História Several Stories - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Tags Histórias Originais
Visualizações 6
Palavras 879
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), LGBT, Literatura Feminina, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Adultério, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


2° EP da primeira história
Espero que gostem 😉

Capítulo 2 - It Was Just a Friendship FINAL


Fanfic / Fanfiction Several Stories - Capítulo 2 - It Was Just a Friendship FINAL

Nos separamos e, aquela sensação era tão boa.

-- acho que não preciso dizer mais nada...(ele disse)

-- é melhor mesmo.

Então volto a beija-lo dessa vez um beijo mais intenso. Aquilo ainda era vergonhoso pra mim, eu não sabia se estava fazendo a coisa certa. Que saber? Que se dane tudo e todos, eu realmente queria aquilo, aquele sentimento profundo me fazia se sentir tão bem. Naquele momento eu pude sentir uma emoção que nunca serei capaz de descrever.


4 meses depois__

-- eu já te disse que não canso de te olhar? (Pergunto)

-- você diz isso todos os dias... sabe que eu gosto não é? 

Nesse momento eu dou um abraço nele e aquilo, sentir o seu cheiro, me acalmava... 

A vida se tornou a cada dia mais fácil... nada me encomodava... as cores pareciam ter mais vida...  

Minhas mãos estão suadas mas não por conta do calor, simplesmente pelo motivo de está do seu lado... meu coração anda descompassado com um sentimento de euforia... Talvez eu realmente esteja apaixonada.

-- eu sempre vou te dizer isso, todos os dias das nossas vidas. (continuo abraçando- o)

-- hoje fazem 7 meses que depois de 2 anos eu demonstrei oque eu sinto por você. 

-- ei pode parar com isso, tá ficando muito meloso em!

-- pensei que gostasse disso.

-- não é pra tanto.

Nesse momento seu celular vibrou quando vejo o mesmo tira - lo do bolso, e deu um sorriso um pouco estranho, mas não me emportei, afinal deveria ser o seu amigo.

-- bom agora eu tenho que ir, tudo bem?

-- ah claro meu amor sem problemas.(respondo calma)

2 semanas depois__

-- oi,como você está?

Fala quando nos separamos do beijo.

-- eu tô bem melhor.(fala ele)

-- que bom! (digo dando - lhe outro beijo)

-- oque acha de irmos jantar no shopping?

-- por mim tudo bem.

Pegamos um táxi e fomos direto pro shopping, onde andamos até a praça de alimentação.

-- oque vai querer comer? (pergunto)

-- humm... acho que um macarrão.

-- certo, eu vou fazer os pedidos. (falo me levando da mesa)

-- deixe que eu vou.

-- não precisa, seu joelho ainda está enchado não pode ficar em pé por muito tempo.

-- sempre tão preocopada. (fala alisando meu cabelo)

-- eu realmente me preocupo com você sabia?

Ele não respondeu nada apenas olhou para trás de mim com uma cara de aflição ou talvez tenha sido imprecisão minha.

-- então vai lá meu bem. (disse ele)

E assim fiz.

[...] 

Estávamos comendo quando seu celular toca:

-- não vai atender?

-- não. (responde seco)

Não falei mais nada apenas continuei a comer.

Porém aquela droga de celular não parava de tocar, já tinha tocado umas 5 vezes.

-- tem certeza que não vai atender? 

Então ele pega seu celular do bolso e atende, eu pode ouvir a voz de uma mulher então quando o mesmo desligou eu perguntei:

-- quem era?

-- ah sim... bom era o meu amigo. (disse seco)

-- achei que fosse uma mulher. (digo olhando em seus olhos)

-- ah, qual é em? Tá com ciúmes?

-- não é ciúmes, eu só queria saber quem era.

Ele não disse mais nada, terminamos de comer e fomos para casa.

Antes de ir pra minha casa, fui ao banheiro da sua casa. Ultimamente ele anda tão estranho comigo, não diz as coisas que costumava dizer. Quando saio do banheiro percebo que ele não estava na sala então vou até o seu quarto e como últimamente ele não largava aquela droga de telefone:

-- eu já falei que eu tô chegando, me espera aí, tchau. (então ele desliga o telefone)

-- você vai sair de novo.

-- oi, eu nem vi você aí... como eu pode esquecer, sim eu irei saí com os meninos. 

-- pra onde você vai?

-- eu vou pra... casa do Matheus que vim junto?

Aquilo estava estranhando, nós não temos os mesmos amigos e ele sabe que eu não aceitaria sair com aqueles amigos da faculdade dele. Isso não vai ficar assim, eu irei descubrir oque está acontecendo.

-- não, eu vou pra casa.

-- até amanhã meu amor. (vem em minha direção e tenta me beija mas eu não deixo)

Outro dia__

-- como foi ontem, a sua amiguinha estava lá? (pergunto)

-- porque quer saber?

-- oras, por nada, só curiosidade.

-- já falei pra não ter ciúmes, deixe de bobagem.

-- eu não tô com ciúmes!

-- não grite comigo!

-- eu não estou com ciúmes!

-- e oque é isso então?

-- você quer que eu aceite qu saia com sua ex- namorada?

Ele não falou nada.

-- me responde! Porque fez isso comigo?

-- do quê você está falando?( parecia confuso)

-- eu já sei de tudo, ela me contou!

-- Olha, me desculpa aquela garota é uma louca!

Nesse momento eu já estava chorando.

-- por favor não seja tão idiota, vocês estão juntos a 5 meses, 5 meses! Você mentiu esse tempo todo!

-- que saber eu não me emporto mesmo, eu menti pra você sim, e que saber ele me perdoo pela 2° vez!

-- vai embora daqui! Saí da minha casa!

E assim ele fez

1 semana depois__

Já faziam 2 horas que eu estava chorando... Aquilo tava doendo demais... O meu mundo caiu... Ele acabou comigo, rés questão de me destruir aos poucos, parecia que ele tinha roubado o meu ar... Aquela euforia se transformou em rancor.

Eu tava acabada, parecia que uma manada de elefante tinha passa por cima de mim.



Essa história é uma história real, ela realmente aconteceu, não exatamente dessa forma mas com a mesma introdução.


Espero que tenham gostado.





Notas Finais


Sorry pelos erros ortográficos
Até a próxima 😉
COMENTEM por favor ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...