História She is a bad liar - Capítulo 15


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Lesbicas, Psicopata, Romance
Visualizações 16
Palavras 581
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Orange, Romance e Novela, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 15 - A vadia sempre volta


"Não me deixe triste, não me faça chorar

Às vezes o amor não é o bastante e a estrada fica difícil, não sei o porquê

Continue me fazendo rir

Vamos ficar chapados

A estrada é longa, nós seguimos adiante, tente se divertir nesse meio tempo."

Lana Del Rey - Born To Die


Pov's Ruby




- No que você se meteu...? - parecia mais uma afirmação do que uma pergunta. Ela fazia cada palavra doer, como se me punisse por me meter em algo tão sério. Ela não temia por sua vida, e sim pela minha. 

- No que VOCÊ se meteu! Isso sim. Sabe que foi uma péssima idéia 

- Você me meteu nisso, Ruby. - seus olhos brilhavam

- Só vou cuidar para que nada aconteça a você. - tentei me manter firme ate que ela segurou minha mão, meu mundo caiu 

- Cuida de mim... Mas também de você. Não quero te perder, não posso. - soltei sua mão 

- Farei o possível - fui fria. - Mas se tudo der errado, você vai ter que fingir que nunca me conheceu. Sua mãe já deve estar com toda a policia do estado atrás de mim

- Ela não sabe onde estou

- Por isso mesmo. É melhor que ela acredite que você fugiu do que estar aqui comigo. 

- Ruby, para de ficar na defensiva... Me deixa te conhecer cara 

- Não. O melhor é fingir que nada aconteceu 

- Quer que eu vá a escola, te olhe de longe e finja que não te vi sendo torturada por psicopatas americanos?

- Quero que você fique longe dos meus assuntos. Foi um erro envolvê-la. Vou te levar de volta e assunto encerrado. EU RESOLVO- Aumentei o tom de voz

- Certo. - parecia decepcionada 


Fomos ate a ilha e esperamos. Mendonzza não demorou a chegar. 


- Ruby, vem aqui tenho que te falar uma coisa...

- O que aconteceu? 

- Aquela vadia conseguiu escapar... Não sei como conseguiu 

- Quem? 

- Porra, A puta da Hanna

- Temos um problema então. 

- Dos grandes...


Pov's Lauren


Estão conversando... Eu não sei se fico triste ou muito puta! Merda, que mal agradecida! Eu me arrisco, e é assim que ela me trata?

É uma boa mesmo fingir que não a conheço. Não vou me envolver nessas merdas. Já tenho coisas demais pra me preocupar. 

Não trocamos uma palavra o caminho todo de volta. E é bom mesmo assim... QUE SE FODA. 


- Vou deixar alguns dos meus por perto pra te proteger, conheço o Baca e ainda vai vim muita gente atrás dele. - Mendonzza parece um bom homem. Mas só parece, não confio. Essa gente parece se envolver com coisas pesadas 

- Obrigada...

 - Você foi incrível garota. Não deixa a Ruby sozinha não. Ela gosta de você, só não esta acostumada com esse sentimento. 

- Não vou me envolver com alguém assim. - fui dura. E não era verdade, eu queria demais me envolver. Ela me trazia uma mistura de medo com adrenalina e uma vontade de estar com ela nisso tudo... Todos esses mistérios me causavam uma excitação fora do comum. Mas tinha que ser racional, ela não me queria por perto, e eu não ia insistir. Por mais que quisesse... Ou que quisesse pensar assim...


Ela não olhou nos meus olhos por nem um segundo. Me deixaram no bairro e um dos capangas do Mendonzza acompanhou meus passos de longe ate chegar em casa e estar "segura". Minha mãe não estava então eu subi direto para meu quarto. E la estava ela... Aquela garota... 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...