História Shadow Kissed - Wonho (Monsta X) - Capítulo 23


Escrita por:

Postado
Categorias Academia de Vampiros (Vampire Academy), Cosmic Girls (WJSN), K.Will, Monsta X, Sistar, UNIQ
Personagens Bona, Bora, Cheng Xiao, Dasom, Eunseo, Hyoryn, Hyung Won, I'M, Joo Heon, K.Will, Ki Hyun, Kim Sun Joo, Luda, Min Hyuk, Personagens Originais, Show Nu, Soyou, Wang Yibo, Won Ho
Tags Academia De Vampiros, Bona, Bora, Changkyun, Cheng Xiao, Cosmic Girls, Dasom, Dhampir, Eunseo, Hyolin, Hyungwon, Imagine Wonho, Jooheon, Kihyun, K-will, Luda, Minhyuk, Monsta X, Moroi, Shownu, Sistar, Soyou, Strigoi, Sungjoo, Uniq, Vampire Academy, Wjsn, Wonho, Yibo
Visualizações 64
Palavras 2.998
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Fluffy, LGBT, Luta, Magia, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Sobrenatural, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ai gente... Estamos perto do fim...
Mas né, o que se vai fazer?

Na imagem: na coluna vertical temos o Wonho e o Jooheon; ao lado está a Cheng Xiao, e debaixo dela a Luda, e debaixo dela o Yibo e o Sungjoo

Boa leitura meus amores 💖

Capítulo 23 - Capítulo 23


Fanfic / Fanfiction Shadow Kissed - Wonho (Monsta X) - Capítulo 23 - Capítulo 23

Wonho acordou no hospital, deitado numa cama fria e desconfortável. Ninguém estava ao seu lado naquele “quarto”, que mais parecia um provador do que outra coisa. Podia ver vários humanos a passar no corredor, sentados nas cadeiras de rodas a serem levados for enfermeiros porque, presumidamente, teriam sido usados como fonte de alimento. O última pessoa a passar ali foi Kihyun, que estava triste, ou pelo menos parecia estar. Olhou para Wonho, mas logo continuou o seu caminho com passos arrastados, a olhar para o chão.

Bora: Já acordaste, ainda bem. – Foi até ele. – A princesa esteve a alimentar-se toda a manhã. Como estás?

Wonho: Não sei, diz-me tu. – Sentou-se na cama e mexeu a perna. – Consigo movê-la, é bom sinal.

Bora: Wonho, não sei como dizer-te isto, mas… - Cruzou os braços. – Não estás ferido.

Wonho: Isso é fácil de dizer, mas eu ouvi o estalo. – Tirou o cobertor e viu a sua perna, que estava normal e perfeitamente operacional, sem nenhum sinal de cicatriz. Levantou-se num salto e saiu a correr, indo procurar Sofia que estava a alimentar-se de outro humano. – Desculpa interromper.

Sofia: Olá. – Passou a língua pelos lábios para tirar algum resto de sangue, enquanto um enfermeiro já levava o humano pelo corredor para que fosse tratado.

Wonho: Olá. – Sentou-se numa cadeira à sua frente e tirou um lenço. – Toma.

Sofia: Obrigada. – Limpou os caninos com o lenço e ficou com ele na mão.

Wonho: Então… Eu vi o Kihyun a passar.

Sofia: Veio até aqui e perguntou se voltava para ele, supostamente ele e a Luda acabaram à pouco tempo. Estava farto que ela lhe desse ordens e que mandasse na vida dele e livrou-se da filha do Satanás. Mas eu neguei a proposta… - Olhou para a perna de Wonho. – Quando vi a tua perna, deitei tudo cá para fora. – Voltou a olhá-lo. – Tudo mesmo.

Wonho: Obrigado por me salvares, outra vez. – Apertou-lhe a mão carinhosamente, só que quando a tirou, viu que o lenço estava agora na sua mão. – Ew. – Fez cara de nojo enquanto colocava o lenço no caixote atrás de si e Sofia riu-se.

Cheng Xiao: Pedimos desculpa por interromper este momento maravilhoso entre vocês os dois.

Lerae: Estão bem? – Aproximaram-se de mãos dadas, passos perfeitamente coordenados.

Sofia: Mais do que isto impossível, e vocês?

Cheng Xiao: Perfeitamente bem. – Sorriram uma para a outra antes de se voltarem para os outros mais uma vez. – Como é que aquela fenda apareceu?

Wonho: Não faço ideia, apenas estava a andar e senti a minha perna a estalar.

K.Will: Ainda bem que vocês os dois estão vivos. – Entrou ali de forma espalhafatosa e Cheng Xiao puxou Lerae para dar espaço ao diretor. – Esta coisa do Espírito apanhou-nos de surpresa. Já chamamos conselheiros de outras partes da Roménia, que são especialistas neste assunto. Devido a este acontecimento, durante esta semana, não vão às aulas. – Atrás dele está Soyou, acompanhada por Minhyuk. – E, obviamente, não vão poder estar no baile do equinócio desta noite.

Soyou: Que disparate.

Minhyuk: Por favor, vocês têm que vir ao baile!

Wonho: Acho que desta vez concordo com o diretor, nós os dois devíamos ficar cá.

Sofia: E o mais importante… Não temos nada para vestir.

Soyou: Mas é nessa parte que São Vladimir mandou alguém dos céus para vos ajudar… Eu. Hoje o céu está nublado e organizei uma pequena expedição ao shopping da cidade.

Minhyuk: Por favor, venham! Vocês sabem que vou precisar da vossa ajuda para escolher algo para vestir!

 

 

[…]

 

 

Já todos prontos e de melhor disposição, foram em direção à carrinha que os levaria ao shopping. Cheng Xiao, Sofia e Minhyuk andavam com as sombrinhas, já que estava de dia e Lerae e Wonho vinham atrás deles.

Wonho: Sofia, tens o sapato desatado. – Ficou à sua frente e ajoelhou-se, fazendo um nó.

Sofia: Obrigada. – Sorriu e entrou na carrinha, assim como os outros. Wonho foi à frente e Sofia nos bancos atrás, ao lado de Minhyuk, enquanto Cheng Xiao e Lerae a olhavam. – O que foi?

Cheng Xiao: Desde quando é que tens uma paixoneta por ele? – Sussurrou para que ele não ouvisse, já que elas as duas estavam de costas para a frente do carro, devido à posição dos bancos.

Sofia: Não faço ideia do que é que estás a falar.

Lerae: Até parece. – Olharam-se seriamente mas depois desataram a rir, deixando Wonho, Minhyuk e o motorista a olharem-se confusos e desentendidos.

Assim que todos chegaram ao shopping, saíram da carrinha e entraram no grande edifício. Wonho estava a andar mais atrás, acompanhado por Bora que também veio, mas noutra carrinha.

Wonho: Vou receber alguma estaca?

Bora: Não. – Foram até um homem que estava na entrada do edifício. – Lembra-te que hoje não és só amigo da Sofia. Spiridon. – Cumprimentou o homem.

Spiridon: Não é provável que um Strigoi ataque num lugar público em pleno dia. Mas, se a Bora não te dá uma estaca, devias pelo menos ter uma arma destas. – Deu-lhe uma espécie de lanterna. – Emite um feixe de luz ultravioleta ofuscante que te fará ganhar algum tempo.

Wonho: Obrigado. – Guardou-a no seu bolso e entrou no shopping, indo até Sofia que conversava animadamente com as outras duas. – Voltei. – Logo Cheng Xiao e Lerae andaram mais para a frente para lhe dar privacidade.

Sofia: Sabes… Confundi poder com popularidade - Ouvem gritos e Wonho coloca-se à frente de Sofia, só que na verdade eram só meninas mais lá à frente entusiasmadas com alguma coisa. – Já podes voltar ao normal. – O Dhampir volta a ficar ao seu lado, sem oferecer objeções. – Sabes o que acho injusto? “Responsabilidades da realeza”, “Os Moroi vêm em primeiro”. É tudo tão retorcido.

Wonho: Não é nada. Eu sou o teu Dhampir e tu a minha Moroi, ponto final. Por vezes arriscas a tua vida para me salvar, o que deveria ser ao contrário porque ainda não calhou de ter de te salvar, e por outras vezes estamos a fazer coisas que… Tu sabes.

Homem: Parece muito tensa, precisa de uma massagem? – Um massagista está prestes a colocar as mãos nos ombros de Sofia, mas Wonho impede-o e torce-lhe o braço com bastante força.

Wonho: Peço imensa desculpa. – Quando se apercebe do erro, larga o homem e puxa Sofia pela mão. – Foge. – Bora vai atrás dele a rir e pede desculpa ao homem.

 

 

[…]

 

 

Sofia: Ainda não acredito muito… A Luda e o meu irmão? – Vasculhava alguns vestidos na loja, à procura do ideal.

Lerae: O teu irmão era generoso, simpático e engraçado. Mas… Também podia ser engatatão.

Sofia: Não sei…

Lerae: Vá lá, até parece que não o conhecias.

Wonho: Como é possível tu teres aparência ocidental se ele tinha oriental?

Sofia: A minha mãe “fez-me” com um Dhampir ocidental e o pai fez o Hyungwon com uma Dhampir oriental, já que os meus pais eram Moroi e não se podiam relacionar na altura. No teu caso, os teus pais fizeram-te, já que são de raças diferentes.

Wonho: Percebi.

Sofia: Acham que a Luda está por trás disto tudo?

Lerae: Não diria tudo, mas parte.

Cheng Xiao: Amanhã vais ser “raptada” pelos conselheiros da Roménia, o baile desta noite seria a última oportunidade para se poderem aproximar de ti. – Tirou um vestido simples e mostrou à Lerae. – Que tal?

Lerae: Xiao…

Cheng Xiao: Sofia, usa a compulsão.

Lerae: Não é preciso. – Pegou no vestido, bastante contrariada. – Vou ali experimentá-lo… - Afastou-se indo em direção ao provador.

Cheng Xiao: Já lá vou ter! Wonho, acho que o Minhyuk precisa da tua ajuda com os fatos. – Apontou para o loiro que tinha dois fatos na mão e estava visivelmente indeciso.

Wonho: Até já. – Passou por elas e despenteou o cabelo de Sofia, fazendo a mesma sorrir e voltar a coloca-lo direito.

Cheng Xiao: Vamos lá ver… Uma coisa que deixa o Wonho com calor… - Observava cada vestido de forma meticulosa.

Sofia: X-Xiao! – Corou e deu-lhe um murro de leve no braço. – A minha intenção não é provoca-lo!

Cheng Xiao: Mas nem pensas que vou deixar-te ir com algo simples. Tem de ser algo em que ele não consiga tirar os olhos de ti! – Mexeu em mais alguns e, por fim, tirou de lá um. – Vai experimentá-lo e depois diz-me como ficou. Vou ter com a Lerae, aposto que ela não sabe sequer como abrir um vestido… - Sofia riu-se e foi até ao provador.

 

 

[…]

 

 

Já era de noite e as meninas estavam no quarto de Sofia a arranjarem-se. Lerae e Sofia estavam com robes e toalhas nas cabeças, enquanto Cheng Xiao já se vestia na casa de banho.

Lerae: Não acredito que a Xiao me obrigou a comprar um vestido.

Sofia: Vá lá, não ias de calças de fato de treino.

Lerae: Qual era o problema? Assim dava mais jeito para dançar. – Riram-se enquanto tiravam as toalhas para secar os cabelos, mas Cheng Xiao sai da casa de banho.

Cheng Xiao: Como é que eu estou? – Deu uma voltinha para mostrar o vestido às outras duas, deixando Lerae a babar-se.

Sofia: Esse vestido é mesmo bonito.

Cheng Xiao: Obrigada! Lerae…?

Lerae: É-É… F-Fica-te bem. – Corou um pouco e olhou para baixo.

Cheng Xiao: Quem é que me ajuda a apertar o fecho? – Ficou de costas para nós.

Sofia: A Lerae! – Empurrou a Dhampir e começou a pentear os cabelos . – Agora estou ocupada.

Lerae: S-Se tem de ser. – Apertou devagarinho o fecho, engolindo em seco enquanto o fazia.

Cheng Xiao: Não sei para quê tanta vergonha, até parece que nunca me viste nua! – Lerae cora ainda mais e aperta de uma vez o fecho do vestido.

Lerae: Cheng Xiao Xiao!

Cheng Xiao: Só estou a dizer a verdade.

Do nada, a atenção das meninas virou-se para o computador de Sofia, que antes estava no ambiente de trabalho,  agora mostrava uma mensagem que dizia: “Esta é a tua última dança” com umas caveiras e música rock. Logo Sofia baixou a tela do computador, cansada daquela parvoíce.

Sofia: Muito bem, meninas… Não sei o que vai acontecer esta noite. Neste ponto, não me lembro de quem nos adora e de quem nos odeia, mas isso não nos vai impedir de nos divertirmos.

Lerae: Devias ter essa atitude mais vezes. – Sorriu e deu palmadinhas nas costas da princesa.

 

 

[…]

 

 

As três amigas andavam pela sala de convívio, que agora parecia maior, e que se tinha transformado num salão de festas improvisado. Todos os alunos dançavam animadamente ao som da música, não se preocupando com aparentemente nada. Atrás do DJ, tinha uma faixa que tinha escrito a grande: “Baile do Equinócio, sangue mais espesso do que a água”.

Enquanto passavam, os rapazes olhavam para elas atentamente – mal eles sabiam que já têm alguém no coração – e as meninas… Mostravam os caninos por estarem com inveja.

Eunseo: Sempre vieram.

Sofia: Digo o mesmo de vocês os dois. Os gémeos estão neste preciso momento numa festa organizada pela Academia, no meio de pessoas que os criticam? Não acredito no que vejo.

I.M: Decidimos deixar o nosso covil. Vamos ali beber alguma coisa, vemo-nos por aí. – Afastaram-se enquanto dançavam ao som da música.

Cheng Xiao: Menina Sofia, o que pretende fazer agora?

Lerae: Eu sei o que ela vai fazer. – Empurrou Sofia para os braços de Wonho, fazendo a princesa surpreender-se e olhar de cima a baixo o rapaz. Wonho rodeou os braços à volta da sua cintura e puxou-a mais para si.

Sofia: Estás aqui há quanto tempo? – Rodeou os seus braços à volta do pescoço do Dhampir.

Wonho: O suficiente para poder ver-te a desfilar. – Deram uns passos para trás, para uma zona com menos gente. – Acho que agora podemos ter uma conversa a sério. – Sofia engoliu em seco, mas esperou pela primeira pergunta. – Há quanto tempo coças o teu braço? – O rapaz olhou para ele, vendo que não havia marcas na pele da princesa.

Sofia: Desde o dia em que tentei salvar a raposa.

Wonho: Usaste-me para fazer ciúmes ao Kihyun? – Com vergonha de falar, Sofia decidiu responder por pensamentos.

“Sim.”

Wonho: Nessa altura já gostavas de mim?

“Não sei… Talvez gostasse de vocês os dois ao mesmo tempo.”

Wonho: Sem querer li um pensamento teu, num dia qualquer… Disseste que não podias apaixonar-te por mim, porquê?

Sofia: Podias não corresponder. Apesar de ter acontecido aquilo dos teus pais, não significa que possa acontecer o mesmo connosco. É que… Eu gosto de ti e tu-

Wonho: Gostas de mim ou amas-me?

“Amo-te.”

Sofia: Tu podias largar-me por causa de seres Dhampir e não quereres uma Moroi. Moroi e Dhampir apenas fazem sexo para se reproduzir, nunca se apaixonam entre si. Não é possível a reprodução com duas pessoas da mesma raça, entendes? Se eu acabasse por me apaixonar por ti, tinha medo de depois sofrer. – Não disse mais nada, foi calada pelos lábios do seu Dhampir.

Wonho: Mesmo que quisesse, não te podia abandonar. – Fez-lhe carinho no rosto. – Vamos apenas aproveitar este momento, sozinhos. – Sofia deitou a cabeça no seu peito e assim ficaram a dançar nos braços um do outro.

Enquanto os pombinhos conversavam, Cheng Xiao e Lerae conversavam animadamente na pista de dança. Lerae viu Jooheon a aproximar-se e então pensou que talvez eles fossem falar sobre ele gostar da Dhampir, mas não era o caso.

Jooheon: Lerae.

Lerae: Olá, Jooheon. – Jooheon fez um gesto com a mão e Sungjoo e Yibo vieram calados até eles.

Yibo: Xiao, tu est-

Jooheon: Não. Não podes ficar a olhar para ela. – Foi para o meio dos dois. – Encarreguei-me de falar com estes idiotas da realeza. – Empurrou-os pelos ombros. – Não têm nada a dizer?

Yibo: A Luda deixou-nos fazer sexo com ela se lhe obedecêssemos. – Lerae já se ria desacreditada.

Sungjoo: Escrevi a mensagem na igreja e explodi o altar. Que achaste do screen saver sinistro? Deu-nos muito trabalho. – Ambos riram, mas Jooheon deu com as mãos nas cabeças deles.

Yibo: A mensagem escrita a sangue não foi planeada. Achámos que seria divertido curtir no quarto da princesa e as coisas descontrolaram-se. – Yibo estendeu o pulso enfaixado a Lerae para que ela pudesse ver. – Chama-se “borrifo de sangue”, é uma nova moda Moroi. Quando as coisas estão quentes e húmidas, mordemos o pulso e borrifamos.

Lerae: Que nojo… Então e o gato?

Yibo: Não era uma raposa que tinha aparecido na porta da Sofia?

Sungjoo: Fazer mal a animais é nojento.

Cheng Xiao: Diz o sinistro borrifador de sangue.

Lerae: Ok, agora saiam da minha frente, por favor. – Ambos foram embora e Jooheon sorriu vitorioso. – Obrigada, agora sabemos parte da verdade.

Jooheon: De nada, divirtam-se. – Afastou-se e foi para o outro lado da festa.

Cheng Xiao: Fazer maldades a uma pessoa em troca de sexo?

Lerae: Espantoso…

Cheng Xiao: Já podemos voltar a divertir-nos?

Lerae: Ainda não… Espera um pouco. – Foi até Minhyuk que estava mais uma vez sentado, enquanto bebia. – Olá Minhyuk, o que fazes aqui?

Minhyuk: A ver a festa.

Lerae: Tenho uma ideia melhor… Porque não vais dançar com a Bona? – Apontou para a Moroi que estava encostada a uma parede.

Minhyuk: Achas que ela aceitava?

Lerae: Vai de uma vez. – Empurrou-o pela pista, até ficarem a uns 10 metros de distância dela. Minhyuk aproximou-se e disse-lhe algo. Apesar da cara de Bona ser de espanto, a mesma aceitou e ambos começaram a dançar. – Missão cumprida. – Voltou para o pé de Cheng Xiao.

Cheng Xiao: É o segundo casal que juntas esta noite.

Lerae: Cupido Lerae em ação. – Riram-se e foram dançar.

Wonho e Sofia conversavam animadamente enquanto dançavam, mas uma certa pessoa chegou para estragar aquele momento.

Luda: Porque é que estiveste no hospital? Estás grávida?

Sofia: Parece que não.

Luda: Herpes? Talvez o teu bebé tenha herpes. Não interessa se é verdade, direi-

Sofia: Vai-te embora, Luda. – Abraçou mais Wonho.

Luda: Porque é que os Dragomir são tão chatos? Primeiro, o Hyungwon. Depois tentas roubar-me o Kihyun e nem ficas com ele.

Sofia: Não tenho de ouvir isto. – Sofia vai embora dali. Wonho pensa em ir com ela, mas como ainda tem Luda à sua frente e seria um desperdício não falar agora com ela, pede antes aos gémeos que por ali andavam para seguir Sophia.

Luda: Prometo destruir-

Wonho: Luda, é bom que te cales agora ou eu garanto que quem vai para o hospital és tu.

Luda: Ainda tenho poderes, ao contrário de ti.

Lerae: Permita-me, senhor Wonho. – Interrompeu a discussão deles os dois. – Tu sabes que era impossível eu não vir aqui para falar com a porta-chaves.

Luda: Agora mais esta…

Lerae: Belo ramalhete de pulso, borrifadora. – Puxou o braço de Luda e tirou a faixa que cobria o seu pulso. – Os teus escravos sexuais contaram-me tudo. O pobre Hyungwon não fazia ideia da sociopata que realmente és. – Luda já estava com lágrimas nos olhos. – Aposto que tu é que despachaste o gato da Sofia.

Luda: O Nocturne? Dava-lhe sempre biscoitos, nunca faria mal a um gatinho.

Lerae: Meu Deus… Coitadinha. Todo este tempo a pensar que eras uma vilã, quando afinal és apenas uma menina insegura a precisar desesperadamente de atenção. – Luda ficou com os caninos de fora e gritou, mas Lerae deu-lhe um murro na cara e a mesma caiu no chão. – Todos viram que tentei ser correta… Mais ou menos. – Alguns alunos baixaram-se para ver como é que ela estava.

Shownu: Lerae, Lerae… Quando é que aprendes a controlar-te? – Shownu apareceu e puxou Lerae pelo braço. – Já sabes o que te espera.

Lerae: Ela não morreu, isso é o que interessa.

Wonho: Lerae. – Andava ao mesmo ritmo que ela antes que a Dhampir fosse embora. – Se não foi a Luda, significa que anda por aí uma ameaça maior. E eu não sei onde está a Sofia, só os gémeos.

Lerae: Usa a ligação e vai ter com ela, não vou poder ajudar-te o resto da noite, vou estar mais ocupada a ouvir um sermão do K.Will. Boa sorte. – Saiu dali com Shownu e Cheng Xiao foi acompanha-los, para fazer companhia a Lerae, enquanto Wonho saiu da festa à procura de Sofia.


Notas Finais


Betagem: Lionheart177

Ui... O que será que vem a seguir?
Será que estamos mais perto de saber o outro sociopata?
(pergunta estúpida, claro que estamos, falta 2 capítulos para isto acabar)

(Por favor passem em "Life Is Not A Challenge"!! Vão rir muito com esta fanfic!!)

Obrigada por lerem 💖
Comentem do que acharam!
Até ao próximo capítulo!

Não sejam leitores fantasmas!👻

"XOXO - Imagine Sehun (EXO) - One Shot"
https://www.spiritfanfiction.com/historia/xoxo--imagine-sehun-exo--one-shot-13903991

"Princess - Imagine Mei Qi (WJSN) - One Shot"
https://www.spiritfanfiction.com/historia/princess--imagine-mei-qi-wjsn--one-shot-13903800

"Remember You - Imagine JB (GOT7) - One Shot"
https://www.spiritfanfiction.com/historia/remember-you--imagine-jb-got7--one-shot-13903570

"The Boys Who Won My Heart - Monsta X e Girls Generation"
https://www.spiritfanfiction.com/historia/the-boys-who-won-my-heart--monsta-x-e-girls-generation-8724682

"The Boys Who Won My Heart: Aventuras em Portugal"
https://www.spiritfanfiction.com/historia/the-boys-who-won-my-heart-aventuras-em-portugal-12565718

"Life Is Not a Challenge - EXO Red Velvet F(x)"
https://www.spiritfanfiction.com/historia/life-is-not-a-challenge--exo-red-velvet-fx-11772507

"Mais do que amigos (Imagine Chanyeol (EXO) One-Shot)
https://www.spiritfanfiction.com/historia/mais-do-que-amigos-imagine-park-chanyeol-exo-one-shot-1107859

"Bad Boys or Lovely Boys? (GOT7)"
https://www.spiritfanfiction.com/historia/bad-boys-or-lovely-boys-got7-9584504

"Flower of Ink- I.M Changkyun e Seohyun"
https://www.spiritfanfiction.com/historia/flower-of-ink-im-changkyun-e-seohyun-9280840

"Jackson Wang, um herói cómico (GOT7)"
https://www.spiritfanfiction.com/historia/jackson-wang-um-heroi-comico-got7-9504038


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...