História Seu cupido é da favela. - Capítulo 4


Escrita por:

Postado
Categorias 10 Coisas Que Eu Odeio Em Você
Tags Drama, Favela, Romance
Visualizações 7
Palavras 548
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Policial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Espero que gostem se gostaram comente ai

Capítulo 4 - Capitulo 1


Luiza on

Acordei, levantei fui ao banheiro fiz minha necessidade e fui ao banheiro. Estava fazendo umas panquecas, pois o café já foi feito. E meu pai aparece do nada

Fernando: bom dia filha querida- falou beijando minha testa E sentando na mesa

Luiza: eu odeio essa cidade.- afirmei

Fernando: Hadassa, chegamos ontem como pode odiar?

Luiza: odiando- falei pegando o prato e colocando na mesa

Fernando: sossega- falou pegando uma panqueca e recheando

Luiza: por que tivemos que mudar de novo?

Fernando: o ex major foi influenciado pelo dono do Morro e tava recebendo... então eu fui direcionando para cá- falou e eu abaixei meu olhar- ei- falou chamando minha atenção- assim que tudo se resolver faremos uma viaje linda pra onde você quiser okay?

Luiza: tá bem... - falei e sorri

Fernando: o delegado estudou comigo

Luiza: legal...

Fernando: ele vai vim jantar aqui hoje junto com o filho

Luiza: como assim? Eu não sei fazer nada fora panqueca, pai

Fernando: relaxa, antes de você chegar do colégio a empregada já vai tá aqui e em falar em colégio... não está atrasada não?

Luiza: eu não vou hoje. Quero arrumar meu quarto do meu jeito

Me olhou com cara de negação

Luiza: só hoje papai..

Fernando: o que você não me pede chorando que nao faço sorrindo, Hadassa?- falou e terminou de comer correndo pois estava atrasado

TTerminou e subiu pra cima depois de uns 10 minutos ele desce a escada já pronto

Fernando: onde tá minha chave??- perguntou revirando uma gaveta- HADASSA, EU TO FALANDO COM VOCÊ.- gritou

Luiza: se eu soubesse onde está já teria falando- falei e revirei o olho

Fernando: achei- falou e venho até mim- eu acho bom a senhorita não revirar mais o olho pra  mim, Luiza Hadassa.- falou e beijou minha testa- cuidado e fica com Deus- falou e foi em direção a porta

Luiza: amém Major. Cuidado e volta vivo...- falei e ele piscou um olho pra mim e saiu

Meu maior medo é meu pai sair pra trabalhar e não voltar vivo. Já não tenho mãe se eu ficar sem pai eu mesmo pego minha vida e me mato.

------------------------------------------------------------

Apaguei no sofá logo depois que a empregada chegou.  Acordei com um cheiro maravilhoso de...... strogonoff

Fui direto pra cozinha

Maria: acordou a Margarida- falou empolgada

Luiza: que cheiro bom

Maria: seu pai ligou falando que já ia chegar com os convidados

Revirei o olho

Maria: que foi?- falou lavando a mão

Luiza: jantar com pessoas completamente estranha deveria tá feliz?

Maria: você é linda- falou do nada

Luiza: você é cega- falei

Maria: vem cá? Um jantar vai lhe machucar? Não então coma.  Vai lá em cima tome um banho e vesti sua melhor roupa.  E vem experimentar meu strogonoff

Luiza: aí não. Vou ficar no meu quarto

Maria: não vai comer essa delícia- falou pegando uma  colher de strogonoff e me dando

Luiza: tá de comer rezando- falei

Maria: você falou igual ao Gregorio quando era criança

Luiza : nem me lembra desse negócio de criança- falei revirando o olho de novo

Maria: seu pai já me contou tudo. Mas depois conversamos sobre isso agora não quero desculpa vai logo pro banheiro mocinha

Falou e eu revirei o olho, mas fui...

 


Notas Finais


Comentem para eu saber se continuo


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...