História Shonen Jump Ultimato - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Boku no Hero Academia (My Hero Academia), Dragon Ball, Histórias Originais, Naruto, Seven Mortal Sins (Shin: Nanatsu no Taizai)
Personagens Akamaru, Androide Nº 17, Androide Nº 18, Bills, Bra, Brolly, Bulma, Caulifla, Champa, Chaos, Chichi, Chouchou Akimichi, Chouji Akimichi, Dai Kaiohshin, Daishinkan, Darui, Dende, Denki Kaminari, Eijirou Kirishima, Enji Todoroki (Endeavor), Enma Daioh, Eri, Fumikage Tokoyami, Gaara do Deserto (Sabaku no Gaara), Gohan, Goten, Gowasu, Hanabi Hyuuga, Hanta Sero, Hinata Hyuuga, Hit, Hitoshi Shinsou, Ino Yamanaka, Inojin Yamanaka, Isobu, Itsuka Kendo, Izuku Midoriya (Deku), Kagura, Kaiohshin, Kakaroto, Kakashi Hatake, Kale, Katsuki Bakugou, Kawaki, Kiba Inuzuka, Killer Bee, Konohamaru, Kurama (Kyuubi), Kuririn, Kyabe, Kyoka Jiro, Majin Boo, Marron, Mashirao Ojiro, Mestre Kame, Mestre Karin, Mina Ashido, Minoru Mineta, Momo Yaoyorozu, Mr. Satan, Naruto Uzumaki, Neito Monoma, Nejire Hado, Ochako Uraraka (Uravity), Pan, Personagens Originais, Piccolo, Rock Lee, Sakura Haruno, Sarada Uchiha, Sasuke Uchiha, Shenlong, Shikadai Nara, Shikamaru Nara, Shinki, Shino Aburame, Shouto Todoroki, Tamaki Amajiki (Sun Eater), Temari, Tenshinhan, TenTen Mitsashi, Tenya Iida, Tetsutetsu, Toru Hagakure, Trunks, Tsunade Senju, Tsuyu Asui, Vados, Vegeta, Videl, Whis, Yamcha, Yodo, Yu Takeyama (Mount Lady), Yuga Aoyama, Zen'Oh
Tags Boku No Hero, Croosover, Dragon Ball, Guerra, Moro, Multi-verso, Nanatsu No Taizai, Naruto, Personagens Originais
Visualizações 12
Palavras 4.128
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Ecchi, Famí­lia, Luta, Magia, Romance e Novela, Saga, Shounen
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Suicídio, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 8 - Viagem no tempo


Todos os universos tinham o pensamento de que, o verdadeiro massacre feito por Moro, não tinha como ser desfeito. Todos estavam apenas tentando seguir suas vidas e ajudar aos seus próprios universos. Isso claro, até a seguinte mensagem ser enviada para todos os comunicadores da dos membros da J-Force:

Ojiro: Alguém na escuta?!-Pergunta Ojiro testando o comunicador de seu amigo Bakugou, para enviar a mensagem-Olha, se alguém estiver ouvindo isso, aqui é o Ojiro Mashirao, quero que saibam que...acho que encontrei uma forma de concertar todo esse desastre nos nossos universos! Preciso que se reúnam novamente para podermos por esse meu plano em prática!

Aquela mensagem era uma pequena luz de esperança para todos os membros da J-Force. Assim que ela foi enviada, Angela foi rapidamente para o universo de Bakugou e Ojiro, para poder levar eles até o Chapéu de Javali, que seria o ponto de encontro entre os membros disponíveis da equipe.

-------------------------------------------------------------------------------

Universo de Nanatsu no Taizai:

Após Ojiro e Bakugou terem sido levados ao universo de Merlin e Escanor, ambos tinham que esperar apenas por Angela, Mark e Dark. Já que os outros integrantes do time, estavam muito ocupados no momento, ou então não haviam visto o chamado de emergência.

Então, enquanto Bakugou esperava do lado de dentro do Chapéu de Javali junto com Merlin, Ojiro decidiu ficar do lado de fora, enquanto comia um lanche de uma loja de tacos que ele havia trazido do seu universo. O lanche estava perfeitamente organizado, um taco, alguns nachos e um refrigerante, o lanche perfeito. Porém , assim que Ojiro iria começar a comer, um portal se abriu e de lá, saíram Angela, seu irmão Mark e Dark. Dark estava com um semblante sério, enquanto Angela se aproximava com o rosto neutro enquanto carregava duas caixas de pizza que havia trazido do seu universo e Mark se aproximava sorrindo, com as mãos no bolso. A chegada dos três, acabou chamando a atenção de Ojiro para eles.

Angela: Aí cara! Onde é que tá o biribinha?-Diz se referindo à Bakugou, pelo apelido que ela mesma havia dado para ele.

Ojiro: Eeehh, lá dentro-Diz meio nervoso, apontando para a taverna atrás dele-Olá, eu sou o Ojiro-Diz acenando para Dark, que se aproximava do Chapéu de Javali, e consequentemente dele também, junto de Angela.

Dark: Escanor. Cuidado na reentrada, tem um idiota na zona de pouso-Diz pelo rádio de seu traje, sem nem ligar para como chamou o loiro ao seu lado. Então ambos de Universo de Angela entraram na taverna.

Então do nada, o pecado do orgulho, Escanor, pousou do lado de fora do Chapéu de Javali. Porém, ele pousou muito perto de Ojiro, e por pouco não esmagou ele. Escanor assim como Angela e Dark, havia mudado seu visual: agora ele usava um casaco de pele branco, uma calça azul e um cinto de couro com a fivela dourada.

Ojiro: Ai! Jesus!-Diz assustado pela chegada repentina do orgulho dos setes pecados.

Escanor: Você é a nossa salvação?-Pergunta olhando para Ojiro-Duvido muito-Diz desacreditado e se afastando, indo em direção à taverna de seu capitão.

-------------------------------------------------------------------------------

Assim que Ojiro terminou seu almoço, ele entrou na taverna para explicar o seu plano. Mas, ter todos aqueles olhares voltados para ele, era algo que colocava muita pressão sobre ele. Até os olhares de Bakugou, Escanor, Angela e Mark, que estavam sentados comendo pizza, deixavam ele tenso.

Ojiro: Eeeeehhhhh...-Murmura constrangido.

Escanor: Garoto-Diz Escanor, fazendo o rapaz com calda olhar para ele-Você está bem?-Pergunta engolido um pedaço de pizza.

Ojiro: Ah, tô-Então Ojiro coloca as duas mãos no rosto, respira fundo e então começa à falar-Algum de vocês já estudou sobre a linha do tempo?-Pergunta olhando para todos naquela sala.

E como resultado, Escanor acabou olhando para Merlin, pois sabia que a parceira de equipe já havia estudado os mais diferentes assuntos.

Merlin: Só pra puxar conversa-Diz tranquila, e isso fez Ojiro apontar para ela, já esperando que ela entenderia melhor o que ele falaria.

Ojiro: Ok, então. Algumas horas atrás, no meu universo que também foi afetado pelo...Moro-Diz pausadamente, por ainda não ter decorado o nome do vilão-Eu apreendi uma Van de uma dupla de criminosos, que estavam construindo uma tecnologia, nunca antes vista. Então assim que eu levei pro armazém onde eu trabalho, eu decidi checar que tecnologia era essa. Aí quando eu abri a porta traseira da Van, tinha uma máquina enorme dentro dela. Então eu apertei um botão, no controle que estava do lado da máquina. Aí derrepente, a máquina abriu um portal, e quando eu apertei um outro botão, eu fui sugado por esse portal. Mas oque eu vi depois que fui sugado, era a tóquio, a minha cidade. Só que, como ela era 5 anos atrás, tava tudo exatamente igual à na minha adolescência!-Diz espantado se lembrando do que ele havia visto-Só que o controle não passou junto comigo, e ficou lá na minha época. Então, por algum motivo, que eu não sei direito qual. Eu fui trazido de volta-Diz ainda sem saber que tinha sido um rato passar por cima do controle remoto, que ele havia voltado para seu tempo-Eu fiquei acho que, umas 5 horas no passado.

Angela: Pera aí! Um veículo que faz você viajar no tempo?!-Pergunta com os olhos brilhando-é igualzinho à "De Volta Para o Futuro"!-Diz super animada. Porém, Escanor e Merlin não haviam entendido oque a garota quis dizer, agora Ojiro, Bakugou, Mark e Dark, sim.

Dark: Que chato. Devem ter sido 5 longas horas-Diz fingindo que se importava com aquele detalhe.

Ojiro: Isso que é engraçado, não foram. Pra mim foram só, cinco minutos-Diz deixando Dark confusa-As regras do tempo, são totalmente burladas por aquela máquina. Tudo, é imprevisível!-Aquelas palavras deixavam as pessoas ali cada vez mais confusas, fazendo cada um olhar para o outro, em busca de alguma explicação. Mas ninguém sabia explicar isso.

Escanor: Garoto. Do que diabos você está falando?-Pergunta ainda sem entender em que ponto, o loiro queria chegar.

Ojiro: ...Bom-Procura, uma forma melhor de explicar o seu plano-Oque eu tô dizendo é que...essa máquina pode nos fazer viajar pelo tempo. E se usarmos ela para navegar no tempo?-Pergunta deixando sua empolgação levar pela explicação do seu plano. Não consigo parar de pensar nisso! E se tivéssemos um jeito de controlar o caos, e navegar ele?! E se tivesse um jeito de usar aquela máquina num certo ponto do tempo, pra então sair num outro ponto do tempo?! Assim...tipo antes do Moro?-Pergunta a última parte se acalmando.

Bakugou: Pera aí ô Marty Mcfly!-Diz Bakugou, fazendo referência ao filme "De Volta Para o Futuro"-Uma máquina do tempo?! É isso?!-Pergunta não acreditando no plano de Ojiro.

Ojiro: Não, não é claro que não. Não uma máquina do tempo-Diz enquanto sem ele perceber, Angela e sua cópia se entreolhavam, já que as duas já haviam mexido com viagem no tempo também-Isso tá mais pra...é, uma máquina do tempo-Diz sedendo, por não conseguir achar um termo melhor para a máquina, fazendo um sorriso vitorioso surgir no rosto de Bakugou-Olha, eu sei como isso soa!-Diz ao perceber as expressões nos rostos das outras pessoas na sala-Mas! Mas eu não consigo parar de pensar nisso! Tem que haver...um jeito!-Diz aos poucos perdendo até a própria fé no seu plano-É loucura.

Dark: Ojiro. Já comi um cupcake, feito por um monstro balofo e rosa. Então, nada parece loucura pra mim-Diz se sentando em uma das mesas e se apoiando com os braços.

Ojiro: ...A gente precisa de mais ajuda.

-------------------------------------------------------------------------------

Universo de Dragon Ball:

Na casa de Gohan:

O clima naquele dia estava, digamos, que bem agradável. O Sol brilhando, as cores da grama e das flores estavam bem vivas. E isso dava até que um clima mais alegre para Gohan, que estava à 2 minutos já, procurando sua filha, pelo quintal enorme da casa. A partir dos 4 anos, Pan demonstrou já ter uma grande paixão por lutas, assim como o seu avô. E agora, com 5 anos de idade, ela não parava de treinar, tanto a sua força, quanto sua agilidade. E com isso, ela ficava o tempo todo se escondendo do pai. Enquanto à Gohan, ele já estava ficando cansado de procurar a filha, e então começou a bater palmas para ver se ela aparecia.

Gohan: Hora do rango!-Diz alto para Pan poder escutar, de onde quer que ela estivesse-Maguna?-Chama pelo apelido carinhoso que tinha dado para ela. Então Gohan se senta no chão, dá uma últimas olhada em volta e fala:-Son Pan quer comer?-Pergunta sorrindo de canto, já imaginando onde a filha estava.

Então do nada, uma pequena garotinha sai de um arbusto e voa em direção à Gohan, já com um soco preparado.

Pan: Iiiiiiiiaaaaaaahhhhh!!!!!!-Grita indo com toda a velocidade. Apenas para ter um soco defendido pelo pai-Me dá comida, ou vou fritar você!-Diz brincando. Pan adorava bancar a garota briguenta com o pai.

Gohan: Ok hehe-Diz rindo da atitude da filha e abaixando o braço, e então Pan começa a flutuar sozinha. Pan havia dominado a habilidade do voar na mesma época em que descobriu sua paixão por lutas. Aí ela voou para os braços de Gohan que deu uma leve arrumada no cabelo dela (a aparência de Pan nessa época, é igual à que ela tem no final de Dragon Ball Z)-Prontinho. Já pensou no almoço? Eu posso te dar uma porção de grilos, numa cama de alface.-Diz para provocar a pequena.

Pan: Não-Diz com uma voz manhosa de criança.

Gohan: Não é oque você quer? Haha-Pergunta rindo-Tá bom, o papai vai preparar algo que você goste-Diz segurando Pan com apenas com um braço e indo em direção à porta da frente.

Mas assim que Gohan chegou na parte da frente do quintal, ele viu algumas pessoas que só tinha visto pela última vez, cinco anos atrás: Escanor, Merlin, Bakugou, Angela, Dark e Mark. Gohan conhecia todos, menos Ojiro. Mas, ele sabia que na próxima vez que visse eles, era porque tentariam concertar a situação do multi-verso novamente. E que...precisariam do seu pai.

 

Gohan: Tchau filha. A tia 18 logo logo vai estar aí para levar você pra casa dela-Diz Gohan já vestindo seu kimono laranja e indo em direção a porta.

Pan: Papai...-Diz Pan com uma voz manhosa. Então, assim que Gohan se vira, ele vê Pan com os olhos de cachorro pidão e os braços abertos. Esse era o ponto fraco de Gohan: a fofura de Pan. Então o moreno se agacha e então dá um abraço na filha.

Gohan: Tchau Panzinha. Eu te amo demais-Diz se dando um beijo na testa da filha e se separando do abraço, mas ainda agachado.

Pan: Eu te amo mil milhões-Diz a pequena sorrindo e como qualquer outra criança, tentando expressar seu amor pelo pai, através de uma expressão exagerada.

Gohan: Uau-Diz rindo levemente pelo exagero na expressão da filha-Mil milhões. Isso é uma loucura-Diz se aproximando da porta-Se comporta na casa da tia 18, se não vou vender seus brinquedos-Diz para fazer pelo menos a filha rir, antes dele sair.

-------------------------------------------------------------------------------

Bem distante de lá, em um deserto, Goku estava cozinhando um pedaço da calda de um dinossauro que ele havia arrancado à algum tempo. Era assim que Goku havia passado os últimos anos. Viajando pelo mundo, treinando todo o dia, dormindo onde e comendo oque quisesse. Ele não tinha mais motivos para voltar para casa, já que sua mulher havia morrido e seu filho mais novo havia indo embora, para morar sozinho. Mas Goku até que gostava dessa vida. Tudo estava em paz, até que Goku ouviu uma voz familiar vindo de trás dele.

Gohan: Papai...-Diz para chamar a atenção do mais velho.

Goku: *suspiro* Eu mereço...-Diz entediado por já saber oque seu filho e seus companheiros, iriam propor. Então Goku se levantou e olhou para o grupo de guerreiros atrás dele. Quando Goku se virou, foi possível ver que ele usava um uniforme diferente agora: Ele usava uma faixa vermelha na testa, o kimono laranja era quase igual, mas a parte aberta no peito era mais aberta agora e tinha contornos azuis pelo kimono. por baixo, ele usava uma camisa preta ao invés de uma azul, as munhequeiras eram beje, tinha uma faixa azul na cintura, uma calça da mesma cor que a camisa e as botas eram iguais as que Whis havia feito para ele, mas a sola era vermelha.

 

Depois de um tempo, o grupo já havia  explicado todo o plano para Goku, o mesmo que parecia não ligar, pois ele apenas comia um pedaço de carne que tinha preparado.

Ojiro: Não é sério, a gente sabe como isso soa-Diz já estando ciente de como o seu plano soava maluco.

Gohan: Papai, depois de tudo que aconteceu, alguma coisa tem que ser feita para...-Gohan não pode terminar a frase, porque foi interrompido por um arroto de Goku.

Goku realmente não queria ajudar no plano deles. A derrota esmagadora contra Moro tinha sido algo muito traumático para Goku, pela primeira vez na vida, ele achou que nunca poderia derrotar alguém. E isso destruiu ele. O máximo que ele fez naquela hora, foi oferecer um pedaço de carne para Gohan, que recusou logo de cara.

Goku: Pessoal, vocês realmente acham que isso pode dar certo sem nenhum problema?-Pergunta olhando desconfiado para todos eles-O Moro não é o tipo de cara que relaxa depois de conseguir o que quer. Ele provavelmente deve estar espionando a gente agora, quando tentarem alguma coisa, vocês estão ferrados-Diz pessimista.

Ojiro: Ele não fez nada quando, eu descobri que podemos voltar no tempo-Diz tentando rebater.

Goku: Não, você por sorte escapou do radar do Moro-Diz descartando a resposta do rapaz-Tem uma chance de sei lá!...1 milhão pra 1!-Diz começando a ficar nervoso-E agora você quer fazer um...oque disse que era-Pergunta se aproximando de Ojiro.

Ojiro: Ah, uma "acrobacia no tempo"?-Diz meio envergonhado pelo nome que ele havia escolhido para a operação deles. Ele tinha se inspirado nas acrobacias que ele fazia usando a sua calda, na época de escola.

Goku: É, acrobacia no tempo. Legal, porque não pensamos nisso antes?-Pergunta olhando para seu filho-Ah é, porque é óbvio! Porque é baboseira!

Gohan: As esferas estão no passado. Se a gente voltar, consegue elas-Diz tentando contrair o pai.

Merlin: Podemos estalar os dedos, e trazer todos de volta-Diz completando.

Goku: Ou então, deixar tudo mais estragado do que já tá-Fala olhando para a maga.

Gohan: Nós não faríamos isso.

Goku: Olha Gohan, acho que você e eu trocamos de lugar. Você virou o otimista, e eu vierei o cara que pensa muito antes de agir-Diz apontando para o filho e depois para si mesmo-Nossa, como você aguenta?-Pergunta causando espanto no filho-Mas olha só, apenas esperança não vai ajudar, então com ou sem a minha ajuda, vocês não vão conseguir realizar essa, "acrobacia no tempo"-Diz se sentando e olhando frio para Ojiro-Eu chuto que o mais provável, seria todos nós morrermos-Diz olhando para todos junto dele.

Ojiro: Não se a gente seguir as regras da viagem no tempo-Diz se sentando e tentando convencer Goku, ao contrário dos outros, que pareciam já ter desistido de pedir a ajuda do saiyajin-Quer dizer: Não falar com as nossas versões passadas, nem apostar em eventos esportivos-Fala fazendo outra referência ao filme "De Volta Para o Futuro"

Merlin: Goku...-Diz com a voz chorosa, e então levantando a cabeça para olhar para o saiyajin-Temos que reagir!-Diz firme.

Goku: Eu fiz isso. E não adiantou nada-Diz para a maga carmesin, quase cortando totalmente a esperança dela.

Ojiro: ...Olha, eu sei que você perdeu muita coisa-Diz já tendo ciência de tudo que Goku havia perdido-Você perdeu seu melhor amigo, sua esposa...-Fala das perdas de Goku, que Gohan havia falado para ele-Mas eu tô correndo o risco de nunca mais ver a pessoa mais importa da minha vida. Assim como eles-Diz apontando para os outros membros da J-Force-E agora. Agora! Temos a chance de trazer todos que morreram de volta! De trazer todo mundo de volta! E tá me dizendo, que não quer nem...?!

Goku: Isso mesmo Ojiro, eu...não quero-Diz simples, chocando o rapaz na sua frente-Não dá. Eu queria que tivessem vindo me pedir outra coisa, qualquer outra coisa-Diz se levantando-Tô feliz por vocês pessoal. Olha, acho que com ajuda, eu posso conseguir comida o suficiente para todos nós...-Fala se virando para seu filho.

Gohan: Papai, eu entendo. As dores que você sentiu, eu também senti. Eram meu amigos também, minha família. Mas é nossa segunda chance-Diz se referindo a chance de eles finalmente derrotarem Moro.

Goku: Eu tive minha segunda chance com essa vida Gohan. Não posso arriscar perder mais do que eu já perdi-Diz com sinceridade colocando a mão no ombro de Gohan-Se não falarem de trabalho, podem ficar pra me ajudar à procurar mais comida-Diz olhando para todos na sua frente, antes de começar a se afastar deles.

Merlin: ...Ele tá com medo-Diz vendo o saiyajin se distanciar voando.

Gohan: Ele não tá errado-Fala assim que seu pai não podia ser mais visto.

Ojiro: Tá, mas oque a gente vai fazer?!-Pergunta se levantando-Vamos parar agora?!

Gohan: Não, eu quero fazer do jeito certo-Diz olhando para a direção em que seu pai foi-Vamos fazer isso aqui no meu universo, sem o meu pai!-Diz confiante.

Ojiro: Sem o Goku?!-Pergunta se referindo à ele como o personagem de anime que ele conhecia.

-------------------------------------------------------------------------------

Naquele mesmo dia, já de noite. Goku estava em uma floresta, lavando o seu uniforme em uma lago. Mas quando ele ia lavar o seu kimono, que era a última parte que precisava ser lavada, ele viu que um objeto acabou caindo do bolso que tinha naquela peça de roupa, direto no lago.

Goku: Ai que droga!-Diz pegando o objeto o mais rápido possível. E assim que ele pegou o objeto, ele viu que era uma fotografia dele junto com a sua família. Ele passando os braços pelos ombros de Chichi e Gohan, e com Goten no meio dos três. Todos eles estavam sorrindo. Aquilo fez Goku se lembrar da sua família, dos seu amigos. E naquele momento, ele tomou uma decisão.

-------------------------------------------------------------------------------

Dendê: Agradeço que tenho decido ajudar Senhor Goku!-Diz o namekuseijin alegre por poderem ter o apoio de de seu maior guerreiro novamente.

Goku: Não há de que Dendê! Levou tempo, mas agora eu tô pronto para poder voltar à ativa!-Diz Goku, já com o seu espírito de luta voltando aos poucos.

Dendê: Que bom!-Diz sorrindo-Ah, espere Senhor Goku!-Diz impedindo que Goku deixasse a Torre Karin-Eu te chamei aqui para te alertar sobre uma coisa muito importante!

Goku: Oque foi?-Pergunta desentendido.

Dendê: Acontece que, o plano dos seus amigos, é voltar no tempo e usar as esferas do dragão do passado para desfazer oque o Moro fez...Acontece que, isso não vai funcionar!-Diz ainda frustrado com esse fato.

Goku: OQUÊ?!-Pergunta, melhor grita, para o Namekuseijin na sua frente-

Dendê: Se acalme Senhor Goku! Aconteceu o seguinte: dois dias atrás, o Daishinkan e o grande Zen-Oh, vieram até aqui, parece que eles sabiam que eu tentaria ajudar. Então eles me contaram, que o único desejo que nenhuma esfera do dragão pode realizar, é anular os efeitos de um outro pedido já feito.

Goku: Droga! Então o plano do Gohan e dos outros não vai dar certo!-Diz frustrado.

Dendê: Mas não se preocupe, eu tenho uma solução para isso-Diz fazendo o saiyajin se acalmar-Eles também me disseram que existem outros objetos que podem concertar essa situação: As jóias do infinito!

Goku: Hã? Jóias do infinito?-Pergunta desentendido, porque nunca ouviu falar dessas jóias.

Dendê: Elas são jóias extremamente poderosas. Formadas por seis singularidades: Espaço, Mente, Realidade, Poder, Tempo e Alma. Elas também foram destruídas um pouco depois de serem espalhadas pelo multi-verso, mas se vocês pegarem o universo e a época certa, poderão encontrá-las. E o melhor, é que os efeitos delas não podem ser revertidos por nenhum outro objeto místico-Fala sorrindo.

Goku: Aha, isso aí Dendê! Isso sim é um deus prestativo!-Diz aliviado.

Dendê: E apropósito, aqui!-Diz erguendo a mão e fazendo duas caixas aparecerem-Nessas caixas, estão os anéis do tempo, emprestados pelos Supremos Senhores Kaioh do universo 6 e 7, eu não sei porque, mas alguma coisa me diz que o plano dos seus amigos vai dar errado-Diz preocupado-E também uma escrita do Daishinkan sobre o paradeiro das jóias.

Goku: Isso! Valeu Dendê!-Fala Goku, cem um tom animado.

-------------------------------------------------------------------------------

Bulma: Lá vamos nós! Teste de viagem no tempo número 1!-Diz a azulada dentro de um dos laboratórios da Corporação Capsula, junto de Gohan, Merlin, Bakugou e Ojiro. Já que Angela disse que precisava ir atrás de mais um guerreiro, e Dark decidiu ir junto-Ojiro, aciona...a coisa da Van-Diz sem saber direito como chamar a máquina que Ojiro havia trazido.

Mas Ojiro entendeu então, com uma versão de seu antigo uniforme de herói mas adaptado para seu corpo adulto, ele abriu a porta traseira da Van e a máquina ativou automaticamente.

Gohan: Disjuntores no lugar Bulma! Os gerados de emergência estão preparados-Diz se aproximando do resto do grupo.

Bakugou: Que ótimo, porque se a gente explodir os geradores, não quero que o "rabeira" fique preso nos anos 50, pra eu ter que ficar ouvindo reclamações da invisível!-Diz o "apelido carinhoso", apontando para Ojiro. Que logo ficou assustado.

Ojiro: Oquê?! Preso?!-Pergunta com medo da resposta.

Merlin: Ele tá só querendo te provocar-Diz sorrindo amigavelmente-Não diz essas coisas-Fala para o rapaz explosivo.

Bakugou: Aaahhh, desculpa-Diz resmungando para o loiro, que logo foi em direção a máquina.

Merlin: Bakugou, não brinca com essas coisas! Isso é sério!-Diz a maga carmesim, já sabendo que Ojiro poderia ficar preso em alguma linha temporal por acidente.

Bakugou: E você acha que eu não tava falando sério?! Os berros da invisível são mais estridentes do que unha arranhando uma lousa!-Diz nervoso como sempre-Aí rabeira!-Diz chamando a atenção do loiro-Tudo ok viu?-Diz fazendo um jóinha e um sorriso forçado.

Bulma: Ojiro, vou mandar você de volta uma semana, deixar você andar por uma hora e depois trazer você de volta em 10 segundos. Faz sentido?-Pergunta para ter certeza que o loiro havia entendido.

Ojiro:...-Acena que sim com a cabeça-Porque isso não faria sentido?-Pergunta como se tivesse entendido alguma coisa.

Gohan: Boa sorte Ojiro! Você consegue!-Diz dando confiança para o amigo, que logo foi sugado pelo portal temporal.

Bulma: Na contagem de 3! 3...!-A cada número, os presentes naquele laboratório focavam mais no portal-2...!-Diz a azulada apertando alguns botões-1!-Então Bulma abaixa uma alavanca e então Ojiro é trazido de volta, mas tinha um problema.

Merlin: Oque?-Pergunta chocada com o que viu.

Ojiro havia voltado, mas em uma forma mais jovem, ele parecia ter uns 15 anos de idade, e isso deixou tanto os outros quando ele mesmo chocados.

Ojiro (adolescente): Gente, isso...isso não parece certo

Bulma: Oque é isso?!-Diz preocupada apertando novamente os botões do painel que ela criou para manusear a máquina

Merlin: É o Ojiro?!-Pergunta preocupada também.

Enquanto as duas mulheres mais inteligentes daquela sala, tentavam concertar aquilo, Bakugou só segurava a vontade que ele tinha de rir

Ojiro (adolescente): É claro que é o Ojiro!-Diz o adolescente, antes de ser sugado novamente pelo portal.

Depois de apertar diferentes botões, Bulma fez Ojiro voltar mais envelhecido dessa vez, bem mais envelhecido. Ele aparentava ter cerca de 80 anos dessa vez.

Ojiro (velho): Ai! Minhas costas!-Diz o senhor de idade com a mão nas costas.

Bulma: Po-Pode me dar um pouco de espaço Gohan?!-Diz a azulada empurrando Gohan, para que ela pudesse mudar alguma coisa.

Gohan: Trás ele de volta Bulma!

Bulma: Eu tô tentando!-Diz cada vez mais estressada-Fica calmo aí, eu tô tentando!-Grita apertando os botões, e então o Ojiro velho é sugado pelo portal. Bulma tentou até dar alguns tapas em uma das telas do painel, mas não adiantou muito, porque só fez um Ojiro bebê ser trazido no lugar do original dessa vez.

Gohan: ...É, é um bebê-Diz já ficando entediado com aquela situação.

Bakugou: Hahahahahahahah!!!-Bakugou não resistiu e começou a rir-E daí? É o rabeira!-Diz lacrimejando de rir e apontando para o bebê no meio das roupas de herói de Ojiro.

Gohan: Como um bebê!-Diz não acreditando na resposta de Bakugou.

Bakugou: Bom, ele vai crescer. Hahaha-Diz no tom sarcástico no meio das risadas.

Gohan: Bulma, trás o Ojiro de volta!

Bulma: Merlin! No meu sinal, você desliga a força!-Diz a cientista apontando para o quadro de luz na parede do laboratório.

Merlin: Tá bem!-Diz Merlin já se aproximando do quadro de luz.

Bulma: E...-Diz após o Ojiro bebê ser sugado pelo portal-Agora!-Diz para a maga desligar a energia no meio do processo.

E a ideia deu certo, porque um pouco antes do portal ser desligado, o Ojiro de 20 anos foi trazido de volta.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...