História Sexo com compromisso - Capítulo 7


Escrita por: ~

Postado
Categorias Miraculous: Tales of Ladybug & Cat Noir (Miraculous Ladybug)
Personagens Personagens Originais
Tags Chat Noir, Hentai, Lady Bug, Magia, Mistério, Porno, Romance, Sexo
Visualizações 210
Palavras 647
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Escolar, Ficção, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Violência, Visual Novel
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Oiiii!!!
Vamos continuar a vida do nosso gatinho e da nossa Joaninha?...

Capítulo 7 - Cinema


Fanfic / Fanfiction Sexo com compromisso - Capítulo 7 - Cinema

" Estou perdida,

É amor ou desejo,

Se eu te uso não sei,

Só quero passar,

Os momentos da minha vida,

Contigo e mais ninguém"



Adrien Agreste


Nós saímos da minha casa como dois adolescentes felizes da vida,dando ainda risada sem parar.

Entramos no carro e fomos em direção ao shopping, onde iríamos no cinema. A Mari estava tão diferente,tão alegre,nunca tinha visto esse lado dela, tão divertido,ela curte realmente a vida, ela sabe alegrar uma pessoa triste, ela é... Não tem palavras pra descrever.

O caminho foi um silêncio dessa vez,eu dirigindo na minha, e ela mechendo em seu celular, com aqueles olhos fixos na tela.

Quando nós chegamos, saímos do carro abraçados, ela parecia estar carente,como se ela estivesse com una sailudade de verdade de mim,não conseguia desgrudar,estava colada em mim.

Se a Chloé me ver assim com a Mari,não sei do que ela é capaz de fazer para nos separar, e o pior,o que ela vai fazer com a Mari, mas isso não importa,eu tenho que viver o agora,o presente, e não ficar no futuro.


Marinette Dupain-Cheg


Nós chegamos no shopping e fomos em direção ao cinema.

— Que gênero de filme quer assistir— o Adrien me perguntou.

— Tanto faz, o que preferir— eu disse encolhendo os ombros.

Enquando ele falava com a mossa,eu pesnsei comigo,tá indo rápido, muito rápido, eu não seu o que fazer. Um desespero apertou o meu coração, fazendo um nó na minha garganta. Será que realmente eu devo aceitar,se nós nem somos namorados,e eu já acabei posando na casa do meu amor, eu estou ensegura desse amor, e será que é realmente amor?

— Vem Mari— ele me chamou.

— T-tá— eu disse gaguejando por causo do que tinha acabado te pensar.

— Você tá bem?— ele me perguntou preocupado.

— Sim,então vamos— eu disse dando um sorriso forçado.

Nós entramos na sala com a tela grande de cinema.

Ele pediu pipoca com um refrigerante, passou vários trailers  até que começou o filme.

O Adrien se aproximou um pouco da minha cadeira...

Após ter passado um tempo,o filme quase na metade,ele pos as mãos atrás da minha cadeira,como se fosse um abraço de lado.

Eu encostei a minha cabeça por baixo do seu braço,e ele começou a acariciar os meus cabelos,e eu comendo pipoca,e ele tomando o refri... Ele se ajeitou,e logo estávamos bem confortáveis abraçados assistindo o filme. O filme que ele colocou,era romance, era lindo,um casal,assim como nós.


Andrien Agreste


Quando o filme terminou,eu olhei para a Mari,ela estava dormindo, ela estava agarrada em mim, estava debaixo do meu braço, e eu com o braço em volta dela. Eu não queria acordala,mas tínhamos que ir, me senti mal por acordar,ela parecia estar em um sono super tranquilo.

— Mari acorda — Eu sussurrei em seu ouvido,massageando o seu braço.

— Ela levantou a cabeça,arrumou os seus cabelos,que estavam um pouco arrepiados,e se espreguiçou e,eu tirei as mãos em volta dela, facilitando para ela se arrumar. Ela tinha devorado a pipoca,assim como eu,que tinha bebido tudo a latinha. Nós saímos tentando fazer o mínimo de barulho,para não acordar umas certas pessoas que estavam dormindo, nós damos risada bem baixinho,a mulher que roncava baixo estava de boca aberta,ela estava super engraçada.

Depois que saímos,olhei pra Mari, que ainda estava com os olhos inchados de sono.

Nós saímos e fomos em direção ao meu carro.

— Não sabia que gostava de romance— a Mari disse olhando pra mim,dando um sorriso.

— Você acompanhou uma parte! Pensei que tinha dormido o filme inteiro— eu disse levantando uma sobrancelha dando risada abrindo a porta do carro e entrando.

Ela deu risada.

— Eu não dormi o filme inteiro... Acho que não... Não... Não dormi,só metade— ela disse dando risada,e eu retribui com um sorriso também.

Nós fomos pra minha casa, almoçar.

Quando chegamos,meu pai estava lá sentado,começou a me encarar da cabeça aos pés. E depois,encarou Mari. Pensei que ele iria dizer algo,mas saiu imediatente.

Nós nos dirigimos a  mesa,mas meu pai não estava sentado lá. Será que já avia almoçado, ou não estava querendo a presença da Mari.



Notas Finais


Então...
O que acharam...
Eu estava pensando em fazer uma segunda temporada,ou quem sabe terceira,o que vocês acham?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...