1. Spirit Fanfics >
  2. Seu Admirador Secreto - Jungkook (Long Fic) >
  3. I was right!

História Seu Admirador Secreto - Jungkook (Long Fic) - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


...Em uma época onde as criaturas místicas se misturaram com humanos criando descendentes...
Uma jovem que nem se conhece direito recebe a missão de salvar o rei, alguém importante para os humanos, mal soube ela que ao aceitar a missão acabou-se perdendo em um mar de novos sentimentos, não tão bons quanto imaginava, mas isso a ajudou a se encontrar e encontrar as respostas que tanto procurava...

https://www.spiritfanfiction.com/historia/los-dos-versos-de-amor-jungkook-long-fic-19075772

Curtinho mas é isso aí!

Capítulo 7 - I was right!


Fanfic / Fanfiction Seu Admirador Secreto - Jungkook (Long Fic) - Capítulo 7 - I was right!

Seg, 8 de Fevereiro de 2020, 7:10 A.M, Quarto da ___, ___ POV.

 

Hesitante eu estava sentada sobre minha cama, já estava vestida mais cedo que o comum, motivo? Eu não havia dormido direito, digamos que eu acordei umas três horas e novamente me vi perdida em Jungkook, não era a minha intenção e muito menos o que eu queria mas o fato de que eu não consegui evitar isso faz com que eu me sinta culpada, eu até estava com medo de ver os três, por isso apertava as dedos descansados em minhas coxas cabisbaixa enquanto resmungava baixinho sentindo a tensão consumir meu estômago, eu finalmente teria essa conversa com Jungkook... E eu me sentia horrível por isso, o que seria um alívio pra mim estava e tornando um pesadelo.

O alarme de meu celular tocou me tirando de meus devaneios, o celular também em minhas coxas um pouco acima de onde minhas mãos descansavam logo tivera seu alarme desligado, sete e meia, o horário passava tão rápido como uma tartaruga e a cada minuto lento eu ficava mais e mais receosa, afinal eu deveria mesmo ter essa conversa com ele? O que aconteceria se... Eu seguisse fingindo que não sei sobre nada... Isso seria pior?

O som da porta abrindo me tira de meus devaneios, minha mãe põe mostra seu rosto sorridente ao me ver acordada.

 

 - Acordou cedo hoje? - Perguntou curiosa me fazendo assentir sem voz. - Isso é ótimo. - Riu fraco. - O café está pronto. - Anunciou pronta para se virar e voltar a cozinha.

 

 - Mãe... - Chamei hesitante vendo ela parar e me olhar sobre os ombros. - P-posso... Faltar hoje? Não me sinto muito bem... - Tentei já sabendo a resposta.

 

 - Ah... - Estalou a língua se virando para me olhar. - Sino muito... É seu último ano na escola... E Você tem teste esse ano. - Suspirou ainda sorrindo. Assenti cabisbaixa.

 

Voltou a se virar sem dizer qualquer palavra, suspirei fundo assistindo sua figura desaparecer, me pus de pé ajeitando a saia amassada e pondo meu celular em um dos bolsos logo arrastando minhas pantufas para a escada, desci os degraus calmamente até ficar frente a entrada da cozinha, parei no mesmo local me virando para olhar dentro do local ganhando a atenção da mais velha que me olhou sorrindo fino enquanto se sentava na cadeira frente a uma tigela com arroz e kimchi, suspirei fundo mais uma vez.

 

 - Eu não estou com fome... Então... - Dei de ombros. - Eu vou indo. - Avisei caminhando em direção a porta. Um suspiro alto saiu da outra.

 

 - Coma seu almoço na escola. - Soltou alto enquanto eu calçava meus sapatos quais ficavam em uma prateleira na entrada de casa.

 

 - Tá. - Soltei baixo, procurei em meu bolsos a chave de meu armário tendo certeza de que estavam lá, senti o tecido fofo do coelhinho cor de rosa qual eu usava com chaveiro logo seguindo para fora de casa.

 

A brisa refrescante da primavera bateu em meu rosto bagunçando um pouco de meus cabelos, encolhi os ombros seguindo meu caminho, meus olhos passaram pelo céu azul claro forrado com poucas nuvens, no caminho para a escola uma rua cheia de cerejeiras desabrochando fizeram meu coração acelerar, era tão lindo, o dia estava lindo mas... Eu não conseguia ver isso já que toda essa merda qual eu entrei sem ser uma escolha minha me atormentava imensamente. Flores brancas e pouco rosadas cobriam o solo qual e caminhava, cruzei minhas mãos frente ao meu corpo, eram poucas as vezes que eu podia apreciar essa vista já que sempre corria atrasada para a escola, e hoje, o dia qual e finalmente posso aproveitar isso tem o pior motivo existente. Olhei de longe o portão aberto engolindo em seco enquanto apertava meus dedos com força, alunos entravam na construção enquanto alguns só ficavam conversando do lado de fora, os uniformes idênticos me impediam de reconhecer meus amigos ou colegas de classe já que de costas todos pareciam iguais, dei de ombros ao ponto que as pessoas ficavam mais visíveis, os cabelos curtos e esvoaçantes de Hana chamaram minha atenção enquanto a garota ficava de braços cruzados com Yoonji ao seu lado, parei por alguns segundos observando as duas conversando, Yoonji estava sorridente como sempre fazendo meu estômago embrulhar, voltei a caminhar parando exatamente a frente delas.

 

 - Oh! ___ unnie! - Me olhou junto de Hana sorri forçadamente. - Você chegou cedo hoje. - Desviei o olhar por algum tempo antes de voltar a olhar seus olhos pequenos.

 

 - Hum. - Um resmungo saiu de Hana me levando a olhá-la. - ___. - Chamou. - Tá tudo bem? - Dei de ombros assentindo.

 

 - E-eu... Só... Não estou me sentindo bem. - Suspirei fundo. Hana me analisou por um longo tempo dando de ombros.

 

 - O que houve? - Yoonji perguntou.

 

 - Uh... - Hesitei. - E vou contar para vocês... - Desviei o olhar engolindo em seco. - Mas não agora... P-por favor... Só esperem, tá? - Sem coragem de olhá-las mantive meu olhar no solo.

 

 - Você está me deixando preocupada, ugh. - Hana reclamou. - Bem... Vamos pra sala. - Mudou de assunto. Assenti vendo-a liderar o caminho.

 

 - Huh. - Um suspiro triste deixou Hana me fazendo olhá-la.

 

 - O que houve? - Me olhou de volta.

 

 - Não vi o Jungkook hoje. - Soltou o nome que me fez estremecer. - Ele não manda mensagem, não aparece na escola... Já estou ficando preocupara. - Soltou dramaticamente arrancando um riso alto Hana.

 

 - Não exagera, aposto que ele só está tirando um tempo pra si mesmo, ou quem sabe ele pegou uma gripe. - Deu de ombros desinteressada acalmando não só Yoonji, mas a mim também.

 

 - Espero que realmente seja só isso. - Paramos frente ao nossos armários tirando os materiais necessários de dentro.

 

Perdida em meus próprios pensamentos eu olhava o nada enquanto as duas conversavam amigavelmente, eu poderia dizer que estava feliz por Jungkook não ter vindo a escola, eu poderia finalmente adiantar a conversa que eu já estava desistindo em ter com ele, mas o ponto qual Yoonji mencionou me deixou levemente preocupada, Jungkook realmente desapareceu, sem deixar qualquer rastro... Ou talvez possa ser o que Hana disse, um tempo para si... Ou uma gripe...

Um tapa é desferido na minha cabeça me acordando de meu transe, Hana negou com uma careta enquanto eu a olhava confusa, sequer havia percebido que Yoonji havia nos deixado.

 

 - Você me conta o que está acontecendo, por bem ou por mal. - Ameaçou me fazendo engolir em seco.

 

 - Hana... - Choraminguei.

 

 - ___ eu juro, eu não te conheci ontem e sei que você tá escondendo alguma merda. - Desvio o olhar tensionada.

 

 - E-eu vou te contar, okay? - Olhei hesitante em seus olhos que me fuzilavam. - M-mas agora não dá.

 

 - Por que? - Cruzou os braços frente ao peito.

 

 - É complicado... - Fecho os olhos sentindo minha garganta arder.

 

 - ___... - Soltou irritada.

 

Sem dizer qualquer palavra ela se virou batendo os pés no chão, abri os olhos minimamente vendo suas costas enquanto ela caminhava rumo a nossa sala.

 

 - Que merda. - Soltei chorosa franzindo o cenho.

 

Seg, 8 de fevereiro de 2020, 08:30 A.M, Sala de aula, ___ POV.

 

Hana me ignorava, apesar de sentar ao meu lado a garota não proferia uma sequer palavra a mim, meu lápis preso entre meus dedos, rabiscava nas bordas de meu caderno ao invés de resolver as questões que a professora havia pedido, meus pensamentos estavam longe, poderia até dizer que estavam em outro mundo, eu estava confusa, pior do que quando se tratava da fórmula de bhaskara, não só Jungkook tomava meus pensamentos mas Bogum também, Hana, Yoonji e até mesmo minha mãe, sentia como se eu fosse explodir, ao ponto que eu sentia que devia seguir minha felicidade o pensamento de estragar a felicidade dos outros invadia essa ideia me fazendo desistir, mas aí eu pensava em Jungkook e como em uma semana eu deixei de gostar de Bogum para nutrir qualquer sentimento que está me impedindo de simplesmente não aceitá-lo, como vou ter certeza de que não vou acabar fazendo o mesmo com Jungkook? O deixando porque me apaixonei por outra pessoa... E ah... Como eu queria contar a Hana para ela me dar concelhos... Mas... Eu simplesmente não consigo e isso está acabando comigo e com o rumo de nossa amizade.

 

 - ___? - A voz da garota ao meus lado soou receosamente me fazendo olhá-la de relance. - Você está pálida... - Continuou. - Há... Vem vamos na enfermaria. - Ganhou meu olhar para si enquanto ergueu sua destra.

 

 - Sim? - Senhora Lee soltou assim que notou Hana.

 

 - ___, não está se sentindo muito bem... Eu posso ir com ela na enfermaria? - A professora analisou meu estado que eu julguei estar péssimo devido a percepção Hana, a mais velha assentiu fazendo eu me levantar junto da outra em direção ao corredor.

 

Assim que passamos pela porta um silêncio nada confortável se instalou entre nós duas.

 

 - Você está se sentindo bem? - Hana quebrou o silêncio sem olhar em minha direção, resmunguei positivamente.

 

 - Um pouco cansada. - Minha voz saiu mais baixa que o normal me fazendo engolir em seco. - Você não precisava fazer isso. - Soltei baixo depois de um tempo em silêncio enquanto caminhávamos em passos lentos para a enfermaria.

 

 - Você não está bem... - Olhei-a por algum tempo. - M-me desculpa por ter ficado brava com você. - Hesitou. - Eu nem sei que porra está acontecendo, e eu... Não tinha esse direito... Ainda mais quando eu sou sua melhor amiga. - Olhou em meus olhos me fazendo engolir em seco. - ... - Ficamos mais um tempo em silêncio.

 

 - Tá tudo bem. - Sorri simpática. - O importante é que ainda estamos nos falando.

 

 - ... - Sorriu de volta. - É engraçado como eu não consigo ficar mal com você nem por uma hora. - Riu fraco me fazendo rir junto.

 

 - Você deve me amar muito. - Revirou os olhos rindo.

 

 - Sim... - Começou. - Por isso vou esperar você estar pronta para me contar independente de quanto tempo demore. - Parou se virando para mim, correspondi o ato ainda sorrindo. - E mesmo não sabendo o que está acontecendo, saiba que eu vou estar te apoiando. - Senti novamente minha garganta arder. - A não ser que você esteja planejando um assassinato, aí não da. - Rimos alto, e em um ato inconsciente lágrimas se formaram em meus olhos em seguida escorrendo pelo meu rosto e morrendo em meu queixo enquanto eu soluçava. - ___? - Hana soltou preocupada com os olhos arregalados. - O que houve? - Se aproximou de mim enquanto eu levei ambas as minhas mãos ao meu rosto o cobrindo para que ela não me visse chorar. - Por que você está chorando? - Neguei.

 

 - E-eu não sei. - Disse entre soluços, senti os braços de Hana correrem pelo meu corpo me prendendo em um abraço, sua destra acariciou minhas costas. - Eu... - Hesitei. - Eu estou tão confusa. - Retribui o abraço chorando alto em seu ombro.

 

 - E-eu... - Hana hesitou. - Não posso te dizer que tudo vai ficar bem, mas, eu te prometo que vou estar ao seu lado.

 

Seg, 8 de Fevereiro de 2020, 12:15 P.M, Refeitório, ___ POV.

 

 - Aqui! - Hana colocou um copo pequeno com gelatina de morango sobre minha bandeja ao lado da minha sobremesa. - A enfermeira disse que ela não está se alimentando direito. - Explicou para Yoonji que assentiu não tão confusa como antes.

 

 - Coma este também! - Imitou o ato de Hana me fazendo rir nasalado devido ao meu nariz entupido.

 

 - Obrigada... - Soltei fraco. - Mas eu realmente não estou pra comida hoje...

 

 - ___, não me faça criar uma cena aqui agora na frente de todo mundo. - Encolhi os ombro me sentindo ameaçada por Hana, assenti fraco suspirando.  - Gosto disso. - Bufou fazendo um riso fraco deixar Yoonji.

 

Levei minhas mãos aos hashis mexendo na sopa de sundae, olhei com desgosto um dos meus pratos não tão preferidos, com a colher de plástico eu peguei um pouco do caldo sentindo o cheiro mais enjoativo que o comum seguido do gosto, fiz uma careta ganhando riso de ambas as garotas.

 

 - Por que você estava chorando unnie? - Perguntou provavelmente ao notar meus olhos inchados.

 

 - Eu não sei explicar. - Dei de ombros. - Tem muita coisa na minha cabeça. - Hana me olhos por alguns segundos antes de comer.

 

 - Há... Queria poder ajudar. - Soou triste.

 

 - Então vamos conversar sobre muitas coisas e tirar todas essas ideias da cabeça dela. - Hana proferiu ganhando um sorriso animado de Yoonji.

 

 - Uh... - Olhou o teto pesando em algo. - Ah! Vocês notaram que o Bogum não veio hoje? - Engoli em seco, bem... Digamos que isso não ajudou muito.

 

 - Oh, isso é verdade. - Hana levou o indicador aos lábios. - Logo a ___ não ganha cartinha hoje. - Assenti encolhendo os olhos.

 

 - Será que... - Comecei ganhando a atenção de ambas. - O Jungkook não tem algo a ver com isso ou vice versa. - Dei de ombros fazendo ambas ficarem pensativas.

 

 - Isso faz muito sentido. -- Yoonji sussurrou enquanto Hana apenas olhava em meus olhos como se antecipasse o assunto da ligação de hoje.

 

Seg, 8 de Fevereiro de 2020, 05:17 P.M, Entrada da escola, ___ POV.

 

 - Ah, que saudades do Jungkook. - Hana riu alto da afirmação de Yoonji.

 

Assenti imperceptivelmente, caminhávamos em passos preguiçosos aos nossos armários, antecipando meus atos eu girava a chave pequena em meus dedos enquanto cantarolava baixinho a música qual Jungkook cantou para mim a alguns dias atrás, eu ainda estava levemente perdida entre os pensamentos irritantes que me atormentavam.

 

 - Amanhã ele deve aparecer, afinal é o nosso último ano letivo e temos um teste importante para fazermos em novembro. - Engoli em seco... Ainda não queria vê-lo eu não estava preparada... Talvez daqui a um ano eu estivesse pronta... Ou ainda não.

 

Um suspiro deixou Yoonji que esticou os braços se espreguiçando.

 

 - Espero que ele de um bom motivo para tudo isso. - Ri fraco.

 

 - Isso me lembra de alguns anos atrás. - Hana soltou assim que paramos em frente aos nossos armários. Yoonji ficou confusa.

 

 - Hum? - Soltou hesitante.

 

 - Ele costumava a faltar muito. - Assenti me virando em direção a Yoonji que estava atrás de mim.

 

 - Ele aparecia na escola uma vez por semana. - Completei ganhando uma cara horrorizada da menor. - Poucas pessoas se lembravam dele por isso... Acho que foi a uns dois ou três anos atrás... Não me lembro muito bem. - Voltei a encarar meu armário girando a pequena chave assim que a encaixei na fechadura de cor preta.

 

 - Acho que deve ter sido por esses anos mesmo, um pouco depois dele se mudar para cá. - Assenti ouvindo o armário ao meu lado abrir sendo seguido pelo meu.

 

 - Há! - Um resmungo alto deixou Yoonji que choramingou escandalosamente. - Como posso viver sem ver o amor da minha vida diariamente. - Interrompi meu ato sentindo meu coração apertar pela fala da outra.

 

 - Dramática. - Hana cantarolou me fazendo engolir em seco. - Tinham muitos rumores sobre isso... Mas nunca me interessei a saber mais sobre isso. - Lentamente comecei a guardar as minhas coisas enquanto as palavras de Yoonji rodavam em minha cabeça, "amor da minha vida"...

 

 - Rumores... Que tipo de rumores? - Confusa, Yoonji parou seus atos para prestar toda a atenção que tinha em Hana.

 

 - Hum... Não me lembro muito bem... - Tombou a cabeça para a esquerda. - A mais famosa é que ele tinha uma "vida dupla". - Enfatizou sua última frase.

 

 - Como um ídolo? - Boquiaberta os olhos da menor brilharam.

 

 - Isso. - Hana assentiu arrumando seu armário.

 

 - Ah! - A voz doce e esperançosa de Yoonji soou. - Seria incrível se o Jungkook tivesse uma vida dupla.

 

 - ... - Um sorriso sapeca dançou nos lábios de Hana, apesar de Jungkook cantar bem ele não fazia parte de um grupo e muito menos era famoso, apenas sua família entrava nesse conceito e pelo sorriso de Hana, ela não pretende contar a Yoonji sobre os familiares milionários de Jungkook. Guardei o último livro fechando o armário logo em seguida ganhando a atenção das duas. - E então? - Soltou curiosa.

 

Suspirei dando de ombros.

 

 - Nenhuma carta. - Hana e Yoonji se entre olharam eufóricas.

 

 - Eu estava certa!


Notas Finais


...Em uma época onde as criaturas místicas se misturaram com humanos criando descendentes...
Uma jovem que nem se conhece direito recebe a missão de salvar o rei, alguém importante para os humanos, mal soube ela que ao aceitar a missão acabou-se perdendo em um mar de novos sentimentos, não tão bons quanto imaginava, mas isso a ajudou a se encontrar e encontrar as respostas que tanto procurava...

https://www.spiritfanfiction.com/historia/los-dos-versos-de-amor-jungkook-long-fic-19075772

Demorei um pouquinho e não escrevi nem 3000 palavras... Perdão gente...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...