História Shikatsu Nara - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Naruto
Tags Genin, Nara, Naruto
Visualizações 3
Palavras 1.291
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção Adolescente, LGBT, Luta, Shonen-Ai, Shounen, Suspense, Violência

Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Fiquei 9 dias sem postar, desculpem, eu estava meio desanimado pra continuar, mas não vou desistir!

Capítulo 16 - A Missão no Vilarejo: Confronto


Daichi ON

 

-Finalmente achei você. Presumo que já saiba que nós de Konoha estamos investigando isso- diz Daichi tentando tomar cautela em tudo que pisa ou toca e tentando se manter longe da grande massa de animais..

A variedade destes era bem maior que os que invadiram a aldeia, ali havia animais que nem seria suposto viverem em florestas normais, como escorpiões.

 

-Sim, eu estava sabendo desde que vocês chegaram. Por favor, me divirta!-o Homem misterioso estava escondido nas sombras e estendeu a sua mão, todas as centenas de animais, de coelhos a escorpiões, passando por cobras ou veados olharam para Daichi com aqueles olhos brilhantes de tom roxo.

 

-Kuchyose no Jutsu- Daichi grita mordendo o dedo e tocando o chão, fazendo com que uma nuvem de fumaça aparecesse ali. Assim que o fumo se dissipava era revelada Momo, a cobra roxa e gigante e invocação de Daichi

-Que animal fantástico o seu! Estou ancioso para juntar ele a minha coleção quando matarmos você!

-Minhas desculpas, não estou disposto a morrer hoje. Sabe, não pretendo fazer isso até virar Hokage. Momo, acabe com esses animais. Eu trato do ninja!

-Entendido!- apenas com um golpe da cauda a cobra atirou para longe um grande grupo composto por ursos, vacas, galinhas e cabras- Esses animais não são normais. Notei pela resistencia de alguns, têm forças equivalentes a humanos normais!- a sua voz era alta e grossa, podia ouvir-se a vários metros de distância

-É, penso que faz parte do jutsu dele. Mas ambos sabemos que nenhum humano tem força que se equipare à sua! Bom trabalho, Momo, continue!

-Que forte!!!- o homem dizia em tom de deboche enquanto batia palminhas com as mãos- Mas estamos só começando, né?

O réptil rastejava deitando a baixo vários animais e ao mesmo tempo e cuspia jatos de veneno ácido a outros.

 ‘’Droga, mesmo que a Momo esteja acabando com vários ainda tem muitos restando. E sempre que ela derrota os que estão protegendo ele, aparecem novos para tomar o lugar… se continuar assim não poderei me aproximar’’-Daichi pensava- Suiton: Suishouha.

Assim que os selos de mãos terminaram, uma grande onda de água saiu da boca de Daichi. Esta espalhou-se pelo local levando com ela tudo na frente.

-Daichi Sensei! -Sakumo chamava chegando lado a lado com Inoda e Shikatsu

-O Que estão fazendo aqui! Eu falei para ficarem na vila!- Daichi gritava repreendendo

-Shikatsu desconfiou que você estaria vindo para aqui! Somos uma equipe, não nos deixe de fora!-Inoda responde

‘’Porque teve de falar meu nome? Merda, ele vai me culpar’’-pensava Shikatsu

-Droga, saiam daqui rápido! É perigoso, não é para genins!  

-Ora ora, chegaram mais. Acho que devo levar um pouco mais sério: Kuchyose no Jutsu!

Assim que o homem nas sombras pronunciou essas palavras, em meio a uma bomba de fumaça uma grande criatura apareceu: Um elefante gigante, do mesmo tamanho de Momo,  laranja, com olhos verdes e garras afiadas. Ao lado da tromba tinha duas presas e na cabeça um corno. Pela tromba saía fumaça.

‘’Foi esse daqui  que fez aquela pegada na vila! Não me admiro que esteja toda destruida, isso é enorme’’- Momo, trate dela! Eu dou um jeito nessa multidão!- Daichi se virou para os genin- Fiquem onde estão e não façam nada!

A cobra e o elefante começaram uma batalha de gigantes com mordidas, jatos de veneno, arranhões… enquanto isso Daichi continuava a lançar ondas repetidamente de maneira a afastar todos os animais ali.

-Amiguinho, pare com esse circo e trate deles logo. Foi divertido, mas já perdemos muito tempo e muitos dos nossos animais. Vamos acabar isso logo- a voz do homem misterioso parecia mais séria 

O elefante levantou a sua tromba e lançou dela um jato de fumaça quente bem na cara de Momo, afastando-a por uns segundos. Logo após isso correu… em direção aos genin!

-Pare! ‘’Não eles!’’-Daichi

Daichi correu em direção aos genin de maneira a protege-los. Na frente deles ficou em posição  de batalha e disse:

-Suiton:...

Foi interrompido com o impacto do enorme animal, que usando o corno na sua cabeça arremessou Daichi para uma árvore. Este caiu desmaiado, e ao mesmo tempo Momo alcançou o elefante envolvendo-se nele, imobilizando-o.

-Daichi Sensei!- gritaram os três em coro

-Só porque queria nos proteger… a culpa é nossa!- Sakumo comenta

‘’Se eu não tivesse convencido eles a virem para aqui… se o sensei morrer a culpa é minha!’’- Shikatu pensava, com a culpa corrompendo o fundo do seu coração

-Muito bem amiguinho! No entanto ficamos sem a maioria dos animais… só devem restar umas dezenas… vocês vão ver,  crianças imundas! Agora é hora de eu entrar na batalha!

Os poucos animais controlado que restavam perderam o brilho roxo nos olhos e a fumaça roxa saiu por todos os seus orifícios. Estes correram dali assustados, ficou apenas a invocação do homem que estava imobilizada pela cobra. Saindo da sombra da árvore o rosto do criminoso era iluminado pela luz da lua: um homem de estatura média, magrelo, cabelos brancos e marcas negras no rosto em forma de triangulos . Os seus olhos roxos e brilhantes destacavam-se claramente. Vestia uma jaqueta e calças negras que se ajustavam perfeitamente ao seu corpo.

-Sabem, tem um motivo para eu estar fazendo isso. Simples, sou só um lixo que fica seguindo ordens dos outros: Tal como vocês! Já notaram? Nós, ninjas, passamos a vida treinando e por que motivo? Para ficar capinando jardins ou resolvendo os problemas dos outros em missões inúteis! Sem guerra, isso é o significado de ser um ninja: ''...um lixo que fica seguindo ordens dos outros''. Por esse motivo eu me tornei um ninja renegado! Se é para seguir ordens, pelo menos quero fazer algo onde possa mostrar o poder que juntei ao longo da minha vida! Sim, tal como vocês estou em missão. Estou sendo pago para fazer isso! Hahaha, irônico né? Para um ninja deveria ser obrigatório cumprir uma missão, mas no nosso caso, para um lado conseguir, o outro deve falhar!

''É mesmo... no fim estavamos só seguindo ordens para resolver os problemas dos outros. Nunca tinha pensado nisso desse jeito mas... a verdade é que ele tem razão. Desde a época do Nanadaime Hokage as missões que envolvem luta têm diminuido cada vez mais, qual é o sentido em treinar para ficar forte? Para ficar caçando gatos?''- esse pensamente de Shikatsu foi cortado com a voz de Inoda

-Quem está pagando você!?- Inoda pergunta

-Sei lá! Acham que eu quis saber? Eu só queria o dinheiro! Imaginam o tempo que demorei juntando todos esses animais? Roubando-os daquelas fazendas? Realmente subestimei vocês, achei que metade deles seriam suficiente para os derrotar… Mas agora acabou. Não importa mais, porque vou matar vocês três pirralhos, ganhar o dinheiro pela missão e viver pacificamente pelo resto da vida!

-Mas ele está ganhando tanto assim? Quem dera receber uma missão dessas, o preço dos mangás e dos jogos está cada vez maior!

-Não é momento para isso!- Shikatsu repreendeu- Lembram da formação que treinamos? Erramos tudo no treinamento, mas precisamos levar a sério agora! Prontos!?

-Vamos!-os outros dois responderam

-Três pirralhos aventureiros achando que podem derrotar um adulto. Que cômico!

-Nós podemos não ser tão fortes, mas temos quantidade! Não estamos sozinhos!- Sakumo diz confiante

-Oh, eu não estou sozinho também!- o homem apanhou o corpo de um pássaro morto no chão

‘’É… tenho certeza, aquele é o passaro que eu possuí quando encontrei esse lugar antes!’’-Inoda pensava

O criminoso apertou o pescoço do animal e o corpo deste começou a ser absorvido pelas mãos do homem. Asas castanhas surgiram nas suas costas, o seu nariz e boca tornaram-se um bico afiado que parecia aço assim como as garras que cresceram no lugar de suas unhas.

-Venham!

 


Notas Finais


No próximo cap começa a trama principal da história, apesar de ainda ser apenas um pequeno detalhe.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...