História She Is A Dude - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Zayn Malik
Personagens Personagens Originais, Zayn Malik
Visualizações 45
Palavras 1.245
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oioi, espero que gostem!
Boa leitura e nos vemos lá embaixo!

Capítulo 2 - Dois


Fanfic / Fanfiction She Is A Dude - Capítulo 2 - Dois

— Ei, Dude! — Liam caminhou até mim. — Como foram as férias? Pegou alguém?

—Não, foram normais. — dei os ombros.

— Deve ser muito estranho seu amigo namorar a tua irmã. — Liam comentou olhando para Harry e Waly e riu. — Eu ficaria irritado se fosse com alguma das minhas irmãs.

— O que posso fazer, não é... — dei os ombros. O sinal fez o seu típico barulho estridente.

— Vou nessa. — ele ia saindo, mas retornou. — A propósito, já reparou que tem umas novatas gostosas? — ele perguntou, maliciosamente e eu ri, negando.

— Você não tem jeito. Nos vemos no almoço. — dei um leve soco no braço dele e fui direção aos armários..

Olhei meu horário e vi que a primeira aula seria de biologia. Resmunguei mentalmente, pegando meu material e indo em direção ao laboratório.

— Tem aula de que agora? — Waly perguntou, surgindo do nada e me acompanhando.

— Biologia, e você?

— Também, parceiro. — ela disse, rindo.

— Vamos torcer para não ser o Mr. Coo... — parei de falar assim que chegamos ao laboratório.

— Mr. Cooper. Quanto tempo. — Waliyha entrou na sala sorrindo e eu rolei os olhos.

— Fala sério. — murmurei, me sentando. Notei que Louise na mesa em frente a que Waly escolheu para sentarmos.

— Bom te ver também, Mr. Malik. — Mr. Cooper disse, fazendo Waly dar uma risadinha.

Ele é um velho, baixo, gorducho, de óculos, que não deixa eu e Waliyha sermos dupla, pois somos irmãos.

— Bom, classe, vou fazer o sorteio das duplas. Mas saibam que se saírem amigos ou parentes, — ele olhou para mim — eu irei trocar. O objetivo é vocês fazerem amigos. Vamos começar. — ele disse, pegando um papel que eu nem tinha reparado que estava sobre sua mesa. — Mr. Andersen com Mr. Devan.

E lá vamos nós para mais um início de ano letivo tedioso. Ainda bem que esse é o último ano. Finalmente, comemorei mentalmente. Estava perdido em meus pensamentos, quando senti Waly me beliscar por debaixo da mesa.

— O que foi? — perguntei, indignado para ela.

— Mr. Malik, algum problema? — o gorducho me perguntou.

— Não, senhor. — falei, passando a mão onde Waly beliscou.

— Então, o que está esperando para se levantar? — ele perguntou, como se fosse óbvio e eu olhei para Waly sem entender.

— Anda logo, Zayn! — olhei e vi Caleb parado em pé me olhando.

— Mr. Malik, o senhor vai ficar com a Miss. Evans. — rolei os olhos e peguei minha mochila, me levantando e me sentando ao lado da Louise.

— Roubou minha dupla. — Waly disse, apenas para eu escutar e se ajeitou na cadeira.

— Agora que as duplas estão formadas, vamos começar. Abram o livro na página vinte e um.

— Não sabia que estava nessa turma. — puxei assunto com Louise.

— As aulas começaram hoje, Zayn. — ela me encarou. — Óbvio que você não sabia.

— Não, digo, terminando também. — falei, e ela rolou os olhos.

— Temos a mesma idade, Malik. — ela comentou, e olhou para frente.

— É, eu sei. — disse, dando os ombros.

— Algum problema, Mr. Malik? — que velho chato, murmurei mentalmente.

— Não, senhor. — falei, abaixando a cabeça e olhando para o livro.

A aula passou lentamente. Já não aguentava mais ficar ali. A única coisa interessante era que quando eu não entendia algo, Louise me explicava na maior calma e paciência. Quando o sinal tocou, eu comemorei mentalmente.

— Qual sua aula, Waly? — Louise disse, se levantando.

— Espera, — Waly disse, abrindo sua mochila e pegando o papel com os horários — é química. E a sua?

— Também, você vem agora?

— Só vou falar algo com o Zayn e já vou. Pega o lugar de sempre. — Louise sorriu e saiu. Observei-a saindo.

— Fala sério! — Waly disse, dando um leve tapa na minha nuca.

— Qual seu problema, garota? — perguntei, olhando para ela.

— Espero que esse ano fale com ela. — ela cantarolou.

— Falar o quê? — retruquei, sem entender.

— Com Louise sobre sua paixão secreta. — ela disse, como se fosse óbvio.

— Eu não estou apaixonado por ela. — rolei os olhos.

— Eu te conheço mais do que você imagina, Malik. — ela disse, se levantando — Não se esqueça disso. — ela saiu e me deixou ali sozinho. Logo o Mr. Cooper voltou.

— Precisa de algo, Mr. Malik?

— Não. Até semana que vem. — falei, me levantando, pegando minha mochila e saindo dali.

Louise está mais linda do que era. Malik, para de pensar sobre isso! — pensei e ri fraco.

— Está ficando maluco, cara? — Liam perguntou, parando do lado do meu armário.

— Por quê? — olhei para ele sem entender.

— Você está aí, balançando a cabeça e rindo sozinho. — ele me olhou, arqueando a sobrancelha.

— Não é nada. É só que... Deixa para lá. — dei os ombros e olhei meu horário. — Qual sua aula?

— Economia, e a tua? — ele falou, fazendo careta.

— Estatística. — murmurei, rolando os olhos.

Fui para a sala e a Mrs. Owen já estava lá. Logo ela começou a falar, e falar, e falar para sempre. Minha cabeça estava ainda perdida em certos olhos avelãs.

— Zayn — ouvi a voz do Harry me chamar — Já falou com o treinador?

— Não, vou lá depois dessa aula chata. — falei, e escutei ele rir baixo.

— Me espere para ir com você. — ouvi ele se ajeitar na cadeira e apenas balancei a cabeça, concordando.

Assim que a aula terminou, eu e Harry seguimos até o campo para falar com o treinador. No caminho, Waly começou a nos acompanhar.

— Sabia que a sua paixão te acha um idiota? — ela perguntou para mim, rindo.

— Que paixão? — Harry perguntou, sem entender — Espera, Zayn Malik e paixão na mesma frase? O que eu perdi nessas férias?

— Nada. — murmurei, rolando os olhos — E ela não é minha paixão.

— Ah, é sim. Eu vi como você olha para ela, Zayn. Não adianta mentir.

— Quem é a premiada? — Harry perguntou, curioso.

— Louise Evans. — Waly respondeu, sorrindo.

— Ainda? — Harry olhou incrédulo para mim.

— Tá, tá. Olha, ela foi a minha paixão na infância. Foi, não é mais. Agora, pare de encher meu saco com isso. — falei, levemente irritado.

— Negue o quanto quiser, Zayn. Só está negando para si mesmo. — Waly começou seu discurso e eu rolei os olhos — Acha que eu não reparo quando ela está no quintal dela brincando com o cachorro e você fica lá da sua janela observando? Ou a sua cara quando ela estava te explicando à matéria? Ou quando o carro dela quebrou e você ofereceu carona, e como você ficou ofendido quando ela pediu para deixar ela uma quadra antes da escola para não serem vistos juntos? Eu só observo, Zayn, mas às vezes eu digo o que penso. E eu tenho certeza que ainda gosta dela.

— Se isso tudo é real, e eu tenho certeza que é porque Waly não mentiria, ela tem razão. Você gosta dela. — Harry disse, e eu bufei — E é meio psicopata porque fica observando a menina. Vai ver é por isso que ela te acha um idiota.

— Vamos supor, apenas supor, que eu goste dela. — falei, e Waly sorriu, vitoriosa. — Ela me acha mesmo um idiota? — perguntei, levemente ofendido.

— Cara, você gosta dela mesmo. — Harry riu.

— Sim, ela acha que você é como o Liam e os outros. Não vai te dar nenhuma bola. — Waly disse, convicta.

— Ah, tem que ter algo que vá amolecer o coraçãozinho da garota. — Harry disse, encarando ela.

— Eu não vou ser uma coruja não, nem inventa. — Waly negou para Harry.

— Na verdade, ninguém vai ser uma coruja. — ele me encarou — Zayn vai amolecer o coração dela.

— Ela o odeia. — Waly disse — Desculpe, irmão, mas é a verdade.

— Mas isso não o impede de tentar. — Harry disse, sugestivo.


Notas Finais


Welcome, oi curtinha porque é o começo.
Espero que gostem e acompanhem.
— Trailer da fanfic: https://youtu.be/dKBuzinvxXw
— Minha outra história: https://spiritfanfics.com/historia/know-your-frenemies-the-truth-hurts-3179426
Até o próximo capítulo.
O que quer que eu faça, você sempre vai me amar.
Xoxo, Gossip Girl.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...