1. Spirit Fanfics >
  2. Short yaoi and lemon >
  3. LeviXeren

História Short yaoi and lemon - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Muito foda alek vamo dança

Capítulo 1 - LeviXeren


Fanfic / Fanfiction Short yaoi and lemon - Capítulo 1 - LeviXeren

                          Pov eren


Era uma tarde de chuva, estavamos reunidos treinando do lado de fora quando Armin se aproximou de mim.

-Eren, o Levi está te chamando na sala dele.

-Estou indo. -Parei minhas atividades e caminhei até a sala de Levi, ou melhor ate a frente dela. "Oque sera que ele quer comigo?"me perguntei ao bater na porta.

-Entre.

Uma de minhas mãos tocou a maçaneta e meu corpo pareceu paralizar de medo por alguns instantes.

-Não vai entrar Eren? -Disse ainda dentro da sala em um tom assustador que me fez tomar uma atitude rapida.

-Me chamou capitão?

-Chamei...-Ele se levantou da cadeira onde estava e deu a volta pela mesa caminhando lentamente e trancou a porta que estava logo atras de mim. -E você sabe oque eu quero. -Sussurou me agarrando por trás.

-Me solta Rivaille. -Me desfiz de seu abraço rapidamente me virando para o mesmo. -Você acha que as coisas funcionam assim? Você sempre meu usa quando quer e depois finge que eu nem existo, eu me cansei de você.

-Eren... -Ele pareceu se assustar com minha reação, a final era a primeira que eu reagia.

-Eu não terminei, Rivaille. -O enterrompi com a voz firme. - Eu não tenho mais medo de você e da autoridade que você pensa ter, Pode ate mandar nos outros la fora mas você não vai me obrigar a fazer isso.

-Eren... me deixa falar. -Ele avançou desesperado. -E-Eu te amo... de verdade.

-Acha mesmo que vai me convencer com um "eu te amo" depois de tudo oque me fez passar? Você é patético. -Recuei me afastando dele.

-Eu estou falando a verdade! Eu tinha medo de te dizer isso... eu não sabia como você ia reagir, então eu...

-Então você me usava a força, sem saber se eu estava ou não me sentido bem com aquilo

-É... eu adimito que fui um idiota com você, mas por favor me entenda.

-Não tem o que entender. Você tem ideia do que você me causou? Eu achava que você realmente gostava de mim no começo, sabe como eu me senti quando descobri que era só um brinquedo? - Passei por ele e fui ate a porta. -Pra mim já chega.

Estava prestes a destrancar a porta quando ouvi um alto barulho e me virei, me deparando com Rivaille de joelhos no chão.

-Eren... -Ele agarrou uma de minhas pernas com as mãos geladas e tremulas. -Me perdoe por favor... -Novamente me afastei, fazendo com que ele soltasse minha perna e então ele baixou a cabeça.

Por uns instantes permaneci sem reação olhando para ele que soluçava manchando o chão de lagrimas, era a primeira vez que o via chorar. Sei que não devia mas, comecei a sentir pena de tudo aquilo e então me aproximei com passos lentos, nunca havia me sentido tão idiota como naquele momento.

-Rivaille... -Me ajoelhei junto a ele, praticamente ficando em seu colo, ergui seu rosto molhado e ele me olhou de certa forma envergonhado.

Deixei um sorriso escapar e trocamos olhares por alguns instantes, eu estava confuso em meio a todos aqueles sentimentos, raiva, medo, tristeza, felicidade. A froma como ele agiu me fez ter certeza que ele estava falando a verdade mas mesmo assim aquilo tudo foi estranho.

-Você me perdoa? -ele sussurou com a voz trêmula, porem não o respondi, apenas selei nossos lábios em um beijo rapido.

-Se estiver te perdoando em vão eu te mato. -Sussurei me levantando, porém ele me agarrou pela cintura, fazendo com que eu caísse em seu colo.

-Fique mais um pouco... -Me olhou intensamente com os olhos brilhando.

Mais uma vez me senti idiota, mas logo percebi que ele realmente não estava me manipulando, das outras vezes ele era agressivo e se comportava com frieza.

-Seja rápido, não posso demorar muito aqui. -Ele sorriu colocando suas mãos por dentro de minha camisa e me beijou novamente, sua língua logo adentrou minha boca enquanto suas mãos exploravam meu corpo, era a primeira vez que seu toque não era bruto, ele parecia cuidadoso e gentil, oque a princípio me era estranho.

Logo o beijo intenso foi quebrado com um gemido meu ao senitr suas mãos apertando meus mamilos, fazendo com que meu corpo se afastasse instantaneamente.

-L-Levi...

-Eu gosto de quando você me chama assim... -Ele passou as mãos ate minhas costas e me puxou para um abraço colando nossas testas.

-O-oque você pretende... -Ele me beijou já me deitando no chão entrelaçando seus dedos aos meus e usando a mão livre para tirar meu casaco e minha camisa.

-Não se preocupe... -Disse tocando meu membro ainda por cima da calça, me fazendo arfar. -Eu prometo ser cuidadoso com você Eren...

-R-Rivaille você tem certeza que...

-Tenho, mas não vou fazer nada que você não queira. - sorriu confiante, me fazendo concordar involuntariamente balançando a cabeça .

Ainda sobre mim ele ergueu nossos corpos, me pôs sobre seu colo e sorriu acariciando meu rosto com uma de suas mãos, passando levemente um de seus dedos sobre meu lábio inferior, e mesmo que sobre os tecidos eu já sentia seu membro pulsando em contato com meu corpo, fazendo com que eu sentisse uma pontada de excitação que se espalhou rapidamente por mim, oque me fez reagir com um gemido baixo.

- Como você se sente? - ele sussurou com seus olhos seguindo os meus.

-B-bem, eu só... -Corei -Desviando o olhar, nunca havíamos ido tão longe e mesmo que eu estivesse a fim aquilo ainda era vergonhoso.

-Você tímido assim fica fofo. - o sorriso que ate então era doce tomou uma forma sádica e então sem nem que eu percebesse, ele introduziu um de seus dedos em minha boca, e levou a mão livre até meu membro, já destacado em minha calça.

-Mhhnmm -Gemi ao sentir seu toque, era torturante sentir aquilo tão lentamente.

-Shiii... Se quiser que isso fique entre nós é melhor gemer mais baixo. -Disse colocando outro dedo em minha boca, enquando brincava com minha língua.

Acariciava levemente meu membro com a ponta dos dedos fazendo meu corpo estremecere em resposta, eu nunca havia sentido nada igual em toda minha vida.

-Parece maior do que eu pensava. -Levou os dedos que ate então estavam em minha boca ate o cós da minha calça, desabotoando a mesma, revelando meu membro já ereto, fazendo com que eu corasse como nunca.

Suas mãos quentes o envolveram, e comecaram a se movimentar lentamente sobre ele me arrancando alguns gemidos.

-A-ahw... R-Riva-ille... -Meu corpo parecia estrar esquentando, aquilo era extremamente bom mas eu ainda queria mais.

-Esses seus gemidos me deixam mais excitado ainda. -sussurou apertando levemente.

-C-Capitão... E-ahw eu quero m-mais...

-Ah... Você quer? -ele acelerou os movimentos -então me diz oque você quer?

-Mhhmmn... E-Eu... quero você d-dentro, Capitão. -Ele sorriu malicioso, levando suas mãos ate minha cintura, pondo-me sobre sua mesa, removendo minha calça e em seguida meu casaco, que foi tirado juntamente a camisa, me deixando completamente sem roupas.

-Eu não sabia que você era assim... nem parece o dono do rostinho tímido de minutos atrás. -Disse enquanto tirava a camisa, seu corpo era realemnte algo invejável, me causava uma sensação estranha olha-lo daquela forma, era como se fosse a primeira vez q eu me permitisse sentir desejos por ele. -Por que tanto me olha? Sou tão bonito assim? -Sorriu provocante.

-É sim. -Murmurei involuntariamente e corei no mesmo instante.

Levi se posicionou em minha frente e então finalmente se livrou de suas últimas peças de roupa, e então meus olhos brilharam ao ver seu membro.

-Pode tocar se quiser. -Ainda sentado na mesa tomei iniciativa e o toquei, minha mão mal se quer fechava em torno dele.

Decidi então tomar iniciativa e me coloquei de joelhos em sua frente, e vi seu rosto corar instantâneamente.

-O-oque você va-Mhnmm. -abafou um gemido com a mão, ao sentir minha boca envolve-lo, mesmo que com dificuldade, devido ao seu tamanho. -E-Eren A-ahh...

O mais alto logo levou suas mãos ate minha cabeça e agarrou-me pelo cabelo, estocando fortemente minha boca, fazendo com que eu o engolisse quase inteiro .

Alguns minutos minutos após, Levi desacelerou os movimentos, ate que por fim parou, me colocando novamente sobe a mesa.

-Se doer me avise, certo? -Apenas confirmei com a cabeça e então ele ss posicionou em minha entrada, empurrando seu membro lentamente, me arrancando um gemido de descontentamento alto, que logo foi contido por uma de suas mãos. -D-Desculpe

-Mmhn... -Murmurei sentindo algumas lagrimas escorrerem, aquilo era doloroso e desconfortável, mas mesmo assim era algo prazeroso. -C-Capitão. -Disse após tirar sua mão de minha boca. -M-mais forte!

-E-eu não quero te machucar.

-P-por favor... -Murmure me agarrando ão seus braços, deixando-os levemente marcados.

Levi agarrou minha cintura brutalmente e me deu uma forte estocada que me fez revirar os olhos, apertando mais ainda seus braços, porem logo o soltei a sentir, seu sangue quente escorrer entre os dedos de minha mão esquerda. Não era muito sangue, e o arranhão tambem não era tão grande, mas mesmo assim aquilo me assustou .

-L-Levi, desculpa, eu não tive a intenção de te machucar.

-Você esta sendo um mau garoto... -ele disse em um tom sadico, com um sorriso de canto. -sabe oque eu faço com garotos maus, não sabe?

-L-Lev... -Sem mais nem menos, levi calou minha boca com uma de suas mãos e começou a se movimentar rapidamente dentro de mim.

Aquela altura já não nos importavamos mais com quem podia ou não nos ouvir, aquele momento era só nosso e nada podia estragar aquilo.

-Mhhmn... -Gemi abafado mais uma vez, sentindo suas fortes estocadas que aceleravam cada vez mais.

-A-Ah... E-Eren.

Sem muito pensar, o empurrei, fazendo com que ele caisse sobre a cadeira, ficando por cima, agarrado ao seus ombros.

-Ahh- Senti suas mãos apertarem meu membro de forma torturante. -I-Isso d-doi... -Disse em voz baixa, ainda indo e vindo em seu colo.

Levi agarrou meus braços com violência, afundou seu rosto em meu pescoço, e sem avisos senti o mesmo me preencher.

-A-Ahw... -Ele gemeu ainda com o rosto enterrado em meu ombro.

Trocamos olhares intensamente e nos beijamos.

Arrumamos a bagunça que fizemos na sala e colocamos nossas roupas novamente.

-Tchau Rivalle. -Disse parado em sua frente.

-Ate mais. -Ele deu um passo a frente, passou as mãos pelo meu rosto e nos beijamos uma ultima vez, desejando que aquilo durasse para sempre.

Nos afastamos lentamente e então destranquei a porta e sai pela mesma.

Voltei ao lado de fora e me sentei pensativo.

-nossa, como você demorou... oque ele queria? -Perguntou armim se sentando ao meu lado.

-N-Nada, ele só estava com uns problemeas, nada de mais...


.


.


.



.


.


Notas Finais


Se tiver alguma sugestão deixe nos comentários 😙✌🏻


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...