1. Spirit Fanfics >
  2. Shuny Wings - Imagine Heejin (Loona) >
  3. Jealousy, Choi Soobin, Romeu And Juliet

História Shuny Wings - Imagine Heejin (Loona) - Capítulo 7


Escrita por:


Capítulo 7 - Jealousy, Choi Soobin, Romeu And Juliet


Fanfic / Fanfiction Shuny Wings - Imagine Heejin (Loona) - Capítulo 7 - Jealousy, Choi Soobin, Romeu And Juliet

Jung S/n

 

 Tinha acordado bem cedo hoje, sério... eu nunca mais na minha vida vou acordar seis horas da manhã, estou morta de sono e meus olhos não conseguem nem ficar abertos direito. Estava passando por tudo isso para ir a procura de um emprego como a Jeon tinha pedido, então aqui estou eu, andando preguiçosamente pelas ruas do centro da cidade a procura de uma bendita vaga de emprego. Olhava em diversas vitrines de várias lojas, restaurantes e cafeterias para ver se tinha uma vaga para estagiários, mas não tinha achado nenhuma até agora.

 Eu já não aguentava mais, estava andando a mais de trinta minutos e ainda tinha que caminhar para o colégio depois, suspirei e parei de andar por um minuto. O vento batia contra o meu rosto e me refrescava, quando senti mãos em meu ombro, me virei no susto e quase acertei um soco na cara de um garoto. O menino vestia um avental azul com um crachá na esquerda dele “Soobin”, o garoto sorriu ao me ver, quem era aquele estranho? E por que sorria para mim? Será que era um pervertido!?

 - Me dê um motivo para não te bater, seu estranho – Disse, estava na defensiva, o garoto estranho apenas deu uma risada.

- Você é engraçada Heejin, o que anda fazendo na rua uma hora era dessas? Pelo que eu saiba você odeia acordar cedo – Pera, ele sabe meu nome? Será algum amigo da Jeon? Mas eu nunca o vi pelos corredores da escola e a Heejin não me falou nada sobre um tal Soobin.

- Estou procurando um emprego – Disse ainda em um tom desconfiado.

- Ah sim, Jungkook me contou isso – Ele conhece o irmão da Jeon? – Eu tenho uma ótima notícia para você, abriu uma vaga de estagiário aqui na cafeteria – Disse Soobin apontando para a cafeteria atrás dele, nem tinha reparado no local, olhei para o lugar e era até que bonito. – Minha família anda procurando uma pessoa para o cargo garçonete e então falei para eles que você poderia fazer a entrevista para esse cargo – Então a cafeteria era da família dele, agora está explicado a do avental. – Então, quer fazer logo a entrevista? – Perguntou com um sorriso no rosto, os olhos dele brilhavam de esperança e felicidade, aí tem...

- Claro, andei muito procurando um emprego, não perderia essa oportunidade – Disse.

- Então vamos – Disse me puxando para dentro da cafeteria, precisarei fazer perguntas para a Heejin quando eu a vir.

 Entrando no local, deu para reparar como o local era bem bonito, tinha banquinhos perto do balcão, algumas flores e plantas pelos os cantos deixando tudo mais exótico, alguns puffs coloridos em uma área e com estantes cheias de livros ao lado e claro muitas mesas também. A cafeteria estava com poucas pessoas no momentos, só algumas pessoas que tomavam seu café antes de irem para os seus compromissos.

 - Ei Pai! – Soobin chamou por um homem de aparência até bem jovem para um pai. – Vocês ainda não se conheceram, pai – O homem o encarou sorrindo. – Essa é minha melhor amiga, Jeon Heejin – Melhor amiga? – Heejin esse é meu pai, Choi Minho.

- Muito prazer, Senhor Choi – Me curvei para o mais velho.

- Ah por favor, me chame apenas de Minho, assim me sinto velho – Deu uma risada, assenti. – Então essa é a linda menina que você vive falando bem meu filho – O Garoto corou bruscamente.

- Cala a boca Pai! – De um tapa no ombro do mais velho, eu já suspeitava, esse garoto gosta da Jeon, mas agora a questão é, ela gosta dele? Não porque aquilo me incomodava, mas apenas ignorei. – E... Então vamos começar a entrevista?

- Vamos! – Dei um sorriso.

 

- Bom, você foi muito bem Heejin – Comentou o Choi mais velho com um sorriso estampado no rosto, essa família sorri demais...- Contratada!

- Obrigada.

- Começa amanhã as 14 horas, fará turno junto de Soobin e Hyunjin – Me virei para o outro Choi, logo encarei o relógio na parede, tinha que ir para a escola se não ia me atrasar.

- Obrigada mesmo Minho, tenho que ir para a escola agora – Já ia sair do local, mas Soobin logo disse:

 - Uhu – Estava tímido, meu deus, ele deixa muito na cara a queda que ele tem pela Jeon, me pergunto se ela já percebeu. – Gostaria que eu te levasse? Tenho uma bicicleta posso te levar – Perguntou, coçou o cabelo nervosamente. Mereço.

- Claro, por que não? – O Choi deu um sorriso, logo pegou em minha mão e me puxou para fora do estabelecimento, avistei uma bicicleta azul com garupa e uma cesta na frente, tinha a logo da cafeteria.

- É a bicicleta de entrega, mas também usamos para passear – Subiu na bicicleta e eu o acompanhei e me sentei atrás, logo ele começou a pedalar em direção a minha escola.

 

 

Chegamos na escola, desci da bicicleta e peguei a minha mochila da cesta, me virei para Soobin que me encarava também.

- Obrigada por tudo Soobin – Agradeci, mesmo eu sendo fria as vezes eu tenho um coração bom, ok? E, estou no corpo da Jeon e ela é muito boazinha, até demais.

- De nada, tenho que ir agora – Disse olhando no seu relógio de pulso. – Até amanhã Hekkie – Fiquei surpresa ao sentir os lábios do Choi tocarem minha bochecha. – Tchau – Logo pedalou para longe.

- Ummmm... que fofo – Tomei um susto ao ouvir a voz de Jiwoo ao meu lado. – Você pareceu odiar isso – Disse ela.

- Ficou na cara? – Ela assentiu. – Ele sempre foi tão bobão assim pela Heejin? Ele nem disfarça.

- Estou sentindo cheiro de... – Ela cheirou o ar. – Ciúmes – Arregalei os olhos.

- Que?! Endoidou Kim? Primeiro: Eca! E segundo: eu sou hetera e tenho namorado – A Kim rolou os olhos.

- É isso o que todos os heteros e que tem namorados dizem, grave essa frase na sua cabeça Jung, um dia você virá atrás de mim para falar o quanto estava errada em dizer que não sente algo pela Jeon – Disse Jiwoo, eu já ia rebater ela, dizendo que isso nunca iria acontecer, mas Heejin chegou bem na hora que eu iria dizer isso.

- Do que vocês estavam discutindo? – Eu ainda não tinha me acostumado em ver meu corpo em minha frente, pelo menos podia comtemplar a minha beleza.

- Sobre como o Soobin é apaixonado por você – Heejin arregalou os olhos e suas bochechas ficaram vermelhas.

- O que?! Ele estava aqui? – Perguntou olhando para mim.

- É uma longa história, mas resumindo você agora trabalha na cafeteria dos Choi e o Soobin aproveitou para me trazer para cá.

- Sério? Isso é bom – Ela murmurou.

- Alias, por que não me contou antes sobre ele? E sobre ele ser apaixonado por você – Perguntei cruzando os braços.

- Isso virou um interrogatório? – Perguntou Heejin.

- Não mude de assunto – Disse dura.

- Está bem, eu o conheço desde que eu era pequena, comecei a gostar dele despois de um tempo e ele parece sentir o mesmo – Disse, então era recíproco, por que isso me incomodou um pouco?

- O interrogatório do casal já acabou? – Arregalei os olhos.

- Eu a odeio! – Dissemos juntas, Jiwoo levantou as mãos em rendição.

- Se acalmem, eu já entendi, parece que nunca ouviram em falar que amor e ódio andam de mãos dadas – Dei um tapa no ombro da Kim. – Aí! Está bem parei. Vamos a Haseul está nos chamando para uma conversa na arquibancada, parece que ela achou algo sobre a borboleta.

- Vamos logo então.

Caminhamos em direção a quadra, e lá encontramos Jo sentada em uma das últimas fileiras da arquibancada, parecia ansiosa já que batias seu pé no chão sem parar, quando nos avistou nos chamou silenciosamente. Caminhamos até ela, me sentei ao seu lado.

- Que achou Jo? – Perguntei impaciente.

- Ontem eu procurei sobre a tal borboleta e ela se chama Shuny Wings, é uma espécie raríssima, meu pai estava doido por essa borboleta alguns tempos atrás, foi aí que eu descobri a nossa porta para descobrir talvez o que aconteceu com vocês duas – Disse Haseul. – Minha mãe me contou que quem descobriu essa borboleta foi um amigo dela, Wang Jackson, e ele pode ser nossa porta para saber mais sobre essa espécie.

- E o que você pretende fazer? – Perguntou Jiwoo curiosa.

- Vou ir fazer uma visitinha ao amigo de minha mãe e você – Haseul colocou seu braço envolta do pescoço da Kim ao seu lado. – Irá comigo.

- Por mim tudo bem – Deu um sorriso.

- E a gente? Não podemos ir com vocês? – Perguntei indignada.

- É melhor não, e ainda mais – Começou. – Vocês duas tem aulas extras de Música hoje, esqueceram? – Merda! Tinha esquecido disso.

- Está bem, vocês vão que horas?

- Depois das aulas, quanto mais rápido melhor.

 

Estava apenas eu e Heejin caminhando em direção a sala de Música, foi impossível eu não ficar com uma expressão emburrada, poxa, eu queria tanto dar uma de policial má e policial boazinha. Andamos o caminho todos em silencio, eu não sabia como começar uma conversa com a Jeon, parece que eu não era a única que não sabia o que falar, percebi a Jeon olhando para os lados sem parar e brincando com os dedos também.

- Eu não mordo Heejin – Falei a encarando de canto, a Jeon deu uma risada nervosa.

- Desculpe-me, eu não sabia do que falar – Disse coçando o cabelo nervosa, era tão estranho conversa com ela estando no meu corpo, mas eu estava começando a gostar do jeito tímido da Jeon aos poucos.

- Do que você gosta Heejin? – Ela pareceu surpresa com a pergunta.

- Você quer saber do que eu gosto?

- Ué, passaremos bastantes tempo juntas então temos que conhecer uma a outra – Disse simples.

- Está bem, vejamos... – Deu uma breve pausa, colocando a mão no queixo pensativa. Fofa, pera, eu achei Jeon Heejin fofa? O que eu estou pensando? Balancei minha cabeça, pare de pensar nisso! – Gosto de filmes de animação e fantasia, meu filme favorito são os da saga do Harry Potter.

- Omo! Eu também gosto – Ela me encarou desacreditada. – O que? Eu também curto umas nerdices.

- Qual é a sua casa? – Parecia curiosa para saber.

- Sonserina, claro – Jeon rolou os olhos. – Deixe me ver... Corvinal?

- Como você sabe?!

- Estava meio na cara Heejin – Ri.

Chegamos na sala de Música, todos os alunos já estavam presentes na sala, andamos juntas até as cadeiras disponíveis e nos sentamos no círculo de cadeiras envolta das professoras Son e Kang, me perguntava do porquê a professora de Teatro estar presente.

- Alunos hoje eu tenho uma notícia sensacional! – Disse a professora Seungwan. – Eu e a professora Seulgi de Teatro pensamos em fazermos um musical para o evento da escola! – Os alunos gritaram de alegria com a notícia que a professora anunciou.

- E essa aula de hoje eu escolherei dois de vocês para serem os personagens principais – Disse a professora de Teatro.

- O musical será sobre o que? – Perguntou um dos alunos presentes, as professoras deram um sorriso.

- Romeu e Julieta – Clichê, rolei os olhos. –  Eu sei, eu sei que é clichê, mas vai ser divertido – Falou a Kang dando um sorriso. – Então vamos escolher duplas para ver quem será o grande casal Romeu e Julieta – Os alunos se animaram, as professoras passaram o olho pelos os alunos enquanto escolhia os pares, seu olhar caiu em Heejin. – Jung... você fica com o Yeonjun – Disse ela apontando para o garoto que estava sorrindo na direção dela, já tinha ouvido falar que ele tina uma quedinha por mim, a Jeon se levantou timidamente e caminhou com o roteiro da Julieta em mãos até o garoto de cabeleira azulada.

 Logo o olhar da professora parou em mim, ela deu um sorriso.

- Jeon você pode ficar com o Baekhyun – Olhei para o garoto de cabeleira branca, o Byul sorriu para mim, dei um suspiro e logo caminhei até o lado dele. – Agora que as duplas estão montadas chamarei cada um de vocês para eu e a professora Seungwan vermos como vocês se saem com seus pares. Vocês têm alguns minutos para memorizar o texto.

 Disse por fim, encarei meu par com tedio, não acredito que vou fazer isso. Olhei de canto para a dupla a alguns metros de distância de mim, Heejin parecia ser divertir conversando com Yeonjun, tomara que ela não tenha dado papel de maluca.

- Err... vamos começar? – Perguntou o tal Baekhyun, voltei meu olhar para o mais alto.

- O quanto mais rápido melhor...

 

....

 

 Jiwoo e Haseul encaravam a porta daquela mansão ainda indecisas em apertar a campainha, ambas se encararam em uma pequena conversa silenciosa, até que Jiwoo suspirou e estendeu sua mão na direção da campainha a apertando logo depois. Uma melodia foi soada por toda a área dando calafrios nas amigas, depois de alguns segundos de espera a porta da mansão é aberta por um homem que aparentava estar nos seus quase trinta anos de idade, ele vestia um pijama de unicórnio e tinha a sua boca sua de farelo de biscoito.

- Não foi assim que eu o imaginei – Haseul deu uma cotovelada em Jiwoo. – Ouch!

- Olá Senhor Wang – A Jo o cumprimentou com um sorriso, o homem franziu o cenho.

- Esse rosto familiar... Ah! Você é uma Jo, sua mãe já me falou de você...

- Haseul – O respondeu.

- Isso! Prazer em conhecê-la – Deu um sorriso simpático, seu olhar caiu em Jiwoo. – Quem seria você?

- Meu nome é Kim Jiwoo – Apertou a mão do homem. – Mas me chame de Chuu se quiser – Deu um sorriso simpático para o Homem.

- Prazer conhecê-la, mas voltando, o que vocês duas fazem aqui na porta da minha casa? Aposto que não vieram me visitar.

- Primeiro de tudo, podemos entrar? – Perguntou Haseul.

- Ah claro, entrem – Deu espaço para as duas amigas passarem e logo adentram na grande mansão Wang.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...