História Shingeki no Kyojin X Leitor!(Pedidos abertos por enquanto) - Capítulo 39


Escrita por:

Postado
Categorias Shingeki no Kyojin (Attack on Titan)
Personagens Annie Leonhardt, Armin Arlert, Bertolt Hoover, Connie Springer, Dot Pixis, Eren Jaeger, Erwin Smith, Farlan Church, Hange Zoë, Historia Reiss, Isabel Magnolia, Jean Kirschtein, Levi Ackerman "Rivaille", Mikasa Ackerman, Mike Zacharius, Petra Ral, Reiner Braun, Sasha Braus, Ymir
Tags Annie, Armin, Attack On Titan, Bertholdt, Eren, Erwin, Hanji, Levi Arckeman, Mikasa, Mike Zacharias, Reiner, Shingeki No Kyojin, X Leitor, X Reader
Visualizações 275
Palavras 1.018
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Ficção Adolescente, Hentai, Lemon, LGBT, Luta, Policial, Romance e Novela, Shoujo-Ai, Universo Alternativo, Yaoi (Gay), Yuri (Lésbica)
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sadomasoquismo, Sexo, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 39 - 38 Levi Punishment


Fanfic / Fanfiction Shingeki no Kyojin X Leitor!(Pedidos abertos por enquanto) - Capítulo 39 - 38 Levi Punishment

(S/N) seu nome

.

.

.

.

.

Você caminhou em um ritmo médio até seu destino, batendo na porta ao chegar esperou os breves segundos até que ele falassasse.

- Diga seu nome e negócios. -

- (S/N) aqui, Erwin me pediu pra trazer uns papéis. -

- Entre. - ele respondeu e assim você fez, indo até à mesa do escritório dele e deixando os papéis organizados no canto da mesa.

- Sobre o que é isso, ele falou? - perguntou o capitão.

- Ele disse algo sobre a próxima expedição, senhor. - você respondeu.

- Certo. - você se virou pra sair da sala, mas parou quando ele voltou a falar. - (S/N) traga-me chá. -

- Sim senhor! - você saiu da sala atravessando o quartel pra chegar na cozinha, fez o chá sem muito açúcar do jeito que ele gosta e voltou a sala, batendo novamente na porta recebendo logo um entra.

Você pôs o bulê de chá sobre a mesinha perto do sofá, servindo uma xícara e entregando a ele.

- Obrigado… - ele bebeu um gole e disse. - Nada mal…pegue uma xícara pra você e sente ali, tenho algo a conversar com você. -

Você ficou nervosa, fazendo como ele disse e se sentando a cadeira a frente dele, em silêncio esperou ele falar mais nada veio.

- Eu fiz algo errado Heichou? - você perguntou tentando fazê-lo falar logo.

- Sim. - ele respondeu simplesmente.

- Essa não…o que foi? O chá ficou ruim? Eu deixei algo mal limpo? Ou tem haver com a… - ele fez um sinal pra você ficar quieta.

- Você nunca faz essas coisas erradas e o chá está ótimo. - ele falou olhando pro papel a sua frente.

- Então? -

Ele massageou as têmporas em sinal de aborrecimento, deixando você mais nervosa ainda.

- O que voce foi fazer no porão ontem? - ele perguntou te olhando fixamente nos olhos.

- Eh? - você abriu a boca surpresa. - Ah eu…é, bem…eu… -

- Por que está guaguejando!? - ele ergueu levemente o tom de voz.

- Nada…eu fui apenas levar uma coberta pra Eren. - você respondeu.

- Se é só isso por que ficou tão nervosa? - ele levantou uma sobrancelha em dúvida.

- Eu achei que o senhor fosse brigar comigo por isso…e… - você calou a boca imediatamente.

- E…?? - ele repetiu dando mais ênfase a letra.

- Nada demais…apenas paramos pra conversar um pouco e eu subi de volta. - você respondeu abaixando a cabeça.

- Olhe pra mim! - ele falou sério. - E o que Mike queria com você hoje cedo? -

- Ele apenas pediu que eu organizasse seus papéis… - você respondeu mas lembrou de algo a mais e acabou corando.

- Que reação foi essa!? Por que corou? - ele aprecia irritado.

- Nada demais! - você disse rápido.

- Nada demais, huh? Okay… - ele se levantou circulando a mesa. - Não se mexa! -

Você congelou no seu lugar, sem mexer um nervo sequer, você ainda podia saber onde ele estava pelos passos dele…foi até perto da porta, agora está voltando…e então algo cobriu seus olhos.

- Heichou…isso é? -

- Uma venda não é óbvio? Vamos jogar um game. - ele falou perto do seu ouvido te causando arrepios.

- Aconteceu algo quando você ficou sozinha com o Mike? Responda. -

- N-Não… - você respondeu e ouviu ele bater na mesa de repente te assustando.

- Não minta pra mim! - ele reclamou. - Aconteceu algo? -

- S-sim senhor… - você respondeu com medo de que ele te desse outro susto.

- O quê?? - você engoliu o nó que se formou na sua garganta, mas ainda sim não conseguia responder.

- Estou esperando a resposta! -

- Não foi nada de muito importante… - você deixou outro pequeno grito escapar quando ele virou sua cadeira bruscamente batendo na mesa.

- Mas eu quero saber. - você sabia que ele estava bem próximo a você, podia sentir a respiração dele contra sua pele (cor).

- Com todo o respeito Heichou, mas por que quer saber da minha vida pessoal? - você tentou mudar o rumo da conversa.

- Porquê? Por que eu estou tentando protegê-la… - ele respondeu segurando gentilmente uma mecha do seu cabelo (cor).

- Me proteger do quê? - você se encolheu um pouco ao toque dele em sua bochecha. " Isso não pode estar acontecendo…é um sonho? Não me acordem agora!! " você pensou.

- Não mude de assunto! O que merdas ele fez!? - ele bateu as duas mãos na mesa atrás de si e as deixou ali.

- Ele me…me… - você travou nessa palavra por um tempo. - …ele me beijou, e…me pediu em namoro… - você ficou nervosa com o silêncio repentino do seu capitão que durou uns 15 segundos. - H-Heichou? -

Você quase infartou quando ele tocou seus lábios em um selinho, que na sua surpresa ele aprofundou pra um beijo de língua.

- P-por que fez isso Heichou? - você perguntou confusa sentindo ele a por de pé.

- Isso foi uma recompensa por ter me dito a verdade…mas… - ele te puxou e você caiu sentada no colo dele. - …agora vem a punição. - ele mordeu seu pescoço, passando a mão pelas suas coxas.

- Pelo o quê!? -

- Por ter deixado ele te beijar, quando você tinha que ser apenas minha! - as mãos dele subiram por seus seios, e os lábios pra sua orelha.

- Espere Heichou… - você gemeu quando uma mão dele desceu pra entre suas pernas.

- Não, essa é sua punição você não tem direito de escolhas. - ele respondeu tirando sua venda.

- Mas e se alguém entrar? - você perguntou olhando pra porta e qualquer lugar que não fosse ele.

- Bem… - ele se levantou trancando a porta e jogando a chave no sofá, te beijando com possessão e te deitando sobre a mesa dele.

- Escute com atenção, a partir de agora não quero você dando mole pra aqueles caras, você vai ser minha, só eu posso beija-la, só eu posso toca-la, e se eu souber que alguém mexeu com você nem que seja quase nada eu vou espanca-lo até a morte, você me entendeu? -

- Hai Heichou. - você respondeu corada.

- Boa… - ele disse continuando com sua punição.


Notas Finais


👄no❤!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...