1. Spirit Fanfics >
  2. Shipps yaoi aleatórios >
  3. Biscoito x Bolacha

História Shipps yaoi aleatórios - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Olá,caro leitor.Esta história é mais uma obra da minha cabeça doente,então caso ache ela muito estranha saiba que há piores por ai.Queria avisar primeiramente,que se caso alguém leia isso e goste da história,eu não tenho data de postagem de capítulos,então você pode acabar esperando cinquenta anos por um.É só.

Capítulo 1 - Biscoito x Bolacha


Fanfic / Fanfiction Shipps yaoi aleatórios - Capítulo 1 - Biscoito x Bolacha

Bolacha Pov's


Lá estava eu,passeando pela "bela" cidade de São Paulo.Vou dizer pra você,caro leitor,eu nunca na vida visitei uma cidade que muda de clima como São Paulo.Eu estava sentado em um banquinho de uma praça,fazia uns 31 graus com alguma nuvens no céu,me levantei do banco e segui a minha rota de corrida.Corri por uns 25 minutos e decidi que já era o suficiente,vi um banco próximo a mim e me sentei.Fechei meus olhos e suspirei cansado,ouvi passosParando ao meu lado,alguém havia sentado ao meu lado.Abri meus olhos e observei o ser ao meu lado.Era um homem,um lindo homem.Ele tinha uma pele morena,os cabelos estavam presos em um coque frouxo (Gine : KKKKKKKKKKK zuando a S/N foda se),as sobrancelhas franzidas e os lábio torto formam uma expresão irritada em seu rosto.

Encolhi meu corpo contra o banco,não queria acabar encomodando ele ao esbarrar seu braço com o meu,ele parecia estar irritado o suficiente. Lembra do que eu havia falado sobre o clima ?então...ele já vai fazer o trabalho dele.

Observo seu rosto um pouco mais antes que ele percebesse.Sinto uma coisa molhado cair sobre o meu nariz,olhei para o céu e vi que grandes nuvens negras cobriam o mesmo.Grunhi e peguei a pequena mochila carteiro que eu sempre carregava onde quer que eu fosse.Os pingos de chuva caiam cada vez mais rápido então me apressei em pegar o guarda chuva.

-Merda -Escutei uma voz ao meu lado proferir.

Virei meu rosto rapidamente procurando pela voz,e ela pertencia ao homem lindo,mistérioso e irritado.Sua voz tinha um sotaque estranho e sexy,como se ele tivesse saido de algum lugar de Pernambuco e aparecido ao meu lado para curar minhas infelicidades.

Uma idéia passa rapidamente pela minha cabeça,e se eu o convidasse para vir comigo e com o meu guarda-chuva ?Seria idiotice ?seria.Mas eu estaria tendo a coragem para fazer isso,então já está ótimo.Minha garganta seca e as palavras se embolam nela.

-V-você quer-r me acompanhar ?

Ele vira o rosto em minha direção,provavelmente se perguntando se eu sou retardado ou gago.

-Como é ? - pergunta levantando a sobrancelha.

-Bem,vai começar uma chuva bastante forte daqui a alguns minutos s você não parece ter um guarda-chuva.

Minha mente grita um grande e sonoro AEEEEEEEEEEEE em comemoração a minha falta de parkinson nas palavras.

Espero sua reação e vejo que ele levanta do banco e entra debaixo do guarda-chuva junto comigo.

-Se estiver tentando me matar,saiba que eu vou matar você primeiro - ameaça com uma expressão medonha.

-T-tudo bem.Você quer que eu te leve a sua casa ? - pergunto olhando para seus olhos.Eles eram tão lindos quanto o dono.

-Se não for incomodar,meu prédio fica a alguns quilômetros daqui. -Resmunga.

Depois da sua fala,um silêncio desconfortável se instala entre nós,eu ouvia apenas as gotas de chuva batendo contra tudo que elas podiam ao nosso redor.

-Então...qual seu nome ? - pergunto tentando disfarçar o desconforto.Ele suspira e sua expressão mostra um misto de desgosto e arrependimento.

-Não ria,por favor.Meu nome é Biscoito -diz rápido.

Meu rosto é tomado pela surpresa e eu penso o quanto a vida pode ser irônica.

-Você não vai acreditar,mas o meu nome é Bolacha.

Ambos se olharam fixamente,não acreditando que suas mães foram tão retardadas ao ponto de colocarem nomes tão idiotas para em seus filhos.

-Sua mãe tinha muita criatividade -Ironiza Biscoito.

-Aparentemente,a sua também -Bolacha responde.

Biscoito suspira e desvia o olhar para o chão.

-Então...Você quer tomar um café comigo ? -Bolacha pergunta.

-Café ?A esse hora ?

-Sei lá,pode ser a bebida que você quiser,contato que concorde -Bolacha dá de ombros.

-Tudo bem então.Eu aceito tomar um whisky com você. -Biscoito lança uma piscadela para Bolacha.

Bolacha sorri pensando que finalmente havia encontrado tão estranho quanto sí.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...