História She is Gone - Capítulo 2


Escrita por: ~ e ~manuuubooks

Postado
Categorias Originais
Tags Maya, Romance, Tyler
Visualizações 10
Palavras 967
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Colegial, Escolar, Romance e Novela

Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Olá, suas lindas e lindos! Estou voltando aqui e confesso que fiquei triste por conta do capítulo não ter nenhum comentário e somente dois favoritos, mas, estamos somente começando, né?
Avisos:

🍉Podem ler a fic sem medo, pois eu não demorarei mais de dois dias para postar um novo capítulo.
🍉Deixem seu comentário, por favor! Preciso saber o que vocês estão achando.
🍉Essa história é 100% de minha autoria.
🍉Plágio é crime!

Espero que gostem! Beijos,
Ciça❤️!

Capítulo 2 - Ciúmes irracionais


Fanfic / Fanfiction She is Gone - Capítulo 2 - Ciúmes irracionais


TYLER’S POINT OF VIEW 
— Isso é muito clichê! - disse ela e eu ri.
       Seus olhos pareciam um imã, pois não parava de olhá-los e de me perder naquele verde. Uma forte marca de biquíni em seus ombros mostrava que havia pegado muito sol nos últimos dias. Seu corpo parecia o de uma deusa grega. Ela era realmente muito atraente.
        Ao perceber que meu olhar percorria todo seu corpo, a mesma corou. Um silêncio mortal se formou entre nós e fiz questão de quebrá-lo.
— Desculpa por esbarrar em você. Aliás, qual o seu nome?
—Maya. E o seu?
—Tyler.- disse com um sorriso no rosto.— Belo nome.
—Igualmente, Tyler. Você é novo aqui?
—Está tão na cara assim?-ela riu.
—Nunca te vi por aqui então digamos que sim. Precisa de ajuda em algo?
— Não sei onde é minha sala. Sou do 1º ano do ensino médio.
—Ah, eu também! Vamos, eu te mostro.
        Maya andou pelo corredor até chegar em uma porta bem no final. Percebi que antes daquela haviam varias outras salas, numeradas do 6° ano do fundamental até a do 1° ano do médio.
        Maya bateu na porta e pela sua expressão, estava preocupada por estar atrasada.
 

MAYA’S POINT OF VIEW 
        Quando vi o olhar de Tyler percorrendo cada centímetro do meu corpo, senti minhas bochechas esquentarem. Acho que ele percebeu, pois logo parou de me encarar e quebrou o silêncio que havia se formado.
         Após um pouco de conversa, fomos até a nossa sala, que descobrirmos ser a mesma. Minha cara de assustada provavelmente denunciou a bronca que levaríamos, pois ele encolheu os ombros.
          Respirei fundo e bati na porta. De dentro, uma voz alegre saiu. Na hora sorri aliviada, pois sabia que a nossa professora de química não nos daria bronca alguma.
          Camila era  jovem e muito legal conosco. Suas provas eram difíceis, mas a ela explicava tão bem que todos tirávamos boas notas.Assim que abri a porta, pedindo permissão para entrar, ela disse:
—Maya! Que bom que chegou! Sente-se, sente-se! E quem é esse bonitão? Aluno novo, ein? 
—Oi,Camila! Esse é Tyler. Esbarrei com ele no corredor e descobri que é um novo aluno de nossa sala!
—Olá, Tyler! Sinta-se a vontade e vamos aprender química !- disse ela, com um belo sorriso no rosto.
—Oi.- murmurou baixo.—Onde posso me sentar?
—Bom...-disse Camila— Minhas aulas são em dupla e só temos sobrando você e Maya, então, podem sentar-se juntos!
—Tudo bem!- dissemos eu e Tyler em uníssono e nos sentamos.
- • -
      Os dois horários de química passaram rapidamente e logo que o sinal bateu todos saíram correndo para o refeitório. Fui seguindo a multidão até avistar Emma, Cristina e Dylan.  Corri até Dylan, que me deu um selinho e falei com as meninas.
       Pouco tempo depois, vi Tyler passando pela porta do refeitório e procurando uma mesa para se sentar. Rapidamente, fui até onde ele estava e o puxei pela mão até a nossa mesa.
—Cristina, Emma e Dylan: esse é o Tyler, o aluno novo com quem trombei hoje na entrada. - eu disse, explicando—Tyler, essas são  Emma e Cristina, minhas melhores amigas. E esse é Dylan, meu namorado.
 

TYLER’S POINT OF VIEW 
         Depois da aula de química , segui o tumulto até o refeitório. Quando cheguei lá, logo Maya me viu e me puxou até um mesa. Nela, me apresentou suas melhores amigas e seu namorado.
          Confesso que fiquei um pouco decepcionado com o fato de ela namorar, pois gostei bastante do jeito dela. Mas, infelizmente, aquela menina dos olhos verdes já era comprometida.
          Após terminar as apresentações, apertei a mão de cada um deles e vi que Dylan o fez com má vontade. 
          Pedi licença para comprar comida e quando voltei algo me surpreendeu:
—Vem, Tyler! Eu, Dylan e mais uns amigos dele vamos jogar uma partida de futebol no campo! Quer jogar? - disse ela sorrindo. A encarei perplexo antes de responder.
—Claro! Você joga?
—Aham.- respondeu ela, prendendo o cabelo em um rabo de cavalo bagunçado.
        A partida começou. Os times ficaram divididos assim: Eu, Maya e Josh( um amigo de Dylan) e no outro time Dylan e dois amigos, Mike e James.
       Achei que ela só estivesse jogando para impressionar o namorado mas, com o decorrer do jogo, percebi que ela jogava muito melhor que todos nós juntos. Conseguia todos os dribles, recebia todos os passes e nunca perdia a bola. 
        A partida acabou e nós ganhamos de 7 a 3. Maya marcou cinco gols e eu dois. Josh agiu como um zero à esquerda.
        O sinal tocou e quando eu e Maya íamos juntos para a sala Dylan a puxou pelo braço.
 

MAYA’S POINT OF VIEW
     Quando fomos jogar futebol, Tyler estranhou. Acho que principalmente por eu ser uma menina e minhas amigas não querem jogar também. Ele não
estava pondo muita fé em mim, mas quando me viu jogar, seu queixo foi lá no chão. 
          Ganhamos a partida e quando estava indo para a sala, conversando com Cristina e Tyler, Dylan me puxou para um canto e começou a falar:
—May, você não acha que está muito grudada nesse moleque não?- disse ele, me chamando pelo meu apelido que soava tão bem saindo da boca dele.
—Calma, Dylan. Ele é só meu amigo.
—Amigo legal esse né, que cada vez que te olha parece que quer te engolir  com os olhos!
—Para de show que não tem nada disso. Seus amigos que olham para a minha bunda o tempo inteiro. Mas isso você não percebe, né?
—Meus amigos fazer o que? Vou meter porrada nesses desgraçados! - disse ele, e carregava muita raiva em sua voz.    —Calma, calma.- disse segurando-o—Eu sou só sua, okay?
—Mesmo assim não gosto desse moleque-disse passando o braço pelos meus ombros— Fique longe dele!
 


Notas Finais


Muito obrigada por terem lido e postarei em breve um novo capítulo! Comentem e divulguem se vocês puderem.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...