História Shizu, A Ruiva (One Piece) - Interativa - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Ñ era pra mim postar esse trem agora mas ñ tenho nada para fazer, então bora lê kkkkk (esse capítulo tbm vai servi de atualização \o/)



(Capítulo pequeno pois é apenas uma pequena apresentação desse personagem aí T.T)

Capítulo 2 - O Herdeiro do Chapéu de Palha


Fanfic / Fanfiction Shizu, A Ruiva (One Piece) - Interativa - Capítulo 2 - O Herdeiro do Chapéu de Palha

Já fazia algumas horas que Shizu estava remando para encontrar a primeira ilha que aparecesse em sua vista.


— Que calor... 


Estava um calor dos infernos naquele mar, o sol radiava e fazia as águas ficarem bastante brilhantes.


Mas algumas distâncias de onde Shizu estava, existia uma ilha habitada e curiosamente habitada apenas por mulheres. Claro, tinha uma exceção nesse lugar.


— Está pronta a minha jangada! - Essa exceção era um garoto de lindos cabelos pretos que tinha um chapéu de palha velho em sua cabeça e também carregava consigo duas katanas em sua cintura. — Agora que eu fujo dessa ilha! Hehehe!


— Vai fugir pra onde? — Disse uma mulher de cabelos loiros atrás do garoto e o mesmo deu um pulo enorme por causa do susto.


— Aí caralho! Não me assusta desse jeito, velhota. 


— Não me chama de velhota. E aonde você vai com isso? — A mulher apontou para um tipo de jangada ou era que tinha que parecer, já que estava tudo mal feita. Porém em segundos que os dois observarão a jangada, ela se desfeis e as madeiras que iam segurar o peso do garoto foi por água abaixo, literalmente.


— Olha só! Você jogou praga pra coitada... — Disse se ajoalhando no chão. — Mas isso não vai me impedir de sair dessa ilha. — E logo depois se levantou e foi indo em direção a floresta densa.


— Espera Lucy, você não vai sair da ilha sem a nossa permissão. — A loira foi seguindo ele.


— Claro que vou, tenho dezenove anos e nada vai me imp-- Espera aí! — O moreno, vulgo Lucy, tinha parado feito estátua e a mulher atrás dele se assustou.


— Que foi? 


— Lembrei que a minha mãe tinha um navio pirata, né? Vou usar isso para eu sair daqui.


— Espera aí mocinho. —A loira pega o garoto pela gola da camisa. — Eu prometi para Hancock-sama e Luffy-san que eu e as outras mulheres daqui não iam deixar você ser encontrado pela marinha ou nada do tipo. Então para de ser egoísta e viva pacificamente. 


— Eu não quero viver assim. Quero ser livre e realizar meu sonho. — O garoto disse se soltando.


A mulher em seguida, que chamava Margareth, começou a falar os motivos e outras coisas para Lucy não sair.


E uma dessas coisas era que antes do antigo rei dos piratas, Luffy, pediu para Law — que logo depois dos acontecimentos de Wano, onde o Luffy e seus amigos venceram e mataram Kaido, Law virou bastante amigo do Mugiwara-ya. E voltando sobre esse tal pedido, Luffy pediu para ele que mudasse, com seu poder é claro, as ilhas que cada tripulante nasceu. Sendo assim aquelas ilhas do East Blue foram algumas para a Grand Line e outras foram para os outros mares. O motivo não foi claro de Luffy pedir isso, mas Law apenas aceitou e mudou geograficamente elas.


Sendo assim a ilha das mulheres, onde sua localização antiga era no Calm Belt, agora estava a nove anos no mar mais fraco. E as mulheres acreditavam que era para proteger o Lucy de todo o mal que poderia cair sobre o próprio.


— Ok velhota, eu sei os motivos, mas não precisa vim atrás de mim desse jeito. — Depois da conversa de fazer o garoto mudar de ideia, os dois chegaram em uma caverna que exista atrás da ilha, onde estava os navios para caso se a ilha fosse atacada, as mulheres atracasem nos navios e fugisse. — Como não pensei em pegar emprestado um desses navios, em?


— Você não vai roubar um desses navios, moleque. 


— Eu falei "emprestar". — Deu ênfase no emprestar e depois subiu no próprio navio da Boa.


A mulher segui o garoto. E continuo com seu discurso para cima do próprio, a maioria era que se saísse de onde estava, ia morrer e blá blá blá.


— Velhota, você sabe nadar? —Perguntou o mesmo cortando o discurso da mulher.


— Sei, todas as mulheres daqui sabem, mas sabem mais do que isso, sabe cozinhar, lutar...


— Foi mal então...


Antes que a loira terminasse de sitar todas as coisas que elas faziam o garoto propositalmente empurrou a mesma para que ela caísse na água.


E é o que aconteceu, já que estava na proa.


— SEU MOLEQUE DESGRAÇADO! EU VOU TE MATAR SE VOCÊ SAIR DAQUI! — A mulher começou a gritar no meio da água, cheia de raiva do garoto e o outro apenas meteu língua e foi arrumando rapidamente o mastro para que o navio navegasse.


— FOI MAL VELHOTA! — Gritou para mulher, onde a mesma foi vendo sem fazer nada o navio "andando". — MAS VOCÊS NÃO VÃO ME IMPEDIR DE SER O REI DOS PIRATAS! HAHAHA! — E logo concluiu o que ia falar e se virou vendo sair daquela caverna.


Depois que saiu da mesma viu o mar tão extenso em sua frente e abriu um sorriso em seu rosto percebendo que conseguiu finalmente sair de sua ilha.




Putz, esqueci de pegar comida. 


Notas Finais


É isso aí... não sei terminar capítulos kakakak mas tá aí, espero que goste e desculpa se tiver algum erro de português é que estou com preguiça de revisar (vou deixar pra amanhã isso ,_,)
Comentem, gosto de ler e saber suas opiniões :3

Bjs e até o próximo :3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...