História Shut Up And Dance (Imagine Jeon Jungkook) - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS), G-Dragon
Personagens G-Dragon, Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin)
Tags Jungkook, Romance
Visualizações 112
Palavras 1.373
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Crossover, Ficção, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Continuando! Espero que eu receba mais favoritos e mais comentários como recebi ontem! Mesmo que tenha sido apenas um, para mim fez total diferença!

Capítulo 8 - Shut Up And Change Room!


Fanfic / Fanfiction Shut Up And Dance (Imagine Jeon Jungkook) - Capítulo 8 - Shut Up And Change Room!

Moon Nari POV's

Chegamos em minha sala e encontrei o verdadeiro caos instaurado ali. Móveis de ponta cabeça, meu computador desligado em cima da mesa de Taehyung e meu tapete sendo carregado pelo pessoal do serviço de limpeza. Fora o rapaz que foi tentar consertar o cano e estourou a parede toda do meu banheiro. Conclusão: mudança de sala. E o caos ficou ainda maior.

- Não sei porque eu tive que mudar para esta sala, definitivamente, não entendo. - disse enquanto entrava com uma caixa com alguns pertences que estavam em minha mesa.

- É a maior sala e a única que tem espaço para uma mesa extra, Nari. Além do que agora ficará pertinho do Jungkook. - disse Tae, sussurrando a última parte em meu ouvido. Dei uma olhada para ele que definitivamente o fez calar na hora. Agora seríamos eu, Jungkook e GD na mesma sala pelo menos até sexta-feira, quando GD finalmente embarcasse para o Japão.

Minha sala estava destruída e precisaria de uma reforma que duraria no mínimo umas duas semanas e até lá a sala do CEO seria minha estadia oficial. Estaria extremamente confortável, caso Jungkook não estivesse lá, mas agora teria que encará-lo obrigatoriamente todos os dias, durante no mínimo 8 horas. Castigo? Talvez, mas certamente o universo conspirava contra mim. Não é possível que tudo em minha vida estivesse acontecendo ao mesmo tempo.

"Só falta o Jin chegar e dizer que será pai!", pensei, mas balancei a cabeça em seguida, tentando afastar esse tipo de pensamento da minha cabeça. Fui tirada (e ainda bem!) daquele momento de desgraça por Jungkook, que vinha carregando mais uma caixa logo atrás de mim.

- Onde posso deixar isto, Senhorita Moon? - perguntou Jungkook, entrando logo atrás de nós.

- Pode deixar aqui em cima desta mesa mesmo, Senhor Jeon. Obrigada! - agradeci e tirei a caixa as mãos dele. - Acho que teremos que fazer o tour um outro dia. - disse sorrindo enquanto ele seguia para a mesa dela.

- Sem problemas, temos muito trabalho a fazer. - disse ele apontando para as caixas em minha mesa.

- Noona, vai precisar de mim? - perguntou Taehyung.

- Pode deixar que cuidamos disso, Tae. - respondeu Jungkook, antes que eu pudesse abrir minha boca para responder. Olhei para Tae que deu um risinho irônico e fechou a porta.

Estava ali trancada, cara a cara com o adversário, mas estava claro que eu perderia este jogo. Comecei a retirar algumas coisas de uma das caixas e Jungkook veio a minha mesa.

- Posso esvaziar a outra enquanto isso? - perguntou apontando  uma caixa que estava no chão.

- Tudo bem. - respondi sem olhar para ele. Apenas continuei fazendo o meu trabalho.

Ele colocou a outra caixa em cima da mesa e começou a esvaziar. Havia revistas, catálogos, papéis sem muita importância e de repente ele pegou um caderno e começou a folhear. Estava distraída tentando organizar um pouco das minhas coisas quando ele me mostra uma foto. Era aquela maldita foto minha e do Jin abraçados no pôr do sol, com o monte Fuji atrás. Estava observando esta foto há uns dias atrás, quando a paz ainda reinava em minha vida e agora vem ali, uma das razões do meu inferno pessoal com a mão naquela foto tão íntima e tão cheia de sentimentos. "Como ele ousa colocar estas mãos impuras nesta relíquia?", pensei exagerada como sempre. Apenas o olhei e peguei a foto das mãos dele e coloquei dentro de uma gaveta. Não disse nada, mas pude notar o sorriso sarcástico e sua cabeça balançando como quem diz "você é louca mesmo". Mas fazer o que se ele tinha razão? 

Ficamos em silêncio algum tempo, mas o irritante Jeon Jungkook fez questão de abrir a boca para começar seus questionamentos sobre a minha vida:

- Quando você irá virar a página? - perguntou obviamente se referindo a Jin. Me fiz de desentendida, como fazia com Taehyung quando não queria responder algo.

- Sobre qual página se refere? A da minha sala? - disse, sem olhar pra ele.

- Kim Seokjin. - ele respondeu.

- De repente quando as pessoas pararem de tomar conta da minha vida. - disse seca.

- O cara vai casar e não está nem aí pra você! - ele disse, indignado com a minha resposta. O que ele esperava de mim? Que eu declamasse um poema?

- Mas entenda que ele não é simplesmente uma página na minha vida e sim um grande capítulo que eu nem sei se está começando ou terminando. Mas a verdade é que eu sei que um dia ele irá me olhar e perceber que sou a mulher da vida dele. - respondi, sentindo meu rosto esquentar e minhas mãos tremerem ao dar aquela resposta. Acho que nem eu mesma estava convencida do que disse.

- Faz quanto tempo que você não viaja? Não se diverte? Não tem um encontro? Ou melhor, faz quanto tempo que está presa nesta imagem que carrega há tanto tempo? - ele perguntou, se referindo a foto.

- Não sei e acredito que não seja da sua conta também, senhor Jeon. Nosso relacionamento é unicamente profissional! - respondi com a pouca paciência que me restava.

- Tudo bem, mas não foi assim que esse relacionamento começou! Começou fora daqui, com você pedindo a minha ajuda. E estou de fato disposto a te ajudar senhorita Moon. Apenas me deixe fazer isso, só me dê uma chance! - ele disse, colocando-se frente a frente comigo e levantando meu rosto em direção ao dele. 

Parei o que estava fazendo e o encarei. Pelo visto ele não iria sossegar enquanto eu não parasse o que estava fazendo e o ouvisse. Então o fiz:

- Ok, senhor Jeon, me diga afinal o que quer de mim. - eu disse o olhando nos olhos enquanto ele ainda mantinha uma das mãos segurando meu rosto. Ele começou a se aproximar de mim e eu fechei meus olhos já esperando pelo beijo que certamente viria a seguir quando ouço inesperadamente a voz de Jin, entrando por aquela sala:

- Estou atrapalhando vocês? - ele disse, olhando para nós dois. Pela primeira vez vi o Jin sério quando me pegava em uma situação constrangedora. Geralmente ele faria alguma brincadeira de mau gosto, mas ele parecia assustado com o que viu.

- Na... não Jin, imagina! Eu e o Jungkook... - tentava explicar quando fui interrompida.

- Acho que vi perfeitamente o que vocês estavam fazendo. - respondeu Jin, ainda sério.

- Me desculpe, Jin. Não estava acontecendo nada demais. - disse Jungkook, voltando para sua mesa.

- Ok, mas acho que vocês deveriam procurar outro lugar se quiserem fazer algo a mais. - Jin disse e saiu, batendo a porta. Percebo que ele ficou incomodado com o que viu e olho para Jungkook, que deu um risinho sem graça e voltou os olhos para o computador.

Me sentei e comecei a pensar na cena que havia visto. Nunca havia visto Jin mal humorado por causa de um beijo em toda minha vida. Talvez ele tivesse brigado com a Jenny ou talvez estivesse nervoso com alguma outra coisa. Talvez estivesse a procura de GD e nos encontrou lá de surpresa e isso o incomodou pelo fato de estarmos sozinhos e aproveitando o ambiente, mas o que eu realmente achava é que finalmente havia encontrado alguém que mexesse com o ego de Kim Seokjin e esse alguém era Jeon Jungkook. Fiquei alguns minutos pensativa enquanto arrumava minhas coisas, mas resolvi que aquilo não ficaria assim.

Saí da minha nova sala e fui atrás de Jin. Precisava tirar aquela história a limpo e fui diretamente a sala dele. Vi que a porta estava entreaberta e ele falava com alguém no telefone. Consegui ouvir ele falando uma frase:

- Eles estavam quase se beijando! Não acreditei quando vi. - ele dizia, certamente para GD. - Não sei se o Jungkook é realmente confiável. - ele completou e eu desisti de entrar e conversar com ele.

Já tinha certeza absoluta do incômodo que Jungkook causava em Jin e certamente usaria isso ao meu favor.

Parece que os ventos da mudança finalmente começaram a soprar ao meu favor.

 


Notas Finais


Agora a coisa vai esquentar. O que será que Jin está sentindo? Ciúmes? Desconfiança? Incômodo? Aguardem os próximos capítulos...


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...