História Seu dono - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Chiyo, Deidara, Fugaku Uchiha, Hanabi Hyuuga, Hashirama Senju, Hinata Hyuuga, Hiruzen Sarutobi, Ino Yamanaka, Itachi Uchiha, Jiraiya, Kabuto, Kakashi Hatake, Kankuro, Karin, Kisame Hoshigaki, Konan, Konohamaru, Kushina Uzumaki, Madara Uchiha, Mei, Mikoto Uchiha, Minato "Yondaime" Namikaze, Nagato, Naruto Uzumaki, Obito Uchiha (Tobi), Orochimaru, Rin Nohara, Sakura Haruno, Sasori, Sasuke Uchiha, Shizune, Tayuya, Temari, Tsunade Senju, Zabuza Momochi, Zetsu
Tags Itakonan, Konohana, Naruhina, Obirin, Saino, Sasusaku
Visualizações 442
Palavras 3.924
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Hentai, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Desculpem qualquer coisa mais vamos direto para o que importa né kkkk

Espero que gostem!!!

Capítulo 18 - Enfrentando desafios


Tanto Sakura quanto Sasuke não sabiam ao certo o que fazer depois disso. Então só restou fazer o que Madara disse.

Sasuke aparentemente estava calmo, mas Sakura conseguia ver através daquela máscara. Ele estava nervoso, receoso e talvez com medo. Mas medo de que? Esse não era o tio dele?

Devagar Sasuke pegou a mão de Sakura e a guiou na direção do Uchiha mais velho, que aguardava de braços cruzados. 

Quando se aproximaram e Sakura reparou melhor no Uchiha. Ele tinha uma aparência jovial se comparado a sua idade. Ele devia ter uns cinquenta e poucos anos mas podia jurar que ele não passava de trinta. Seu corpo era bem definido. Ele era o mais baixo dos Uchiha mas ainda era bem mais alto que Sakura.
• Mesmo assim ele tinha a capacidade de encarar qualquer um "de cima" em um nível completamente superior e imponente.
• - Bom... Tio essa é Sakura Haruno... Minha namorada... E Sakura esse é meu tio Uchiha Madara. - Ele disse quando tinha aproximado Sakura o suficiente dele. Mas mesmo assim Sasuke estava bem próximo deles. Talvez para protege-la.
• - É um prazer conhece-la senhorita Haruno. - Disse Madara estendendo a mão para a jovem que olhou a mão dele receosa. Ela olhou Sasuke por um instante ele fez uma expressão de "tudo bem" e ela resolveu cumprimentar o Uchiha mais velho.
• - Ó... Prazer é meu senhor Uchiha. - Disse ela querendo romper o contato físico o mais rápido possível, mas ele não a soltou.
• - É magnífico saber que Sasuke finalmente encontrou uma jovem tão bela e elegante como você. - Ele disse e cordialmente depositou um beijo nas costas da mão de Sakura. A jovem sentiu repulsa instantaneamente, nunca tinha sentido esse "ranço" assim por ninguém.
• - Muito obrigada senhor Uchiha, estou lisonjeada. - Fez um bom papel, como uma atriz de Hollywood. Ela se sentiu aliviada quando ele a soltou .
• - Receio que agora eu tenha que roubar o meu sobrinho de você por um instante. - Disse Madara olhando para Sasuke e apontando para direção de uma das portas.
• Madara se pôs a andar na mesma direção em que havia apontado, Obito o seguiu com as mãos no bolso enquanto suspirava. 

Sasuke estava pronto para segui-los também, mas foi impedido por Sakura que segurou sua mão, ela parecia desesperada.

- Não... Por favor... Não vai fica aqui comigo. - Ela estava aflita, sua voz melodiosa atingiu Sasuke de uma forma que ele desconhecia, ele sentia na obrigação de escuta-la. A mente dele vagou rapidamente por fantasias com a rosada.

Ele mal podia se controlar perto dela, era desconcertante pois ele nunca tinha contido seus instintos antes, independente de quem fosse ele sempre era Sasuke Uchiha e não mudaria por ninguém. Mas perto dela ele era outra pessoa. Carinhoso, atencioso e preocupado com o bem estar dela.

 Isso ó assustava profundamente, ele nunca foi muito bom com sentimentos. 

- Eu tenho que ir... - Ele disse tentando se soltar dela.

- Não! Você não têm. - Ela disse choramingando.

 - Olha... Eu prometo que volto pra você. Tá? - Ele disse se virando para Sakura. Ele levou sua mão até o rosto dela acariciando sua bochecha rosada com delicadeza.

 - Promete? - Ela perguntou o encarando nós olhos. 

 - Prometo. - Ele disse e a puxou para um abraço, ela depositou a cabeça no peito dele fechando seus olhos e sentindo cheiro bom que emanava dele. Ele se sentiu completo com aquele gesto pequeno, como se ela fosse a última peça em seu quebra cabeça. Ele sorriu enquanto apoiava seu queixo no topo na cabeça dela. Ele podia sentir o cheiro doce de rosas que possuía o cabelo dela.

 Ela era um sonho, era perfeita e a melhor parte é que ela é só minha. Pensou o Uchiha percebendo que o abraço já estava demorando bastante. 

- Já volto. - Ele beijou a testa dela ternamente. 

 Sakura baixou a o olhar rapidamente ficando um pouco envergonhada, mas seu peito estava aquecido e isso era a melhor coisa que ela já tinha sentindo na vida.

 Em silêncio ele colocou a mão em seu rosto, fazendo um carinho com o polegar, ele aproximou o rosto do dela. Ela por impulso se aproximou também, ela não sabia ô por que, ela só sabia que queria àquilo.

 O rosto dele ficou a centímetros do dela. Um podia sentir a respiração do outro. Sasuke se controlou para não fazer algo que a deixasse assustada. 

 Devagar ele depositou um beijo no canto dos lábios dela. Que pegou mais que a metade de sua boca rosada. 

 Ela ficou estática, afinal o que ela iria fazer? Ela nem ao menos sábia o que dizer ou fazer. Sua face estava rubra. 

Ele sorriu mostrando os dentes e ela se alegrou mais ainda sabendo o quão raro é ele dar esses sorrisos. 

- Você é perfeita. - Ele disse colocando uma mecha de cabelo rosa, atrás da orelha de Sakura. 

- Po... Por... Por que? - Ela estava confusa e ainda mais sem graça enquanto Sasuke se divertia com a situação. 

- Depois eu explico... Tenho que ir agora. - Ele disse rompendo o contato físico. 

Sasuke finalmente seguiu seu caminho. Olhava para trás durante o percurso só para ter o privilégio de ver aquelas lindas orbes verdes lhe encarando de volta. Pela primeira vez em muito tempo Sasuke podia realmente dizer que estava feliz.

Rapidamente Sasuke se dirigiu até a porta em que Madara e Obito haviam entrado. Era uma pequena sala parecia uma recepção onde Obito preparava três drinks em um balcão. Atrás do balcão estava uma grande estante com diversas garrafas de bebida.

Madara estava sentado em um dos bancos estofados, enquanto dedilhava o balcão calmamente. 

Sasuke se aproximou com calma e se sentou em um banco ao lado de Madara, que aguardava o sobrinho pacientemente. 

- Sasuke Sasuke... O que você têm na cabeça? - Madara disse pegando seu copo com uísque que foi entregue por Obito que estava do lado oposto do balcão. O jovem Uchiha nada disse, não estava com paciência para retrucar. Era uma situação que o melhor a se fazer era ficar calado.

- Eu não disse para se livrar da garota!? Aí você me vêm e aparece com ela no evento mais esperado do ano. Qual a parte que você não entendeu? - Madara Disse encarando Sasuke que até o momento não demostrava coisa alguma. 

O jovem Uchiha pegou sua bebida entrega por Obito, tomou um gole e olhou seu tio.

- Você vai limpar sua bagunça Sasuke. - Disse Madara terminando seu drink.

- Tio... - Sasuke terminou o drink também, ele colocou seu copo vazio encima do balcão.

- ... Eu não vou me livrar da Sakura, ela é minha. Minha propriedade, e sinto em dizer que ninguém vai tira-la de mim. - Ele disse calmamente enquanto Obito o encarava embasbacado. 

- Garoto... Posso te dizer que realmente você é um orgulho para mim por se opor dessa forma, mas garanto que não é algo muito agradável a ser feito... Têm certeza que quer fazer isso? - Disse Madara o encarando friamente, Sasuke sentiu um calafrio subindo sua espinha, mas obviamente não demonstrou reação alguma. Era Uchiha contra Uchiha rostos neutros de emoções e olhos frios se enfrentando. 

 - Sou um Uchiha tio, nunca volto atrás no que eu digo... Você me ensinou isso lembra!? - Disse Sasuke levantando.

 - Muito bem querido sobrinho, mas antes que vá quero falar sobre o incidente que houve mas cedo. - Disse Madara e Sasuke já sabia ao que ele se referia. Droga ele disse pra Kiba ser discreto... Mas pensando bem não têm como esconder algo de Madara.

- Com certeza você sabe que o que move o mundo não é o dinheiro, mas sim o conhecimento e modéstia a parte eu sou alguém que possui conhecimento de sobra... Já que está querendo ser independente agora com toda a certeza você já sabe quem foi o culpado não é? - Madara fez seu discurso enquanto ajeitava sua gravata.

- Bom... Ainda não. - Disse Sasuke de pé. 

- Bom acho que você gostaria de saber que eu tenho o conhecimento de quem é o culpado... Mas creio que você ache justo... Se você não pode me ajudar eu também não posso ajudar você. - Madara disse levantando também. 

• - Muito justo. - Disse Sasuke se dirigindo a porta. Afinal Kiba iria obter fesultados em breve e Sasuke controlou o impulso de dizer "Não pedi sua ajuda"

 O Uchiha mais novo saiu do recinto do qual Madara estava, o Uchiha mais velho sorriu com a atitude imprudente de Sasuke.

- Acha mesmo que foi uma boa idéia não dizer para ele quem foi? - Disse Obito se aproximando de Madara. 

 - Se ó garoto quer me desobedecer ele têm que saber que haverá consequências. - Disse Madara encarando a porta por onde Sasuke havia saído. 

 - Mas isso pode ser perigoso... - Disse Obito tentando convencer seu pai.

 - Chega Obito. Foi escolha dele não foi!? Agora supervisione a segurança e peça pro helicóptero esperar no heliporto. - Disse Madara perdendo a paciência. 

- Sim pai. - Disse Obito derrotado.

 - Quando estiver trabalhando não é pai. É senhor Uchiha garoto, agora vai. Madara finalizou e Obito se retirou também indo seguir as ordens que lhe foram dadas.

×××

Sakura aguardava Sasuke no mesmo lugar. Sua preocupação e ansiedade estavam lhe matando, ela temia que algo ruim acontecesse com ele, de um jeito diferente ela queria que ele ficasse bem. Não é a mesma preocupação que sentia com Ino ou com outra pessoa. Era algo novo, algo que já a consumia e ela tinha medo disso. Medo de ficar presa a ele.

- Oi rosinha. - Uma voz veio de trás de Sakura. Uma voz que ela conhecia bem. Ela rezou para que fosse apenas sua mente lhe pregando uma peça. Afinal ela ainda tinha pesadelos com àquela voz. 

Sakura se virou lentamente, ela estava trêmula. Até que seus olhos se encontraram com os dele... Ô pânico foi tomando seu ser enquanto ele sorria. Akasuna No Sasori, seu ex-dono.

 - Senti saudades querida. - Disse Sasori se aproximando um pouco mais de Sakura. 

A Haruno não conseguiu fazer nada, ela estava em choque. Seu pior pesadelo virou realidade. 

Sasori trajava um conjunto smoking totalmente branco a não ser pelos sapatos e gravatas que eram pretas, ele tinha uma taça com uma bebida em mãos. 

- Sai de perto de mim! - Disse Sakura andando para trás conforme ele ia se aproximando. 

- Pra quê tudo isso gracinha? Admito que estou arrependido de ter te deixado Sakura... É àquela velha história não é? Só damos valor quando perdemos... - Disse com um sorriso cínico nos lábios. Um sorriso que tinha capacidade de revirar ô estômago de Sakura.

- ... Mais fico surpreso por você não querer voltar para mim. Afinal melhor comigo do que com um Uchiha. - Disse Sasori bebendo de sua taça. 

Sasori ainda se aproximava, e Sakura ainda se afastava até que esbarrou em alguém que a abraçou colocando o braço em seu ombro. Ela olhou rapidamente quem era e sentiu um alívio quando viu que era Itachi. 

- Algum problema cunhadinha? - Disse o primogênito Uchiha encarando Sasori com um olhar... assustador. Sasori recuou alguns passos enquanto encarava Itachi nós olhos.

Sakura ainda estava muda, e Itachi percebeu que algo já tinha acontecido entre eles. Algo que deixava Sakura desconfortável e assustada. 

- Some Akasuna... Antes que eu resolva terminar àquele nosso assunto inacabado. - Itachi disse ameaçador.

- Eu já estava de saída mesmo... Adeus rosinha... Vejo você em breve. - Sasori deu uma piscadela para Sakura e se retirou. 

Itachi ficou encarando Sasori se distanciar enquanto Sakura recuperava o fôlego que nem tinha percebido que lhe escapou. 

- Obrigada! - Disse Sakura abraçando Itachi, ela se controlou para não chorar. 

 - De nada. Mas o que aconteceu? - Ele disse a segurando pelos ombros e olhando nós olhos verdes cheios d'água. 

- É... É uma longa história. - Ela disse coçando os olhos. 

- Pode resumir pra mim? - Disse Itachi colocando as mãos no bolso. 

- Bom... Antes de ser comprada pelo seu irmão, eu já tinha "pertencido" ao Sasori. - Ela disse fazendo aspas com os dedos na hora de dizer "pertencido".

 - E o quê houve? Ele fez a devolução? - Itachi perguntou. 

Devolução significava o seguinte quando sua "mercadoria" não te agrada de algum modo, você a devolve e ela simplesmente é executada. Uma sentença de morte para qualquer uma.

- Sim. Mas Sasuke me comprou antes. - Disse ela lembrando daquele dia. 

 - E Konan só a vendeu por que era um Uchiha que a queria. Agora faz sentido. - Disse Itachi ligando os pontos. 

- Você... Vai contar para o Sasuke? - Ela realmente não gostaria de perturbar Sasuke com isso. Ela já ô conhecia bem o bastante para dizer que ele ficaria com ódio. 

- Vou deixar que você mesma faça isso cunhadinha. - Disse Itachi fazendo um cafuné nela. 

Definitivamente Sakura gostava muito de Itachi. Já o via como um irmão mais velho. 

 - Obrigada. - Disse ela abraçando Itachi novamente. Ele retribuiu o abraço gentilmente. 

 - Ei desgruda. - Disse Sasuke puxando Itachi. Sakura tomou um susto com a situação. 

 - Oi pra você também irmãozinho. - Disse Itachi ajeitando seu Black tie preto recém puxado por Sasuke.

 Sakura achou graça da situação, a dinâmica deles era incrível de se ver. Sakura tentou ignorar o fato da possevidade de Sasuke. 

- Pensei que você não iria vir. - Disse Sasuke puxando Sakura para si pela cintura.

 - Tá doidão? Mamãe iria me matar. - Disse Itachi colocando as mãos no bolso de novo.

- E por que se atrasou idiota? - Sasuke questionou. 

 - Ih desencana Sasuke, tá fazendo perguntinhas de mais. Da licença que vou falar pra mamãe que cheguei. Depois a gente se vê... - Disse Itachi dando tapinhas nas costas de Sasuke. 

- Sakura até depois... Só não te dou outro abraço por que Sasuke me mataria. - Disse ele rindo e Sakura riu também. Eles acharam mais graça ainda do sonoro "hum" que Sasuke fez.

 - Vai logo idiota. - Disse Sasuke vendo Itachi andar devagar para longe enquanto ria. 

Sakura também estava rindo, o Uchiha a encarou seriamente e ela tentou segurar seu riso. Isso só fez ela achar mais graça. 

- Des... Desculpa... Não consigo parar. - Ela disse enquanto lágrimas começavam a aparecer em seus olhos.

 - Talvez isso te ajude. - Ele deu rapidamente um selinho nós lábios dela. Ela parou de rir instantaneamente, a vermelhidão tomou conta de seu rosto.

 - Por que fez... - Ela iria falar algo mais foi interrompida, ele colocou o dedo indicador sobre os lábios dela.

 - Por que sua boquinha é viciante e eu quero mais dela... Muito muito mais. - Ele disse retirando o dedo dos lábios dela. A jovem ficou sem palavras, com certeza sua face ficou rubra novamente ele era mestre em deixá-la assim.

 - Por favor... Um minuto de atenção. - Disse Mikoto atraindo a atenção de todos no salão, estava na hora de começar o evento.

 - ... Quero agradecer a presença de todos, vocês não sabem o quanto é prazeroso saber que todos me apoiam nessa novo empreendimento... - Disse Mikoto enquanto todos a encaravam, todos em silêncio e comportados. Governadores, ministros, chefes de polícia, políticos e famosos.

 Ninguém ousaria faltar com respeito a matriarca Uchiha. Que com certeza era a pessoa mais rica e poderosa do salão. 

 - ...Quero que aproveitem e degustem do cardápio que preparei especialmente para essa ocasião. - Nisso os garçons abriram as quatro portas grandes e vermelhas que se encontravam atrás de Mikoto.

- Mas antes... A foto Uchiha para marcar esse momento. - Toda a vez que os Uchihas se uniam assim, todos juntos Mikoto sempre exigia uma foto.

 - Sério mãe? - Disse Itachi insatisfeito. -

 - Quieto Itachi. - Ela disse chamando a todos.

Os Uchiha rapidamente se reuniram para a foto, Madara ao lado de Mikoto a frente, Obito ao lado de Madara um pouco mais atrás assim como Itachi ao lado de Mikoto.

- Vamos. - Disse Sasuke puxando Sakura pela mão em direção a sua família que o esperava. Ele sabia que aquilo seria uma afronta a seu tio mais enfim. Ele não queria deixar Sakura fora disso. 

Sasuke parou ao lado de Itachi assim como Sakura ao seu lado, Sakura se sentiu uma intrusa ali.

 - Bem vinda a família cunhadinha. - Disse Itachi se posicionando para a foto.

- Fico feliz que esteja aqui querida. - Disse Mikoto deixando bem mais a vontade. Itachi e Mikoto eram pessoas incríveis. 

 - Isso não é um insulto ao nome Uchiha? - Disse Madara ajeitando sua gravata. 

- O que quer dizer Madara? - Disse Mikoto em um tom de desaprovação. 

 - Ela não é uma Uchiha. Pelo menos ainda não. - Disse Madara encarando o fotógrafo preparando a câmera. 

- Logo logo ela será. - Disse Sasuke puxando Sakura para si pela cintura.

 A jovem Haruno ainda não tinha assimilado a mais nova frase do Uchiha.

 Como assim será? O que ele quer dizer? Casar? Isso é loucura! Isso já estava indo longe demais. 

 - Ouviu Madara logo ela será. Agora fica quieto. - A Uchiha terminou sorrindo com a frase de seu filho pairando sobre sua mente. Finalmente Sasuke iria sossegar.

 Itachi e Sakura tiveram que se controlar para não rir da forma que a Matriarca Uchiha falava com Madara.

 - Mais... - Madara iria protestar novamente. 

 - Chega Madara, se Insistir com isso é você quem vai sair da foto. O que me diz? -Disse Mikoto séria. 

- Eu fico, mais saiba que isso não me agrada. - Disse o Uchiha mais velho por fim.

 - Todos já percebemos agora olha o passarinho. - Disse ela fazendo sinal para o fotógrafo. Todos se posicionaram rapidamente e a foto foi tirada com um flash que Sakura achou bem desnecessário.

 Depois disso Mikoto disse para nós seguimos para dentro e fôssemos direto para a mesa principal, depois ela nós acompanharia pois ela teria que cumprimentar todos os convidados novamente. 

Essa vida de gente rica é um saco, pensava a rosada enquanto andava até sua mesa com Sasuke E Itachi. 

Os três se sentaram, depois de Sasuke ter elegantemente puxado a cadeira para a Haruno. Itachi olhava o irmão com desdém o que a jovem achava engraçado. 

 - O que foi idiota? - Disse Sasuke sentando, percebendo que Itachi ainda o olhava com deboche. 

 - Nada não. Só acho engraçado você agindo assim e não como o babaca de antigamente. - Itachi disse e Sasuke não gostou disso. Sakura olhava de um para o outro.

 - Cala a boca Itachi. - Disse Sasuke aproximando sua cadeira da mesa.

 - É cunhadinha você tinha que ter conhecido o Sasuke antigo. Ele era um pé no saco. Um idiota completo com as mulheres. - Ele continuou encarando seu irmão enquanto ia cerrando mais os olhos. 

A curiosidade de Sakura foi aguçando conforme Itachi falava, ainda mais agora que ela percebeu que Sasuke tinha se alterado mais que o normal. O normal sendo ele nunca se alterar. 

 - Itachi... - Sasuke disse perdendo a paciência. 

- Tá bom cara. Parei... - Disse Itachi e começou a rir depois.

- ...Bom... Não tô afim de ficar de vela então com licença. Preciso encontrar minha dama essa noite. - Itachi se levantou andou até Sakura se abaixou dando um beijo na bochecha dela. 

 - Até daqui a pouco cunhadinha. - Disse ele olhando a cara que Sasuke fez. 

Ele se controlou para não rir e Sakura percebeu isso. Eles se olharam e sorriran cúmplices. 

- Até Itachi. - Disse Sakura acenando para ele. 

 - Já volto irmãozinho. - Disse ele já caminhando para longe.

 Os dois estavam sentados se encarando nós olhos. Eles pensavam na mesma coisa, nós beijinhos de mais cedo. Sasuke estava ansioso para chegar em casa, para poder usufruir totalmente de sua propriedade. Além disso Sasuke estava bastante irritado esses dias, eram problemas com a Crows e agora apenas Sakura pairava em sua mente. 

 Já Sakura só pensava em uma coisa, nos beijos, e no que ela havia conversado com Itachi. Talvez fosse o momento para contar sobre seu passado com Sasori. Não que fosse muita coisa era bem simples na verdade. 

Ela tomou coragem e resolveu falar de uma vez. Seria melhor assim

 - Sasuke... - Ela disse baixo, mas como ele prestava atenção em cada movimento dela, ele facilmente entendeu 

 - Sim? - Disse Sasuke apoiando os cotovelos na mesa.

- Quero te contar uma coisa... Não que seja muito importante mais... Eu confio em você e não acho que preciso manter isso em segredo sabe. - Disse ela um pouco embolada.

- Sakura. - Ela olhou para ele. Nossa ela ainda conseguia se surpreender com a beleza dele.

 - Fica calma... Pode me contar qualquer coisa. - Ele disse colocando sua mão sobre a dela que estava apoiada na mesa. 

 - Bom... Você meio que não foi o primeiro a me comprar... - Ela escolhia as palavras com cuidado. 

- Como assim!? - Ele cerrou os olhos enquanto seu maxilar trincou instantaneamente. 

- Eu já havia sido comprada antes. Mais fui devolvida por me recusar a obedecer ao meu "dono" - Ela fez aspas em dono.

- Quem comprou você Sakura? - O ódio consumiu Sasuke. Ele odiava pensar nisso. Que o que é dele já foi de outro. 

- Akasuna No Sasori. - Ela disse e Sasuke ficou em silêncio. Ele tentava raciocinar. 

E com raciocinar eu quero dizer se controlar para não ir atrás daquele imbecil e mata-lo ali mesmo. 

- Fala... Fala alguma coisa. - O silêncio dele estava deixando ela desconfortável. 

- Ele... Ele tentou fazer alguma coisa com você? - Só de pensar em uma simples hipótese disso, o estômago dele revirava. 

- Não... Quer dizer sim... Mais ele não fez... Eu não deixei por isso fui devolvida. - Isso até que foi um alívio para Sasuke. 

 - Tudo bem eu acredito em você...- Ele disse massageando as têmporas. Antes de Sasuke prosseguir, seu celular vibrou. 

- Um segundo querida... Trabalho. - 

Era uma mensagem, ele rapidamente sacou seu celular o desbloqueando. Ele notou que era uma mensagem de Kiba.

[Mensagens]

- Então chefe tive um grande progresso na investigação. - Sasuke leu e finalmente havia ficado pelo menos um pouco feliz.

- Seja breve estou ocupado. - Respondeu Sasuke. 

- Dizer: Obrigado Kiba você é demais ia ser bem legal sábia? - Brincou o Inuzuka. 

- Quer me ver sem paciência? - Rebateu Sasuke. 

- Deus me livre. - Digitou Kiba rapidamente. 

- Então seja rápido. - Respondeu Sasuke. 

- Bom depois de procurar bastante, eu encontrei os destroços do caminhão forte. Ele estava bem na margem do rio Hudson. Não havia nada de estranho além das marcas do acidente e furos de tiros. Munição de alto calibre devo ressaltar. Enfim na parte traseira no lugar do dinheiro, havia uma substância bem conhecida entre os drogados de Nova York. Areia vermelha o pó produzido pelo Akasuna e ô grupinho dele. Ou foi ele querendo ser descoberto ou foi alguém tentando incrimina-lo. - Terminou Kiba, Sasuke respondeu com um mero "Obrigado" e guardou o celular. 

Agora a decisão era de Sasuke, ele teria que investigar mais um pouco para ter certeza. E se Sasori realmente teve algo haver com isso Sasuke garantirá que ele tenha o que merece.


Notas Finais


Oshi mais esse Sasori já está causando em!!! Kkkkkk
Comentem e dêem suas opiniões.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...