História Sex and Love - - Capítulo 27


Escrita por:

Postado
Categorias Supergirl
Personagens Alex Danvers, Eliza Danvers, Lena Luthor
Tags Alex, Kara, Lena, Maggie, Mulher Maravilha, Sanvers, Supergirl
Visualizações 208
Palavras 2.085
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Violência, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 27 - Alex e Lucy



P.O.V Lucy 
 

Tudo estava uma bagunça até Lena ser resgatada. Minha mulher só pensava em trabalho para fugir dos problemas no nosso casamento. Sinto Alex se afastando aos pouco, mas não vou permitir, não vou perder o meu amor. " Esse casamento não vai naufragar como o da Luthor".

 

 Hoje tenho uma entrevista em um escritório Jurídico. Recebi um convite que demonstrava muito interesse em construir uma parceria.  Isso seria ótimo  para minha carreira até chegar na promotoria.

 

Vou até o andar do meu futuro sócio e fico na sala de espera até ser anunciada pela secretaria.  


 
-Senhora Lane Danvers. 


 
Entro na sala pequena e de aparência bem simples, sem muitos objetos ou nada muito caro. O homem sentado a mesa se levanta e estende sua mão.  - Alto, forte, moreno, barbudo, cabelos negros. Olhos mel. Penso comigo mesma, Alex vai morrer de ciumes se esse homem aceitar ser meu sócio. 

 

- Um prazer Senhorita Danvers.

 

-  Marcopolo,acertei? 

 

- Quase isso, Marcos Paulo. - Ele sorri de um jeito que me deixa intimidada, mas enfim tive ótimas indicações sobre o trabalho desse advogado.  Seu aperto de mão é decidido e firme seu olhar é penetrante. Fiz uma prevê pesquisa e me parece ser um bom homem, honesto, justo. O escritório é pequeno ,mas é um bom lugar para começar a minha carreira jurídica.  
 
Marcos: Gostei do seu trabalho acadêmico. Estou em busca de pessoas sem experiência. Você me parece a pessoa perfeita para trabalhar comigo. Só espero que não querida ganhar muito aqui. – Ele sorri, um sorriso muito bonito por sinal. – Maior parte dos que vem procurar meus serviços não tem condições de pagar bem.   

Lucy: Só me importo com a experiencia.
 
Marcos: Então se é assim esta contratada. 

Lucy: Tão fácil assim?

Marcos: Não estou vendo outros candidatos aqui, mas se não quiser . ..

Lucy: Mas é claro que eu quero, quero muito. Minha mulher vai  ficar tão orgulhosa. - Falo mega empolgada. - Falando nisso você tem que conhecer minha esposa. - Já estava falando com ele como se fosse amiga intima. 

Marcos: Tudo ao seu tempo! 

 

Vou direto contar para Alex a novidade . Minha  mulher estava tendo uma reunião com Sara. Fico esperando elas terminarem. Enquanto pesquiso mais sobre Marcos Paulo. 

 

 

Sara e Alex
 

 

Sara: Alex, exijo que você reveja o orçamentos dos meus projetos. 

 

Alex: Sara, acho que você está confundindo nossa relação.

 

Sara: Quem costuma fazer isso aqui é você, Alex.

 

Alex: Sara, já falamos sobre isso. Os gastos com os projetos vão ter que sofrer uma redução dignificativa para  recompensar os fracassos que tivemos esse ano.

 

Sara: Os meus projetos você quer dizer? 

 

Alex: Sara, lamento, mas essas são as regras do negocio. Os projetos com melhor resultado fica com a maior parte dos investimentos. 

 

Sara: Não queria ter que fazer isso, mas acho que você esta em débito comigo. -Alex fingi não saber o que Sara estava falando.

 

Alex:Sara, o que aconteceu não vai se repetir. Estamos entendidas, agora por favor saia da minha sala. 

 

Sara: Alex, isso não vai ficar assim. Vou apertar você onde mais dói. - Sara sai furiosa da sala. 

 

Alex e Lucy 


Lucy: Amor o que está acontecendo?  Sara passou por mim  igual um diabo. 
 
Alex: Assunto de trabalho.- Fala ríspida. - Se você for começar com uma cena de ciúmes me poupa. Tenho muitas coisas para fazer aqui.  
 
Lucy: Acho que alguém esta precisando de férias.  
 
Alex: E acho que você tem que parar de pensar só em você. Lena esta se recuperando e agora vai se divorciar. Não posso me ausentar da empresa agora.- Fala agressiva.  
 
Lucy: Você pode falar menos agressiva. Não vim aqui para te cobrar nada. 
 
Alex: Acho bom. Tenho muito trabalho para fazer. – Fala olhando para o computador.  
 
Lucy: Amor!  
 
Alex: O que foi?  
 
Lucy: Arrumei um emprego.- Falo sorridente nem mesmo o mau humor da minha mulher vai abalar minha felicidade.  
 
Alex: Ou Beby! Parabéns. Desculpa meu comportamento. Não tive um dia bom e nem deixei você falar. – Ela se levanta vindo me abraçar.  
 
Lucy: Estou tão feliz. – Tudo em mim estava radiando alegria.  
 
Alex: Vamos jantar? E você me conta tudo.  
 
Lucy: Só se largar tudo agora e vir comigo? – beijo se queijo enquanto aperto sua bunda.  
 
Alex: Tenho tanta coisa para resolver.  
 
Lucy: Vamos Alexandra. – Faço biquinho. Com o tempo percebi que era mais fácil ter o que eu queria com Alex fazendo dengo. Alex me da um beijo de língua.- Solto um gemido de pura provocação um aviso de que preciso dela.  
 
Alex: Ando tão estressada. Preciso de sexo Lucy Lane.  
 
Lucy: Precisa é? – falo puxando sua camisa de dentro da calça. Fazia tempos que não fazíamos sexo naquela sala.  
 
Alex: Amor, tem que se no rápido. – Fala abrindo o zíper me puxando para o sofá. Alex senta no sofá para tirar a calça. Aproveito para trancar a porta. Volto me jogando sobre ela.  
 
Alex: Te amo, minha neguinha. – Como era bom ouvir aquilo. Minha ruiva vai beijando todo meu pescoço. Tenho presa de ter Alex dentro de mim.  Desabotoou a  minha blusa enquanto ela me admira  com aquele olhar de pura tentação. Essa mulher me deixa de quatro por ela todos os dias. 
 
Alex: Linda, toda minha.  – Alex aperta meu seio sem delicadeza. Vejo ela morder os lábios e fazer cara de safada. – Vou fazer você gritar sua safada, esse vai ser seu presente.  
 
Lucy: Essa quero ver. –  Dou uma leve rebolado em cima dela. Desafio minha mulher sabendo do que ela é capaz. Alex retira meu sutiã enquanto me chupa. Sinto meu corpo estremecer. Ela me da um tapa forte na bunda me roubando um gemido sútil, mas safado.


Alex:  Sua diaba.  - Fala sorrindo. Deixa eu tirar essa saía.


- Não amor espera. Porra Alex.- Ela rasgou minha saia.  
 
Alex: Desculpa. – Fala fazendo uma carinha de criança.  
 
Lucy: Melhor valer a pena.  
 
Alex: Duvida ainda. – Fala abrindo minhas pernas e tocando de leve minha buceta. – Lucy nem te toquei você já esta assim toda gosada amor. –  ela provoca, sorrio boba.  
 
- VEM AQUI! – Alex me puxa com firmeza e devora minha boca. Segurando firme meus cabelos. Minhas mãos se perdem em seu corpo, mal conseguia respirar com tamanha vontade que eu estava da minha mulher. 
 
Lucy: Ale sou completamente sua amor. Louca por você, sabe disso não é sua cachorra  – Aproveito sua oportunidade para declarar o quanto amo essa mulher e ela consenti com a cabeça. Essa puta sabe que sou dela totalmente dela. 
 
Alex: É mesmo Senhora Lana. – Então goza nos meus dedos. - Goza sua cachorra. - Ela fala ao meu ouvido.
 
Alex nos vira no sofá, ficando por cima de mim. Que mulher gostosa que eu tinha.  Ela não se da o trabalho de retirar meu tecido. Olhando firme nos meus olhos Alex fode gostoso com dois.  - Assim me derreto porra.-  roubando meus gemidos ela vai me comendo. Tento conter meus gemidos, sentindo a força daquela mulher fodendo minha buceta.  Fico ali de boca abeta encarando aquele olhar de pura safadeza. 


 
Alex: Não vai gritar, minha putinha ? – Ela vai me comendo com mais força e vontade. Alex esta  no controle da situação enquanto perco o meu controle. Alexandra não tem pena de mim e me coloca mais um. “Não da mais”. Meus olhos se reviram e eu grito me entregando a ela como sempre.
  
- Fodaaaaa.- Três dedos me comendo sem pausa, sem massagem. ALEX! Alex! - Ela nem se importa com a altura dos meus gritos ela quer mesmo que se foda.


- Isso amor chama meu nome. Quero ver você pedindo mais. - Sua outra mão aranha minhas coxas. Alex fica me admirando de boca aberta. Sinto meu corpo todo transpirar. Ela diminue as estocadas e sinto seus lábios sobre meu clitóres que vibra na sua língua.  
 
Lucy: Não para amor. – Uma das minhas mãos alcança a parede a outra permanece segurando seus cabelo curtos. Alex aumenta a frequência da penetração, grito horrores. Ela não  retirar sua boca da minha intimidade. Sinto ela me chupar com vontade.
 
- Issoo amor , mais! Mais!
 

 


Alex.

 


Minha mulher está dando um show. A cachorra já  jorrou na minha boca e esta pedindo mais. “Pode deixar”. Pego ela firme nas coxas.  
 
- Vem aqui amor – Agora o ritmo da música vai ser só com a minha boca. Pensa minha boca lá dentro. Meto minha língua até onde ela vai. Lucy se perde nos delírios do prazer.  


- Haam, aaale 


- Foda, buceta gostosa da porra. – Meto um tapa na coxa dela fazendo um estralo. Lucy esta tão perdida na luxúria que nem choraminga. – Essa é minha mulher.- Ela vem gostoso de novo e de novo. - Goza amor. - Vivo para fazer você gozar.   Beijo sua boca fazendo ela provar do seu mel. Lucy é uma safada ela desce sua mão para se masturbar ainda mais. A morena geme na minha boca, minha buceta que estava encharcada começa a vibrar com os gemidos dela. Unimos nossos dedos e eu desliso gostoso em sua entrada.  

 

Alex: Só mais um pouco, porque também quero te sentir hoje.


 
Lucy: Você . .. – Lucy não consegue completar a frase são muitas as sensações. Sem ela me tocar eu já gozei gostoso pra ela.  
 
Alex: Amor preciso de você. - Ela entende e nos fira no sofá. Rebolando aquela raba em cima de mim. 
 
Lucy: Quer mesmo amor? Quer muito? – Ela Provoca, não é sempre que estou entregue assim.  
 
Alex: Muito! Quero você.!
 
Lucy tem seu jeito. Ela mais cuidadosa e romântica na hora de me foder. Tem toda uma cerimonia que ela segue. Gosto do jeito dela. Lucy vai ganhando meu corpo com suas carícias de amor. A cada toque posso sentir o quanto ela é minha.  Talvez meu maior medo é de perder ela por causa das merdas que já fiz. Todas as peças de roupas já estão chocadas ao chão da sala. Nós continuamos no sofá nos amando. Viramos de novo, estou sentada em seu colo  quando ela começa a me dominar e eu me entrego. Ela se encaixa perfeitamente em mim. Seus dedos me invadindo com uma lentidão do caralho. Ela é pura provocação.  


 
Aperto sua garganta com domínio. 

 


Alex: Que tesão do caralho amor. – Falo em sua boca. Vejo uma lágrima cair e a tomo em meus dedos. – Te amo!


 
Lucy: Ale, você é minha. Só minha. – Vejo o medo que ela sente em me perder, mas sói tão dela depois desse tempo casadas, tenho meus vazilos, mas sou apaixonada por esse mulher. 


 
Lucy começa ir mais fundo e rápido com os dedos. Ela movimenta minha cintura e vou gemendo em sua boca quicando em seus dedos.
 
- Isso amor , isso. – Começo a quicar e rebolar pra ela. Lucy afunda no sofá com pressão que estou fazendo. Nossos gemidos se misturam. O prazer toma conta da minha sala. Sento gostoso nos dedos da minha esposa.- Porra – Ela morde minha boca dou um tapa na cara dela que estrala, mas ela faz cara de safada e me bota para rebolar ainda mais.  O maior problema agora é a gente parar e voltar ao trabalho. 

 

Mais tarde na exaustão dos nossos corpos vamos embora com Lucy reclamando da saía rasgada.  Antes passamos na creche da empresa para pegar nossa filhota.

 

Mel: Mamãe - Ela se levanta rapidamente da roda de amigos e vem nos abraçar, mel ainda esta dando seus primeiros passos com dificuldade. - Eu e minha mulher sorrimos besta.

 

Lucy: Olha isso amor. - Nós babamos no nosso bombom. 

 

Alex: Meu mozão gostoso. - mordo suas bochechas gordas quando mel se joga nos meu colo ela choraminga.

 

Lucy: Vem amor. - Minha esposa pega Mel no colo, abraço elas.  No momento que nós estávamos saindo Maggie aparece para buscar o filho ao lado da namorada. Quando ela me encara meu sorriso é largo e logo ele se fecha. Nós no cumprimentamos. 

 

Maggie: Ela esta cada dia mais linda.

 

Lucy: Obrigado.

 

Alex: O Marcos, cada vez maior. - Faço um carinho na cabeça do garoto. 

 

Lucy: Amor, vamos. - Maggie não parava de me olhar dentro dos meus olhos, ainda que tentasse desfiar. Todo nosso passado estava ali tão presente e mal resolvido entre nós, mas já havia decidido pelo meu casamento por Lucy e Mel. Meggie ficaria no passado. Agora minha maior preocupação era com Sara, se ela abrir a boca estou ferrada. 

 

Saio com minha família dando as costa para aquela que um dia já foi o grande amor da minha vida. 

 

 


 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 


Notas Finais


As vezes até eu fico surpresas com as minhas diabolises. Lucy não faz ideia que vai trabalhar ao lado do lobo mal. Ai ai


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...