História Seven Passions - Imagine BTS - Capítulo 21


Escrita por: ~

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Bts, Imagine, Surubangtan
Visualizações 144
Palavras 1.546
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Hentai, Lemon, Orange, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi, Yuri
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Sintam a tensão sexual apenass em uma foto! Haha

https://www.youtube.com/watch?v=xkDhbH6CEVc

Capítulo 21 - Saciedade!


Fanfic / Fanfiction Seven Passions - Imagine BTS - Capítulo 21 - Saciedade!


Aquelas cenas do filme se tornaram insuportáveis para Hoseok, seu pau mal se continha dentro da cueca que se tornou sufocante, oh podia sentir seu pau latejando, dentro daquele pano.


Podia sentir as dores de não ter seu desejo saciado, assistir aquele filme se tornou tão sufocante, seu rosto sequer tentava esconder o desejo de saciedade que necessitava em seu pênis.


Agradecia aquele cobertor mas também o repudiava, se remexia tentando fazer as dores se tornar menos incomoda, mais que isso, apenas fazia seu pau roçar mais contra o cobertor.


Houve muita força de vontade, esforço e uma mordida tão forte nos lábios para segurar o gemido quando algum dos meninos esbarrou em seu membro acidentalmente, pode sentir o gosto metálico em seus lábios.


Sentia a tensão naquela sala, todos estavam vermelhos, todos se remexiam tentando ficar mais a vontade.


Nuca se sentiu tão aliviado quanto quando o filme acabou, todos se dispersaram rapidamente, cozinha, banheiro, e ele por seu quarto.


Se sentou na cama, se livrando de toda roupa. Completamente e com o membro dolorido, pegou o lubrificante no criado mudo e começou a se masturbar.


Lentamente passou o polegar pela glande inchada, enquanto revirava seus olhos com o simples ato. Desceu sua mão por toda extensão enquanto gemia – aaaawn – e subia lentamente, seu membro doía mais.


Gostava dá tortura que estava sendo, seu corpo estremecia a cada subia e descida, com a mãos envolta do seu pênis, circulava o frênulo sensível – aawnt – as mãos aumentavam o ritmo, espalhando o pré gozo.


Os movimentos se tornaram intensos assim como os gemidos longos e sofregos.


Mordia os lábios enquanto dizia coisas sujas, imaginava alguém subindo e descendo em seu pau.


Quando fora interrompido.


Namjoon assim como os demais, estava completamente excitado quando o filme acabou, todos jovens com hormônios a flor dá pele, todos dentro de uma casa. E todos.. não sendo tão héteros quanto aparentam..


Qualquer um era uma ótima opção, Suga e você haviam ido para o quarto, provavelmente estariam em um sexo selvagem no momento.


Vira Jin entrando no banheiro junto com Jungkook, depois de falar com Suga. E provavelmente ele já não era tão hétero como antes.


Oh já havia se esquecido de Tae chupando o pescoço de Jimin na cozinha enquanto o outro o prensava contra a geladeira..


Seu pau ainda latejava, sabia que provavelmente Hoseok estaria se aliviando em seu quarto ou talvez banheiro. Resolveu então tentar a primeira opção.


Sorrateiramente abriu sua porta e entrou, podendo ter a visão do outro, com a cabeça inclina para trás mordendo os lábios enquanto esfolava seu pau com a mão. Oh as palavras desconexas e os gemidos fizeram seu pau latejar ainda mais. Poderia gozar apenas ouvindo aqueles gemidos sôfregos.


Com um estrondo fechou a porta, vendo o outro saltar na cama e a mão parar de alisar o membro duro, completamente melado.


Completamente vermelho, com a boca entreaberta e os gemidos cessando Hoseok olhou para Namjoon com os olhos nublados em desejo.


Namjoon contemplou o corpo do outro completamente nú enquanto se aproximava, Hoseok também fazia o mesmo, parando seu olhar entre as pernas do outro.


Sorriu de lado vendo que mesmo com roupas o pau ereto do outro era marcado. Nenhum dos dois precisou falar alguma coisa, ambos queriam saciedade.


- Não vai retirar as roupas? – o tom de voz de Hoseok sempre tão alto era manhoso. Suas mãos lentamente voltaram a alisar seu membro, lentamente – venha me ajudar com isso aqui – gemeu.


Namjoon começou a retirar suas roupas.


- Venha aqui – Hoseok chamou com o indicador.


O outro foi, Hoseok parou de se masturbar e começou a retirar a calça juntamente com a cueca do outro.


As mãos de Hoseok deslizaram pelo abdômen do outro, arranhando de leve, enquanto seus olhos encaravam o do outro.


Hoseok sorriu antes de como uma criança travessa colocar a língua pra fora e chupar o pré gozo contido na glande.


- Porra – vociferou o maior enquanto suas mãos se prendiam no cabelo do outro – Hoseok – gemeu.


A boca ávida trabalhava lentamente, chupando a glande inchada como um pirulito saboroso, a língua deslizou por toda extensão, pareando em seus ovos, sua língua brincando com cada um deles antes de subir novamente e sua boca tomar o membro completamente duro do outro, em sua boca.


- Que porra de boca gostosa, seu bastardo – com as mãos no cabelo do menor, Namjoon começou a ditar os movimentos, fazendo o outro quase engasgar quando seu pau bateu no fundo de sua garganta – aaawn oh my god – Nam revirava os olhos.


As penas já estavam bambas e o suor escorria por sua testa, enquanto sua pélvis se movia para frente e para trás.


Quase sem fôlego Hoseok começou a revezar entre suas mãos e sua boca masturbando o outro, sem quebrar o contato visual.


As veias Namjoon engrossando dentro da boca do outro, que gemia tentando se manter firme enquanto o outro metia forte em sua boca já quase amortecida.


Sentia as pernas bambas do outro enquanto segurava suas coxas, cravando as unhas no local, os espasmos se espalhando pelo corpo de Namjoon.


Até que finalmente o jato quente veio dentro de sua boca, sujando seus lábios e parte de seu rosto.


Hoseok passou a língua nos lábios, e então usou o indicador para limpar o restante do rosto, o levando em seguida para a boca. Eroticamente chupando o dedo enquanto o outro assistia.


O corpo de Namjoon ainda estremecia quando Hoseok o jogou na cama, houve um estrondo, ambos quase quebraram a cama.


- Espera.. – Namjoon não estava habituado a ser o passivo da situação, não que já não houve sido.


- Shhhh – Hoseok acenou a cabeça negativamente antes de colar seus lábios no do outro.


Namjoon tentou inverter as posições mas estava submisso, de certa forma gostava de não estar no controle. Precisava sempre cuidar de tudo e de todos, que gostava quando alguém o fazia submisso.


O pau de Hoseok ainda completamente sem alívio cutucava a barriga do outro, pegou o tubo de lubrificante abandonado na cama e passou no próprio pau. Levou seus dedos melados ao ânus do outro, o fazendo se retrair um pouco.


O menor estava de joelhos na cama, entre as penas do maior, o puxou pelas pernas mais para si. Fazendo o corpo de ambos se chocarem, ambos gemendo em sincronia.


Namjoon cravou as unhas no ombro do outro enquanto forçava entrada dentro de si, doía, o rasgava por dentro. Nam mordeu o ombro do outro quando se encontrou totalmente dentro si.


Mas não deixava de ser prazeroso para ambos, que gemiam e reviravam os olhos – agora você vai gemer como uma vadia enquanto eu te fodo.


Hoseok metia forte contra Namjoon enquanto ele gemia como uma vadia, podia se ouvir os choques, o barulho dos corpos de ambos se chocando mesclados dos gemidos.


O pau de Namjoon roçando entre a barriga de ambos, já duro novamente, completamente insaciável.


Os tapas estalados na coxa e bunda, Namjoon levou suas mãos ao peitoral do outro torcendo com força os bicos do peito do outro, o fazendo urrar entre dentes e se enterrar mais forte.


A temperatura já estava insuportável dentro daquele quarto, podia sentir sua pele queimando, o lubrificante deslizando para dentro empata forte com os movimentos rápidos.


- Ho-Hoseok – Namjoon estremecia – isso, assim! – a cama batia contra a parede com força.


- Seu gostoso filho da puta.


- Isso, assim! Me arregaça! Oh my god.


Hoseok diminui o ritmo, parando e saindo do outro, dando um tapa estalado em sua coxa – quero você de quatro como uma vadia – oh como Namjoon estava delirando com a voz rouca de Hoseok e seu jeito dominador.


Obedecendo ao outro se pois de quadro, lhe dando a visão de seu anus vermelho e seu pau duro esperando saciedade.


Arranhando as costas outro até chegar às nádegas Hoseok lhe bateu no traseiro, deixando a marca dos cinco dedos.


Namjoon grunhiu e gemeu, ele o estava excitando mais.


Hoseok se ajeitou atrás do outro e se enterrar dentro dele, gemendo. Namjoon torceu os lençóis enquanto seu corpo era impulsionado para frente.


Hoseok bombeou várias vezes até seu corpo finalmente começar a mostrar indícios de seu ápice, seu corpo trêmulo, continuou a bombar forte.


Gemidos longos e o choque dos corpos, fora o dá cama batendo contra a parede.


- Isso, oh como você é gostoso, eu poderia te comer todos os dias – finalmente o ápice, Hoseok preencheu Namjoon com seu líquido.


Caindo para o lado com sua respiração descompassada. Namjoon ainda estava com seu membro pulsando dolorosamente, pedindo por saciedade.


Sua própria mão tomou o membro e começou a masrurba-lo, levando um tapa dá mão trêmula do outro.


- E-Eu faço isso – suas mãos tomaram o lugar do outro.


Descendo e subindo rapidamente por toda a extensão, Namjoon estava adorando gemer como uma puta.


- Eu te deixo assim Namjoon – comentou o outro enquanto o masturbava – você parece uma cadela no cio – descia e subia – goza pra mim como uma cadela.


Suas veias grossas não aguentaram mais, simplesmente explodindo, sujando seu abdômen e a mão de Hoseok de porra.


Hoseok riu e levou sua mão até a boca, chupando – a gente deve repetir isso aos vezes.


- É, devemos - Namjoon concordou com sua voz grave.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...