História Severo Snape e Di-lua Lovegood. - Capítulo 29


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Colin Creevey, Fílio Flitwick, Gina Weasley, Luna Lovegood, Minerva Mcgonagall, Murta Que Geme, Pirraça, Pomona Sprout, Poppy Pomfrey (Madame Pomfrey), Rúbeo Hagrid, Severo Snape
Tags Luna, Luna Lovegood, Severo Snape, Snape
Visualizações 119
Palavras 2.748
Terminada Não
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Olá pessoal, muito obrigada por todos os comentários!! ❤️❤️❤️
Mais um capítulo, ficou um pouco comprido, eu acho ... Mas espero que gostem.
Por favor ignorem os erros. 🙏🏻🙏🏻😘😘🥰🥰❤️❤️

Capítulo 29 - Capítulo 29- A casa do Lago Loch Awe- Escócia


Fanfic / Fanfiction Severo Snape e Di-lua Lovegood. - Capítulo 29 - Capítulo 29- A casa do Lago Loch Awe- Escócia

No primeiro final de semana de setembro uma semana após o início das aulas Snape aparatou até a casa de Luna, era a primeira vez que ele ia te lá, eles haviam combinado de ir até a casa em que morariam na Escócia para limpar e arrumar as coisas pois o tempo corria e eles só tinham três semanas até o casamento.

Ele passou por um portão desmantelado na entrada, onde se encontravam três letreiros com os dizeres: "O Pasquin. Editor: X. Lovegood", "Traga o seu próprio visgo" e "Não se aproxime das ameixas dirigíveis". 

Ele continuou caminhando pelo caminho em zigue-zague até a porta da frente, ao longo do caminho podiam ser vistas uma variedade de plantas estranhas espalhadas pelo jardim.

Era muito cedo, o sol ainda não tinha nascido e Snape não tinha certeza se Luna já estaria acordada, mas ao olhar para a enorme casa em forma de cilindro ele viu que luzes já estavam acesas do lado de dentro.

Ele parou na soleira e bateu na porta, ele ouviu barulhos de passos ávidos e pesados correndo do lado de dentro e em seguida a porta de se abriu, Xonofílio Lovegood abriu a porta, ele segurava uma caneca e usava um hobby marrom surrado e remendado, os cabelos estavam bagunçados e emaranhados como uma bola de pelos de gato.

Snape o avaliou por um momento e Xenofílio fazia o mesmo, parecia surgir uma tensão entre eles e então Xenofílio sorriu e o convidou a entrar.

-Ora você chegou cedo Severo, posso te chamar assim não é? Afinal você será como meu filho depois do casamento.-Snape arqueou uma sobrancelha sem saber muito bem o que responder, Xenofílio estendeu a mão para ele e Snape a pegou relutante.

- Severo está bom, Sr.Lovegood.-Disse cauteloso e indiferente enquanto o pai de Luna chacoalhava sua mão sem parar.

-Xenofílio é melhor Severo, mas você pode me chamar de pai se quiser! - Snape o olhou com censura sentindo-se desconfortável, ele puxou sua mão e disfarçou seu desconforto.

-Acho que prefiro manter as formalidades se não se importar..-Disse olhando para o pai de Luna que parecia um tanto doido, Xenofílio riu.

-Como quiser Severo, minha Luna me falou sobre esse seu jeito rígido e reservado.-Xenofílio arregalava os olhos enquanto falava e sorria de forma estranha o que deixava Snape muito desconfortável.

-Sente-se, Luna já acordou ela logo irá descer.-Disse apontando para uma cadeira, Snape se sentou e observou a casa que para ele parecia um emaranhado de bagunças para todos os lados, haviam papéis espalhados para todos os lados, as paredes e armários estavam todos pintados de cores vibrantes que se destacavam umas sobre as outras o que deixava Snape desconcertado.

Xenofílio lhe ofereceu uma xícara de chá que Snape logo se arrependeu de ter aceitado, estava horrível.

Eles ficaram sentados se encarando em silêncio durante alguns minutos até que Luna desceu as escadas sorrindo.

-Bom dia !- Ela disse lhe dando um beijo ao chegar até ele, ele lhe lançou um olhar de repreensão, desconfortável com a presença do pai dela ali.

-Ah Severo não se acanhe, Minha filha e eu não temos segredos... -Xenofílio sorriu de forma estranha para ele e Luna parecia completamente alheia ao clima de tensão e desconforto que o cercava.

-Acho melhor nós nos apressarmos Lovegood, só temos hoje e amanhã para tentar organizar a casa ...-Disse Snape arqueando a sobrancelha e olhando mais atentamente ao seu redor, se casa da Escócia fosse como aquela eles precisariam de pelo menos um mês para arrumar tudo.

Xenofílio riu.

-Lovegood? Parece tão ... Formal de mais ... Após o casamento você a chamará de Snape ? -Xenofílio gargalhou da própria observação parecendo ainda mais louco aos olhos de Snape que apenas forçou um movimento mínimo com o canto da boca, completamente desconfortável.

Eles se despediram e aparataram para a Escócia.

Eles desaparataram no que parecia o topo de uma colina, o sol começava a mostrar os primeiros raios da manhã, uma leve brisa soprou sobre eles e Snape sentiu o ar rarefeito daquele lugar.

Tudo ao seu redor era verde com imensas árvores cercadas de montanhas e colinas para todos os lados, ao longe ele pode ver uma parte do enorme lago Awe cercado de verde por todos os lados, era uma linda paisagem escocesa.

Eles caminhavam de mãos dadas, e conforme o sol surgia mais quente ficava pois ainda tinham três semanas de verão pela frente.

-É logo ali, entre aquelas colinas.-Disse Luna apontando para duas colinas completamente verdes logo à frente, ela soltou a mão dele e correu animada, ansiosa por estar ali com ele.

Quando em fim chegaram ao topo da colina Snape pode ver uma casa que mais parecia um chalé, mas muito maior do que um.

A casa era branca de dois andares e parecia ter sido construída quase dentro do lago, havia um píer que chegava bem longe dentro do lago. 

-Não é o que eu esperava ...- Disse Snape impressionado com a beleza do Lugar, e surpreso de encontrar uma casa daquela, ele esperava algo mais parecido com cilindro.

-Eu sei é bem bonita não é?-Ela sorria animada.

-O que você esperava ?- Perguntou curiosa enquanto eles caminhavam de mãos dadas em direção à casa, Snape pensou em como responder sem a ofender.

-Bom, acho que eu esperava algo mais ao estilo Lovegood.-Disse cauteloso, Luna não pareceu ofendida.

-Nem sempre nossa casa foi tão livre e criativa como agora ...- Ela respondeu distraída e indiferente.

-Passamos a viver assim depois que a minha morreu, acho que meu pai não lidou muito bem com a morte dela.-Disse ainda indiferente e Snape apertou mais a mão dela.

-Sinto muito, deve ter sido difícil.-Ele queria conforta-lá de alguma forma mas não sabia como.

Eles em fim chegaram a soleira da casa, parecia ainda maior olhando de perto, Snape reparou que a parte da frente da casa estava muito limpa, nem mesmo a pintura do lado de fora parecia gasta, não havia nenhum folha sequer caída no chão, ele estranhou mas não disse nada. 

Ao entrarem eles se depararam com uma ampla sala com uma lareira muito grande e imensas janelas que mantinham o ambiente muito iluminado, e de fato todas as janelas da casa davam vista para o lago.

-Eu esperava muito bagunça e montanhas de pó, e quem sabe até um bicho papão ...-Disse Snape estranhando o lugar incrivelmente limpo e arejado.

-Surpresa!- Disse Luna sorrindo, ele a olhou interrogativo.

-Meu pai e eu limpamos tudo na semana em que você me pediu em casamento, ele não vinha aqui a anos e precisava passar por isso ... Nós dois precisávamos.-Disse olhando nostalgicamente a casa.

-Você me enganou.- Snape fez uma cara sombria para ela.

-Nós não passamos muito tempo juntos desde que eu me formei e eu queria passar algum tempo sozinha com você... Só você e eu.- Ela o olhou inocente e ele riu.

-Você poderia ter me avisado, eu quase pedi um dos elfos domésticos de hogwarts emprestado para a professora McGonagall..-Disse suspirando, Luna o abraçou ficou nas pontas dos pés e o beijou.

-Aí não seria surpresa!-Disse animada, ele andou pela casa que lhe parecia enorme e muito clara, nunca em sua vida pensou morar em um lugar como aquele, ele preferia lugares escuros e sombrios, mas sabia que Luna não conseguiria viver no escuro como um morcego, Luna pareceu ler os seus pensamentos.

-Não se preocupe, tem um lugar especial só para você. -Disse como se esse fato fosse óbvio, ela o levou até o enorme porão que ficava em baixo da cozinha, era muito grande e frio, não havia nada ali, a não ser uma pequena lareira, Snape se animou, ele poderia fazer suas poções ali. 

-Gostou ? -Perguntou Luna presunçosa, ele revirou os olhos fingindo indiferença e logo sorriu para ela. 

-Gostei !- Disse vencido, eles voltaram para o andar de cima e Snape ainda estava impressionado com aquela casa que não combinava em nada com ele e muito menos com o estilo dos Lovegood, ele estava distraído olhando os detalhes e os móveis e tomou um grande susto ao ver Luna se despindo na sala, ele a olhou perplexo, desviando o olhar e não sabendo muito bem como reagir. 

-O-o que está fazendo Lovegood?- Perguntou  estupefato.

-Hãn ? -Disse Luna sem entender largando a blusa no chão.

-Tem lugares próprios para você se trocar.-Disse se virando, Luna riu.

-Ahhh isso ? Está tudo bem você pode olhar, é só uma roupa de banho.-Disse ela mostrando que estava usando um maiô por baixo.

-Pra que está usando isso ? -Perguntou ele desconfiado.

-Para nadar ué ! Eu trouxe um para você também, meu pai disse que esse modelo está fazendo muito sucesso entre os trouxas.- Ela atirou para ele uma sunga pequena e preta, uma veia latejou na têmpora de Snape. 

-Eu não vou usar isso !-Grunhiu irritado jogando a sunga de volta para ela. 

-Por que não ? Não é o seu tamanho ? -Indagou Luna confusa, ela esticou o elástico da sunga olhando para ele. 

-Não, tenho certeza que serve ! -Ela esticou a sunga como um estilingue e jogou de volta para ele, Snape bufou irritado.

-Isso não é adequado!-Respondeu enojado.

-E eu não nado ! -Rosnou aborrecido.

-Tudo bem. -Respondeu Luna largando o short no chão e passou pela porta de vidro da sala que dava passagem para o píer, Snape bufou aborrecido “Como ela pôde pensar que eu usaria uma coisa ridícula como aquela ?” Ele se perguntava enquanto recolhia a roupa que ela deixou largada no chão, e então ele ouviu o barulho dela pulando na água. 

Ele dobrou a roupa dela e deixou em cima do sofá depois saiu em direção ao píer para a ver nadar, ele andou pelo píer apreciando a linda paisagem, podia ouvir os movimentos de Luna nadando por isso andou calmamente mas quando chegou na ponta do píer ele viu apenas os cabelos platinados dela afundarem rapidamente no escuro lago, e entrou em desespero.

 

-Petrificus Totalus! 

 

Snape tirou Luna de dentro do lago, ela tossia ferozmente enquanto vomitava uma enorme quantidade de água, ela se agarrou a ele assustada, ele a abraçou e sentiu que ela tremia.

-Pensei que você não soubesse nadar.- Disse ainda tossindo agarrada a ele.

-Eu disse que eu não nado, não que sabia nadar ! - Respondeu com azedume.

-É esperado que alunos do terceiro ano saibam lidar com grindylows Lovegood, o que teria feito se eu não estivesse aqui ?- Ele estava muito zangado, a lembrança do cabelo platinado dela sumindo nas profundezas do lago passava em sua mente congelando seu sangue. 

-Sinto muito, um deles pegou a minha varinha e eu entrei em pânico quando começaram a me puxar para o fundo. - Ela começou a chorar e Snape a carregou de volta para dentro da casa, ambos encharcados.

Ele a sentou no sofá e rapidamente começou a procurar por essência de ditamno em sua mala, ela havia levado varias mordidas e tinha hematomas de tentáculos em volta dos tornozelos, braços e até no pescoço, sem contar um pequeno corte na testa. 

Ele aplicou o ditamno nos ferimentos dela que logo se fecharam, somente os hematomas no pescoço, braços e tornozelos ainda levariam um tempo para sumir.

Depois disso o clima ficou tenso entre eles, Snape ainda via em sua mente Luna afundando no lago e o terror petrificava seu corpo, Luna sabia que ele estava zangado com ela e tinha medo que ele quisesse ir embora ou desistisse do casamento por causa daquilo. 

Eles passaram o restante do dia em silêncio, Luna havia preparado sanduíches para eles almoçarem e jantarem, mas Snape parecia realmente muito aborrecido, comeram em silêncio e Luna já estava sentindo o coração doer com o desprezo dele. 

A noite Snape decidiu que eles dormiriam em quartos separados já que haviam três quartos na casa e Luna assentiu tristonha.

Snape virava de um lado para o outro na cama se amaldiçoando por ter ficado aborrecido com Luna por uma coisa que não era culpa dela, ele não estava sabendo lidar com o medo absurdo que tomou conta de seu corpo e de sua mente quando a viu afundar no lago, o medo de perdê-la foi maior do que qualquer outra coisa que ele havia sentindo, ele não estava conseguindo dormir e decidiu que não podia esperar até o amanhecer para abraçá-la e ter certeza de que ela estava bem.

Ele se levantou e praticamente correu pelo corredor até o quarto em que ela estava na outra ponta, ele bateu na porta.

-Você está acordada ? -Perguntou diante da porta mas não teve resposta, ele se sentiu um tolo ou ela estava dormindo ou não queria vê-lo, ele não tornou a bater na porta decidiu que a deixaria em paz, ela tinha razão em não querer vê-lo.

Quando estava na metade do corredor Luna abriu a porta.

-Você desiste fácil de mais.- Disse ela baixinho, e ele reparou que ela estivera chorando aquele tempo todo, ele correu até ela e a abraçou, ela o abraçou também.

-Sinto muito !- Disseram juntos.

-Não, você não tem que se desculpar.- Ele beijou a testa dela e fez se sentar na cama, e se ajoelhou diante dela.

-Você não tem que se desculpar, a culpa foi minha, eu deveria ter ido junto com você.- Ele tremia ao lembrar da cena do lago.

-Eu pensei que te perderia Lovegood, entrei em choque quando te vi afundar, eu senti tanto medo de te perder que acabei descantando em você, me desculpe.- Ele deitou a cabeça no colo dela.

-Eu estraguei a sua surpresa, eu sinto muito, você pode me perdoar ? -Ele a encorou, os olhos negros profundamente arrependidos.

-Eu também devo desculpas, também tive medo de não vê-lo nunca mais, pensei que você fosse desistir do casamento... Deve me me achar uma tola cabeça oca ! -Ela começou a chorar compulsivamente e cobria o rosto com as duas mãos.

Ele a abraçou e a acalmou, explicou para ela que ele não desistiria do casamento tão fácil, na verdade era mais provável que ela desistisse, ela o olhou com censura e ambos riram.

-Dorme comigo esta noite ? -Luna pediu esperançosa, Snape suspirou passando a mão pelos cabelos dela sentindo o corpo esquentar.

-Faltam apenas três semanas para o casamento Lovegood...- Ele começou a argumentar mas Luna o beijou, ela se prendeu a ele puxando-o pelos cabelos deixando-o sem fôlego.

-Três semanas ...- Ele disse sem fôlego ainda tentando argumentar, mas Luna não lhe deu ouvidos ela tirou o hobby ficando apenas com seu pijama de alcinha e shortinho.

-Está calor aqui! - Arquejou ela ofegante o puxando para cima da cama, eles se beijavam intensamente e com muita paixão, pela primeira vez Snape passou as mãos pelas pernas desnudas dela, pelas costas, ele beijou seu pescoço e seus ombros nus, desejando beijar o resto do corpo coberto pela fina blusinha e pelo shortinho curto, ele ardia em paixão, as mãos passeavam pelo corpo macio e quente dela e desta vez ele não iria parar, não tinha forças e nem vontade de para, mas então Luna se afastou, sentando na cama um pouco distante dele.

-Desculpa eu não quis te assustar ! -Disse ofegante tentando recobrar a racionalidade, pensando que ela poderia ter se ofendido com os toques mais ousados.

-Não me assustou.-Disse Luna ofegante passando as mãos pelos cabelos, uma alça de sua blusa estava caída sobre o ombro seduzindo Snape.

-Acho que podemos esperar mais três semanas.-Ela tentava controlar a respiração.

-Está me punindo Lovegood? -Perguntou ele desnorteado.

-Estou punindo a mim mesma, eu acho.- Snape riu vendo ela usar de forma distorcida as palavras dele.

-Tudo bem, eu aceito a sua punição. -Disse ele rindo. 

Luna deitou ao lado dele, ambos ainda com a respiração ofegante, eles se olhavam e desejavam, Snape jogou o lençol sobre ela cobrindo-lhe até a altura do queixo, era difícil se concentrar tendo-a ali ao seu lado tão exposta. 

Demorou um pouco e Luna adormeceu segurando a mão dele, Snape por outro lado estava bem acordado e apaixonado, ele fazia carinho no rosto adormecido dela, passava a mão pelos cabelos e ajeitava o lençol que ela insistia em chutar, e assim eles passaram a primeira noite juntos na casa em que morariam juntos dali a três semanas.


Notas Finais


Espero que tenham gostado, grandes beijos. 🥰🙏🏻😘😘


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...