1. Spirit Fanfics >
  2. Sherlock Holmes e a Senhorita Williams >
  3. A Distância entre Nós

História Sherlock Holmes e a Senhorita Williams - Capítulo 23


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, segue mais um capítulo. Obrigada pela boa vontade para comigo, por favor continuem acompanhando. Beijinhos

Capítulo 23 - A Distância entre Nós


Era noite com o céu azul escuro e muito estrelado, Nicole debruçada sobre o peitoril da janela chorava copiosamente, enquanto abaixo dela os movimentos constantes das ondas vindo, indo e se quebrando nas rochas, abafavam o som do seu pranto.
Encarando o vasto oceano que parecia não ter fim, ela receava que nunca mais voltasse aos seus e que jamais tornasse a ver Sherlock.
Era verdade que ele não a queria, mesmo assim até aquele momento seguiu o amando e a real possibilidade de nunca mais o encontrar, de que ele desapareceria do seu mundo para sempre, partiu profundamente seu coração.


 "Um destino feito de desencontros"  pensou consigo.


Primeiro o irmão os abandonou sem nunca retornar, mais tarde a família que foi deixada para trás e por último Sherlock que para ele, ela não valia a pena.
Lembrar-se dele lhe trouxe mais lágrimas aos olhos, desejou que por um instante, por menor que fosse se recordasse dela, com o mesmo carinho que se lembrava dele.
Além disso, com certeza Sherlock soubera o que aconteceu com o vôo em que estava, se perguntava se ficou instigado a investigar? Se sim, podia apostar que em breve seriam localizados. E quanto a Mycroft e todo o resto? Teriam pistas de onde ela e os demais estavam? E seus pais, sua família? quanto deveriam estar preocupados com os dois filhos em uma situação como aquela?
Alguém bateu a porta interrompendo suas reflexões e logo foi entrando, era mais uma vez seu irmão Thomas.
Sim, Thomas Willians deveria estar na prisão como Mycroft descobriu, porém, considerado um aliado importante, foi trazido de volta pelos próprios companheiros.
Durante o resgate muitos morreram juntamente com alguns indivíduos que mantinham ilegalmente a prisão, entretanto a morte de algum aliado era vista como necessária e a de qualquer outro considerada justa.
Uma vez liberto não demorou para arquitetar o sequestro do Boeing recebendo como sempre total apoio, mesmo que os terroristas desconfiassem ser sua intenção apenas o de trazer a irmã para junto de si, ainda assim eles aproveitaram para disseminar e fortalecer o medo instaurado na Europa e em todo o mundo usando como sempre da violência.


- Nicole você está muito pálida. Precisa se alimentar melhor.


Ela não respondeu, ao invés disso voltou a mirar as ondas que batiam nas rochas.


- Já disse que esta situação não irá durar, logo deixaremos esta ilha.


Desta vez ela o encarou:


- E iremos para onde? Outro cativeiro?


- Este lugar não é um cativeiro é um esconderijo e você não é uma refém e sim uma de nós. Por isso, te dei um quarto confortável.


- Não! Não sou uma de vocês! Além disso, não importa o quanto seja bonito, isto é apenas mais uma jaula!


Ela voltou a se lembrar dos passageiros, todas aquelas pobres pessoas com certeza não receberam o mesmo tratamento que ela.


- Diga-me como estão?


- já respondi inúmeras vezes que estão vivos, todos estão.


- O que farão com eles e comigo?


Ele, no entanto, não disse nada, então ela continuou:


- Por favor, pare com essa loucura, vamos voltar para casa Thomas. As famílias dessas pessoas devem estar sofrendo muito. E nossos pais, por acaso pensa neles? No quanto estarão sofrendo?


- Voltar para casa? acha que isso é ainda possível? Eu perdi a última chance quando traí a inteligência britânica. Não há volta para mim, quanto aos nosso pais é claro que penso neles - ele se sentou na cama - se esqueceu da carta que te enviei?


- Claro que não me esqueci, mas você parece que sim, ela dizia que estava voltando para nós!


- Não, nunca disse isso! Eu falei que nos reencontraríamos em breve.


Nicole ficou pasma ao cogitar a ideia de que ele poderia ter planejado aquele ataque desde muito tempo.


Então, se deitou na cama de bruços, chorando compulsivamente:


- Ah meu querido Thomas o que te aconteceu? Você não é meu irmão, não o que eu conheci, devem ter feito alguma coisa. Uma lavagem cerebral!


Ele se levantou:


– Quantas vezes preciso te dizer: escolhi esta vida. Depois de anos buscando algo que me fizesse sentido, encontrei finalmente meu caminho.  Uma causa para a qual lutar.


- Eu não quero ouvir isso!


- Este é seu problema, você nunca suportou a verdade. Quero que saiba, por mais difícil que seja, que para eles sou um aliado importante, útil. Preciso admitir que não são somente as ideias que me fascinam, gosto da atenção e da confiança que recebo.


- Thomas você está se referindo a terroristas, de pessoas cruéis e ainda tem a coragem de falar sobre vaidade? Eles não se importam em atacar gente inocente, são inumanos e covardes. Só Deus sabe quantas pessoas sofreram nas mãos deles.


- Quem morreu ou sofreu não me interessa. Os fins justificam os meios, o que fazemos é para alcançar nossos propósitos. Além disso, aqueles que não se convertem ao islamismo são inimigos de Alá e é melhor que morram mesmo.


Nicole ficava cada vez mais alarmada, não conseguia compreender como alguém que conheceu tão bem, que crescera junto dela poderia ter mudado tanto para se transformar num monstro. Acabou ficando tonta pelo choque, aquilo era duro demais e já com a saúde fragilizada desfaleceu.
Thomas mandou que o homem do lado de fora, responsável por guardar a entrada do quarto e que ouvira toda a conversa chamasse o médico. Claro o médico era outro comparsa que também estava escondido na ilha.
Ele permaneceu com a irmã até que esta recobrasse a consciência, depois disso saiu sem dizer mais nada para não a magoar ainda mais, enquanto ia atravessando a porta o mesmo guarda falou:


- Sendo um dos nossos líderes, você deveria ser o primeiro exemplo.


- Exemplo?


- Exemplo de um verdadeiro crente! Não há laços sanguíneos que possam ficar acima dos nossos propósitos. Servimos a Alá, a lei islâmica deve vir em primeiro lugar sempre. Cuidar dessa mulher é perda de tempo e inútil.


- Meu companheiro você ainda não entendeu, todo o esforço que faço é para convertê-la justamente ao islamismo. Farei com que se case com um de nós, feito isso não poderá escapar da vida que quero e planejo para ela.


- Ela é muito bonita, não será complicado encontrar um marido, mesmo que não tenha nascido uma de nós.


Depois de algum tempo Thomas chegou ao avião aterrissado na ilha. Nele estavam todos os vinte sete que continuavam no Boeing que servia agora de cativeiro. Apesar de muito temerosos e assim como Nicole em choque, fisicamente estavam bem. Thomas não deu atenção em particular a ninguém, apenas mandou que continuassem sendo guardados.

 


Notas Finais


😊🤗❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...