História Seus lábios(Jikook) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jimin, Jungkook
Visualizações 160
Palavras 1.343
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, LGBT, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Segundo


Naquela manhã gelada, mal conseguia o ômega ficar andando por aí, estava muito frio, ainda mas ele que era tão sensível. Mas o mesmo não podia descansar, afinal, tinha sua Omma para cuidar, ela precisava dele, assim como ele precisou dela pra vida inteira, cuidaria dela até suas forças se acabarem.

JM:Omma, por favor descanse!-O ômega disse ajeitando o travesseiro da mas velha que apenas se recusava a dormir.

Park:Como posso Jimin?Você está se matando por mim, apenas me deixe morrer, eu não quero tirar sua vida...assim como tirei sua pureza.

JM:Omma, já disse pra não entrar nesse assunto denovo. Eu que quis fazer isso, você não me obrigou a nada!Então por favor, durma um pouco hum?-A mas velha mesmo não querendo assentiu fechando de leve seus olhos, porém o cansasso era enorme. Vendo que a mas velha tinha apagado, o pequeno sorriu dando um beijo em sua testa e ajeitando sua coberta logo saindo dali, fechou a porta do pequeno quarto e suspirou. Seus lábios estavam secos de tanto frio, é seu nariz estava vermelho indicando que ficaria com uma gripe rápido, talvez se fosse um ômega puro, agora não estaria com tanto frio, seu corpo não acharia que ele tinha um alfa porém...onde estava aquele alfa que tanto lhe foi gentil?Oque ele estava fazendo agora?

JM:Por que você não sai da minha cabeça?-Disse sôfrego, respirou fundo e saiu de sua casa, indo em direção ao seu segundo emprego, um atendente de uma cafeteria, talvez ser prostituto rendesse mas, só que ele gostava desse emprego, não tinha que forçar...ser algo que ele não era.

... 

Heo Chun:Está atrasado!-Disse seu chefe assim que viu o ômega entrar pela porta.-Sabe muito bem que não admito isso!

JM:Me desculpe, estava cuidando da minha Omma.

Heo Chun:Sempre a mesma desculpa Park, me poupe!Comece logo seu trabalho!-Disse grosso, o pequeno apenas assentiu, sabia como era seu chefe e preferia ficar quero, na verdade ele tinha que ficar.

....

O dia estava normal, mas aquela noite, parecia ter ficado mas fria ainda, o garoto espirrava, a gripe já tinha o pegado, se prageando por ter conseguido ficar doente, ficaria sem trabalhar, sua Omma ficaria sem remédio. Não podia acontecer isso, não deixaria acontecer, nem que estivesse com a pior dor de cabeça, trabalharia, sem exitar.

JM:Até mas!-Disse sorrindo para os clientes que haviam saído da loja.- Sr.Heo já estou indo, boa noite!-Espirrou mas uma vez.-Droga..-Disse baixinho.

Heo Chun:Até até!-Disse sem olhar pro garoto enquanto contava as notas de cem encima da mesa, o garoto saiu da loja e começou a caminhar para seu outro trabalho....a boate, sendo seu pior medo, não queria voltar pra lá novamente...mas precisava desse dinheiro, e agora, nem mas pureza tinha. Suas pernas estavam cansadas, ele apenas queria dormir um pouco, estava completamente exausto. Sem ter muita noção, acabou esbarrando em alguém, oque o fez quase cair no chão.

JM:Me desculpe senhor eu não estava vendo....-Disse sem olhar para o homem a sua frente, mas conseguiu assim que viu quem era.

JK:Jimin?-O alfa sorriu, era bom ver o garoto, não o via a dias, estranhamente sentia falta dele.

JM:Oi...-Disse baixo.

JK:Está sozinho?Está indo para casa?Quer que eu te leve?

JM:Eu..eu...-O ômega estava envergonhado de falar, ou talvez, não queria falar isso.

JK:Está indo para a boate?-O pequeno ficou quero hando para o chão.-Eu disse que não era bom ir lá Jimin, aquele povo é cruel!-Disse o alfa, mas na real, não queria que nem um outro alfa ou beta, além de si o tocasse, sentiria tento ódio se isso acontecesse.

JM:Foi bom lhe ver Jungkook!-Disse dando as costas para sair dali, porém foi empedido pelo alfa segurando seu braço.

JK:Espere...se irá fazer isso, faça comigo!-Disse o alfa, de todo modo, tentando o convencer de não se entregar a outro alfa.

JM:I-isso....

JK:Por favor, se for fazer isso com um alfa, faça comigo, eu lhe pago o dobro!-Era uma boa oferta, afinal, 300 mil yons, duas vezes daria 600 mil yons, daria pra comprar os remédios, e pagar algumas contas da casa.

JM:Tudo bem.-O ômega disse fraco.

JK:Eu estou sem meu carro aqui, podemos passar na minha empresa?-O ômega assentiu.-Venha então.-Segurou a mão do pequeno, entrelaçando seus dedos, que nem de um casal, e o puxou até a empresa.

....

O moreno dirigia o carro, e sem desviar o olhar, pegou um cigarro o levando na boca, já havia perdido as contas de quantas vezes havia fumado hoje.

JM:Isso lhe faz mal...não devia fazer isso!-Pela primeira o ômega falou, realmente preocupado.

JK:Hoje em dia tudo me faz mal, até viver!-Acendeu o cigarro em sua boca e rapidamente deu uma tragada, e tirou soltando a fumaça cinzenta.

JM:Por que irá pagar o dobro pra mim, se existe ômegas mas baratos e melhores...-Disse baixo para o alfa.

JK:Porque eu quero você, não outro ômega.-Respondeu simples.

....

O alfa abriu a porta do carro para o ômega que saiu dali e entraram no elevador logo subindo para o andar do alfa, parou abrindo a porta e fazendo os dois saindo dali de dentro, o moreno parou em sua porta, pegou a chave em seu bolso e destrancou a porta fazendo com que um barulho naquele corredor silêncioso se fazesse, o ômega com medo e frio a todo tempo, entrou no apartamento sentindo o cheiro empreginado do alfa, e por um breve tempo, se sentiu seguro. O ômega virou para o alfa que estava fechando a porta e foi até si, segurando sua cintura e colou suas testas, deixando o ômega se ar.

JK:Por onde quer começar?-Disse baixo.

JM: É você que decide.-Chegou mas perto da boca do alfa, e em um movimento as uniu, sentindo o gosto tão perfeito um do outro, era um beijo necessitado, desejoso e selvagem. O alfa parou o beijo ofegante e desceu para o pescoço do ômega onde começou a chupar e dar mordidas fortes, arrancando arfares do pequeno. Ele pegou o mesmo no colo e o levou até seu quarto, o deitando delicadamente na cama, e sem demora alguma, tirou sua blusa, por fim, ficando encima do pequeno novamente, destribuindo aquelas beijos molhados que tanto deixava o ômega louco. O ômega, com afobação, ajudou o alfa a tirar a camiseta, deixando seu tronco bem definido a mostra, o alfa mas uma vez desceu, para o cós da calça do pequeno e ainda coberto, deu uma mordida no membro do menor, que já se encontrava duro. E como resposta recebeu um gemido prazeroso, fazendo o alfa o desejar mas ainda. O alfa subiu para a boca do pequeno, inchada e vermelha, novamente o beijando afoito.

JK:Por que eu parece dependente disso cada vez mas?-Disse rouco e ofegante, logo atacando o pescoço do menor novamente. 

Já sem roupa alguma, o alfa apenas com o preservativo, encaixou seu membro na entrada do garoto que gemeu de dor fechando os olhos, lentamente começou os movimentos, fazendo o ômega se acostumar, não importa quantas vezes fizesse isso, Park Jimin, sempre seria apertadinho, assim pensava o alfa.

JM:Mas rápido...-Disse sôfrego fazendo o alfa ir mas rápido e fundo, a cama batia na parede, as peles se chocavam fazendo uma barulho tão erótico, os corpos estavam suados, e o prazer era enorme, seus corpos pareciam se conectar nesse tão prazeroso momento, com apenas um rugido alto, o alfa se desmanchou, esquentando o interior do ômega que também gemeu. Os olhos do alfa ficaram vermelhos, e suas presas apareceram, ele iria marcar o ômega?Mas não estavam nem no cio para fazer tal ato.-Jungkook?-Chamou com medo doque o alfa podia fazer, o moreno fechou os olhos e respirou fundo, reprimindo aquele desejo tão insano de querer marcar um ômega que só viu duas vezes. O alfa caiu do lado do ômega, e ainda com os olhos fechados, já o ômega estava com medo, nunca havia visto isto.-Esta tudo bem?

JK:Está...eu só me alterei!-Disse fraco.-Vamos dormir um pouco hum?-O ômega assentiu virando de costas para o alfa, tentando dormir, porém aquela noite estava muito gélida, seus dentes batiam, não conseguia pegar no sono, o alfa, vendo tudo isso, virou o ômega e o puxou pra perto, escondendo seu rosto vermelho em seu seu peito desnudo, jogou um pano fino sobre seus corpos denudos, e por fim, o ômega se sentiu mas quente...e protegido.

Um novo vicio...talvez seja seus lábios...



Notas Finais


; -;


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...