História Seu lado animal - Capítulo 18


Escrita por:

Postado
Categorias Dragon Ball
Visualizações 70
Palavras 953
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Festa, Hentai, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Boa leitura

Capítulo 18 - Dezoito


Vegeta chamou Bulma,Chichi,Tarble e Kakarotto a sala do trono.

-Vamos mudar a data do casamento._Ele disse áspero.

-Por que? Já tínhamos organizado a data,Vegeta._Chichi disse visivelmente chateada.

-Por motivos de eu quero. 

-Tá,e quando será?

-Amanhã.

-QUÊ?_Todos ficaram perplexos diante do que Vegeta disse.

-Amanhã. Então façam tudo bem rápido.

-Ah, Você só pode estar brincando._Chichi disse pegando Bulma no colo e levantando vôo.

-Mas que merda,Vegeta. Vou ter que aumentar o horário de treinamento dos meus soldados.

-Só faça.

Kakarotto correu para treinar o exército.

-Bom,enquanto eu faço toda parte difícil,que é avisar todo o povo e fazer com que os governantes de outros planetas venham rapidamente,o que você vai fazer?

-Não interessa, Tarble.

Tarble saiu da sala do trono para fazer suas tarefas.

...

-18! 

-Sim,Chi?

-Vegeta transferiu o casamento para amanhã,termine de fazer minhas tarefas. Eu vou ter que fazer outras coisas.

-Sim.

Bulma se virou para Chichi.

-O Vegeta só pode estar louco. Como vamos organizar tudo assim para amanhã?

-Eu dou conta. Precisa vir comigo.

Chichi e Bulma entraram num corredor vazio e escuro. Bulma agarrou o braço de Chichi com medo e ela riu.

Usou seu Ki para fazer uma bola de energia para iluminar o corredor.

-Onde estamos indo,Chi?

-Só vamos andar rápido.

Caminharam mais um pouco e pararam numa porta.

Chichi abriu e elas entraram vagarosamente.

-Alteza.

-17!

-Nossa,17. Quanto tempo que não o vejo!_Bulma disse espantada.

-É, sim. Pedi a Tarble que fizesse minha oficina distante de tudo para trabalhar melhor nas armas. Inclusive,que bom que veio,Chi.

O Android caminhou até uma prateleira e pegou uma espada dentro de uma bainha cinza e branca. Caminhou até a Chichi e a entregou.

-Fiz essa espada para você.

Chichi sorriu.

-Vamos ver._Ela tirou a espada da bainha e pôde ver a linda espada. Era grande e sua lâmina parecia cortar um mísero fio de cabelo. Seu cabo era cravejado era cinza cravejado com diamantes brilhantes. Parecia ser feita exatamente para ela._ Ela é... Linda. Obrigada,17.

-Como você consegue achar uma espada linda? Linda estou hoje.

O Android e a princesa riram do comentário da amiga.

Chichi guardou a espada na bainha e a amarrou no seu vestido,na altura de sua cintura.

-Então,17. Está pronto?_Chichi perguntou com um sorriso de canto.

-O que está pronto?_Bulma perguntou curiosa.

O Android levou sua mão ao seu bolso e pegou uma pequena caixa vermelha.

Abriu a pequena caixa para Bulma,que ficou encantada ao ver um par de alianças azuis.

-Que... Que lindas!_Bulma disse chorosa.

-A Chichi e eu trabalhamos duro para fazê-las.

-Vocês trabalharam juntos?

-Somos tão próximos quanto eu e 18._Chichi disse rindo.

-Chichi foi atrás do minério mais lindo de todo o universo...

-Eu trouxe uma pedra chamada Saphir. Veio da Terra,achei que combinava com você.

-Era uma pedra muito delicada e frágil, então tive que fundi-la com um minério forte que uso para fazer as espadas mais poderosas de Beijita. Assim pude fazer com que elas parecessem as Alianças,mas ao invés de serem douradas, são azuis.

-Vocês são incríveis!_Bulma os abraçou.

-Ah,eu sou mesmo.

-Bobo. 

-Chichi,quando será o casamento?

-Amanhã,17. Ai de você se não for.

-Não me esquecerei.

Bulma pegou a caixinha e ela e Chichi saíram.

-Por que não me falou? Achei que tinha esquecido das alianças.

-E estragar a surpresa? O melhor vem pro final.

-Certo, princesa. E o que vem agora?

-Agora nem eu sei._Chichi admitiu confusa.

-Mas eu sei._18 apareceu se juntando a elas._ É hora de se ajeitar para amanhã.

-Mas não é amanhã? Pra que se ajeitar agora?_Chichi pergunto confusa.

-Não é que vou me arrumar agora,Chi. Na Terra,as noivas passam um dia antes se preparando com suas amigas.

-Mas eu tenho coisas pra fazer,Bulma.

-Eu já fiz tudo,Chi. Irá se relaxar com a Bulma sim!

Dezoito arrastou elas para uma sala pouco frequentada por Chichi.

Aquela sala se chamava Harém e era onde as mulheres cuidavam de suas belezas. 

Era proibido qualquer homem entrar naquela sala, até mesmo o rei.

Dezoito encheu duas banheiras redondas,mas Chichi pediu para ela encher mais uma para ela.

Assim quando estavam cheias,Dezoito colocou pétalas de rosas na água.

-Onde arranjou rosas,Dezoito?

-Esqueceu do Jardim que a Chichi cultiva?

-Ah,claro. Não sabia que ela tinha plantas terrestres. Nem flores.

-Ah,mas eu tenho.

Dezoito e Bulma se despiram e entraram nas ditas banheiras. Mas Chichi ficou as observar corada. Diferente delas e dos outros Sayajins,Chichi sentia vergonha em se despir na frente dos outros. Algo que Tarble e Vegeta riam muito, porquê até onde eles sabiam,Chichi era a única Sayajin que tinha pudor.

-Vamos,Chichi. 

Chichi foi para o canto do Harém e se despiu e voando rapidamente para a banheira vaga.

-Você é a única Sayajin que conheço que tem pudor.

-Todos deveriam ter, não é mesmo? Não estamos falando do nariz de uma pessoa,estamos falando de uma parte que ninguém vê.

-E quando você fica com um homem?

-Eu não estou nem um pouco confortável com esse assunto. Aliás,eu deveria estar treinando.

-Ainda está pensando no sorteio de amanhã?

-É claro.

-Esqueça, Chichi. Relaxe um pouco.

Ouvindo as palavras da amiga,Chichi relaxou a cabeça na borda da banheira.

...

Chichi acordou sentindo a água gelada arrepiar seu corpo.

Olhou para os lados e viu que Dezoito e Bulma não estavam mais lá.

"Que desgraçadas! Nem me acordam!"

Se levantou e saiu da banheira. Procurou suas roupas e não as encontrou.

Revirou o Harém a procura de outras roupas,ou até mesmo uma toalha e não encontrou nada.

Achou uma toalha branca.

Estava de costas para a porta,e sentiu algo incomum.

Virou bruscamente para a porta,dando de cara com Kakarotto encostado na porta a encarando.

Chichi se cobriu com a toalha.

-O que está fazendo aqui?_Ela perguntou revoltada.

-Estava te procurando para treinarmos.

-Tá,mas você não sabe que é proibido machos no Harém?!

-É? Ah,eu não sabia. Mas o que o importa?

-É que diferente de outros Sayajins,eu tenho pudor.

Kakarotto riu como se dissesse "Você tá brincando".

-Eu quero ir pro meu quarto.

Kakarotto deu passagem para Chichi e ela saiu do Harém enrolada na toalha e Kakarotto a seguiu até seu quarto,mas antes dela entrar, Kakarotto circundou sua cauda na cintura de Chichi.

-Eu realmente gostei do que vi hoje, Chichi.

Ele riu malicioso e saiu,deixando uma Chichi corada na porta de seu próprio quarto.




Notas Finais


Resolvi postar um capítulo agora e amanhã postarei outro e mais Unconditionally.
Já repararam que nessa duas fics,meu Kakarotto/Goku estão muito tarados?
Goxto muito!
Sorte da Chichi.
BJUS ❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...