História She is He - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Menção Jikook, Namjin, Taekook, Vhope, Yoonkook, Yoonmin, Yoonseok
Visualizações 18
Palavras 1.041
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Fluffy, Lemon, LGBT, Literatura Feminina, Magia, Misticismo, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá, tudo bom?

Graças a santa Sehuna, consegui tempo para postar o primeiro capítulo dessa belezura aqui. Eu sempre quis escrever uma fanfic assim, sonho realizado :')

Inspiração: eu estava de boas, sentada, olhando para o nada e pensando na vida e nas histórias que eu tenho que atualizar, dai eu olhei para a parede e disse "vou assistir algum anime ou dorama que me anime" e eu fui assistir. Encontrei uns bem legais e depois, para atiçar mais ainda a minha imaginação, resolvi ouvir música.

E lá estava eu, ouvindo Mamma Mia do SF9 e do nada surge a ideia de fazer uma história em que algum serzinho, magicamente bebesse uma poção e virasse mulher. Pois é, minha imaginação e minha criatividade não são deste mundo.

O que eu vou escrever? Só minha imaginação sabe, eu estou mais perdida que o Sehun quando confundiu o Jeonghan com o Johnny, trágico não?

Capa por: @Sarah-A

Bom, boa noite e boa leitura ♡

Capítulo 1 - Prólogo



— Jeongguk — Hyuna tentava acordar o amigo, chacoalhando-o, o que acabou não resultando em nada. O rapaz permaneceu imóvel, grudado em seu travesseiro, murmurando um “só mais cinco minutos mãe”. — Não vai ter outro jeito, terei que usar outro método para te acordar. — sussurrou, sorrindo perversa.


A Kim saiu do quarto de seu melhor amigo e foi até a cozinha, pegou um balde que achou no meio do caminho, encheu o recipiente com água gelada e alguns cubinhos de gelo. Em seguida, saiu da cozinha rumo ao quarto do Jeon. Hyuna empurrou a porta com o pé, e silenciosamente foi até a cama de Jungkook, se posicionando, preparando-se para correr.


— Um, dois, três — contou antes de despejar a água no rosto do moreninho, que levantou num pulo.


— Ai caralho. Hyuna, chama o bombeiro, eletricista, seja lá quem for que cuida de infiltrações. Diz que 'tá chovendo dentro do apartamento — parou para encarar a ruiva ao notar que ela ria descontroladamente. — Por que você está rindo? — indagou confuso. De repente tudo se esclareceu quando ele olhou para a mão da Kim e viu que ela estava segurando um balde. — Você é louca? Onde já se viu, afogar os outros com água gelada. Garanto que você não ia gostar se eu fizesse isso com você, sua sem graça.


— Primeiro; você não estava acordando e esse foi meu método infalível. Segundo; se você inventar de fazer isso comigo, eu te jogo pela janela, entendeu? — ameaçou levantando o balde.


— Sinceramente, eu não sei o porquê de eu ainda ser seu amigo, você é assustadora. — retrucou se deitando na cama.


— Porque você me ama, simples. Yeah, I’m the female monster — sorriu de ladinho, dando uma pausa em sua fala. — Relaxa Gguk, eu sou sua noona e sempre vou te proteger dos valentões, ok? Quem é o bebê da Hyuna, quem é? — a mulher caçoou e depois largou o balde no chão, indo até o mais novo, que estava de braços cruzados com um bico nos lábios, emburrado. Hyuna parou na frente de Jungkook, e o abraçou.


— Pode desmanchar essa cara de peixe morto, sorria minha criança ou eu farei cócegas e você terá que rir — avisou e o Jeon continuou com a mesma expressão. — Eu avisei.


— N-Não noona, por favor — pediu ao ver as mãos da ruiva se aproximando de seu corpo. — Kim Hyuna, vai ter volta! Eu vou me vingar, anote as minhas palavras. — disse pausadamente, tentando respirar, falar e rir ao mesmo tempo.


— Shiu criança. Chega. — tira as mãos do menino, cessando as risadas.


A cantora — Hyuna trabalha no ramo musical e Jungkook, começando a cogitar a ideia de seguir a mesma carreira que sua noona — se recompôs e logo em seguida encarou o amigo, arqueando as sobrancelhas, empinando o nariz, formando a típica pose superior.


— Pegue-me se for capaz! — ditou após passar uns cinco segundos em silêncio, e logo saiu correndo, sendo perseguida por um Jeon furioso.


— Volta aqui, Hyuna! — exclamou Jungkook de forma divertida.


— Maria mole, se continuar nesse ritmo nunca vai conseguir me alcançar — bradou correndo ainda mais rápido. — Se você me alcançar, eu nunca mais te acordo. Caso não consiga, você terá que me levar para sair e pagar a conta do bar, restaurante ou sei lá onde vamos, entendeu?


— Sim. — respondeu sem fôlego.


— A vitória é minha, três beijos. — começou a rir escandalosamente ao ver o amigo tropeçar nos próprios pés e cair.


— Não fica rindo desgraça, me ajuda aqui! — pediu estendendo a mão.


— Eu? Calma, deixa eu rir mais um pouquinho aqui e depois eu te ajudo, ok? — respondeu ouvindo um “Hyuna!” do amigo. — Tudo bem senhorzinho, já estou indo.

•••


Yoongi e sua avó estavam arrumando as malas para levá-las até o caminhão de mudança. Yoona, avó de Yoongi, carregava mais malas que o garoto. A mulher era nova, apesar de já ter três filhos e sete netos, ainda tinha uma aparência juvenil e um corpo invejável.

— Vovó, a senhora vai mesmo me arrastar para aquele lugar? — Yoongi indagou, ainda não se conformando por ter que se mudar. Yoona senhora apenas sorri gentilmente para o neto, antes de respondê-lo.


— Vou sim querido, você não pode ficar sozinho, imagina só, o tamanho do estrago — respondeu ainda sorrindo. — Não é que eu não confie em você, eu só não confio no seu "relaxa vó, vai ficar tudo bem". Da última vez que você disse isso, eu confiei em você, sai de cada e quando voltei encontrei a cozinha em chamas e a casa quase pegou fogo. Cadê sua maturidade, meu amor? — a mais velha pega suas malas e as malas de seu neto e as colocou dentro de seu carro já que eram malas que continham retratos e porcelanato, enquanto Yoongi a encarava incrédulo.


— Mas vó, foi culpa do Namjoon. Ele e o Taehyung que inventaram de cozinhar, eu disse que ia dar merda, mas ninguém me quis me escutar. E o que tem demais em gritar "Bultaoreune", e em um foguinho de nada? — franziu o cenho esperando pela resposta.


— De fogo já basta o fogo que têm no rabo dos teus amigos, mais fogo não, por favor. Stop, please. Oh, obrigada meu jovem — agradeceu o motorista do caminhão por ter ajudado a guardar as malas. — Acho que essas são as últimas! — disse se referindo as malas. Fechou o porta-malas e voltou-se para o neto, que mantinha uma expressão neutra. A mulher sorriu e apertou as bochechas do loirinho. — Vai por mim, você vai se divertir e talvez, quem sabe encontrar seus velhos amigos. Vamos?


Após ficar meia hora pensando e repensando na resposta, ou melhor, pessoa. Sorriu para avó, concordando.


— Vamos! Eu não quero me despedir dos dois cabeças de vento, a senhora sabe que eu odeio despedidas — respondeu sem ânimo. Mas por fim, acabou esboçando um sorriso, indecifrável para a mais velha.


— Isso não será necessário. — retrucou e Yoongi, no princípio, não entendeu o que a avó quis dizer.







Notas Finais


O capítulo tá pequeninho? Está! O próximo será longo, eu prometo.

Esse meio que foi um prólogo, estranho, mas foi um prólogo. Quem me conhece sabe que humor é o que não falta nas minhas histórias, e essa não será diferente. Eu sou boa em escrever comédia romântica, é isso.

Só avisando que não está revisado, ainda não encontrei uma beta para me ajudar, e eu não tenho muito tempo, então fica difícil para eu mesma betar.


Tchauzinho, até não sei quando!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...