1. Spirit Fanfics >
  2. Seu Admirador Secreto - Jungkook (Long Fic) >
  3. I think he is in love.

História Seu Admirador Secreto - Jungkook (Long Fic) - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Segundo cap dessa minha fanficzinha, eu realmente não sei se está boa mas eu estou tentando, espero que gostem!

Capítulo 2 - I think he is in love.


Fanfic / Fanfiction Seu Admirador Secreto - Jungkook (Long Fic) - Capítulo 2 - I think he is in love.

Seg, 1 de Fevereiro de 2020, 5:05 P.M, Entrada da escola, ___ POV.

 

 - Meu deus, quão clichê! - Hana proferiu entre gargalhadas.

 

 - Que merda é essa! - Disse incredula mantendo o cenho franzido olhando de relance a outra.

 

 - Você vai, não é? - Limpou as lágrimas que surgiam nos cantos de seus olhos.

 

 - Não seja idiota Hana! - Revirei os olhos. - Só há duas possíveis razões para essa "carta" - Fiz aspas com os dedos agora olhando a outra nos olhos, suspirei pesado em resposta ao sorriso ladino da outra. - Ou está pessoa errou o armário ou ela está querendo tirar uma com a minha cara!

 

Guardei a carta de volta ao envelope e cruzei os braços ao notar o semblante sapeca da garota de cabelos curtos.

 

 - E se... - Começou.

 

 - Hana... - Reclamei para que ela me poupasse de suas frases sem noção.

 

 - Talvez está pessoa esteja apaixonada... - Cantarolou enquanto balançou a cabeça em seu ritmo.

 

 - Não invente coisas sem sentido. - Revirei o olhos e fechei o armário pondo a chave em seu devido lugar.

 

 - Não estou inventando nada! - Soltou me olhando com desprezo. - Primeiramente, você é uma garota incrível e é até estranho alguém não ter se apaixonado antes... - Agora foi minha vez de a olhar com a mesma expressão. - Segundamente, eu jamais deixaria alguém te zoar e é impossível errar de armário onde tem praticamente nosso nome na porta! - Voltou a atenção ao seu armário seguida de mim que chequei o papel com letras em Arial marcando meu nome, engoli em seco. - Terceiramente, e se for realmente alguém que gosta de você? O que vai fazer? - Fechou o armário e girou a chave em seus dedos enquanto descansou as costas sobre o metal.

 

 - Eu... - Pensei por longos segundos e apertei o papel entre meus dedos. - Não vou fazer nada! - A olhei. - Ainda nem é 14 de fevereiro e essa pessoa é idiota mesmo. - Suspirei desviando o ohar para um ponto qualquer me perdendo por longos segundos. - Eu nem valho a pena e a única pessoa que me interessa é Park Bogum. - Silabei o nome amaciando a carranca da garota por minha primeira frase.

 

 - Tá mas e se for ele? - Tomou toda minha atenção para si enquanto soltou um sorriso exalando superioridade.

 

 - Que? - Soltei alto demais cobrindo minha boca com ambas as minhas mãos, percorro o olhar pelo local para ver se alguma alma tinha ouvido nossa conversa e após confirmar que não havia nínguem franzi o cenho a olhando enquanto a outra riu. - Não seja idiota Hana! - Falei abafado por minhas palmas logo as tirando de meu rosto.

 

 - Vamos lá ___! - Insistiu irritada. - De uma chance! - Bufou. - Se for ele, ótimo! Se não for pelo menos de uma chance!

 

 - As chances de ser eles são mínimas! E tenho certeza que vai ser uma pegadinha sem graça...

 

 - Eu já te disse que não vou deixar ninguém te fazer mal... - Me cortou arrancando um suspiro cansado de meus lábios. - E então? - Soltou depois de um bom silêncio me fazendo negar. - Vamos lá! Você nem sequer teve um namorado e é o nosso ultimo ano na escola! - Pensei por longos segundos.

 

 - E qual é o problema?

 

 - Você não vai viver o clichê escolar que você tanto cobiça. - Faz um bico em provocação.

 

 - Que? - Solto agora em um tom baixo. - Eu não quero isso. - Minto em um tom baixo desviando meu olhar mais uma vez.

 

 - Vamos apostar. - Soltou já cansada da conversa, ergui uma de minhas sobrancelhas e a olhei com curiosidade.

 

 - Duas apostas em um dia? O que há com você?

 

 - Digamos que você me deixa sem escolhas, quero que você faça muitas coisas legais esse ano mas você não colabora. - Caiu na minha armadilha para mudar de assunto. - O que me diz? - Volta a insistir arrancando outro suspiro de mim.

 

 - O que é dessa vez? - Pergunto entediada.

 

 - Se você for em todos esses "encontros" e não se apaixonar eu te dou todas as minhas sobremesas a partir de amanhã mas se você se apaixonar então você me dá suas sobremesas. - Ditou simplista enquanto fez aspas com os dedos.

 

 - Tsc. - Reclamei, sobremesas são coisas sagradas para nós duas já que ambas somos viciadas em coisas doce.

 

Ganhar todas as sobremesas de Hana pelo resto do ano com certeza seria um ganho mas se eu perder e ter que dar as minhas a ela... Isso estragaria completamente meu ultimo ano na escola! Apesar de que seria impossível Bogum ser a pessoa que gosta de mim... E ele é o único para mim.

 

 - Feito! - Ditei alto arrancando um sorriso da outra. - Mas... - Hesitei - A nossa investigação?

 

 - Não se preocupe com isso! - Respondeu rápido. - Eu cuido de tudo e te conto tudo que descobri.

 

 - Ah... - Soltei sem ânimo.

 

 - Agora põe um sorriso nessa cara e vá se encontrar com o garoto que tenho certeza que deve estar esperando!

 

 - Hana... - Choraminguei manhosa.

 

 - Vai logo! - Mandou fingindo que ia me dar um murro, ri sem humor.

 

Resmunguei e me virei dando as costas a outra que me empurrou rindo, arrastei os calcanhares voltando ao corredor seguindo rumo a biblioteca, suspirei pesadamente. Hana está estranha, sinto que está escondendo algum coisa, espero que não seja algo ruim... Claro que não será algo mais ruim que esse encontro praticamente as cegas, ainda me pergunto como alguém pode se apaixonar por mim... Queria tanto investigar os meninos com Hana e agora cá estou eu fazendo praticamente nada para ajudar nessa investigação. Bem, pelo menos interagi um pouco com Jeon.

 

 - Olha só se não é a namoradinha do nerd. - Ouvi a voz irritante de Chanmi chamar minha atenção, olhei por longos segundos as três figuras a minha frente resmungando mais uma vez.

 

Ótimo, já não bastava esse tal de admirador agora tenho que aguentar Jieun e suas seguidoras.

 

 - Pobrezinha, deve estar precisando mesmo para se envolver com alguém tão patético. - Caíram na risada, revirei os olhos suspirando fundo tentando caçar qualquer vestígio de paciência. - Pelo menos você caiu na real e percebeu que o Gummie já tem dona. - Jieun debochou me olhando com superioridade.

 

 - A gente não tem nada. - Balbuciei irritada. - E mesmo se tivéssemos isso não seria da conta de vocês e se me dão licença eu tenho mais o que fazer. - Me empurrei entre elas me chocando contra Jieun, lancei um sorriso ladino para a mesma que retribuiu. - E que eu me lembre Bogum nem te assumiu ainda. - Passei entre elas batendo os sapatos com força no chão.

 

 - Pelo visto a gatinha sabe arranhar, não é mesmo... - Jennie provocou antes de que eu dobrasse o corredor e sumisse da vista das mesmas.

 

Que merda, fechei os olhos com força resmungando, se tem uma ultima coisa que eu deveria fazer é criar paciência, mais uma dessas e Jieun pode acabar com meu ano escolar inteiro, vantagens de ser popular eu diria.

Hesitei frente a porta que anunciava ser a biblioteca, não a conhecia muito bem, foram poucas as vezes que eu vim aqui e as que vim não passei de cinco minutos, joguei a cabeça para trás e de repente todos os garotos da escola passaram por minha mente, bufei demonstrando o desgosto que sentia de mim mesmo, será mesmo que sobremesas cobririam toda essa experiência? Merda! Eu não deveria ter aceitado essa aposta, choraminguei uma ultima vez levando a mão a maçaneta sem demora abrindo a porta, espiei minimamente pela abertura e arregalei os olhos.

 

 - J-Jungkook? - Murmurei para mim mesma ao notar o garoto lendo um livro aberto sobre a mesa, é ele?

 

Abri ainda mais porta entrando no local, um suspiro aliviado deixou meus lábios ao notar outras quatro ou cinco pessoas no local, não que fosse um problema ser Jungkook... Longe disso.

 

 - ___. - Ouvi meu nome ser sussurrado tomando toda a minha atenção para si, engoli em seco com os olhos arregalado mais uma vez, caminhei em passos lentos até a pessoa que me chamara agora acenando.

 

Senti cada musculo de meu corpo se tencionar a cada passo que eu dava até o outro, notei de longe o olhar curioso de Jungkook em mim, voltei a atenção agora ao garoto a centímetros de mim.

 

 - Senta aqui gatinha. - Me lançou um sorriso fofo fazendo meu coração acelerar. - O Que está fazendo aqui? - Perguntou curioso assim que me sentei.

 

 - E-eu vim passar um tempo aqui... - Menti, não queria parecer desesperada por um namorado justo na rente dele, Park Bogum. Me olhou confuso. - Sabe como é... Silêncio... - Forcei um riso baixo.

 

 - Ah! Entendo! - Acompanhou meu riso.

 

 - E você? - Aproveitei nossa proximidade para me perder na beleza do garoto, cada pedaço de si perfeitamente colocado, ele é tão lindo.

 

Sem dizer qualquer palavra o garoto olhou na direção de Jungkook que nos encarava cabisbaixo, um sorriso de desprezo foi direcionado a ele por Bogum me fazendo engolir em seco.

 

 - Eu... - Voltou a me olhar. - Vim passar por aqui... - Sorriu.

 

 - Ah... - Engoli em seco mais uma vez. - Afinal... - Hesitei por alguns segundos. - Como vão as coisas com Jieun? - Fingi falso interesse.

 

 - Não vamos falar dela, certo? - Desviou o olhar por alguns segundos, assenti suspirando aliviada.

 

Senti meu celular vibrar tirando minha atenção do garoto, pego o celular de imediato checando o que seria, cacei entre as notificações a mais recente, o nome de Hana chamou minha atenção, li a prévia de sua mensagem anunciando que a mesma iria mais cedo para casa e me ligaria a noite para que conversássemos. Desliguei o celular sem antes a responder voltando a olhar Bogum.

 

 - Bem... - O mesmo olhou o relógio em seu pulso. - Não quero te atrapalhar então... - Se levantou sorrindo.

 

 - Ah, não! Você não está atrapalhando! - Segui com os olhos o garoto que deu a volta na mesa ainda sorrindo.

 

 - Te vejo amanhã? - Perguntou indo em direção a Jungkook. Assenti sorrindo.

 

Me deu as costas parando em frente ao outro, continuei estudando seus movimentos, Jungkook engoliu e seco olhando Bogum nos olhos e se levantou triste, direcionou o olhar para mim por alguns instantes ainda cabisbaixo. Bogum puxou o garoto pelo braço o tirando da sala me deixando confusa sobre o que aconteceu.

 

Seg, 1 de fevereiro de 2020, 09:45 P.M, Casa da ___, ___ POV.

 

Após os acontecimentos resolvi vir para casa, respondi o questionário de minha mãe me perguntando o porque de eu estar atrasada, se a respondi com clareza? Claro! Mas tenho certeza de que algumas partes não vão fazer falta.

 

 - Você falou para ela que entrou  no clube de informática? - Hana riu alto após a fala, revirei os olhos.

 

Estava sentada sobre meus joelhos na cadeira giratória de meu notebook, olhava Hana pela pequena tela, ambas estavamos de pijamas ela com um rabo de cavalo pequeno que se prendia no topo de sua cabeça beliscava um pacote de salgadinhos, faziam-se cerca e dois minutos que nos ligamos e eu contava a ela tudo o que a mesma me fez passar.

 

 - Claro! O que mais eu diria? - Suspirei. - Que eu estava indo em um "encontro ás cegas". - Cochichei fazendo aspas com as mãos, Hana riu mais uma vez.

 

 - Certo! - Falou alto como se tivesse se lembrado de algo importante. - Como foi o encontro? - Limpou os cantos dos lábios sujos de migalhas laranjadas e se aproximou do notebook.

 

 - Não teve encontro. - Pousei o Indicador sobre o bico em meus lábios e desviei o olhar.

 

 - Que? - Berrou do outro lado. - Como assim? - Perguntou irritada.

 

 - Não fique brava! - Choraminguei a olhando. - O Bogum me chamou e eu meio que me perdi do foco principal. - Suspirei apaixonada.

 

 - Bogum? Como assim? - Perguntou confusa logo voltando a sua posição inicial.

 

 - Quando eu cheguei na biblioteca ele me chamou para perto dele. - Dei de ombros.

 

 - Tá, mas e se for ele quem mandou a carta. - Fiz uma careta em resposta.

 

 - Impossível, não aconteceu nada de mais entre a gente e ele não mencionou a carta.

 

 - Por que você não mencionou? - Bocejou.

 

 - E-eu estava com vergonha. - Riu alto. - Para de rir!

 

 - As vezes ele só estava com vergonha também. - Pensei por longos segundos.

 

 - Perguntei a ele sobre Jieun.

 

 - O que ele disse.

 

 - Para mudamos de assunto.

 

 - Hum... - Assentiu. - Suspeito.

 

 - Não sei... As vezes parece que ele só usa ela. - Assentiu mais uma vez.

 

 - Sinto pena dela. - Debochou rindo.

 

 - Me encontrei com ela no caminho a biblioteca... - Fiz uma careta me lembrando do encontro arrancando um riso alto da outra.

 

 - Ela te zoou? - Perguntou o óbvio, assenti com a cabeça.

 

 - Por causa do Jungkook... - Resmunguei baixo.

 

 - Jungkook... - Hana repetiu o nome que eu havia dito.

 

 - Ele estava na biblioteca também.

 

 - Sério? - Assenti. - Acho que o Bogum deve ficar seguindo ele para todo canto. - debochou de mim.

 

 Eu até discordaria culpando Jungkook mas depois da cena que eu presenciei na sala isso seria hipocrisia.

 

 - Bogum tirou ele a força da biblioteca... - Murmurei.

 

 - Que? Isso é sério? - Assenti sem voz. - Isso é tão estranho... Ah! - Chamou minha atenção para si me fazendo erguer os olhos para a tela. - Encontrei essas fotos na busca hoje. - Me mostrou foto de duas crianças, pareciam felizes. - Esse é o Bogum... - Apontou para um. - E esse é Jungkook. - Apontou para outra.

 

 - Como assim? - Arregalei os olhos me aproximando do notebook olhando de perto a foto pouco antiga. - Awn! - Resmunguei. - Bogum era tão bonitinho mas Jungkook me surpreendeu.

 

 - Não é? - Confirmou minha fala olhando ela mesma a foto e seu celular. - Jungkook era uma criança com bons visuais.

 

 - Ele não é feio, o problema é o estilo dele. - ambas rimos sabendo de que aquilo não era um blefe.

 

 - Está se apaixonando pelo rival de seu esposo Park ___? - Rimos alto após ela mencionar meu nome com o sobrenome de Bogum.

 

 - Credo! Não mesmo. - Continuamos rindo.

 

 - Mas então... - Voltou ao assunto. - Procurei essa foto no Google e descobri que o Jungkook já foi modelo quando criança. - Ergui uma sobrancelha.

 

 - E no que exatamente isso nos ajuda? - Perguntei ganhando uma careta dela.

 

 - Não sei só achei isso fofo. - Rimos alto.

 

 - Eu também achei.

 

- Não sei... Acho que o Jungkook é um cara legal. - Disse fazendo com que o silêncio tomasse a chamada deixando um clima pouco pesado. - Que horas são... - Perguntou mas antes que eu respondesse ela mesma notou olhando no celular. - Dez e quarenta? Puta que pariu preciso desligar, conversamos melhor amanhã na escola, não chegue atrasada! Boa noite amor! - Ri de seu desespero ganhando uma tela preta denunciando o fim da chamada.

 

Desliguei o notebook e peguei o celular entre dedos, me levantei e caminhei em passos preguiçosos até minha cama, de repente a frase de Hana tomou meus pensamentos, será mesmo que Bogum é  o cara mal?

 

Ter, 2 de fevereiro de 2020, 12:00 P.M, Corredor para o refeitório, ___ POV.

 

Diferente de ontem hoje eu pelo menos cheguei segundos depois do sinal, escapei de uma bronca de Jena e ganhei um elogio por isso, fiquei feliz com isso até as primeiras aulas com o chato do Sr. Wang, isso acabou com toa a minha felicidade, conversei melhor com Hana sobre nossos assuntos de ontem e decidimos investigar mais sobre o modelo Jungkook, talvez fosse algo importante afinal.

 

 - O que vamos fazer sobre as sobremesas? - Hana nega.

 

 - Sem encontro sem sobremesa. - Fiz um bico.

 

 - Não acredito que perdi a investigação de ontem para um encontro falso. - Adentrei o refeitório resmungando seguida de Hana que ria.

 

 - Eu ainda acho que era o Bogum. - Reviro os olhos.

 

 - O que será que é hoje? - Mudo de assunto ganhando um bufar da outra.

 

 - Deve ser torta de maça para sobremesa, sente o cheiro... - Ambas fechamos os olhos inalando o cheiro doce, choraminguei.

 

 - Não acredito que perdi de comer duas fatia de torta de maçã. - Segui chorosa a uma bandeja seguindo os mesmos passos de sempre.

 

 - Se você ao menos tivesse assumido que era o Bogum. - Resmungou falsa.

 

 - Para você pegar minha sobremesa? - Caiu na gargalhada me fazendo revirar os olhos.

 

Senti meu estomago reclamar seguido da saliva repentina que se acumulou em minha boca, meus olhos brilharam ao ver a perfeição da torta de maçã depositada na minha bandeja.

 

 - ___... - Hana cochichou chamando minha atenção para a mesma assim que deixamos a fila, olhei para a mesma que mantinha o olhar ao longe fazendo com que eu a imitasse parando no garoto novamente confuso no meio do refeitório, engoli em seco.

 

 - Eu não vou falar com ele! - Sussurrei par a mesma que revirou os olhos. - A Jieun vai me zoar de novo! - Resmunguei.

 

 - Você quem confortou ele ontem, logo ele está mais familiarizado com você! - Cantarolou choraminguei cansada. - Chama ele para sentar com a gente e aí bombardeamos ele com perguntas! - Soltou maldosa.

 

 - Aposto que ele nem vai responder. - Murmurei.

 

 - Não custa tentar! - Ditou manhosa. - Pela investigação... Sim? - Bufei alto e andei na frente.

 

Parei ao lado do garoto inalando seu perfume, não me lembro de ele estar usando perfume ontem... Chacoalhei a cabeça me livrando de tais pensamentos e toquei o ombro do mesmo que se assustou dando um pequeno pulo me fazendo rir fraco, o mesmo hesitante se virou em minha direção engolindo em seco logo que me viu olhando para baixo.

 

 - Se quiser pode se sentar com a gente... - Sorri fraco para o mesmo que notou Hana ao meu lado a olhando por longos segundo logo voltando a mim com suas bochechas avermelhadas, pôs um sorriso tímido nos lábios e assentiu, sorri simpática voltando a caminhar.

 

Eu não sabia o que sentir, os olhares alheios me fuzilavam ao ponto que o garoto nos seguia, era bom ficar perto de Jungkook, isso no ajuda com a investigação mas é horrível para a nossa reputação, principalmente a minha.

Me sentei na mesma mesa de sempre depositando minha bandeja sobre a mesa seguida de Hana a minha frente, ambas prendemos a atenção no garoto de pé confuso provavelmente em duvida de onde sentar.

 

 - Senta aqui. - Apontei com a cabeça ao meu lado arrancando risinhos de Hana e alguns meus, sem demora o garoto o fez.

 

 - Oh... - Hanna soltou surpresa.

 

 - O que é? - Perguntei sem interesse mexendo meus hashis sobre comida.

 

 - Vocês dois ficam fofos juntos. - Soltou distraída também mexendo em sua comida.

 

 - Hana! - Reclamei ganhando uma gargalhada da mesma.

 

Olhei Jungkook que estava cabisbaixo com um sorriso pequeno nos lábios, apertava seus dedos um nos outros enquanto mantinha o vermelho em seu rosto.

 

 - Jungkook. - O Chamei fazendo com que ele me olhasse de imediato, por alguns instantes me perdi na beleza do garoto, já que estavamos próximos de mais, meus olhos fixaram em cada detalhe do garoto os guardando mentalmente, engoli em seco parando em seus lábios, eles pareciam... Tão macios... - Não liga para o que ela diz... - Sussurrei desconsertada voltando a olhar os olhos do mesmo, Jungkook sorriu com os olhos, apesar de seus óculos atrapalharem a visão ainda era possível ver seus lindos olhos brilhantes. - Oh! - Chamei a atenção dele que me olhou curioso junto de Hana. - O que é isso no seu nariz? - Foquei no que eu julguei ser plástico circulando seu septo, apontei para o meu nariz para que o mesmo soubesse no que eu estava interessada.

 

Jungkook ergueu a mão ao seu rosto mas sem tocar seu nariz, oscilou o olhar entre nós duas que o olhávamos curiosa.

 

 - ... - Hesitou. - Isso é um filtro nasal. - Arregalei os olhos. - A-ah para rinite... - Desviou o olhar envergonhado.

 

 - Sua voz é tão doce... - Sussurrei ganhando seu olhar. - Por que você fala tão pouco e tão baixo. - Pisquei várias vezes o vendo começar a comer, o imitei.

 

 - E-eu não gosto da minha voz... - Sussurrou baixo assim que ingeriu a comida.

 

 - Tá brincando! - Agora Hana quem ditou. - Sua voz seria ótima para cantar! - Afirmei freneticamente o olhando, o garoto riu baixinho de meu ato. - Você gosta de cantar?

 

Desviei o olhar de minha comida para olhar o garoto Junto de Hana que fez o mesmo, o garoto oscilou mais uma vez o olhar entre nós e cobriu a boca com a mão ainda comendo.

 

 - N... - Chacoalhou a cabeça e hesitou. - Sim. - Assentiu.

 

 - Uau! - Voltei a comer. - Quero ouvir você cantar algum dia. - Pude sentir o garoto se tencionar ao meu lado.

 

 - Por que seu cabelo é tão arrumado? - Hana soltou, Jungkook parou de comer mais uma vez para nos responder.

 

 - Eu não gosto o meu cabelo... - Sussurrou baixo.

 

 - Sério? - Pergunto incrédula vendo o mesmo assentir. - Ele parece tão macio e liso... Acho que seria legal ver como ele é normal. - Negou calmamente.

 

 - Seus óculos não são de verdade, são? - A de cabelos curtos deixou a bandeja de lado pegando a sobremesa no pratinho pequeno fazendo um bico tomar meus lábios, Jungkook negou.

 

 - Por que os usa então? - Soltei ainda com o bico nos lábios.

 

 - Ah... - Riu sem humor. - Eu sou muito feio... Então...

 

 - Que? - O cortei num tom pouco alto demais que o fez arregalar os olhos. - Você é tão lindo poderia facilmente ser um modelo em praticamente em qualquer marca de roupa ou cosméticos! - Ele piscou várias vezes me olhando nos olhos. - Só não é mais lindo que isso... - Peguei o pratinho com a fatia da torta tão bem preparada que exalava seu cheiro. - A perfeição. - Fingi beijar o pedaço de torta ganhando um riso alto do mesmo, olhei os dentes do garoto que raramente foram vistos por mim aparecerem, os mesmos formatos das fotos de quando eram criança. Um coelho, Jungkook parece um coelho.

 

 - Me poupe ___. - Hana me olhou desgostosa. - Já pensou em ser modelo Jungkook?

 

 - ... - Olhou o pouco de comida que sobrava em seu prato. - Eu... - Suspirou pesado. - Não quero falar sobre isso... - O clima pesado se estacionou na mesa por segundos torturantes.

 

 - Hum! - Chamei a atenção de ambos. - Isso está uma delícia! - Estalei a língua ganhando um sorriso dos mesmos. - Você mora aonde? - Pergunto em meio as garfadas que eu dava em minha torta.

 

 - Com o Bogum... - Sussurrou baixo ganhando a atenção de nós duas, se entre olhamos com os olhos arregalados. - Toma... - Empurrou sua torta em minha direção. - Por ontem... Eu sinto muito. - Desvia o olhar envergonhado.

 

 - J-Jungkook! - Dito emocionada gritando internamente. - Você não quer? - Ele nega. - Mesmo? Mesmo? - Ele nega duas vezes. - Você é um anjo? - Dito incrédula.

 

 - Aposto que você vai aproveitar bem mais que eu. - Riu fraco.

 

 - Poxa eu também queria... - Hana choraminga, lanço uma careta para a mesma que a responde, Jungkook ri sapeca.

 

Jungkook está rindo bastante, ele não costumava rir tanto assim, nem mesmo com seus amigos, eram uns caras do ultimo ano, já que nós somos o ultimo agora seus amigos não estudam mais, as vezes me sinto triste por Jungkook, as únicas pessoas que o apoiavam não podem mais estar com ele.

 

 - Ei, por que... - Sou interrompida pelo sinal fazendo com que o barulho aumentasse e todos se levantassem para irem as suas salas.

 

 - Foi muito legal sentar com vocês... - Sorriu fino. - Muito obrigado. - Se curvou antes de sumir entre os outros alunos.

 

 - Que merda. - Resmunguei para Hana que agora também me olhava. - Eu ia perguntar a ele sobre morar com Bogum.

 

 - Tsc. - Estalou a língua. - Vamos ter outras chances. 

 

Olhei a torta que o outro me deu por longos segundos antes de a abocanhar para que fossemos á aula.

 

Ter, 2 de fevereiro de 2020, 05:03 P.M, Entrada da escola, ___ POV.

 

 - Tá mas qual foi aquela de "Você é lindo" - Hana fez aspas entre risos.

 

Hana me zoou praticamente a aula toda por culpa do elogio que direcionei ao garoto, conversamos o que aprendemos do outro e decoramos perguntas melhores para amanhã.

 

 - Para de me zoar. - Fiz uma careta para ela e abri meu armário. - Eu nem reparei no que falei. - Fiz um bico.

 

 - Não me lembro de você me dizendo o quão bonito e cheiroso ele era ontem... - Fingiu pensar colocando a mão sobre o queixo me fazendo bufar.

 

Olhei dentro do armário antes de jogar meus materiais desleixadamente, bufei.

 

 - De novo... - Peguei mais uma vez o envelope entre meu dedos.

 

 - Huh... Que pessoa insistente, ao menos que seja o Bogum não faz sentido insistir nisso sendo que levou um bolo.

 

 - Essa pessoa com certeza é mais trouxa que eu. - Ri seguida de Hana.

 

 - Abre logo, estou curiosa para ver o que ele escreveu dessa vez.

 

Sem demora suspiro abrindo o envelope, retiro uma folha parecida com a antiga mantendo a mesma caligráfia, leio calmamente em voz alta.

 

"Você é tão doce e delicada quanto uma torta de maçã,

Sou um dos mais loucos por ter o desejo,

De provar o teu gosto

Que parece ser tão doce e delicado quanto uma torta de maçã.

 

Me encontre na quadra de esportes.

Ass: Seu admirador secreto"

 

 - Eu acho que ele está apaixonado.


Notas Finais


Não esqueçam de lavar as mãos e ficarem em casa! Se cuidem galera.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...