História Shatter Me - Capítulo 14


Escrita por:

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Annie Leonhardt, Armin Arlert, Bean, Beast Titan, Bertolt Hoover, Connie Springer, Darius Zackly, Daz, Dot Pixis, Eld Jinn, Eren Jaeger, Erwin Smith, Farlan Church, Frieda Reiss, Grisha Yeager, Gunther Schultz, Hange Zoë, Hannes, Historia Reiss, Isabel Magnolia, Jean Kirschtein, Keith Shadis, Kenny Ackerman, Levi Ackerman "Rivaille", Marco Bott, Mikasa Ackerman, Mike Zacharius, Mina Carolina, Mitabi Jarnach, Nanaba, Nile Dok, Oluo Bozado, Pastor Nick, Personagens Originais, Petra Ral, Reiner Braun, Rod Reiss, Sasha Braus, Thomas, Ymir
Tags Ackerman, Eren, Jaeger, Levi, Levi Ackerman, Scarlet, Shifter Titã
Visualizações 216
Palavras 1.898
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Fluffy, Hentai, Lemon, Luta, Mistério, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Mutilação, Spoilers, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


hei hei hei pessoal
Mais um capitulo, agora pra fechar a temporada
Mais perai ai! calma!
A segunda temporada esta quase pronta e praticamente pronta pra começar a postar, e felizmente a terceira temporada sai esse ano \O/ aeeeee
Espero que gostem e apreciem, o link da segunda temporada sera anunciado aqui assim que for postada.
Enfim, boa leitura

Capítulo 14 - Others Like Me


Fanfic / Fanfiction Shatter Me - Capítulo 14 - Others Like Me

O plano, por mais arriscado que fosse, era o único que podíamos ter, mais eu não podia contar que estaríamos presos em um túnel subterrâneo com uma titã do lado de fora pisando aleatoriamente sem se importar com nossas vidas.

 

Annie, porque esta fazendo isso?

 

Eu observei quieta enquanto Eren nos agrupou em um circulo, todos grudados uns nos outros e mordeu a mão, no entanto, minha mente vagava longe, táticas e possibilidades que eu poderia usar a meu favor.

Sangue escorreu da mão de Eren, mais nenhuma transformação veio, eu sabia disso, o objetivo em sua mente era lutar contra Annie, mais eu sabia melhor do que os outros aqui, Eren não cumpriria esse objetivo.

_Eren – eu o chamei

Ele estava abaixado no chão, me agachei ao seu lado e pus minhas mãos em seus ombros.

_Ouça - eu respirei fundo – foque no objetivo dessa missão, nas vidas perdidas e por que temos que capturar Annie – eu disse – eu irei cobrar tempo para vocês, irei distrai-la, enquanto isso encontre uma forma de se transformar, eu não posso derruba-la sozinha, não com aquela habilidade de se cristalizar.

Eu me levantei, me virei e corri para longe deles.

_Espera Scarlet – Armin me segurou pelo braço – isso não é um plano, é suicídio.

_Armin, eu irei sair às pressas, se ela me acertar o máximo que pode acontecer é eu me transformar, e na verdade esse é o meu objetivo no fim das contas – eu pus minha mão livre sobre a dele – deixo o resto do plano com vocês.

Ele relutantemente me soltou, assentiu e me deixou ir, lancei um assentir a Mikasa a corri até o próximo buraco que ela acabara de fazer, puxei meu capuz na esperança de que isso a impedisse de me acertar mortalmente e usei meu DMT para decolar com velocidade, a luz do sol podia ter me cegado naquele momento, mais mesmo assim eu prossegui pelo ar, a titã me avistou e tentou me acertar, mais desviei com habilidade.

No fim das contas eu não dependia apenas das minhas habilidades de titã.

Ela ainda parecia disposta a me acertar, me perguntei se ela se arrependeria de me acertar e descobrir que na verdade sou Armin, ou qualquer um com quem ela fingia se importar, felizmente ou infelizmente eu sempre soube que de alguma forma ela não me suportava, provavelmente mal sentiria minha falta caso eu morresse.

Eu me virei no ar, uma cambalhota e eu dei um giro 360 de ponta cabeça enquanto cravava minha lamina direita no braço dela e fazia um corte longo por todo ele.

Usei sua testa como apoio do gancho e subi alto no ar, quase cinco metros acima da própria Annie, com minha lamina eu cortei minha palma da mão e o céu se clareou pelo raio.

O meu titã gritou e rugiu conforme ele caia em cima de Annie, usei minhas pernas pra prender as suas próprias e lhe lancei um soco, a loira desviou, mais eu não desisti, dessa vez eu esquentei minha pele até a combustão e mais uma serie de socos vieram, mais ela parecia poder desviar deles com facilidade.

 

Maldita habilidade de luta que ela possui...

 

Numa distração minha, ela teve a chance de virar o jogo e escapar da minha armadilha, nos separamos, ambas dando passos pra trás para poder ganhar espaço e se recompor.

Ergui meus punhos na altura do rosto e eles queimavam, o fogo ardente consumia lentamente meus músculos como combustível, eu precisava ser rápida.

Ela cristalizou a canela esquerda e veio pra cima com um dos seus chutes clássicos, mais assim como no treinamento de cadetes eu apenas a segurei quando próxima de encostar em mim, o fogo das minha mãos começou a corroer os músculos da perna de Annie e eu só precisava mantê-la firme no meu aperto.

Sobreaquecer meus músculos até a combustão para poder produzir chamas tinha um preço, consumia meus músculos muito lentamente, não era doloroso, mais era claro que é uma habilidade pra ser usada uma única vez durante cada transformação, por isso eu tinha a responsabilidade de saber quando o exato momento para usa-lo.

E eu precisava admitir a mim mesma, eu havia errado o momento e os efeitos disso era a fraqueza que eu sentia nos músculos dos pulsos e antebraços.

Ela escapou do meu aperto e me acertou com um punho cristalizado, me derrubou e me socou com força enquanto eu mal tinha força para me proteger com as mãos.

De repente ela parou quando achou que eu estaria incapaz de andar, se ergueu mais alto que eu e começou a correr pra longe.

 

Onde pensa que vai, Annie?

 

Ela queria apenas fugir, eu tinha consciência disso, ou então ela teria me tirado desse resto de titã e me levado com sigo.

 

**********

 

Com muita força eu consegui deixar a nuca da minha titã, corri para os destroços do túnel e apenas encontrei mais bagunça do que quando havia deixado o local.

Havia corpos e sangue, mais eu segui em frente com meu DMT ao máximo que eu podia, passando depressa por janelas, ou fazendo malabarismos por cima dos telhados até ouvir um rugido familiar.

 

Eren...

 

Eu me lembro de ter ouvido ele antes de apagar na floresta, um rugido de pura ira, e diferente do que uma pessoas normal julgaria certo, eu segui em direção a aquele rugido.

No caminho passei por membros da Policia Militar, todos estagnados e apavorados enquanto eu ia depressa sem parada, meu equipamento deixando um brilho prateado em seus rostos antes que eu finalmente encontrasse a fonte de tanto terror em seus olhos.

Pousei não muito longe da briga e por enquanto Eren parecia manter o controle, os golpes eram afins de um proposito, no entanto era mais do que obvio que Annie tinha a vantagem.

Eren partiu de novo pra cima dela quando parei ao lado de Armin e os outros chamando brevemente suas atenções.

_Scarlet – Armin exclamou – você esta bem?

_Estou – eu garanti

Na mesma hora em que eu disse isso pude ver Annie acertar um chute cristalizado contra a perna de Eren e a arranca-la fora, mais Eren manteve o equilíbrio e a acertou um soco no rosto.

Annie recuou brevemente tomando apoio com a perna cristalizada, enquanto Eren se agachava pronto pra um segundo avance.

No entanto Annie veio com tudo dessa vez, um novo brilho de determinação em seus olhos, com a perna ela prendeu Eren contra o prédio e com uma mão cristalizada o socou até ser irreconhecível.

Os sons de seus golpes misturados com seus gritos enraivecidos, os grunhidos e gemidos de Eren como um rosnar feroz.

Quando Eren não deu mais sinais de vida ela apenas o deixou lá, nos ignorou e saiu correndo em outra direção.

_A muralha – eu disse com espanto

Decolei com o DMT em alta velocidade não querendo deixa-la fugir e podia ouvir os protestos de Hanji logo atrás de mim.

Eu me lancei o mais alto que pude e então cortei minha palma novamente, o brilho e a explosão vieram, a energia em mim veio mais forte e com um rugido eu segui em perseguição.

Annie era rápida eu tinha que admitir, o barulho dos nossos passos repercutindo pela cidade até que eu consegui me lançar sobre ela pouco antes da muralha, quebramos uma ponte e concreto antes de pousarmos no chão.

Eu a prendi de bruços no chão, mais ela protegia firmemente sua nuca com as mãos cristalizadas, impedindo-me de arranca-la de lá.

Estava pronta pra arranca-lhe os braços se preciso quando um grito assustador fez-me tirar a atenção dela, Eren vinha com fúria total sobre nós, mais ele não mirava apenas a loira, pois fui seu primeiro alvo.

Acabei saindo de cima da loira e Eren a pegou, apertou-lhe a cabeça fazendo sangue pular por todos os lado e eu resolvi interferir pulando sobre ele, ou eu o parava ou ele iria fazer algo do qual se arrependeria profundamente.

Mais ele não parecia satisfeito com isso quanto agarrou-me pelos cabelos e começou bater-me sem dó.

Incapaz de livrar-me dele eu fiz o único instinto que me veio.

 

Gritei...

 

Meu gritou repercutia longe, era agudo e assustador, o ar ao nosso redor se agitou e chicoteou, um grito desesperado que faria muitas espinhas gelarem eu tinha certeza.

Mais Annie pareceu chamar sua atenção quando começou a escalar a muralha.

Me vendo livre de Eren eu permiti me deixar cair morta e sem energia, e de joelhos ali observei conforme Mikasa derrubava Annie da parede para Eren acabar o serviço.

Com força eu consegui me livrar dos músculos que me prendiam a nuca do meu titã, e de lá de cima eu observei como Annie de alguma forma ativou seu poder de cristalização ao ar livre e começou a se fundir com Eren, este que por sua vez gritava e rugia alto tentando se livrar da loira.

Fraca demais pra ajudar eu observei Levi no DMT tirando Eren de lá com apenas com um passar de suas lâminas.

Com um pouco de força eu deixei a nuca por completo, usei as segas meus ganchos pra deslizar até o chão, e a tontura me atingiu conforme eu cambaleava pra longe do corpo fumegante do meu titã escarlate.

Eu quase fui pro chão conforme andava as cegas, mais alguém me segurou impedindo-me de dar com cara no chão.

Olhando pra cima eu percebi que era Levi quem me segurava, não usava o uniforme, apenas a capa da nossa tropa, passou um braço por trás de mim e por debaixo do meu braço.

_Você esta bem? – ele questionou-me

_Sim, apenas dê-me um instante – eu pedi – conseguimos?

_Não – ele negou

Me ajudou a andar até onde os demais soldados estavam, para além da cortina de fumaça do meu titã, no caminho pude ter um vislumbre do cristal azul e a cabeleira loira dentro dele.

Jean gritava maldiçoes enquanto alguém tentava acalma-lo, mais a frente Hanji e seu esquadrão preparavam uma rede para levar Annie ao subterrâneo e Mikasa estava junto de Armin.

Ambos seguravam um Eren desacordado por perto, silenciosamente eu apontei a direção pedindo que Levi me ajudasse a chegar até meus amigos, e assim ele o fez.

Ele me ajudou a me abaixar até o nível de Eren e depois me deixou dizendo que iria até Erwin, eu assenti e examinei as marcas no rosto de Eren cuidadosamente.

Quase como se sentisse minha presença Eren abriu os olhos, e iniciou um questionário sobre Annie, e eu neguei, explicando que ela havia usados seus dons para se cristalizar de todo o mundo ao seu redor, protegendo os segredos que carregava.

Depois disso os guardas da Policia mantiveram um monitoramento sobre nós enquanto ainda estávamos no local.

Mais não demorou muito para sermos retirados do local, Eren foi levado com Jean, Mikasa e Armin, já eu fiquei em um quarto separado, sozinha por um tempo, pelo menos até Levi aparecer novamente.

 




 

 

 

A requisição feita a mim e Eren foi retirada, assim como a da Tropa de Exploração e os envolvidos no plano.

Annie permanecia cristalizada e foi deixada na custodia da Tropa de Exploração, sendo mantida no subterrâneo, sua localização exata sendo sigilosa até para as mais altas patentes.

E agora as coisas estavam muito diferentes, havia outros como eu e Eren dentro da muralha, nós sabíamos disso, e estávamos dispostos a caça-los, um por um.


Notas Finais


Eu sei, é muito pouco, mais no entanto, olhando por esse angulo a partir da parte da batalha de Trost o conteudo pra uma fic muito longa se torna tão escaço, mais enfim, espero que tenham gostado.
Não esquecendo que o anuncio da segunda temporada será feito aqui e o link estará no pacote, mais pra quem ja me segue ira - obviamente - receber uma notificação do fanfic spirit.
Obrigada!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...