História Sex Strike - ChanBaek - Capítulo 1


Escrita por: ~

Postado
Categorias EXO, Lu Han
Personagens Baekhyun, Chanyeol, D.O, Kai, Lu Han, Sehun
Tags Baekhyun, Boyslove, Chanbaek, Chanyeol, Exo, Greve, Hunhan, Kaisoo, Lemon, Palhaçada, Provocação, Shortfic, Smut, Yaoi
Visualizações 1.196
Palavras 1.743
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Famí­lia, Ficção, Fluffy, Lemon, Mistério, Romance e Novela, Shonen-Ai, Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oláaaaa
Olha eu com mais uma fanfic ahbahshah
Espero que vocês gostem dela e que não me julguem pelos capítulos de vergonha alheia que estão por vir.
A fic é pequena. São 5 capítulos.
Agora chega de enrolação e
BOA LEITURA.

Capítulo 1 - ▣Primeira semana▣


Sabe quando você sente que vai se foder e não pode fazer nada pra essa sensação ir embora?

Sou Park Chanyeol, tenho 27 anos, trabalho como um "importantíssimo" advogado e estou indo para casa com a notícia maravilhosa de que depois de muito tempo tentando, consegui as minhas tão esperadas férias, amém.

Ai vocês me perguntam "você não deveria estar feliz?" Eu estou! Mas ao chegar em casa, irei encontrar meu querido marido, Baekhyun, e estou sentindo que hoje ele arranca minhas tripas e da para o cachorro da vizinha.



▣▣▣▣▣▣▣▣▣▣▣▣



Chegando em casa, me deparo com tudo desligado e um silêncio total. Estranho... Geralmente a essa hora o Baek fica corrigindo as atividades de seus alunos (ele é professor de inglês) jogado no sofá.

— Baek, eu cheguei. — digo e o silêncio continua.

Me dirijo até nosso quarto e encontro o mais velho em cima da cama com as costas encostadas na cabeceira, me encarando sério e com uma faca na mão... Pera, uma faca?

— A-Amor, o que é isso? — digo já me cagando.

— Sabe, Park... O KyungSoo disse que você estava de papo com o estagiário hoje, estava legal a conversa? Não sabia que você gostava de crianças. — Baekhyun diz ao levantar e me encarar ainda com a faca na mão. O KyungSoo me paga, ele é nosso amigo e tudo que acontece na empresa de advocacia, ele conta pro Baekhyun.

— Baek, eu só estava ajudando ele com algumas dúvidas, o tadinho estava perdido.

— Sério? Estava ajudando ele cheio de sorrisinhos? Que eu saiba ele ta fazendo estágio de advogado e não de dentista. — Ele diz e joga a faca pro lado fazendo a mesma ficar grudada em um quadro. — Não é a primeira vez que você fica de sorrisinho pra algum estagiário... Você ta me testando, Park Chanyeol?

— Calma amor, eu só gosto de ser legal com todo mundo, não precisa querer me matar. Agora vem aqui, vamos resolver essa briguinha como sempre resolvemos. — digo malicioso e puxo o nervosinho para perto mas ele se afasta.

— Eu te perdôo mas vai ter uma punição...

— E que punição é essa? — lógico que eu já estou pensando em putaria, né. Santa ta no altar.

— 4 semanas sem sexo.

— O QUÊ?

— Isso mesmo que você ouviu. E eu fiquei sabendo que você conseguiu férias, já decidi que vamos para uma praia privada na Califórnia. Acorde cedo amanhã porque não sou despertador pra ficar te acordando.— ele diz se deitando na cama.

— Baek... Nós vamos pra praia e não vamos transar?

— E desde quando ir para praia é sinônimo de fazer sexo? Vai tomar seu banho e jantar e vem dormir logo. Não quero nenhum morto vivo do meu lado amanhã de manhã. E se ficar reclamando, eu aumento pra 5 semanas.



Um mês sem sexo, como que eu vou viver?

"Ah mas vocês vivem de sexo?"

Eu e Baekhyun apesar de sermos ocupados, vivemos que nem dois coelhos, se tem uma brecha pra nos pegarmos, nós nos pegamos! E em qualquer lugar...

Lembro do dia que o Baek resolveu fazer uma visitinha a minha sala na empresa... Dia inesquecível aquele...



▣▣▣▣▣▣▣▣▣▣▣▣



De banho tomado e bem alimentado, vou até o quarto e me deito ao lado do Baek vendo que o mais velho ainda está acordado. Puxo a coberta pra cima do meu corpo e me aconchego abraçando o mais velho por trás. Começo a distribuir selares no pescoço do baixinho, ouvindo o mesmo suspirar... Greve, até parece que logo o Baekhyun que é mais depravado que eu, vai aguentar fazer greve. Desço minha mão pelo abdômen do meu marido e sinto o mesmo tremer em meus braços. Ele leva sua mão até o meio das minhas pernas e ... Da um murro alí.

— AI MEU SACO, BAEKHYUN. CARALHO.

— Eu te avisei que iam ser 4 semanas de greve, agora com essa sua gracinha, serão 5. Tenha uma ótima noite, Park Chanyeol. — Ele diz me deixando resmungando de dor e vai dormir.

Boa sorte pra mim mesmo nessas 5 semanas.

Eu to fodido e não é do jeito que eu queria.



▣▣▣▣▣▣▣▣▣▣▣▣



Acordo com uma barulheira do caralho no quarto e me deparo com o Baek todo arrumado, socando roupas dentro de duas malas.

— Vamos Chanyeol, não fica me olhando arrumar as malas não. Vai tomar um banho e se arruma logo para irmos pro aeroporto. — me levanto e vou até o menor. 

— Bom dia pra você também, Baek. — digo e dou um selinho no mesmo.

— Urgh, ta com bafo, vai escovar esses dentes.

— AFF Baek, ta parecendo minha mãe. — grito de dentro do banheiro.

— Se você não parar de resmungar eu vou entrar ai e te dar chineladas — escuto meu marido falar em tom de brincadeira.

— Você podia entrar aqui pra fazermos outra coisa...—digo malicioso e vejo o Baekhyun entrando no banheiro e me puxando pra fora do chuveiro, me beijando. O baixinho me prensa no azulejo gelado do banheiro e começa a atacar meu pescoço, me fazendo suspirar em deleite. Baekhyun começa a arranhar meu abdômen, fazendo-me ficar "animadinho". O mais velho então me arrasta pra debaixo do chuveiro e me larga lá mandando eu me virar com as mãos.

Byun Baekhyun seu filho da puta...



▣▣▣▣▣▣▣▣▣▣▣▣



A viagem até a Califórnia foi tranquila, lógico né... O Baekhyun me deu remédio pra dormir alegando que eu sou medroso e fico reclamando do avião a viagem toda e ele não é obrigado a aguentar minha falação. Eu sofro bullying do meu próprio marido.

Chegamos na casa de praia da família Byun (meu sogro é podre de rico, se eu fosse o Baekhyun eu nem trabalharia mais, que) e meu querido marido foi logo tirando a roupa na minha frente e colocando um short para ir para o mar, short esse que estava apertado de mais pro meu gosto. Vamos lá Chanyeol, você consegue resistir.

Troquei de roupa e fui atrás do Baek e encontro o mesmo deitado em uma cadeira de praia, chupando um picolé. Detalhe, um picolé cilíndrico... Que santa Sehuna me ajude com tamanha tentação.

— Oi amor, senta aí. Quer dar uma chupada? — o Byun me oferece seu sorvete sorrindo "inocente". Se ele soubesse o que eu quero chupar...

— E-Eu vou dar um oi pro mar e já volto. — nossa Chanyeol, que bosta.

Vou pra água e fico adimirado com a beleza do lugar e sem perceber começo a ir cada vez mais fundo. Uma onda enorme vem pra cima de mim e perco o equilíbrio e começo a me afogar.

Começo a relembrar toda a minha trajetória na terra, a vez que eu peguei meus pais transando, meu primeiro beijo desastroso em que a menina saiu falando pra todo mundo que eu beijo mal, quando eu conheci o Baek e ele me deu um fora falando que era muita areia pro meu caminhãozinho, quando me formei em advocacia e casei com meu Byunzinho, cada beijo, cada foda... E agora vou morrer assim, tragicamente. Meus pensamentos são interrompidos por um anjo que resolveu me salvar das trevas. Amém.

Baekhyun me puxa pelo pulso e me faz ficar de pé. O mais velho me encara com cara de deboche e eu fico confuso.

— Eu não acredito que você estava se afogando no raso, Park Chanyeol. — ele diz e eu sinto a água bater abaixo do meu umbigo... Ops.

— Eu tava morrendo e você fica me zoando?

— Chanyeol, você tava sentado na água e ela nem tava tampando sua cabeça, seu idiota.

— Não precisa me zoar, porra. — digo emburrado e vejo o Byun me olhar gargalhando. Mereço.



▣▣▣▣▣▣▣▣▣▣▣▣



Depois do quase fim trágico da minha vida, resolvemos sair da água e descansar um pouco.

Acordei com fome e me dirigi até a cozinha, vendo meu Baek tentando cozinhar algo, pelo menos não colocou fogo na casa ainda.

Chego por trás do menor e o abraço pela cintura.

— Oi meu amor, ta fazendo o que ai?

— To tentando fazer um bolo. Mas essa receita parece que ta em grego.

— Nossa Baek, você não sabe fazer um bolo? — digo zombando o menor que se vira e me bate. — ai caralho, doeu. — resmungo e vejo meu marido me encarando muito.

— Que foi, Baek?

— Você ta muito lindo, Chanyeol — Ele diz acariciando meu rosto e sorrindo. Assim você me mata, Byun.

Me aproximo ainda mais do menor e começo a beijá-lo. Ele logo corresponde e me beija com fervor. Seguro em sua cintura e o coloco sentado no balcão da cozinha, fazendo o Byun entrelaçar suas pernas na minha cintura. Desço os beijos até seu pescoço fazendo o mesmo arfar e puxar meus cabelos. Mas como diz o ditado "felicidade de pobre acaba cedo" o filho da puta do celular do Baek começa a tocar... Ele me empurra de leve e desce do balcão indo pegar o bendito celular.

— KyungSoo, pra você pegar o Jongin, não precisa se arrumar todo e mudar quem você é. Ele tem que gostar de você do jeitinho que você é, se não gostar, manda ele pra puta que pariu. Você tem que tomar uma iniciativa e se declarar logo pra ele. — escuto o Baek falar e fico puto. Geralmente eu adoro ajudar o KyungSoo a dar umas stalkeadas no crush dele, mas caralho KyungSoo, atrapalhou minha foda...

O Byun desliga o celular e volta a mexer com os ingredientes para o bolo. O abraço por trás novamente.

— Vamos continuar o que estavamos fazendo, bebê? — sussurro e vejo o mesmo se arrepiar.

— Pode parando com esse fogo no rabo porque não se passou 5 semanas ainda. Agora pega a receita e me ajuda aqui. Vai falando os ingredientes. — que saco.

4 Ovos

— HM, o que mais?

Cama

— Que?

Eu e você. Muito sexo.

— Chanyeol, para de gracinha e fala logo a porra dessa receita. — dito os ingredientes contra gosto.

Agora mexe bem, de um lado para o outro, vai e vem, firme e forte e por último vem o orgasmo... Maravilhoso né?

— Chanyeol, sai daqui agora antes que eu faça você cheirar farinha de trigo. — Baekhyun me ameaça com a farinha na mão e eu corro pra sala como o corajoso que sou.



Eu não vou sobreviver a essas 5 semanas... 


Notas Finais


Eai, o que estão achando?
Comentem e favoritem 😌

Até o próximo


Byeeee

xxMaddiexx


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...