História She is a bad liar - Capítulo 9


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Lesbicas, Psicopata, Romance
Visualizações 33
Palavras 597
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Orange, Romance e Novela, Violência, Yuri (Lésbica)
Avisos: Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 9 - Traição


Pov's autora



- Tenho que admitir que fiquei surpresa com sua ligação- Falou Hanna caminhando nas ruas de LA ao lado de Ruby 

- Eu nem precisava ter ligado já que você está me perseguindo - Não a encarava 

- Talvez eu esteja mesmo. - Falava com tom feliz 

- E o Baca? 

- Tá no meu porão lá em New York

- Tá falando sério? 

- Sim

- Então você conseguiu? 

- Não...

- Como não? O que você mais queria era se vingar dele por ter matado a sua família

- Eu não vou matar ele agora. Os capangas dele estão na minha cola e tá muito difícil manter o disfarce. Por isso vim atrás de você.

- Você quer minha ajuda para o que exatamente? 

- Fazer o Baca falar

- Falar o que? 

- Ele não matou meu irmão mais novo, ele levou ele e deu pra uma família. Desde então ele tem o observado 

- Como você sabe disso? 

- Investiguei. Mas a questão é que ele não quer dizer onde meu irmão está, sem eu o soltar

- Se você o soltar, ele te mata

- Isso. 

- Mas Hanna, é o Baca... É fácil fazer um capanga falar, mas um dos maiores traficantes dos estados unidos? 

- Eu preciso de você nisso... - Apelou

- Eu prometo que farei o possível- Pararam e Ruby acariciou lentamente o rosto de Hanna 

- Senti sua falta 

- Eu também senti a sua

- Mas lembre-se ... Não vou misturar as coisas. Você importante, mas minha vingança é mais. Ao primeiro sinal de traição, eu mato você. 

- Digo o mesmo. Eu sei que você já mirou a Lauren, e eu quero você longe dela. 

- O que aconteceu entre vocês hein? 

- Nada. Empatia. Talvez - Estava confusa nas palavras

- Empatia... Sei - Estava desconfiada 

- Sim 

- Quero que se concentre no trabalho e eu não entrego você e ela aos capangas dele

- Deixa ela longe disso... 

- Ela ficou perto de você. Foi automaticamente infectada com o vírus do nosso mundo. - falou sarcasticamente quando foi surpreendida com Ruby a colocando contra a parede literalmente. 

- Eu falei pra ficar longe dela - Encostava sua faca no pescoço da ruiva com cada vez mais pressão 

- Cuidado criança, onde você acha que sabe do assunto, eu dou aula - empurrou o pescoço contra a faca, fazendo-se sangrar. 

- Você é louca - Sentiu algo encostar na sua cintura, ao olhar era a arma de Hanna

- Eu não tenho medo de morrer

- E nem eu - Soltou ela 

- Faça o que eu quero, e nada acontecerá a Lauren. Faça o contrário e a vida dela será um inferno. Eu não tenho pontos fracos, Ruby. Não se meta comigo 

- Você tem o seu irmão. 

- Nem eu sei onde ele está, imagina você. - guardou sua arma 

- Certo. Quando precisar de mim, é só ligar 

- Amanhã, às 14h tenho duas passagens já compradas para New York

- O que vou falar pra minha mãe? 

- Se vira. Não se atrase. XoXo

- Certo. 



Saiu caminhando no cruzamento, pediu um táxi e foi para casa. 


Hanna por outro lado, pegou seu telefone e discou um número. 

Chamando...

- Alô, Baca? Estamos indo amanhã, ela caiu direitinho. 

- Ótimo. Te encontro amanhã. 


Guardou o celular e caminhou de volta até seu carro. Endireitou o retrovisor e Passou um batom vermelho por cima do seu que já não estava tão nitido. Sorriu e repetiu para si mesma: "A melhor forma de acabar com seu inimigo é conquistando a confiança dele." Ligou o carro e partiu. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...