1. Spirit Fanfics >
  2. Shippuuden Story: The Konoha Next Generation >
  3. Arco Inicial - Capítulo 3

História Shippuuden Story: The Konoha Next Generation - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Olá, pessoal!!!
Estou de volta trazendo mais um capítulo bem especial pra todos vocês ^^

Quero agradecer pelos 40 favoritos e dizer que vocês me motivam muito a continuar 🤗😊
Muito obrigado ❤️❤️

Então chega de enrolações e vamos pro capítulo,
Boa leitura a todos!!!

Capítulo 3 - Arco Inicial - Capítulo 3


Shinachiku ainda estava decepcionado por estar fazendo missões daquele tipo. Por serem gennins recentes, Shikamaru havia direcionado missões de nível D e C, sendo que a maioria delas era algo bastante decepcionante pra si mas não tanto para Ayumi e Akira, que aceitavam numa boa aquilo.

- Não acredito que estamos fazendo isso! — O Uzumaki dizia dando um longo suspiro enquanto recolhia uma porção de grama e a jogava dentro de um grande saco.

Eles estavam em uma fazendo de cebolas e haviam aceitado uma missão pedida pelo dono da propriedade, que solicitou uma ajuda na limpeza dos campos, que estavam cobertos de grama e ervas daninhas. Esse era o tipo de missão que gennins recém saídos da academia fazia e muito não contestava isso, pois sabiam que era essencial para seu “treinamento”.

- Infelizmente não podem pegar missões de nível acima, assim como os demais, gennins recém promovidos fazem missões somente de nível abaixo. — Konohamaru dizia enquanto anotava algumas coisas em uma grande pastava que carregava, sendo o relatório daquela missão. — Tenha ânimo, até meu time fez missões assim também!

- Sério, sensei? — Ayumi pergunta o encarando enquanto terminava de cortar as ervas daninhas.

- Hai! — Ele fecha a pasta a segurando atrás de si. — Fazíamos várias pequenas missões, a maioria delas era recuperar gatos perdidos e até mesmo entregar correspondências por toda a aldeia. — O Sarutobi dá uma risada se lembrando daqueles tempos com Moegi e Udon. — Mas elas foram essenciais para melhorar nossas habilidades e de acordo com nossa evolução, pegávamos missões de nível acima e uma delas foi a mais importante que já tive!

- Qual foi, Konohamaru-sensei? — Shinachiku pergunta.

- Foi durante o ataque de Pain a Konoha. Minha equipe junto as outras ajudou na evacuação dos civis para os abrigos, além de que eu lutei contra um dos caminhos. — Ele sorri orgulhoso e vê o quão encantado estavam Shinachiku e Ayumi, que ouviam tudo concentrados. — Foi a minha primeira missão de nível A e me orgulho muito de poder ter ajudado da minha maneira quando estávamos em grande perigo na época.

- Uau, isso é incrível, Konohamaru-sensei! — Ayumi diz com ambas as mãos juntas perto ao corpo. — Por isso que o senhor é tão conhecido na aldeia.

- Mas eu não sou conhecido só por isso. Meu ojiisan foi o Sandaime Hokage por muitos anos e muitos tinham uma grande expectativa que eu seguisse seus passos e fosse tão forte como ele. Acho que não sou como meu ojiisan, mas estou seguindo seus passos e ainda serei o Hokage de Konoha!

Shinachiku e Ayumi assentem orgulhosos de seu sensei, enquanto Akira apenas balança a cabeça em negativa e dizendo:

- Até parece...

- Não acredita em meu sonho, Akira-kun?

- Não. Mas não irei julgá-lo, sensei. — Ele limpa as mãos e caminha até próximo seus companheiros. — Afinal, é seu trabalho nos fazer acreditar nos nossos, não é? — Konohamaru apenas assente sem palavras enquanto Shinachiku e Ayumi estavam em silêncio, com o loiro com uma certa raiva pelo modo que o Uchiha falou. — Eu acabei minha parte, preciso ir ao banheiro.

- Claro, pode ir.

Akira passa por eles indo em direção a residência da fazenda, onde o proprietário havia dito que poderiam usar o banheiro caso tivessem necessidade. Shinachiku ainda não acreditava o modo que seu companheiro agia daquela maneira, pois sabia que a liderança de Konohamaru não podia ser questionada e Akira o tratava de maneira bastante incoerente com o resto do time, sendo bastante distante dos demais.

Antes que falasse algo, o Sarutobi apenas diz que entende essa revolta de Akira e que iria conversar com ele depois, deixando Shinachiku um pouco mais calmo em relação ao seu companheiro. Ayumi pergunta quanto tempo iria durar aquela tarefa e Konohamaru checa o grande campo vendo que grande parte dele já estava limpo e diz que se dedicassem bem, poderiam acabar a tarefa bem rapidamente.

Sendo assim, Shinachiku e Ayumi voltam as suas tarefas agora um pouco mais motivados para acabar logo aquilo, já que ainda teriam mais algumas pequenas missões para finalizar naquele dia. Apesar de estar preso naquele trabalho, o Uzumaki achava que depois perguntaria a seu pai se poderia pegar outras missões, mesmo que dissesse não, não custava nada tentar.

...

Trabalhar por horas e horas já havia virado rotina para Naruto desde que assumiu o cargo como o Hokage de Konoha. Além de lidar com assuntos da aldeia, sendo que muitas eram burocráticas e que vinham do conselho da vila, sendo reformas em vários tipos de leis e que envolviam sua aprovação ou rejeição, o que o deixava bastante ocupado grande parte de seus dias e até mesmo noites.

Ele lidava também com problemas que envolviam a aliança shinobi, que eram assuntos que cobria o mundo todo. Sendo o Vice-líder, Naruto cuidava de assuntos que Idatte, o líder, não conseguia resolver e deixava para ele, acumulando uma certa pilha de trabalhos e documentos para assinar, ler e até mesmo escrever seus próprios relatórios que eram enviados para a sede, que ficava no Templo da Aliança Shinobi no País da Geada.

Naquele momento conversava por telefone com Idatte, com ambos discutindo um assunto que envolvia a distribuição de renda entre as aldeias, sendo que era algo que deveria ser resolvido na última reunião dos Kages, mas acabou não acontecendo por falta de tempo.

- De acordo com a regra que discutimos, essa distribuição deverá ser feita de maneira igualitária e ainda deixar parte dela para as pequenas nações. — Naruto dizia enquanto lia o relatório das leis da aliança. — Sei que Kibō vai saber resolver isso quando receber a renda deles.

- Ele me ligou na semana passada para discutir quando entrará os fundos, mas o garanti que até no final de semana a valor será depositado. — Idatte dizia do outro lado da linha encarando seu computador a frente enquanto seu assistente anotava as decisões do Mizukage. — Está ciente que as nossas receitas não estão tão grandes como antes, não é?

- Sei disso e era algo esperado, já que a venda dos grãos para os outros países não está tão fortes e isso gera uma grande queda. — Naruto larga sua caneta e passa as mãos em seus fios loiros dando um longo suspiro. — A próxima reunião será bastante importante pra todos, então é melhor que estejamos preparados.

- Concordo com isso. Sei que não queria que a reunião fosse em Konoha em meio ao próximo Exame Chūnin, mas é algo que não podemos adir.

- Isso não será problema, Idatte. Iremos lidar com esses dois eventos de maneira séria e organizada, até que a reforma no templo seja concluída como pediu. — O Uzumaki se recosta na cadeira pensativo enquanto observava algum canto em sua sala, que estava em um silêncio absoluto e isso o fazia ficar de certa maneira melancólico.

- Então estamos com metade dos assuntos resolvidos. — O Senju anota em uma folha quais os assuntos haviam sido discutidos com Naruto e logo em seguida dispensa seu assistente, ficando sozinho em seu escritório. — Naruto, Sasuke esteve aqui a dois dias.

- Ele disse algo sobre a missão dele? Encontrou alguma coisa?

- Infelizmente não. Tudo que me contou foi que apesar de sentir um chakra bastante forte vindo de uma das florestas do País do Mar, não havia nada lá além de uma pequena aldeia isolada. — Ele suspira e encara seu telefone. — Estou começando a pensar que Isshiki mentiu pra nós. Talvez não haja uma segunda Shinju.

- Ele não mentiria dessa maneira pra nós num momento como aquele, Idatte. Não havia razão pra isso!

- Ou talvez ele somente quis amedrontar vocês e achar um jeito de derrotá-los. É uma possibilidade.

- De qualquer forma, vamos esperar até que Sasuke tenha certeza sobre isso, até lá manteremos isso como segredo como sempre foi. — Naruto volta a apoiar seus cotovelos na mesa até ouvir uma batida na porta. — Tenho que ir, nos falamos quando tivermos mais novidades.

- Entendido. Mantenha contato, por favor.

- Pode deixar ttebayo! Até mais, Idatte. — O Uzumaki aciona o botão do telefone o desligando e diz em direção a porta. — Pode entrar!

Konohamaru junto ao time 7 adentram o escritório do Hokage, que abre um sorriso aí vê-los se ajeitando na cadeira. Ele notou que Shinachiku estava com uma feição bem irritada e viu que todos estavam com as roupas sujas e isso o levou a crer que estavam vindo de alguma missão que envolvesse terra.

- Hokage-sama, vim entregar o relatório das missões realizadas no dia de hoje. — O Sarutobi diz fazendo um leve reverência enquanto estendia a pasta com os relatórios. — Nós passamos na sala de Shikamaru-sama e não o encontramos.

- Ele foi resolver alguns problemas com a reunião dos clãs na próxima semana, além de falar com o conselho sobre isso. Mas podem me entregar o relatório que quando ele chegar levo a sua sala.

Konohamaru assente e caminha até a mesa, deixando sobre ela a pasta com os relatórios. Porém Shinachiku cruza os braços e diz de maneira quase irritada:

- Por que não nos pode dar missões melhores que essa?! Eu tô cansado de ficar capinando pastos e ajudar velhinhos a carregar suas compras! Nós somos shinobis de verdade e nosso dever vai além disso, Touchan!

- Que idiota! — Akira diz cruzando os braços e balançando a cabeça negativamente.

- Shina, nós já falamos disso antes. — Naruto diz encarando seu filho, que tinham feito um bico nos lábios. — Apesar de vocês serem shinobis, acabaram de sair da academia e missões de nível abaixo são importantes para desenvolver suas habilidades.

- Desde de quando correr atrás de gatos perdidos pode melhorar nossas habilidades?! Vai me dizer que isso vai mudar alguma coisa do que aprendemos na academia?!

- Eu sinto muito por isso, mas é algo que eu não posso mudar. Já é algo definido pelas regras da aldeia e...

- Como não pode fazer nada, Touchan? Você é o Hokage!

Naruto dá um longo suspiro e por um instante se lembra de quando passou pela mesma coisa quando era um gennin recém formado. Lembrou-se de quando pediu a Hiruzen uma missão de nível maior, já que assim como Shinachiku, fazia missões bem simples e quase sem importância alguma.

Até que o antigo Hokage cedeu ao pedido dele e deu ao time 7 a missão de escoltar Tazuna até o País das Ondas, onde hoje era parte do território do País da Água, e deram de cara com Momochi Zabuza e Haku, tendo ali sua primeira grande batalha.

Pensou por um instante que talvez seu filho estivesse certo e missões daquele nível não deveria ser entregues a gennins, apesar que era o recomendável para ganharem algum tipo de experiência e assim irem avançado em níveis mais altos em missões. Assim como o Sandaime havia feito antes, estava na hora de dar uma missão de importância para aquele time.

- Está certo. Acho que podem fazer uma missão de nível B e tenho certeza que irão conclui-la sem problemas. — O Uzumaki diz e isso faz todos ficarem bastante surpresos, principalmente Shinachiku e Ayumi. — Será algo bem simples. Vocês levaram um documento de extrema importância ao Raikage do País do Relâmpago e deverão entregar isso pessoalmente! Creio que pode haver algum tipo de intervenção de ladrões ou saqueadores no caminho e por isso serão proibidos a usar o trem expresso para Kumogakure.

- O quê?! Mais então como iremos?

- Ué, irão a pé. — Naruto sorri vendo a cara incrédula de Shinachiku, que antes de dizer algo acaba sendo interrompido. — Tenho um certo receio de que alguém possa tentar algo nessa viagem e não quero arriscar a vida de civis no trem.

- Mas quanto tempo duraria essa viagem, Nanadaime-sama? — Ayumi pergunta curiosa.

- Levaria mais ou menos cinco dias de viagem, sendo tempo necessário para chegar lá e entregar os documentos. Poderão até mesmo usar o trem para retornar a Konoha. — A Uchiha assente e vê Shinachiku dar um longo suspiro, já Akira permanecia da mesma maneira, quieto e com ambos os braços cruzados. — Então, aceitarão a missão? Ou posso designá-la para uma equipe de chūnin?

- O que me dizem, pessoal? — Konohamaru pergunta para seu time, que estavam em silêncio encarando um ao outro, até Ayumi e Shinachiku assentirem, logo seguido por Akira. — Tudo bem, Hokage-sama. Aceitamos essa missão!

- Ótimo! Estejam amanhã às sete da manhã em ponto na entrada principal da vila, não quero atraso logo na primeira missão de importância para o time 7. Levem somente o necessário, pedirei para Yoaki lhes passar uma lista do que poderão levar e amanhã a capitã Uchiha Izumi irá lhes informar tudo sobre a missão, além de entregar o documento que levarão! É isso, estão dispensados por hoje.

- Arigatō, Nanadaime-sama! Prometo que não iremos decepcioná-lo. — Ayumi faz um reverência e já caminha em direção a porta, onde Akira já havia saído.

- Arigatō, Touchan. — Shina diz dando um sorriso de lado. — Faremos o nosso melhor ttebarō!

- Tenho certeza disso, filho.

O loiro menor sai da sala deixando para trás seu sensei, que antes que saísse foi alertado por Naruto que a importância desse documento poderia fazer o que disse antes, sobre ladrões ou saqueadores aparecerem. O Sarutobi diz que cuidaria disso e protegeria seu time como o juramento que fez quando assumiu o seu lugar como jōnin.

Ele sai da sala deixando Naruto sozinho, que sorri orgulhoso pela confiança que Shinachiku havia tido, assim como ele fez a muitos anos atrás. Pensava que via um pedaço de si nele, assim como de Sakura e tinha certeza que quando contasse isso a ela, provavelmente iria se orgulhar muito.

...

Ainda naquele dia, Shinachiku e Ayumi treinaram juntos até pouco antes do anoitecer. Já Akira decidiu voltar pra casa e treinar com seu pai, que pôde arranjar um trabalho na ANBU como organizador de equipamentos já que não poderia mais exercer sua função como ninja por punição da aliança shinobi e por isso aceitou este emprego de Naruto sem reclamações ou objeções e isso deixava o Uchiha mais novo bastante irritado, pois pensava que seu pai merecia bem mais que aquilo.

Ayumi por sua vez caminhava de volta ao distrito Uchiha bastante cansada pelo duro treino que teve com seu melhor amigo, e notou que estava bem enferrujada pois acabou se cansando bem mais rápido que o normal. Passou pela entrada principal e rumou naquela grande rua em direção a casa principal, que ficava mais distante de todos sendo a última e a maior do distrito.

Era estranho pensar que Obito, Rin e Akira, que apesar de serem Uchiha, com Rin sendo por casamento, não viviam ali e sim em um dos apartamentos de um edifício residencial perto do centro da aldeia. O próprio Uchiha mais velho havia recusado a morar em uma das casas do distrito que havia sido cedida por Sasuke, dizendo que não se sentia bem ali e assim indo morar um pouco distante, deixando apenas Izumi, Itachi e Yoaki, Mikoto, Sasuke, Hinata e Ayumi morando naquele grande distrito.

Com as novas reformas feitas a poucos anos, muitas casas e comércios que havia no distrito acabaram sendo derrubadas e deram lugar para um grande campo e uma nova praça, onde havia um memorial dedicado as vítimas do massacre, com próprio Itachi ajudando naquelas obras de alguma forma. Tudo que restou foram as 4 residências e isso para Sasuke e Itachi era o suficiente, deixando aquele grande lugar que antes era tão sombrio e frio se transformar em um novo lar e recomeço para os Uchiha que viviam ali.

Passou pela residência de sua avó Mikoto e viu que as luzes estavam apagadas, logo se lembrou de sua viagem até o País das Fontes Termais com Kushina e Mebuki, onde havia dito tiraria férias com suas antigas amigas. Sorriu com aquilo, já que sempre a via sozinha e ter a companhia delas seria uma ótima ideia.

Assim que chegou na casa principal do distrito, adentrou o jardim que era cuidado regularmente por sua mãe e seguiu até a porta, onde abriu e entrou no hall, deixando as sandálias em um pequeno móvel e seguindo pelo corredor da direita, passando pela grande sala de estar e de jantar.

- Tadaima!

- Okaerinasai! — Hinata diz assim que a pequena Uchiha adentra a cozinha, onde a perolada preparava o jantar. — Como foi seu dia, querida?

- Bem cansativo, Okaasan. — Ayumi vai até a geladeira e pega uma garrafinha de água, a abrindo e bebendo quase tudo em um gole só. — Começamos as missões como Konohamaru-sensei havia dito, mas quando fomos entregar o relatório delas, Shina-kun reclamou tanto com o Nanadaime que ele acabou nos dando uma missão de nível B!

- Nível B? Logo no primeiro dia como gennin? Parece que os tempos mudaram. — A Uchiha vai até um dos armários e pega os pratos, os colocando sobre a mesa. — Pode me ajudar a por a mesa, sim?

- Claro! — A menor deixa a garrafa em um canto e começa a organizar tudo, colocando os dois pratos, talheres e copos. Isso a fez dar um longo suspiro por sempre ver a mesma coisa todos os dias e sentir a falta dele. — Otousan não mandou nenhum recado?

Hinata parou de mexer a sopa de legumes por um instante e deu um longo suspiro cansado. Sabia exatamente como sua filha se sentia em relação a ausência de Sasuke, mesmo com ela entendendo seu trabalho e o porquê de não estar tão presente ali com elas. Desligando o fogo, a Uchiha se virou vendo o olhar triste de Ayumi e se aproximando dizendo:

- Eu sinto muito, meu amor. Sei que sente falta dele, mas...

- Tudo bem. — Ayumi dá um curto sorriso para Hinata, que se surpreende com isso. — Eu entendo que otousan deve estar ocupado com o trabalho, só... Queria que ele pudesse se lembrar de nós às vezes...

- Tenho certeza que ele se lembra. — Hinata dá um forte abraço na pequena Uchiha, que retribuiu de maneira bastante amorosa. — Eu te amo.

- Também te amo, okaasan.

As duas se desvencilham e Hinata dá um beijo na testa de sua filha, seguido de um grande sorriso e um toque em sua testa, o que faz Ayumi se recordar de quando Sasuke fazia a mesma coisa.

Logo ordena que vá lavar as mãos para jantar e que depois disso treinaria um pouco com ela, porém Ayumi diz que estava cansada de treinos naquele dia, já que havia feito isso com Shinachiku mais cedo.

Após a pequena Uchiha sair da cozinha e ir em direção ao banheiro que havia no andar de baixo, Hinata volta ao fogão pegando a panela e a levando a mesa. Ouve uma notificação vindo de seu celular e logo o pega, e ao ver de quem era a mensagem sorri de forma boba.

“Estou voltando pra casa. U. S.”

...

No dia seguinte, os três shinobis do time 7 se encontravam na principal entrada de Konoha. O dia já havia amanhecido e eles estavam com suas respectivas mochilas, já que se tratava de uma viagem longa e assim como Yoaki havia lhes falado após o encontro com Naruto, levavam apenas o necessário para a missão, assim evitando carregar um peso a mais nas costas.

Junto a eles também estava Konohamaru, que se encontrava encostado em um dos pilares que faziam parte da entrada, onde os portões e muros ao redor da vila haviam sido retirados, assim dando mais espaço para novas construções de casas, comércios e edifícios residenciais.

Na entrada norte, onde estava o time 7, havia sido erguido uma espécie de monumento com alguns pilares e que tinha as estátuas de Hashirama e Madara, ambos fundadores de Konoha e sendo reconhecidos como os maiores shinobis de toda a história, mesmo com o Uchiha ainda sendo mal visto pelos erros cometidos no passado.

Nesse monumento também havia os bustos dos antigos Hokages, assim como um grande Hall de nomes de heróis que se sacrificaram pela vila ao decorrer dos anos, incluindo dos heróis da quarta guerra.

- Será que ela vai demorar? — Shinachiku pergunta a Konohamaru, que dá um longo suspiro olhando para o relógio de pulso.

- Estamos no horário certo, basta...

- Desculpe-me pelo atraso. — Izumi surge através de um portal a frente dos demais.

A Uchiha vestia uma roupa preta justa, com um colete jōnin acinzentado por cima. Além disso também estava com um grande casaco, que batia em seus tornozelos e uma bota shinobi de cano alto, junto a luvas táticas. Atrás de seu casaco havia o símbolo da Divisão Especial da ANBU e no colete tinha sua identificação com a patente de Capitã além de seu sobrenome e o símbolo do clã Uchiha.

Izumi usava sua bandana na testa e tinha cabelos maiores, com um coque alto prendendo um grande volume enquanto algumas mechas estavam soltas ao lado de seu rosto.

- Não há problema, Izumi-sama. — O Sarutobi diz fazendo uma reverência, pois entendia que ela era superior a si devido a patente ninja. — Chegamos a poucos minutos e aguardávamos sua presença para receber os documentos.

- Que mentiroso! — Akira sussurra ao lado de Ayumi e Shina, que lhe encaram. — Estamos aqui já faz quase uma hora e ele fala como se tivéssemos chegado agora!

- Shiu, Akira-kun! — A Uchiha diz. — Não sabe que Izumi-basan é uma shinobi de alto escalão?

- E daí?

- Daí que ela...

- Ei, dá pra vocês dois conversarem depois? — Shina diz para seus companheiros de time.

Akira cruza os braços bufando com uma certa raiva enquanto Ayumi revira os olhos pela reação dele. Shina encava os dois shinobis a sua frente e tinha uma certa admiração por Izumi, pois sabia que além de ser a líder da ANBU de Konoha, era uma pessoa bastante respeitada por todos e isso se dava ao trabalho impecável que exercia, mas também por ser a líder da Força Policial da Aliança Shinobi, uma unidade de elite que cuidava de assuntos quando a ANBU da respectiva aldeia não podia.

A única vez que viu quando essa unidade agiu, foi quando aconteceu um ataque de saqueadores em uma pequena vila que ficava no País da Cachoeira e devido Takigakure não ter nenhuma força de defesa, Izumi enviou um time que eliminou todos os saqueadores de maneira perfeita e bastante segura, sem expor a vida nenhum cidadão daquela vila.

- Tudo bem, é algo simples de se resolver. — Izumi faz um selo de mãos e uma pasta aparece em sua mão. — Estes são documentos de extrema importância e devem ser entregues na mão de Raikage-sama. Eu pediria para uma das minhas equipes cuidar disso, mas o Nanadaime-sama me pediu que lhes entregasse essa missão.

- Izumi-sama? Por que não podemos utilizar o trem expresso para chegar a Kumogakure? — Shinachiku pergunta erguendo sua mão. — Quer dizer, assim a missão levaria menos tempo e esse documento seria entregue da mesma maneira.

- Acho que Hokage-sama já lhes explicou o motivo, não é? — Todos assentem e ela da um longo suspiro. — Mas só pra reforçar, infelizmente caso usem o trem expresso podem acabar sofrendo ataques que envolveria inocentes, causando assim um grande problema que seria evitado caso fosse levado de maneira estratégica e com cuidado. Não vou negar que talvez possam ser atacados no meio do caminho, porém tenho certeza que poderão resolver isso.

- C-Claro, Izumi-sama! Somos o time 7! O melhor time de Konoha ttebarō! Pode confiar em nós. — Shinachiku ergue sua mão mostrando um sinal de positivo com os dedos.

- Eu espero que sim. — A Uchiha volta a olhar para Konohamaru, que guardava a pasta em sua mochila, a fechando em seguida. — Não abaixem suas guardas e mantenham-se com os localizadores ligados! Caso aconteça algo, uma de nossas equipes serão enviadas e assim a missão de vocês estará encerrada. — Ela se afasta caminhando em direção a vila. — Boa sorte, time 7.

- Arigatō, Izumi-sama. — Konohamaru diz fazendo novamente uma reverência e após colocar sua mochila nas costas, se vira para seu time. — Então vamos lá! Nossa missão de nível B se inicia agora!

- Hai, sensei! — Ayumi diz apertando sua bandana na testa com bastante confiança.

- Isso será divertido. — Akira diz passando por eles enquanto ria debochado e isso causou uma certa irritação em Shinachiku, que logo começou a discutir com ele enquanto andavam para fora da entrada.

- Tem certeza que poderá lidar com isso, Konohamaru? — Izumi pergunta ao jōnin enquanto apontava para a discussão dos dois garotos, enquanto Ayumi tentava apartá-los. — Pelo visto seu time ainda não está totalmente em sincronia.

- Não se preocupe em relação a isso, eu sei lidar com eles. — O Sarutobi sorri coçando a nuca. — Eu aviso assim que chegar em Kumo.

- Claro. Se cuidem.

Konohamaru assente e logo começa a acompanhar seu time andando um pouco atrás deles. Apesar de aquela ser a primeira missão do time 7, para ele seria bastante importante, já que era a primeira que atuaria como líder de um time. O Sarutobi sabia que apesar das dificuldades que viria acontecer, sabia que seu time unido era um dos mais fortes de Konoha e isso o fez ficar um pouco mais relaxado.

...

A viagem começou de maneira bem calma e sem problemas. Pouco antes do jantar já haviam chegado a fronteira com o País das Fontes Termais e devido ao cansaço, Konohamaru achou melhor que dessem uma parada para descansar e assim rumaram até um pequeno vilarejo que ficava exatamente na divisa entre os dois países, tendo a maior parte dele no território do País do Fogo.

Se hospedaram em um simples hotel e após deixar suas coisas no quarto, rumaram para um restaurante que havia ali, pois Shinachiku já reclamava que estava morrendo de fome. Pegaram um mesa de canto e logo já estavam comendo uma deliciosa refeição, sendo um churrasco, preparados por eles mesmo e vários outros acompanhamentos.

- Depois de um longo dia de caminhada, acho que nós merecemos bem isso! — Shina diz após levar um pedaço de carne assada a boca e arrancando uma risada de Ayumi, que viu ele se atrapalhando com o arroz de sua tigela.

- Vai com calma, Shina-kun. Vai acabar engasgando dessa maneira!

- Que bom que estão aproveitando, porque vamos partir amanhã bem cedo. — Konohamaru diz após limpar a boca com um guardanapo. — Quanto mais cedo saímos, mais cedo chegamos em Kumo será melhor.

- Sensei, o que será que esse documento tem de tão importante para que não fosse levado como os outros são?

- Eu não sei, mas isso não é do nosso interesse. Somente envolve os dois Kages e nossa missão será entregá-los sã a salvo!

- Isso é muito estranho... — Akira se pronuncia enquanto mexia em sua tigela de lámen.

- O quê?

- Se são documentos tão importantes assim, deveria ser a ANBU a levá-los. Não nós.

- O Nanadaime-sama confia em nós, Akira-kun. — A Uchiha diz o encarando com seu típico sorriso doce. Algo que era doce até demais para Akira. — Então vamos provar pra ele que somos um time capaz de realizar missões de nível acima!

- Concordo com tudo que disse, Ayumi-chan! — O loiro diz e ambos batem os punhos. — Fica tranquilo, cara. Vai dar tudo certo ttebarō!

- Hum... Sei.

Akira tinha uma certa desconfiança desde do momento em que pegaram essa missão e sua intuição lhe dizia que havia algo de errado. Manteria sua guarda sempre alta e nunca se deixaria distrair, pois sentia que algo poderia acontecer e isso o fez ficar mais desconfiado ao ver que dois homens encaravam a mesa de seu time, saindo pouco tempo depois enquanto conversavam de maneira bem contida.

Konohamaru também havia notado isso e após encarar Akira, balançou a cabeça positivamente quase que dizendo que sabia sobre sua desconfiança. Prometeu ficar mais alerta e que o próximo dia poderia reservar muitas emoções.


Notas Finais


Que diria que veríamos o time 7 recebendo sua grande missão logo no próximo dia juntos, né?
Sei que muitos vão pegar a referência da parte clássica de Naruto 🤭😏

Deixem suas opiniões sobre esse capítulo, irei ler todas com muito carinho e responder também 😉😘

.
.
.

• Vou deixar o link da história que deu origem a este magnífico universo de Naruto.
"Shippuden Story: Uma Nova História de Naruto Shippuuden" é minha primeira fanfic e peço que deem uma olhadinha, garanto que vão amar:

https://www.spiritfanfiction.com/historia/shippuuden-story-uma-nova-historia-de-naruto-shippuden-16613126


• Deixo também o link da história que antecede está aqui.
"The Last Story" é uma fanfic que conta os acontecimentos após Shippuuden Story:

https://www.spiritfanfiction.com/historia/the-last-story-18407662


• Quero também recomendar um spin-off dese mesmo universo.
"Da Redenção ao Recomeço" narra a história da viagem entre Sasuke e Hinata após os acontecimentos de Shippuuden Story e antes de The Last Story:

https://www.spiritfanfiction.com/historia/da-redencao-ao-recomeco-spin-off-de-shippuuden-story-18334705


• Outro spin-off que faz parte e também recomendo é "O Dia da Nomeação: O Nanadaime Hokage!", que conta um pouco do dia em que Naruto finalmente se torna o Hokage:

https://www.spiritfanfiction.com/historia/o-dia-da-nomeacao-o-nanadaime-hokage-spin-off-18664311

.
.
.

• Por último deixo uma história que não faz parte do universo de Shippuuden Story mas é uma boa leitura:

https://www.spiritfanfiction.com/historia/o-pergaminho-secreto-16182851

.
.
.

Então é isso por hoje, pessoal ^^
Sei que muitos estão em casa por conta do coronavírus e gostaria de deixar um recadinho a todos:


• Lave bem aos mãos com água e sabão ou então usem álcool em gel!

• Cubra a boca e o nariz ao espirrar ou tossir!

• Evitem aglomerações e tentem ficar em casa!

São pequenas coisas que vão ajudar a todos a passar por esse momento tão difícil e complicado!


Tentarei postar mais um capítulo durante essa semana para que tenham algo para ler e assim matar o tédio de alguma forma 😉

Vejo a todos no próximo capítulo,
Até lá, pessoal!!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...