História Sexy and Dangerous - JiKook - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys, Bts, Jeon Jungkook, Jikook, Jimin!bottom, Jimin!uke, Jk!top, Jm!bottom, Jungkook!seme, Jungkook!top, Kookmin, Michael Jackson, Park Jimin, Songfic, Traição
Visualizações 72
Palavras 1.113
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Drabble, Drama (Tragédia), Ecchi, Ficção, Hentai, Lemon, LGBT, Mistério, Musical (Songfic), Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Cross-dresser, Drogas, Estupro, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Lá vai eu com outra fanfic... Mas essa aqui eu tinha escrito há uns anos atrás e acreditem: a original era uma história hetera e com o Michael Jackson como o protagonista! Mas aí eu relendo a história, me deu uma vontade louca de fazer uma versão gay dela... E quem melhor se encaixou nou enredo?? Isso mesmo! Nosso adorado JiKook de cada dia!
Então espero que gostem, e sem mais delongas... Perdoem os erros e boa leitura. :)

Capítulo 1 - Vizinho Sexy


Fanfic / Fanfiction Sexy and Dangerous - JiKook - Capítulo 1 - Vizinho Sexy

(Pov. JungKook)

Tédio. Era isso que eu estava sentindo em meu escritório, sentado numa confortável cadeira de couro, enquanto admirava a paisagem cinzenta de Busan. Naquele momento, até minha gravata favorita tornou-se insuportável e sufocante, por um momento bufei inconformado ao jogar minha cabeça para trás, e como diz aquela cantora... Acho que é Lana Del Rey, bem que eu queria estar morto agora.

- Amor! – ah era só que me faltava! - Preciso de um vestido novo!

- Compre. – respondi me virando para minha adorável noiva, que no mesmo estante fechou a cara com a minha resposta.

- Também não precisa ser grosso! – bufou ao colocar as mãos com as unhas bem feitas e pintadas de vermelho em sua cintura. - Você sabe que como modelo, eu tenho que estar sempre elegante…

- Então, o que minha linda noivinha quer? - perguntei ao desatar minha gravata, mostrando um sorrisinho de canto bem falso por sinal.

- Bem, eu quero um vestido bordado com cristais, desenhado pela Coco Channel que eu vi quando estava visitando uma loja online europeia! - disse ao sentar em meu colo sorrindo.

- Está bem... – concordei com a loira ao beijá-lhe o pescoço. - Bem que a gente podia ir para um motel novo que abriu aqui perto, uh? Faz tempo que nós não nos divertimos... – sussurrei em seu ouvido ao apertar sua cintura com certa força, mas Lisa conseguiu se afastar.

- Nada disso! – fez um bico nos lábios tentando parecer adorável, o que na verdade me fez revirar os olhos. - Amanhã eu vou desfilar e não posso aparecer cansada!

- Claro! Como sempre! Você nunca tem tempo pra mim, Lalisa! – levantei da minha cadeira bufando furioso. Eu já estava perdendo minha paciência com essa mimadinha. – Quer saber? Desisto de tentar manter nossa relação ativa! Se me der licença, tenho uma reunião importante agora! – peguei meu celular e saí da sala, batendo a porta com tremenda fúria.


                     [...]


No final da tarde, voltei para casa estranhei uma certa movimentação de caminhões e homens carregando moveis para cima e para baixo, bem em frente a mansão que ficava ao lado da minha. Pelo visto, eu teria um novo vizinho ou vizinha...

- Amor! – Lalisa surgiu do nada, na verdade, ela veio de dentro da casa vizinha, muito sorridente por sinal. – Vem conhecer o nosso novo vizinho! – agarrou minha mão e me arrastou para mansão adentro. – JiMin, querido, este é o JungKook, meu noivo! – disse para um ser de fios alaranjados, era uma cor realmente chamativa e extravagante. Mas o que realmente me chamou atenção naquela figura de costas, foi o realce que aquela calça de couro apertada dava em suas nádegas bem avantajadas.

- Muito prazer, Jeon JungKook não é? – ele se virou. E nossa! Que boca carnuda era aquela?! Fiquei alguns segundos ainda embasbacado com tamanha beleza que aquela criatura possuía.

- Hã? Ah sim... E você é...? – estendo a mão, e ele prontamente ergueu a dele para me cumprimentar com um singelo sorriso malicioso de lado.

- Park JiMin... – respondeu lambendo os lábios lentamente enquanto sacudiamos de leve nossas mãos. Lhe lancei um sorriso igualmente sacana ao descer meu olhar descaradamente por seu corpo... E que corpo! Ele com certeza tinha mais curvas do que minha própria noiva!

- JiMin, querido, venha almoçar conosco amanhã. Vai ser um encontro entre a família do JungKook e todos nossos amigos também são convidados! – Lalisa dizia sorrindo. Aposto ela desconfia que o Park seja alguém influente e por isso quer que ele se torne nosso amigo.

- Hum? Eu adoraria... – sorriu docemente, mas com um olhar safado em minha direção. Oh! Aquele ruivinho com certeza estava flertando comigo, e eu realmente estou adorando... Há quanto tempo não ficava duro só por receber um olhar desses?!

- Então está combinado! Vamos, Amor! – Lisa me puxou em direção a saída, olhei discretamente para trás e vi o Park mordendo o lábio inferior num sorriso que realmente me fez ter vontade de me soltar da minha noiva e voltar correndo para beijar aquela boca gostosa que o mais baixo tinha.

E foi nessa mesma noite que eu comecei a sonhar com meu novo vizinho. E posso afirmar que não eram sonhos nada castos. E minha noivinha que vai acabar sofrendo com esse meu tesão incubado pelo Park, se é que vocês me entendem.


                     [...]


No dia seguinte após me levantar, fui abrir as janelas para sentir o sol bater em meu rosto e assim poder acordar de vez. Mas para minha surpresa, a janela da mansão vizinha estava também aberta e foi nela que Park JiMin surgiu usando apenas uma camisa branca com seus botões abertos e uma cueca semelhante à uma calcinha por baixo. Tenho que dizer que literalmente senti minha boca salivar ao notar como suas coxas eram grossas e brancas sem nenhum tipo de imperfeição. Segui seus passos com meus olhos bem atentos, ele foi até um canto do quarto – o qual sumia por alguns estantes de minhas vistas – mas depois apareceu outra vez com o que parecia ser um vidro de hidratante corporal em mãos. E logo ali estava ele com a perna direita sobre a cama enquanto passava o creme em suas coxas, apertando-as, me dando a ideia de como era macia. Mordi meu lábio inferior enquanto amassava o tecido da cortina entre meus dedos, era fato que ninguém nunca me despertou um tesão tão intenso quanto aquele homem de cabelos alaranjados. Eu estava louco. Louco para ir até lá e lhe agarrar por trás, fazendo questão de roçar meu pau em sua bunda gostosa para que ele visse o quando eu o queria, e posso apostar com quase certeza, de que essa vontade e recíproca por parte dele.

Notei seus lábios se partirem num sorriso aparentemente meio debochando, e logo fui pego desprevenido quando seu rosto se virou em minha direção. JiMin me encarou com uma das sobrancelhas arqueadas, mas largou o vidro de hidratante sobre a cama e calmamente caminhou até a varanda de seu quarto, e debruçou-se sobre a mesma.

- Me espionando, senhor Jeon? – perguntou sem emitir nenhum som, era apenas seus lábios se movendo.

- Jamais... – respondi a mesma forma, eu iria falar mais alguma coisa se não tivesse ouvido Lalisa me chamando de dentro do banheiro. – Tenho que ir...

Ele balançou a cabeça em negação ao acenar um “tchauzinho” para mim antes de se virar e fazer questão de balançar aquele rabo enquanto andava.

- Filho da puta gostoso... – rosnei ao fechar as persianas mais uma vez e ir ver o que minha noiva queria. Só espero acordar com a imagem de Park JiMin hidratando as pernas todas as manhãs.


Notas Finais


E é isso... O enredo da história é meio pesado porque envolve coisas como traição e estupro pá...
Então espero que ela seja bem aceita, assim como as outras que eu já escrevi e postei aqui :3
Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...