História Sex shop girl - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Justin Bieber, Zoey Deutch
Personagens Justin Bieber, Personagens Originais
Visualizações 399
Palavras 1.605
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Festa, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi meus amores! Eu sei que disse que ia voltar na quinta, mas não consegui postar de jeito nenhum. Me desculpem por isso. Boa leitura!

AAAAAAAAAAAAA CHEGAMOS AOS CEM FAVORITOS, MUITO OBRIGADA!!

Capítulo 16 - Quer sair para encher a cara?


Fanfic / Fanfiction Sex shop girl - Capítulo 16 - Quer sair para encher a cara?

Ava Schimitt's Point Of View

Toronto, ON

July, 2012

Passo meus dedos entre os cabelos macios de Mateo, perguntando-me como tive tanta sorte. Cada vez que eu olho para ele me pergunto como eu consegui um namorado tão especial, tão maravilhoso. Estou completamente apaixonada por ele e a única coisa que eu quero é estar ao seu lado.

Seus dedos percorrem meu corpo nu enquanto ele beija meu pescoço. Acabamos de transar e ainda tentamos recuperar o fôlego, mas Mateo parece já se preparar para outra.

Sem dizer nada, ele pula da cama e vai até sua escrivaninha, pegando sua câmera. Ele aponta o objeto para mim, mas eu me cubro com seu lençol. Mateo sobe em cima de mim, beijando minha cabeça.

— Deixa eu tirar umas fotos suas. – ele diz e eu balanço a cabeça em sinal negativo. – Por favor, eu prometo que não vou mostrar para ninguém. Só quero poder te apreciar quando você não estiver por perto. – ele me dá inúmeros beijos no rosto. – Por favor, princesa.

Suspiro, derrotada. Ele se levanta e rapidamente tira o lençol de cima de mim, começando a fotografar. Reviro-me na cama de um lado para o outro, tentando buscar a melhor posição para que ele tire suas fotos.

— Está bom de fotos, Mateo. – eu digo depois de algum tempo. – Agora traga essa câmera aqui para que eu possa ver o resultado.

— Você é muito sexy. – ele diz, deitando-se ao meu lado e mostrando as fotos. – Eu tenho tanta sorte de estar com você.

— Sou eu quem tem sorte de estar com você. Sabe o que eu acho que nós deveríamos fazer? Ter uma segunda dose disso. – beijo sua nuca, fazendo-o arrepiar.

— Eu concordo plenamente.

Ele coloca sua câmera de volta na sua escrivaninha e se joga em cima de mim, começando a me beijar. Seu toque faz com que eu fique louca e já posso imaginar a sensação de tê-lo dentro de mim novamente.

[...]

Estamos na sala, assistindo um episódio de uma série da Netflix depois de duas horas de sexo. Otto está dormindo tranquilamente ao nosso lado, enquanto Mateo faz carinho em sua cabeça.

Assim que o episódio acaba, decido tomar um banho rápido para tirar todo este cheiro de sexo de mim. Enquanto isso, Mateo vai para a cozinha preparar algo para comermos. O meu banho rápido acaba demorando um pouco mais do que o esperado, mas logo me visto e vou para a sala. Fico surpresa quando encontro a Rosalie, mãe de Mateo, sentada no sofá.

— Ava, querida, eu não sabia que estava aqui. – ela se levanta para me abraçar. – Como andam as coisas?

— Tudo ótimo e com você, sogrinha? Faz tempo que não nos vemos.

— Tudo bem. – ela diz. Mateo coloca dois sanduíches na minha frente e eu estendo um dos meus para ela, que balança a cabeça. – Muito obrigada, mas acabei de comer. Além disso, vocês dois parecem estar bastante cansados.

— Nós saímos para correr. – digo e Mateo se senta ao meu lado, devorando um de seus sanduíches.

— Você não precisa fingir, Ava. – ela dá uma risadinha. – Eu sei bem o que estavam fazendo, não tem nada de que se envergonhar. – Rosalie coloca sua mão em cima da minha, depois se vira para Mateo: – Bom, mas eu definitivamente não vim aqui para falar sobre a vida sexual de vocês. Vim te pedir um favor, Mateo.

— Claro, mãe, o que foi? – ele diz, com a boca ainda cheia.

— Eu preciso que você converse com Justin. Ele vai atrás de Sienna o tempo todo. Eu sei que ele não machucaria ela, mas ele precisa dar um espaço. Sienna continua apaixonada por ele, mas ela está convencida a não voltar, pois sabe que será o melhor para ela. Só preciso que você convença Justin a não procurá-la mais. Você sabe que sempre dei apoio a ela quando os dois estavam juntos, mas sei que o que ela precisa agora é de um tempo para si mesma.

— Pode deixar mãe, eu vou conversar com ele.

— Obrigada, meu amor. – ela dá um beijo na testa de Mateo. – Agora vou para casa.

— Fica mais um pouco, Rosalie. – digo.

— Não posso. Combinei de assar pizzas e ver um filme com a Sienna. Além disso, não quero estragar o sábado à noite de vocês. Almocem lá em casa no fim de semana que vem. – assinto. – Tchau, meus amores.

Rosalie sai, deixando-nos pensativos. Ainda não consigo entender como Justin foi de um extremo para outro. Logo que ele e Sienna terminaram ele parecia não dar a mínima para isso e agora estava desesperado querendo voltar. Olho para o relógio e vejo que são seis e meia da tarde. Precisamos sair agora para podermos falar com Justin o mais rápido possível.

Justin Bieber's Point Of View

Desolado. Esta é a palavra que mais me define nos últimos tempos. Depois da minha última noite com Sienna, senti meu mundo desabar. Jurei para mim mesmo que esta era uma fase e que iria passar em breve.

Bebi tudo que conseguir beber, transei com inúmeras mulheres, mas o vazio dentro de mim não sumia. Eu me sentia cada vez mais solitário, mesmo em uma boate lotada ou com uma mulher rebolando em cima de mim.

Todas essas mulheres eram apenas borrões em minha vida. Eu não me lembrava de seus nomes, de seus rostos ou de seus corpos. Elas eram apenas um alívio momentâneo, mas também não me satisfaziam. Elas não sabiam os meus gostos como Sienna sabia, elas não me faziam gozar da maneira que ela fazia.

Só então eu percebi a merda que fiz. Eu deveria ter aceitado que ela adiasse nosso casamento. Devia ter deixado que ela colocasse seus sonhos em primeiro lugar, mas a única coisa que eu fiz foi ser um completo idiota.

Então, minha única opção foi implorar. Implorar que ela me aceitasse de volta, que ela ficasse comigo novamente. E a cada não que eu recebia, mais uma vez eu voltava para as baladas, para as mulheres desconhecidas.

Naquele sábado, decido passar na casa da Sienna mais uma vez. Preciso que ela me perdoe, que ela veja o quanto eu a amo e quero estar ao lado dela. Quero que ela saiba que eu fui o maior idiota do mundo por ter terminado com ela e que eu nunca mais quero passar por isso.

Bato na porta da sua casa e em alguns segundos ela aparece. Veste um pijama muito bonito, um presente que sua amiga lhe deu alguns anos atrás. Ela suspira ao me ver e pede para que eu entre. Sentamo-nos no sofá e eu começo a falar:

— Eu sei que eu já vim aqui um milhão de vezes e você deve estar cansada  de ter que olhar para a minha cara, mas eu quero que me perdoe. Quero que possamos recomeçar, reconstruir nossa história juntos. Eu sou o cara mais imbecil do mundo por ter terminado com você e eu sinto muito ter demorado tanto tempo para perceber isso. Mas, por favor, vamos dar uma chance para nós dois?

— Todas as vezes que você veio aqui eu só disse que não queria nada, sem te dar uma explicação. – ela segura minha mão. – Pois bem, aqui está minha explicação. Eu fiquei muito mal quando você terminou comigo, mas agora percebo que foi o melhor a se fazer. Eu estou cada vez mais ocupada com o jornal e, se não tivéssemos terminado, nosso namoro entraria em colapso. Eu te amo, Justin, e eu claramente sinto sua falta, mas o melhor que podemos fazer é terminar. – ela beija minha bochecha. – Você vai perceber que é o melhor para nós dois.

— Tudo bem. – balanço a cabeça tentando não chorar. – Espero que nos reencontremos mais para a frente. Foi uma honra ter tido você como namorada, Sienna, espero que saiba disso. – faço um carinho em sua bochecha. – Não se preocupe, não irei te procurar mais.

Saio de sua casa sentindo as lágrimas escorrerem em meu rosto. Pode ser que tenha sido o melhor para nós dois, mas não é esta a percepção que eu tenho agora. Tudo que sei é que preciso aprender a viver sem a Sienna, o que vai ser bem difícil para mim.

[...]

Ao chegar em casa, vejo o carro de Mateo estacionado na minha rua. O que será que eles vieram fazer aqui? Entro em casa, encontrando meus pais sentados no sofá conversando com Mateo e Ava. Droga, o casal feliz era só o que me faltava para completar meu dia. Cumprimento-os e eles dizem que precisam conversar comigo. Vamos até o meu quarto e eu e Ava nos sentamos em minha cama, enquanto Mateo se senta na cadeira de frente para mim.

— Justin, eu sei que você é apaixonado pela Sienna. Estiveram juntos por tantos anos e eu sei que é difícil desapegar dela. Mas é necessário. Minha irmã está passando por uma fase agitada, com o término de vocês e com as coisas do jornal. Sienna precisa de um tempo para ela, para se colocar como prioridade e deixar todas as suas coisas em dia.

— Eu sei o que você vai falar, Mateo. Não se preocupe, eu conversei com ela hoje e estamos resolvidos. Por mais que eu a ame muito, eu não vou mais atrás dela, mesmo que isso me doa.

— Muito obrigado, Justin. Eu sei que está sendo difícil, mas você vai superar. Por enquanto, quer sair para encher a cara?

Sinto-me meio surpreso com esse convite. Por um lado, seria bastante estranho sair com a garota por quem eu tenho uma atração e seu namorado, que, por acaso, é meu ex-cunhado. Pelo outro lado, foda-se. Por que não?


Notas Finais


E então, o que acharam? Eu prometi que ia postar um capítulo para cada gol do Brasil, como o Brasil fez um gol, ainda pretendo postar outro capítulo essa semana. Não deixem de comentar, eu volto em breve ♥


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...