História Severo Snape pai de Harry Potter - Capítulo 7


Escrita por:


Notas do Autor


Mais um capítulo para vocês, eu sei que demorei porém tenho várias fics para atualizar.
Caros leitores desconsidere os erros.

Capítulo 7 - Capítulo 7


Harry

Depois do jardim entramos para tomar o café da tarde decidimos sentarmos na mesa da corvinal junto com as meninas. Percebi que vários alunos olharam para nós como se não acreditasse que tivesse sentados ali.

- acho que deveria sentar na mesa de vocês. Sussurrou Mione.

- não quer gente aqui? Perguntou Rony ofendido.

- não é isso, todos estão olhando isso não é certo

- está escrito no manual da escola que é proibido sentar em outra mesa que não for a sua de origem ?

- não

- então não estamos fazendo nada de errado. Disse o ruivo já se servido com suco de laranja natural.

- entende uma coisa não é por que não estar nas regras da escola significa que é bem visto por todos

- não estou em ai, não me sinto bem com aquelas cobras

- é sua casa. A menina o repreendeu.

- entretanto foi um erro comentido por aquele velho chapéu, falando nisso Harry precisamos conversar com Dumbledore sobre esse trágico acidente

- claro depois que comemos vamos até a sala

- excelente

- não podem mudar de casa, qual foi a parte que vocês não entenderam ? Perguntou a menina nervosa.

- você pode fazer uma gentileza ficar quieta pelo menos uma vez na sua vida

- você é insuportável. Disse Hermione olhando para o ruivo.

- gosto de ter vocês na nossa mesa, na verdade acredito que devíamos ter essa livre escolha de escolher qual mesa queremos sentar, para vocês se sentirem bem e de certa forma o ambiente se tornar agradável. Falou Luna do seu jeito sonhador.

- aprende com ela em ser uma menina adorável

A bruxinha nada disse.

    ------------------------------------

Snape

Estava na sala do diretor sentado na cadeira com Alvo  na minha frente comendo outra tortinha de limão.

- o que foi desta vez ? Perguntei aborrecido.

- o que achou do garoto ?

Levantei uma de minhas sobrancelhas e respirei fundo. Não acredito que não era nada de importante que aquele velho queria dizer. Apenas perguntar daquele moleque.

- você estar de brincadeira? Perguntei nervoso.

- não, quero saber o que achou de Harry Potter?

- é uma copia fiel do imprestável pai dele, não consigo em ao menos olhar para a cara daquele infeliz me dar puro nojo como nunca senti em anos na minha vida. A última vez que vi alguém tão metido e arrogante foi o infeliz pai do garoto. O que me deixa feliz de certa forma ele caiu na sonserina o Potter deve estar até agora se revirando no tumulo. Falei com um sorriso sarcástico. – e era nítido que aquele piralho não queria ir para minha casa, lógico queria ir para a casa dos papais deles, ás vezes a vingança é doce

- você estar enganando Harry não é nada parecido com o pai somente a aparência, conversei com outros professores falou que é um amor.. E não seja tão cruel pensar desta maneira para ficar feliz, isso não é felicidade

- os outros professores são falsos, estão dizendo isso porque o menino é famoso . Somente disse a verdade e sem contar que felicidade é algo que não existe

- o menino tem talento Severo você querendo reconhecer ou não. Claro que existe meu caro você apenas não a encontrou deixe entrar outro sentimento, um sentimento de luz como a felicidade que ai sim saberá como ela é e como é bom senti-la

- patético, tem tanto talento que não prestou para chegar no horário certo da aula. Cada dia seu discurso consegue ficar pior incrível seu  dom para isso. Minha felicidade era do lado de Lilian

- isso é pequeno detalhe. Lilian jamais a olharia desta maneira que você queria

- pare de defender essa criatura. Se não existisse Potter

- não fale desta maneira. Quero que der uma chance de conhecer Harry Potter você conheceu o pai dele, porém não são as mesmas pessoas

- não sou obrigado

- o menino não tem nada a ver com essa sua historia no passado. Não culpe por causa dos pais. Harry não é Thiago quero que entenda isso

- não vou lamber os pés de Potter como você e os outros professores. Falei nervoso.

- não foi isso que perdi. Não quero que goste do menino apenas saiba diferenciar ele do pai dele, não desconte no menino, assim como você ele sofreu demais pela a idade que tem. Vocês tem mais coisas em comum do que imagina

- cala sua boca. Falei levantando da cadeira e bati minha mão na mesa fazendo as balas caírem do pratinho pequeno de vidro.

- calma, estar em estado de negação, apenas reflita meu filho perante seus comportamentos suas frustrações estar jogando no garoto que é inocente

- não tenho nada para pensar vejo com meus próprios olhos

- queria saber quando vai deixar de ser tão teimoso?

- o seu anjo Potter ontem agrediu o Malfoy e estar de detenção comigo hoje á noite. E hoje chegou  atrasado para aula junto com o senhor Weasley levando outro menino para as bagunças dele. Não é porque ambos são da minha casa que daria colher de chá

- fiquei sabendo deste pequeno ocorrido ontem, pela Minerva, entretanto ele tinha uma justificativa o menino agrediu verbalmente os amigos dele

- porém não é assim que resolve as coisas

- ele não sabia

- pare de defender o anjo Potter que de anjo não tem nada só se for um anjo das trevas

- nunca repita isso. Disse o diretor com um olhar de reprovação.

- como se isso fosse ocorrer santo Potter se tornar um amante das artes das trevas . Não me faça rir. Ele viveu a vida toda com trouxas e sem contar que ele em ao menos tem isso no seu sangue já que seus queridos papais era da ordem da fênix do lado da luz.

O diretor abaixou a cabeça e colocou as balas de volta no prato.

- por que o silencio ? sempre tem algo solto na língua. Achei muito estranho o comportamento de Dumbledore.

- nada Severo

- bom vou me retirar

- bom ir

 Dumbledore

Snape bateu a porta anunciado que tinha deixado á sala, respirei fundo e levantei da minha cadeira indo em direção onde se encontrava Fakes. Acariciei sua cabeça e a mesma deu um pio.

- pela primeira vez não sei o que faço se digo a verdade a Snape ou tento o convencer de ver o menino com outros olhos. A ave soltou outro pio um pouco mais alto.

- acredito que esteja concordando comigo? Como pode o pai odiar o próprio filho ? Ouvir dizer que mãe sente as coisas que passam com seu filho. Será que o pai também não consegue identificar isso? Talvez o coração dele esteja tão fechado que não consegue ver nada. Sabe não o culpo.

Comecei a acariciar o pescoço do animal e como resposta soltou um pio baixo.

- entretanto em Lilian deve saber quem seja o pai da criança. Como pode estar casada com um e se deitar com outro? pura vadia isso sim. Ela deu certeza, mas acredito que seja mentira, pois a ruiva só ia dizer a ele a verdade caso ela e Thaigo morresse sabe não faz sentido, aliás nada faz sentido.

Dei um pequeno aperitivo para Fawkes que aceitou.

- sabe as palavras tem poder jamais Severo poderia mencionar que o menino poderia ser das trevas, vai que acontece, ele foi criado por trouxas, entretanto tem no sangue o dom para as artes das trevas por causa do seu pai, se realmente Lilian ter dito a verdade. Realmente confesso se digo isso a Severo para que mexer onde não há necessidade?não estarei mentindo apenas ocultando a verdade que talvez seja melhor para todos principalmente para os envolvidos Snape e Harry. Possa ser que seja essa a melhor solução, para que arrumar problemas onde não precisa ser mexido? Fawkes tenho essa informação, porém não sei o que fazer com ela e acredito como todo mundo diz do mundo bruxo, sou o melhor bruxo que esse mundo existiu então quer dizer que sei muito bem o que eu escolher estarei fazendo o correto sendo que tenho justificativa para tal ato .

  A ave saiu do lugar e se sentou no meu ombro passando sua cara no meu rosto do lado esquerdo.

- é melhor não dizer nada e deixar as coisas da maneira que estar é o melhor. E contar terá muitas mudanças entre eles dois. Até o presente momento ainda irei guardar esse segredo muito bem guardado a única que sabe é somente você Fawkes e sei que nada irá sair desta sala.


Notas Finais


E ai galera?
Comentários são bem vindos.
Fui até a próxima vez (=


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...