmente estranho,mas tudo ficou mais estranho quando todos se levantaram de seus lugares e ficaram parados,apenas observando aquela luz forte que invadia todo o ônibus.

Afim de fazer algo,me levanto e tento caminhar para perto do motorista,mas quando eu estava me aproximando dele,o ônibus atravessou a luz,e eu foi arremessado para longe instantaneamente.

Quando minhas costas se chocaram violentamente com o chão de metal,senti meus olhos ficarem embaçados.A última coisa que eu vi foi alguém chamando o meu nome,e depois disso eu apaguei completamente.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...