História Sharingan: minha fraqueza - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Personagens Itachi Uchiha, Kakashi Hatake, Naruto Uzumaki, Personagens Originais
Visualizações 4
Palavras 2.543
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Spoilers, Tortura, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 1 - Capítulo 1


Fanfic / Fanfiction Sharingan: minha fraqueza - Capítulo 1 - Capítulo 1

Meu nome é Yumi Senju, nasci algum tempo antes da terceira Guerra ninja na vila da folha, sendo tataraneta ou algo assim do primeiro Hokage acabei por ter um treinamento de elite. Meus pais faleceram durante a batalha, então fiquei sobre os cuidados de minha tia Tsunade, ela não foi tão presente assim, sempre jogando e bebendo mas não a culpo a responsabilidade de ser uma herdeira do primeiro é enorme. 

Fui por muito tempo da Anbu, com minhas técnicas de manipulação da madeira acabei por ganhar destaque e forças rápido, meu combate corpo a corpo é perfeito e tenho técnicas médicas que me ajudam quando necessário. Agora tenho 18 anos e estou presa nessa casa maldita no meio do nada, nada a reclamar da casa em si, uma bela mansão diria, super reforçada com barreiras da folha, o que me irrita mesmo é ter sido afastada e ter que ficar isolada. O porquê de tudo isso? Bom podemos dizer que tem algo de errado comigo, logo depois da morte dos Uchihas e do meu melhor amigo, Itachi, ter sigo renegado eu surtei. Não fazia sentido para mim tudo aquilo, ele não era assim é óbvio que eu logo descobri o que aconteceu de verdade e um ódio subiu em mim e aí despertei. Meus cabelos loiros curtos se tornaram pretos juntamente com meus olhos claros, senti uma força enorme e um sede de sangue, o terceiro me selou antes que qualquer coisa de pior acontecesse. Com o passar do tempo comecei a entender o que ocorria comigo e a entender o lado de Itachi, meu ódio passou e eu comecei a tentar dominar esse chacra sombrio dentro de mim. Por isso fui mandada para ca, para treinar sem machucar ninguém, basicamente o que descobrimos é que tenho a morte dentro de mim, não sou tipo um Jinchuuriki, eu sou uma ceifera. Deixa eu explicar melhor, sei que é difícil, a morte em si me dá poderes para levar as almas dos perdidos entretanto esses poderes se manisfestam através de grades jutsus que aos poucos tento dominar. Nem eu entendo direito ainda e muito menos sei como isso aconteceu comigo mas desejo dominar essa escuridão dentro de mim.

-Princesa Yumi?- Yamato bateu em minha porta, ele me treina, mas com meu avanço ele acaba só por me fazer companhia.

-Yamato, você voltou!-abro a porta e pulo em seus braços ainda de camisola, quando eu o solto percebo a vermelhidão em seu rosto.- cuidado para não explodir- falo em meio a uma risada.

- Perdão, vou deixar você se trocar- ele diz se retirando mais vermelho ainda, coloco uma legging preta e um top de ginástica de mesma cor. Meus cabelos curtos bagunçados em meio a ondas, pego minhas facas, são basicamente duas foices ligadas por um cabo de aço.Desço a escadaria e encontro Yamato na cozinha arrumando a mesa para eu tomar café da manhã. Ele claramente ainda não se sente muito confortável comigo, eu não facilito também mas o considero um irmão mais velho e toda vez ele vem me visitar sei que não é mais obrigatório.

-Qual foi a última missão que a Anbu te enviou?- digo sentando em cima da mesa e pegando uma maçã, ele chega mais perto de mim e me puxa para fora da mesa.

- É segredo!- diz sorridente.

-AHHH, isso é injusto, passo o dia todo trancada aqui e você não me conta nada!

- O terceiro está morto- ele diz em um sussurro, entro em estado de paralisia, tento segurar lágrimas em meus olhos enquanto minhas pernas fraquejam. Sinto meu corpo se escurecer, meus cabelos começam a crescer.

- Yumi, se concentra não se deixe levar pelas emoções- Yamato me segura e tenta me achar nas sombras.

- Vocês nunca me avisam, ele cuidou de mim eu devia estar lá para protegê-lo era para eu ser sua guarda você sabe disso!- falo entre lágrimas irritada.

-Yumi, por favor, se acalme- ele pediu em súplicas me segurando com toda sua força.

-Quem?- perguntei entre lágrimas tentando me controlar.

-Orochimaru, invadiu a vila e o terceiro se sacrificou para para-lo- meus dedos se fecham em raiva sento na cadeira, passo minhas mãos pelos meus cabelos tentando raciocinar. 

- Quem será o próximo Hokage?- ele mais calmo se senta ao meu lado e segura minhas mãos, ele se preocupa demais comigo e seu jeito protetor me acalma. 

-Jiraya saiu em busca de sua tia para convence-la a ser a quarta- solto uma meia risada, ela foge de todas suas responsabilidades imagine se tornar Hokage. Me irrito cada vez que penso o quão longe estou da vila mesmo estando fisicamente perto, eu já aprendi a me controlar já fui boazinha, o que mais querem? Que eu aprenda a dar a patinha?

-Nem pense em fugir mocinha, está perigoso lá fora, a Akatsuki está indo atras dos Jinchuuriki , Itachi invadiu conseguiu entrar na vila está uma confusão- Yamato disse visualizando meus movimentos.

-Itachi?- digo em meio a um sussurro, então ele está vivo e bem. Um alívio desce em meu peito, preciso vê-lo, preciso ir atrás dele, nem que seja para sentir seu abraço mais uma vez.

- Ele não é mais quem você conhecia Yumi ele está altamente conturbado, um renegado. Eu imagino a história que vocês tiveram mas você tem que esquecê-la!- ele diz indo em direção a porta.

- Você não o conhece e muito menos nossa história!- digo em um berro, ele não é como todos dizem, ele não pode ter mudado, ele era tão fechado aquela época mas depois que nós aproximamos viramos melhores amigos. Ele saiu e me deixou sozinha na cozinha, levantei com ainda dor em minhas pernas, não posso ser tão emocional e descontrolada, saio pela porta e vou em direção a saída da casa antes de abrir a porta da entrada, Yamato aparece em minha frente, ele está segurando um gatinho preto pequeno.

- Eu sei que está brava, mas trouxe esse presente para você- ele diz com calma, eu seguro o gatinho em minha mão e faço carinho em seus pelos macios- é para te proteger e para te fazer companhia, sei que está muito sozinha aqui e não posso estar sempre ao seu lado- ele passa a mão em meus cabelos e coloca atrás de minha orelha e chega mais perto dando um beijo em minha cabeça. Deixo o gatinho no chão e o abraço bem forte.

- Isso não te insenta de nada mas obrigada! Preciso pedir um favor..- o solto e vou buscar um pote de água para o gatinho.

- Fale, o que precisa?- ele volta com um saco de comida para gato e deixa encostado na parede.

-Se a Tsunade for se tornar Hokage você provavelmente se tornara mais importante até porque ela confia em você. Quero que a convença de me liberar daqui entendeu?

-Yumi..eu não-ele começa a dizer enquanto segura meus braços com carinho.

-Eu não sou mais um criança e não vou ficar minha vida inteira aqui, então a convença se não eu acabo com essa merda de barreira eu mesma. Já estou sem paciência, eu até entendia que precisava me controlar mas já deu, estou muito tempo treinando e me controlo muito bem. Então não me irrite- falo em um tom alto e subo as escadas sem deixar ele responder- aliás você posso preparar seu quarto ou você não ficará?- ele me olha cabisbaixo e já entendo a resposta, subo e vou para meu quarto e o gatinho vem atrás. Pego minhas coisas e saio pela janela em direção ao rio. Minha casa é grande e a área que a barreira cobre é grande, o suficiente para eu ter acesso ao rio ou qualquer coisa assim, a barreira não é muito forte para falar a verdade conseguiria sair daqui fácilz entretanto não quero causar confusão para a vila. Saudades da vila..

Flashback

-Itachi me espera - grito correndo e quase caindo, ele me segura antes de cair.

- Yumi, cuidado- ele diz com aquela calma, eu me levanto e me ajeito. Fico envergonhada, sinto minhas bochechas queimarem e ele ri da minha cara- estou indo para uma missão com Kakashi não vamos poder treinar hoje, desculpa.

- Kakashi? Você está no time dele?- meus olhos brilharam eu havia acabado de me tornar Jonin mas não sou enviada em muitas missões.

-Esta apaixonada pelo Kakashi? Está toda vermelha- ele diz dando uma risada de lado

- Não estou! De onde tirou isso?! Ele é muito bonito mas não é isso só o admiro muito, igual admiro você!- ele torce o nariz e segura meu queixo- quando eu voltar da minha missão vamos treinar ok?- ele se aproxima de mim e beija minha testa. Eu o abraço e o seguro bem firme, sentindo seu cheiro e recebendo calor de seu corpo. 

-Volta bem ok?- digo o soltando, ele olha para mim com aqueles olhos escuros e sorri de canto de boca, vira e se vai.

Depois daquele dia ele se afastou, na época eu não entendi, ele era maravilhoso me fazia rir e me deixava extremamente irritada com seu jeito calmo. Naquela época eu era muito ingênua, apaixonada por ele e estremamente boba, logo depois fui enviada para uma missão e um de meus companheiros morreu na minha frente nem meus jutsus nem curá-lo consegui. Aí amadureci, comecei a treinar e entrei na Anbu, quando eu entrei foi umas das poucas vezes que ele falou comigo.

-O que você acha que está fazendo Yumi?- eu estava treinando na floresta quando escuto a voz dele atrás de mim 

- Treinando Itachi, está cego? Ou seu Sharingan parou de funcionar!- digo irônica.

-Você sabe muito bem que não é para isso que o Sharingan funciona e também não é isso que perguntei- ele diz em um tom irritado.

-Para um homem de poucas palavras você tem que tentar ser mais explícito-digo tão irritada quanto ele, em poucos segundos ele me prende em uma árvore e eu pego uma kunai e coloco em seu pescoço.- o que você acha que está fazendo Itachi?

-Porque entrou na Anbu? Essa não é você!- ele diz de forma cuidadosa, soltando um pouco seu corpo do meu e eu relaxo meu braço.

-O que você tem haver com minha vida? Você não fala comigo faz tempo e agora vem palpitar sobre minha vida? Sobre quem eu sou? Você não sabe o que anda acontecendo comigo e muito menos se importa! Então não venha dar uma de quem se preocupa!- digo o empurrando e muito irritada, começo a sentir algo borbulhar dentro de mim, algo obscuro. Itachi arregala os olhos e em um impulso junta seus lábios aos meus, eu me acalmo e puxo seu corpo mais perto do meu. Fico nas pontas de meus pés e seguro em seus cabelos enquanto aprofundamos nosso beijo, aos poucos ele se afasta de mim e tentamos recobrar nossas respirações.

-Me desculpa, só tome cuidado por favor-ele se afasta de mim e some na floresta.

-Itachi seu desgraçado, você não me beija e sai do nada!

Foi essa a última vez que conversamos, no dia seguinte aconteceu o massacre do Clã Uchiha, ele não havia aparecido na vila e eu saí em um missão para investigar a fronteira da Areia, quando voltei tudo havia acontecido.

E quando volto para realidade estou parada no meio do campo ao lado da minha casa, sento na grama e vejo Yamato entrando na floresta e indo embora. Deito e olho o céu, aquela época era tão mais fácil, as coisas eram dinâmicas e eu era livre.

-Yumi, me passa minhas kunais?- ele estava treinando, adorava vê-lo treinar.

-E seu irmão como está?- digo lhe passando o que pedira. Ele não responde, continua na dele treinando- olá árvore, como está? Ah estou bem, sabe vim aqui com meu amigo e ele não fala comigo- me sinto sendo levantada e Itachi me coloca no ombro rindo.

-Você me irrita Yumi, vamos para a vila que eu já me cansei de treinar!- ele não me solta

- Ei Itachi?- falo ainda em seus ombros

-Oi?- ele diz brincalhão.

-Ouvi dizer que vamos comer lamem no Ichiraku e que você vai pagar- ele sorri em meio a uma risada gostosa.

Me levanto e vejo o gatinho sair da casa e vir em minha direção, ele começa a se esfregar em mim. O seguro no colo e vejo seus olhos amarelos.

-Você tem que ter um nome né gatinho?- ele ronrona e o coloco no chão- Salem, gosto desse e você?- ele vira a cabeça de lado e se anima. Então Salem será! Me levanto,o vento bate em meu rosto e sinto um chakra Nas redondezas. Tem algum ninja por perto, me apresso em seguir aquele rastro, Salem impressionantemente me acompanha. Cada vez mais perto percebo que são dois ninjas, claramente um deles é Yamato o outro não sei quem é. De trás de uma árvore vejo Yamato preso em uma coluna de gelo e um menino, magro, de cabelos brancos manipulando gelo. Fico chocada que Yamato foi derrotado assim, esse menino tem que ser muito habilidoso para algo dessa forma, ainda mais com o kekkei genkai estilo madeira.

-Bom porque não chamamos sua amiguinha logo ali e já matamos vocês dois juntos- a voz do menino ressoou pela floresta. Droga! Eu fa coloco minhas mãos no chão e libero minha técnica de ligação sufocante, meus braços se tornam madeira e começam a perseguir o menino com o intuito de prende-lo. 

-Outra manipuladora de madeira! Achei que seu tipinho estava extinto!- ele ri desviando, com sua faca ele corta todos os meus galhos- porque não acabamos com esses joguinhos! Odeio batalhas a distância, é ridículo! Saia de trás da árvore- ele termina irritado.Sorrio e faço o que ele mandou.

- Você não devia estar tão confiante sabia? Se seu ego está para cima as chances de errar são enormes- falo com sorriso em meu rosto, ele forma uma espada de gelo e vem em minha direção. Tiro minha foice e começo a luta, o menino é muito rápido e nossas armas fazem barulhos estridentes. Ele joga sua espada com toda força e distribuindo se chakra para afiala mais, ela encontra um tronco de árvore que brotei do chão, cortando o ao meio. Me afasto um pouco e preparo meu próximo ataque:

-Liberacao de Terra! Técnica de Golem- grito, e a terra começa a mexer e um Golem gigante se forma. O menino avança contra mim, mas é jogado para longe antes que chegasse perto, corro até Yamato e o ajudo a sair da sua prisão de gelo.- então ele é do Clã Yuki?

- Pelo visto sim, ele estava andando pelas redondezas, mas pelo jeito está em uma missão contra a folha.- Yamato diz se recuperando- estou totalmente sem chakr..- antes que terminasse uma estaca de gelo sai do chão e perfura seu abdômen. Ele cai e corro para ajuda-lo, meu Golem tenta parar o menino mas é destruido. Cauterizo um pouco a ferida de Yamato, mas antes que pudesse terminar sinto alguém atrás de mim pronto para dar o ataque final. Seguro sua espada de gelo com a mão, e a raiva começa a subir pelo meu corpo. Meus olhos ficam negros.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...