1. Spirit Fanfics >
  2. Show Me The Colors (Yoonkook) >
  3. Advice are like Beige

História Show Me The Colors (Yoonkook) - Capítulo 10


Escrita por:


Notas do Autor


Oiii
Aconteceram várias e várias coisas nesses dias, mas tá tudo bem

Boa leitura ^μ^

Capítulo 10 - Advice are like Beige


Fanfic / Fanfiction Show Me The Colors (Yoonkook) - Capítulo 10 - Advice are like Beige

Namjoon nunca tinha visto o marido tão irritado daquele jeito. Sim, já tinham brigado algumas vezes por esse assunto, mas o mais velho sempre suspirava e pedia para mudar de assunto, tornando-se uma pessoa fria por alguns momentos, mas logo voltando ao normal, entretanto, àquele dia ele tinha simplesmente pisado no acelerador com raiva, fazendo o pneu do carro cantar enquanto ele tentava colocar o sinto de segurança.

Chegando na casa de sua mãe, sorriu ao abraçar a projenitora, beijando-lhe as têmporas, logo abraçando também o pai, que apenas retribuiu, logo fazendo as mesmas coisas com Jin, que sorriu simpatico. Era claro que ele não estava bem, logo, logo a mãe perguntaria o que tinha acontecido e ele novamente teria que contar a mesma história. Quando ouviu gritinhos e uma correria, logo notou o sobrinho que pulou em seus braços, feliz por ver o tio por mais uma semana.

- Titio! - o pequeno gritou, abraçando-o apertado - Que saudade!

- A gente se viu na semana passada, Mark, como você já está com saudades? - Namjoon perguntou beijando-o na bochecha, logo vendo ele abraçar e beijar seu marido.

Jin abraçou a criança e logo se colocou a correr com a mesma nos braços, deviando dos móveis, indo até o quintal da casa, onde simplesmente jogou o sobrinho na piscina e correu para o quarto, pedindo que Type segurasse Mark pra que ele não corresse atrás de si e escorregasse.

- Jin vai ser um ótimo pai, vocês não acham? - a progenitora disse, encostando-se no filho, que apenas respirou fundo, desconfortável.

- Se com ótimo pai vocês querem dizer que ele joga o meu filho na piscina e corre, ele vai ser sim - disse Type segurando a criança com a roupa toda molhada - Ele não tinha colocado a roupinha de banho e estava todo arrumadinho, vou fazer isso com o filho dele também, que saco!

- Mas eu gostei papai! - o pequeno Mark disse enquanto se sacudia no colo do pai - Cadê o titio Jinnie? Eu quero ele!

- Alguém chamou o titio mais lindo do mundo?! - o mais velho desceu as escadas com uma bermuda leve e uma camisa UV para esconder as marcas da noite anterior, pegando o pequeno Tuan, tirando suas roupas, e entrou na piscina com a criança apenas de cueca.

- Eu amo quando você vem - disse Type, sentando-se numa espreguiçadeira - Esse pestinha fica o tempo inteiro na minha cola, ele nem incomoda o Tharn, isso é um absurdo!

- Dizem que as crianças gostam mais da mãe - disse o Kim piscando um dos olhos.

- Mãe a minha bunda - respondeu o amigo - Eu sei que aconteceu alguma coisa, não me engane - disse sentando na borda da piscina, fazendo massagem no corpo do mais alto enquanto ele via o sobrinho nadar pela piscina.

- Aquela mesma história, Ty, eu não aguento mais - respirou fundo e o amigo abraçou-o por trás, passando segurança e conforto para o outro.

- Que papagaiada é essa? - perguntou Tharn - Você quer roubar meu marido Jin? Você já tem o seu, sai fora

- Quando seu irmão, vulgo meu cunhado, der um filho pra ele, quem sabe ele não seja um marido mais decente, não? - Type alfinetou com a maior cara de debochado e Namjoon suspirou desistindo de ter um almoço tranquilo.

Ele só não se sentia preparado pra adotar uma criança, o que isso influi na sua relação com Seokjin? Ele era menos marido por isso? Aquilo era deveras uma baboseira, mas não estava com cabeça pra discutir mais uma vez, muito menos para ver o marido triste com suas palavras novamente. Então apenas encostou sua cabeça na mesa e fechou os olhos.

- A noite foi boa, hein? - questionou o irmão, apontando para o chupão presente em seu pescoço.

- Foi boa, mas terminou rápido - disse olhando com uma cara de tédio para o mais velho.

- Essa mesma história Namjoon? - questionou o óbvio e o mais novo apenas assentiu - Nós já conversamos sobre isso várias e várias vezes, por que você não aprende?!

- Por que eu não estou preparado, droga! - disse irritado - Eu tenho medo de machucar a criança, tenho medo de não ser um bom pai e, acima de tudo, tenho medo do Jin me deixar por sei lá qual motivo

- Bem, se o Jin quisesse te deixar, ele já teria deixado antes até que vocês casassem - disse afagando as costas do irmão - Ou quando essa história começou, se ele não te deixou ainda, ele não vai te deixar, deixe de ser medroso por nada

- Por que ele gosta tanto assim de crianças? - perguntou - Ele quando adolescente era voluntário de um orfanato, fez faculdade de psicologia e depois pedagogia e hoje é professor de crianças, se eu fosse ele não iria querer ver mais nenhuma criança na minha frente depois de trabalhar a semana inteira com elas

- É porque você não tem o mesmo amor que ele possui, Joon - respirou fundo sentando-se ao lado do irmão - Os olhos dele brilham quando vêem o Mark ou até mesmo qualquer criança, ele as ama, Nam, porque você não pode deixar esse medo de lado ou até mesmo conversar com ele sobre isso?

- Eu não precisei nem falar pra você tomar ciência - olhou para o irmão - Ele sabia que eu estava escondendo alguma coisa e me disse tudo que eu precisava ouvir. Disse que eu não cuidaria sozinho, que ele estaria ali, que eu não iria quebrar a criança como eu faço com as xícaras..

- E então, por que você ainda não tomou nenhuma atitude?! - perguntou incrédulo - Ele te entende e ainda assim quer te ajudar! Namjoon, você tem o melhor marido do mundo e ainda fica aí agindo como um idiota? Me poupe porque se eu fosse o Jin, eu já teria me livrado de você a tempos

- E eu também - completou Type, beijando a bochecha do marido.

- Virou complô foi? - questionou.

- Me poupe cunhadinho, mas tem horas que eu só quero esfregar sua cara no asfalto e essa é uma dessas horas - disse sorrindo cínico - Pare de cu doce e adote uma criança seu idiota! Você tem um emprego bom, ganha bem e o Jin é professor de escola, vocês vão conseguir uma bolsa ou então um desconto muito bom, ainda que o Jinnie vai ficar o tempo inteiro com a criança, que logicamente vai amá-lo mais porque o outro pai não passa de um frouxo idiota

- Type! - o irmão de Namjoon repreendeu o marido que apenas deu de ombros enquanto tomava coca-cola de forma despreocupada.

O Kim mais novo guardou as palavras do irmão e cunhado em sua mente, elas eram duras, mas ele precisava daquilo, precisava de um choque de realidade e, acima de tudo, precisava ter mais confiança em si mesmo e até o final daquele mês tomaria uma decisão, era aquilo ou não se chamava mais Kim Namjoon. Iria deixar todo o seu medo para trás e seguiria em frente, tinha Kim Seokjin ao seu lado. Então poderia tudo.

Depois de um tempo, a projenitora chamou-os a mesa para comer o delicioso almoço e então todos eles foram, esfomeados babando em cima dos pratos deliciosos. Comeram com calma e depois foram curtir um pouco a piscina, por volta de quatro da tarde, Type colocou Mark para dormir e Jin decidiu que estava na hora de ir pra casa.

Ele dirigiu calmamente dessa vez, suspirando uma vez ou outra enquanto escutava o som da chuva fora do carro. Colocou o carro na garagem e entrou na casa, sem dar uma palavra com Namjoon e ele sabia que estava muito, muito encrencado.

Pegou a bolsa e tirou as roupas molhadas de dentro, colocando-as na maquina pra lavar, indo atrás do marido com uma carinha de cachorro que caiu da mudança, pronto pra se desculpar.

- Jinnie - começou manhoso - Jin, amorzinho - o mais velho apenas olhou-o de relance, voltando a se concentrar no planejamento de aula que fazia - Você me desculpa? Sabe que eu te amo, não é?

- Eu sei que você me ama Namjoon - suspirou - Mas você deveria apenas confiar em mim e em si mesmo algumas vezes

- Eu sei - respondeu sentando no colo do mais velho, colocando os braços ao redor de seu pescoço - Me desculpa, vou tentar ser menos idiota

- Você vai conseguir, porque você já tentou demais e não está surtindo efeito, Joon - largou a caneta na mesa e finalmente teve algum contato visual com o marido - Por favor Joonie, eu não aguento mais

- Eu vou pensar amor, juro - disse aproximando seus lábios - Você vai ficar feliz com a minha decisão, vamos esperar até seu aniversário, que tal?

- Estamos no começo do ano, meu aniversário é em dezembro Namjoon! - reclamou batendo de leve em uma das coxas do outro.

- A gente aproveita nossa vida a dois nesse meio tempo - beijou o mais velho com calma.

- Então depois nós vamos ter um filho?! - perguntou animado.

- Jin, eu não disse isso - disse olhando sério para o mais velho - Eu disse que iria pensar

- Deixe de coisa - ele falou sorrindo - Eu sei que até o final desse ano nós adotaremos uma criança, queira você ou não - insinuou um beijo onde o marido logo se animou - Eu não tenho medo de você - sussurrou rente aos lábios do mais novo, que riu.

- Mas deveria ter - e então atacou o mais velho com cosquinhas, logo saindo de seu colo para correr antes que o mais velho pegasse-o.

Sim, Namjoon era como se fosse uma criança para Jin, então mesmo se o marido não quisesse um filho, ele estaria feliz vivendo apenas com seu bebê gigante - mas não deixaria de lutar pelo que queria, ou melhor, não deixaria o esposo saber daquilo. 


Notas Finais


Divulguem a fic e comentem o que estão achando <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...