1. Spirit Fanfics >
  2. Seu lado animal >
  3. Cinquenta e três

História Seu lado animal - Capítulo 53


Escrita por:


Capítulo 53 - Cinquenta e três


Vegeta sentia sua mão ser esmagada por sua amada, enquanto ele estava totalmente apavorado. Sua azulada gritava e chorava de dor durante o nascimento de seu filho. Ele estava espantado e assustado. Nunca viu Bulma chorar de tanta dor.

Bulma sentia que iria morrer. Segurava com todas as suas forças a mão de seu esposo, gritava e chorava, ansiosa para que seu filho saísse logo dali para ela o conhecer. 

E em um instante, toda a dor e desespero se tornou insignificante ao ouvir o som do choro de um filhote. Bulma deu um sorriso fraco, mas com toda alegria do mundo. Desviou seus olhos azuis para seu amado e ele parecia estar vendo a coisa mais preciosa que existia nesse mundo. Ele largou a mão de Bulma delicadamente e se aproximou vagarosamente de seu filhote nas mãos da doutora Briefs. A loira lhe lançou um sorriso e enrolou o filhote em uma manta, costurada por ela mesma e entregou seu neto a Vegeta.

Vegeta, por sua vez, não conseguia tirar os olhos dele. Trunks. Seu primogênito. Ele, naquele momento, sentia que todo sofrimento que passou um dia, valeu a pena. Tudo que ele passou, o levou aquele momento. Conhecer seu filho. Sua coisa mais preciosa. Seu filhote.

-Ei, também quero conhecer o Trunks...-Bulma disse deixando algumas lágrimas caírem. Vegeta deu uns passos pra trás e entregou Trunks a sua mãe.

Ela sorria pra ele. Encantada. Seria ele a coisa mais linda que ela já viu? Seria seu instinto maternal falando mais alto? Não, tinha a certeza que seu filho era a coisa mais perfeita que ela já viu em todo o mundo.

Vegeta sorriu emocionado.

 

...

Chichi e Kakarotto entraram no quarto de Bulma e Vegeta para conhecerem Trunks. Chichi balançava sua cauda como um gato curioso.

-Vai, quero pegar ele também.- Chichi reclamava.

-Eu cheguei primeiro, deixa eu conhecer ele direito.- Tarble respondia revoltado.

-Vai logo, Trunks.

Kakarotto deu uma risadinha e se sentou ao lado de Bulma, que estava deitada na cama.

-Como você está, Bulma?

-Cansada. O parto foi prematuro. Mas mamãe disse que era melhor assim, Trunks é bem grande e não teria espaço na minha barriga pra ele.

-Eu estou muito feliz por você. Sei o quanto você está animada pra finalmente ser mãe.

-Obrigada, Kaka. 

-E como está Vegeta?

-Eu nunca o vi tão feliz. Ele tenta não demonstrar, mesmo com aquele jeito durão dele, eu sei que ele transparece felicidade. Está escrito na testa dele.

-Nossa, deve ser bem grande então, porque a testa do Vegeta é grande.

Bulma lhe deu um soco no ombro.

-Não fale assim dele.

Kakarotto riu e voltou a observar sua Chichi com seu sobrinho em seus braços.

-Onde está Vegeta?- Kakarotto perguntou a Bulma.

-Terminando as coisas do aniversário dele.

Um estalo soou na mente de Chichi e o desespero surgiu.

-AH MEUS DEUSES.- Ela entregou Trunks a bulma e expulsou Kakarotto e Tarble do quarto.

-Esqueceu?

-Esqueci. Bulma, por isso vi tantas naves lá fora.

-Além de comemorarmos o aniversário do Vegeta, vamos apresentar o Trunks.

Chichi pareceu sumir da vista da azulada e apareceu novamente.

-Aonde você foi?

Ela colocou um vestido longo azul com saia godê e um decote comportado sobre a cama e um pequeno uniforme sayajin azul.

Bulma arregalou os olhos.

-Vamos, está quase anoitecendo. Vocês precisam se arrumar logo. 

...

Chichi colocava o uniforme em Trunks enquanto Bulma vestia o seu vestido. Bulma se virou para Chichi:

-Por que você só tem usado roupas largas, Chi?

-Anh?

-Você está estranha ultimamente. Não usa seu uniforme, apenas roupas largas, não tem treinado... o que houve?

-Ah, nada demais. Resolvi dar uma relaxada por causa dos preparativos do aniversário do Vegeta. Mas ainda sei lutar muito bem, quer lutar agora?

-Passo. Como eu estou?

-Magnifica.- Chichi ergueu Trunks pra ela e fez uma voz fofa.- E eu, mamãe?

Bulma deu uma risada e pegou seu filho e o beijou na testa. 

-Está lindo. Chi, é você quem precisa se arrumar agora. 

-Tudo bem. 

Ela se retirou do quarto e encontrou com Kakarotto no corredor.

-Vamos rápido. Temos que nos arrumar.

Ele a seguiu.

-Eu fiz algo, Chi?

-O que?

-Sabe, tem dias que você não treina comigo, não me deixa te tocar, não me deixa te ver nua, faz tempo que nós errr...você sabe... Tem algo errado, Chi?

-Não é nada, Kaka. Relaxa, okay?

Ele suspirou chateado e continuou a seguindo.

...

Kakarotto estava sentado na cama de casal esperando Chichi sair do banheiro. Já que não podiam mais tomar banho juntos, segundo ela. Se perguntava o que havia feito para Chichi lhe tratar assim.

E ela finalmente saiu do banheiro. Aos seus olhos, majestosa como sempre. Mas agora ela parecia diferente. Havia brilho em seus olhos. Ela estava radiante.

Chichi usava um vestido tomara que caia vermelho, com saia chiffon, curto na frente e longo atrás. Ela estava perfeita.

-Você está estonteante. Perfeita como sempre.

Ela agradeceu sutilmente. Ela pegou sua espada dentro da bainha em frente ao seu corpo, dizendo que já estava na hora de ir para a festa.

Ele suspirou, contrariado novamente e confuso.

Ao chegarem no salão, alguns habitantes de outros planetas já estavam ali e conversavam tranquilamente, enquanto comiam e bebiam. Vegeta e Bulma nem apareceram ainda. 

Tarble e Suno estavam recebendo os convidados.

Kakarotto se afastou e Chichi suspirou aliviada por ele se afastar.

Logo, Vegeta e Bulma adentraram a sala com Trunks em seu colo.

Bulma se sentou em seu trono e Vegeta ergueu Trunks para que todos pudessem ver seu filho.

-Hoje, além de comemorarmos o aniversário do Rei de Beijita, comemoramos também o nascimento do meu filhote, herdeiro de todo esse planeta. Trunks.

Seu filho foi aplaudido e ovacionado. 

...

Trunks dormia calmamente em seu berço, enquanto dezessete tomava conta dele para que a festa pudesse acontecer, já que ele não gostava tanto assim de comemorações.

...

Vegeta estava conversando com reis de outros planetas calmamente. Ele parecia feliz. Bulma, estava radiante, dançando com outras sayajins e sua irmã. A azulada estava finalmente feliz. Finalmente sentia que tudo tinha acabado, e nada melhor do que comemorar dançando com sua irmã. Sentia paz.

Em outro canto, Chichi recebia uma bronca de Turles.

-Se Kakarotto fez algo, Chi, você precisa dizer. Ele veio conversar comigo, acabado. Disse que a última vez que vocês fizeram algo, foi há uns 4 meses, eu acho. Não que ele esteja necessitado de sexo, ele sabe aguentar. Mas, Chi, você faz parecer que não o ama mais.

-Ele está fazendo drama. Só quis cortar algumas coisas.

-Por quais motivos?

-Nenhum, Turles. Pelos Deuses, só quis mudar um pouco. Para o bem de nós.

-Bem? Kakarotto já chegou a dormir fora do castelo por sua falta de consideração com os sentimentos dele.

-Não é nada.

Ela se afastou.

Turles bufou e pegou dois drinks. Saiu do salão e entregou um ao Kakarotto que estava encostado na parede.

Eles não precisavam conversar. Um olhar bastava. Um gesto bastava. Sabiam que podiam contar um com o outro.

...

A festa já se encerrava, alguns convidados estavam partindo, deixando presentes para Vegeta, felicitando-os.

Assim que tudo foi esvaziado, Chichi reuniu toda sua família no salão.

Vegeta, confuso, suspirava irritado por querer se deitar logo. Bulma estava sentada no chão. Já estava farta de tanto dançar. 

Tarble ainda bebia um drink que havia sobrado. Turles descansava suas mãos em sua nuca, gesto que seu irmão costuma fazer.

Kakarotto estava bem ao fundo, com braços cruzados, encostado na parede.

-Preciso falar uma coisa bem séria com vocês.

-Noticia ruim? Cara, já estou farto de ataques.- Tarble reclamou enquanto bebericava seu drink.

-Se acalmem.

-Fala logo, Chichi- Vegeta ordenou.

Chichi lançou um olhar para Kakarotto e sorriu.

-Eu estou grávida!

Todos congelaram e se encararam confusos, e encararam Chichi novamente. Kakarotto descruzou os braços.

-Como?

-Descobri faz uns meses. Escondi todo esse tempo até descobrir o sexo.

-Ah, tá brincando. Escondeu todo esse tempo?- Bulma disse.

-Cala a boca, deixa ela falar.- Kakarotto reclamou.

-Bem, eu escondi até saber o sexo. Ontem descobri o sexo.

Kakarotto correu até ela e a abraçou. 

-Por isso você só usava roupas largas?- Kakarotto perguntou.- Não queria que eu te visse nua por isso... agora tudo faz sentido. todo comportamento estranho dela.

-É uma menina?- Tarble perguntou animado.

-Eu coloco fé de que é um menino.- Turles rebateu.

-Acho que é menina.- Vegeta e Bulma disseram juntos.

-Diga, meu amor.

Ela sorriu.

-São dois meninos!

O salão ficou em silêncio.

-D-dois? DOIS MENINOS?- Kakarotto gritou espantado.

-Chichi!- Bulma e Turles a abraçaram.

-Sério, eu estou muito feliz por vocês.- Turles disse, enquanto observava seu irmão, ainda em choque.

Tarble se aproximou e pôs a mão na barriga da Chichi. 

-Woww...Está enorme, como não percebemos antes?

-Vocês são bem desligados.

-Como você conseguiu esconder? -Vegeta perguntou.

-Segredinhos, amor. 

 

...

 

Chichi estava em pé, enquanto Kakarotto puxava o zíper de seu vestido. Puxou ele para baixo e finalmente pode ver a linda barriga de sua amada. Enorme e linda.

Ele se ajoelhou em frente a ela e beijou sua barriga.

-Eu prometo, meninos, vou cuidar de vocês com todas as minhas forças.

Chichi acariciava os cabelos espetados dele.

-Já pensou em um nome?

-Achei que você poderia escolher eles.

-Os dois?

-Claro, meu amor. Você é o pai.

Ele pensou um pouco.

-Gohan e Goten...

Ela mordeu o lábio inferior e sorriu.

-São lindos, meu amor.

Ele ficou de pé. Chichi o abraçou.

-Eu te amo.

 

...

 

No dia seguinte, todos estavam reunidos na mesa, tomando o café da manhã, como família. Finalmente felizes.

 

 


Notas Finais


Com certeza não era o final que vocês esperavam e nem aquele final extravagante. Nem era o final que eu estava pensando em fazer, mas quando vi, já estava escrevendo esse.
Perdão pelos erros.
Obrigada a todos que acompanharam a história. Obrigada a vocês que esperaram pacientemente o meu retorno para escrever.
Muito obrigada.
Beijos


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...