1. Spirit Fanfics >
  2. Sexy Dominator (Kakashi x Leitora) >
  3. Cinco

História Sexy Dominator (Kakashi x Leitora) - Capítulo 5


Escrita por: Keio_Haruno

Notas do Autor


Oiii povo tudo bom? ❤️

Espero que gostem! Boaaa leitura. ❤️

Capítulo 5 - Cinco


Fanfic / Fanfiction Sexy Dominator (Kakashi x Leitora) - Capítulo 5 - Cinco

Eu e as meninas já estávamos jogadas a um tempo no chão. Me encontrava um tanto depressiva, pelo fato do whisky não ter me deixado de fato bebada. 

S/n: Whisky barato - reclamei olhando pro céu - nem serve pra me deixa feliz - um suspiro raivoso sai de mim- 

Sakura não estava lá. Nem vi quando ela se levantou, só Hinata me fazia “companhia” corporalmente porque a alma dela sumiu. 

S/n: Ei Hinata, tá viva? 

Hinata: Acho que sim, não sei. 

S/n: Tá respondendo, então tá. Cadê a Sakura? 

Hinata: Fome.

S/n: Hmm 

Já fazia um ou dois dias que estou aqui -meu raciocínio foi a única coisa afetada pelo álcool- estava começando a entender essas duas. Sakura voltou com duas maçãs na mão, pra ela mesmo claro. Me levanto e chamo elas para passear pelo enorme jardim, passamos por uma fonte e lavamos nosso rosto. Depois disso já estávamos melhor, andando mais um pouco passamos pela garagem. Havia duas motos e o carro estacionado na frente dela, olhando para dentro uma coisa me chamou atenção. 

S/n: Ei vocês querem ver um dos meus dons? -falei com um tom animado, quanto erguia minhas sobrancelhas- 

Se olham por um tempo, mas depois  balançaram a cabeça como um sinal positivo. 

S/n: Tá, Hinata pega essa maçã e vai até aquela coluna. Chegando lá põe ela na cabeça. 

Dando de ombros ela vai e faz o que mandei, entro na garagem e saio segundão uma arco e flecha. 

Hinata: Não! Nem pensar, você vai me matar. 

S/n: Não vou, confia. 

Sakura: Deixa de ser medrosa Hinata. 

Hinata: Vem tu então. 

Sakura: Ela chamou você! 

Mando a garoto ficar quieta. estico a corda do arco, respirando fundo e mirando na maçã. Solto a flexão e acerto o meu alvo, elas ficam boquiaberta e me aplaudem faço uma reverência e começo a sorrir. Meu olhar se desvia das garotas e vejo Kakashi sorrindo pra mim, reviro meus olhos -vejo Rin com ele dentro do carro- minha vontade era de só com uma flecha matar os dois. 

Obito: Não sabia que conseguia fazer isso. 

S/n: Eu sou o que chama de caixinha de surpresas. 

Obito: De fato você é sim. Meninas podem deixar que eu faço companhia a ela agora. 

Guardo a arma e volto para o olhar pra ele. Mas eu só consigo ver ó Kakashi e a Rin se mordendo de raiva. Vou aproveitar a situação, não posso ficar mais fundida do que já estou não é ? -espero que sim- entrelaço meu braço no de obito e saio dando com ele. Logo depois o carro de Kakashi sai, e eu o largo sentando na grama em pleno sol. 

Obito: Onde aprendeu aquilo? - seu ton de voz era pura curiosidade- 

S/n: O meu pai me ensinou. 

Obito: Você competia? 

S/n: Não - disse soltando um sorriso por lembrar o que eu fazia - não chega nem perto. 

Obito: Então me diz o que era. 

S/n: A minha mãe não me deixa comer doces quando eu era criança, então eu usava um arco e flecha que meu pai me deu para roubar os saquinhos das outras crianças. 

Ele se sentou do meu lado e começou a rir, depois se deita na grama. 

Obito: Temos uma ladra aqui. Como é sua família? 

S/n: Era legal, uma família normal. Até ela começa a mudar - meu tom de voz mudou, e eu senti a tristeza tomar conta- primeiro minha mãe morreu, e isso deixou todos nós desconsolados principalmente meu irmão. Todo o afeto que ele recebia era dela, e o meu pai sempre me viu como sua princesa é isso causou ciúmes nele, o mudando totalmente comigo. 

Obito: Então vocês começaram a brigar? 

S/n: Brigar? Ele me queimou com um ferro enorme. Acho que passamos desse ponto. 

Obito: Como assim te queimou? 

Me virei de costas para ele, retirei meus cabelos da visão e era notável a enorme cicatriz que ali existia. 

Obito: Que louco, como pode fazer isso com você? 

S/n: Já passou. O pior foi ver o único homem que teve meu coração por completo morrer. A morte do meu pai foi mais dolorosa que qualquer coisa, e eu senti que o chão do meu mundo caiu e nunca mais iria lhe recuperar. 

Obito: Eu sinto muito.

Sinto algumas lágrimas querem descer do meu rosto, olho pro lado e as enxugando. Talvez ele tenha percebido, me viro e mudo a conversa. 

S/n: Mas então, já que eu tô no meio dessa loucura agora. O que vocês três são? 

Obito: Bom, nos três éramos muitos amigos quando criança sabe? E com o passar do tempo só ficamos mais próximos. Não demorou muito para que eu e Kakashi nos apaixonarmos pela Rin. 

S/n: Hmm, dois bobão iludidos. 

Obito: Tirou a palavra da minha boca. Mas aí ela nos diz que ama os dois, ficamos confusos. E ela conseguiu o que queria, teve nos dois por completo por um tempo. Mas eu notei e Kakashi também talvez, que ela nunca nos amou só gosta de nós ter, por que ela sente que tendo nos dois demonstra o quanto ela é linda. 

S/n: Vaidade? 

Obito: Exatamente.

S/n: E eu achava que fazia mal aos meus ex, cheguei nem perto. 

Me deitei na grama com ele. Nem acredito que a conversa com esse cara tá sendo boa assim. 

Obito: Ela te ameaçou né ? 

S/n: É tipo isso. 

Obito: Ela se sente ameaça por você, sabe disso né. 

S/n: Por que por mim? 

Obito: Você e muito linda s/n. Talvez a mulher mais linda que eu já vi, e com certeza Kakashi também acha isso. Talvez essa seja nossa sina, se apaixonar sempre pela mesma mulher. 

S/n: A-paixonados? 

Perguntei boquiaberta, eles dois estavam apaixonados por mim? A que merda! Obito se levanta passa seus dedos em meu rosto o acariciando. Chegando mais perto de mim, deixando seus rosto próximo ao meu. Sua respiração já era sentida por mim, seus olhos pretos sobre os meus. Até sua boca encostar na minha, um beijo calmo e logo ele me pede passagem pra sua língua, e eu cedo. Sua mão em minha cintura me puxa para mais perto dele, até que escuto o roncar do motor de carro do Kakashi. Paramos nosso beijo e olho assustada, onde o homem descia do carro e nos olhava quase soltando fogo pelos olhos. 

S/n: Merda. 

Pelo o meu salto, me levanto e saio correndo em direção a casa. 

Obito: Te vejo por aí! 

S/n: Louco! 

Sem olhar pra trás, entro na casa e corro para a cozinha sabia que as meninas estavam lá. 

S/n: Me esconde, tô fudida! 

Sakura: O que aconteceu? 

S/n: Só me esconde! 

Hinata: Entra embaixo do balcão. 

Entro e elas fecham uma portinha me escondendo por completo. Alguns minutos depois ouço Kakashi entrando e batendo os pés. 

Kakashi: Cadê a s/n??? 

Hinata: E-eu n-não

Kakashi: Pare de gaguejar e fale logo!! 

Sakura: Já faz um tempo que não a vimos. 

Kakashi: A procurem e mandem ela subir para o meu escritório, imediatamente! 

Escuto ele sair andando, respiro aliviada. Logo elas se agacham e abrem a porta para me ver. 

Sakura: O que você aprontou? 

Dou um sorriso sem jeito, olhando para as duas. Nesse momento eu me arrependo de ter mandado ele se fuder - a fudida sou eu agora irônico não? -. 

Hinata: Como conseguiu deixar ele naquele estado? 

Saio de lá e conto tudo a elas, as mesma me olhavam incrédulas e loucas para me dar um tapa com certeza. 

Sakura: Você tá muito ferrada! 

S/n: Eu sei! 

Hinata: Ele vai querer matar você! 

S/n: Eu sei! 

Estava bebendo água, tentando me acalmar um pouco. Até que escuto passos vindo até a cozinha, me assusto tendo entrar em baixo da mesa.

Hinata: É o Minato. 

Minato: Mas eu vim buscar ela, o chefe mandou. 

Ele dizia enquanto se abaixava me encarando em baixo da mesa. 

S/n: Não tem como você dizer que não me achou? 

Minato: Não da s/n, sinto muito. Vamos logo. 

Respiro fundo e saio, ajeitando meu vestido. E cabelos, ele me pega pelo braço e me arrasta. 

Sakura: Boa sorte! 

Hinata: Ela vai precisar! 

Ouço as duas saindo enquanto ele me

Levava para fora da cozinha , subindo as escadas e me levando para frente de seu escritório bate na porta e deixa lá. Não escuto nada, nem uma permissão ou algo do tipo. 

S/n: ele não está, volto outra hora. 

Nesse exato momento o homem responde. E eu só penso no meu grande azar. Ele abre a porta e me joga lá dentro. Vejo o homem sentado em sua cadeira sem blusa seu peitoral definido totalmente amostra, com um copo de whisky em sua mão,  e uma cara não muito boa. 

S/n: Mandou me chamar?

Kakashi: Feche a porta. 

Assim eu faço, e só consigo pensar o que me aguarda quando eu fizer isso. Que tipo de castigo ele vai me dar. 

..........


Notas Finais


Deixem seus comentários.❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...