1. Spirit Fanfics >
  2. Shy - Nomin >
  3. Bônus.

História Shy - Nomin - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Primeiramente como assim tem 240 favoritos???
Segundo, sou péssima escrevendo esse tipo de coisa, mas espero que gostem

~ Não revisado

Capítulo 2 - Bônus.


Os selinhos já haviam evoluído para beijos quentes. Ambas as línguas explorando a boca alheia. Mordidas sendo depositadas nos lábios inferiores, junto das reboladas que o mais novo dava no ritmo da batida calma que soava pelo quarto. 




Jeno estava enlouquecendo, as luzes azul neon que enfeitava o quarto refletindo no seu garoto, contrastando com a pele branquinha do outro. Jaemin usava apenas uma camisa do namorado, da época em que o mesmo era do time da escola. A peça mal cobria as coxas fartas do outro que o moreno fazia questão de apertar, deixando a marca de seus dedos.




Jaemin colocou as mãos em ambos os joelhos do namorado, tendo assim um apoio para ajudar nos seus movimentos. Ondulava o corpo, indo para frente e para trás com o quadril causando uma fricção gostosa entre o membro já duro do outro. Ajudou o outro a retirar a camisa, jogando a peça em um canto qualquer do quarto, admirou o corpo do outro, os braços fortes com as veias saltadas, o abdômen definido os dedos longos que seguravam com força suas coxas. Jeno era uma perdição.




Iniciou um novo beijo, arranhou de leve a barriga do moreno vendo a mesma se contrair, direcionou ambas as mãos para a calça jeans escuro que o outro usava, na intenção de tirar a vestimenta para ter mais contato com o corpo quente do outro. Jeno segurou as mãos do mais novo, parando seus movimentos enquanto terminavam o beijo. O olhou com um olhar preocupado.




- Temos que parar, não sei por quanto tempo mais eu aguentarei com você assim - olhou para o rosado, este com os cabelos bagunçados e alguns fios grudados na testa devido o suor, a sua camisa amassada devido aos movimentos de ambos. O corpo quente sobre o seu. Mordeu o lábio tentando se controlar, mas seus pensamentos não permitiam isso. 




Depois do ocorrido do sonho somando a cena do banheiro, eles se aproximaram mais, se é que possível. O Na apesar de continuar tímido com relação a esses assuntos se soltava mais e revelava algumas de suas preferências, mas sempre se arrependia depois, tendo como resultado um Jaemin escondendo seu rosto vermelho com as mãos. 




- Jeno, você não imagina o quanto eu quero isso - o moreno o encarou surpreso - Porra, sabe o quão difícil é ver você andando somente de boxer bem na minha frente? Ou quando volta com a camisa molhada grudando no seu abdômen definido depois de suas corridas matinais? Você é gostoso pra caralho e eu não tenho psicólogico para isso, tenho muito tesão acumulado por ti - respirou fundo, se acalmando um pouco - Eu quero que seja com você, eu confio em você e tenho total certeza disso. Eu te amo tanto Nono - passou a mão na franja do outro, colocando ela para trás, aproveitando para fazer um carinho no rosto do namorado - Então - se aproximou do ouvido do outro - Me foda como sempre quis, Lee Jeno - susurrou deixando uma mordida na orelha, vendo a pele do namorado se arrepiar.




Jeno prendeu a respiração, por muito tempo sonhou com o momento em que veria seu menino assim, tão entregue e falando besteiras. Não imaginava que teria tanto efeito sobre si, poderia gozar apenas com o mais novo falando coisas erradas no pé do ouvido.




Segurou firme o outro pela cintura, o deitando na cama, ficando por cima, deixou um selinho no canto da boca do namorado e se levantou, retirou sua calça a jogando na mesma direção de sua camisa, ficando apenas com uma boxer branca que deixava seu membro bem marcado.




Ficou em cima do namorado novamente, se apoiou com braço esquerdo no colchão, enquanto com os dedos da mão direita passava pela lateral de todo o corpo do outro, adentrando a camisa, deixando um aperto firme na cintura pequena. Se ajoelhou de frente ao rosado e o ajudou a retirar sua camisa.




Se deitou novamente, se encaixando no meio das pernas do outro. Olhou para Jaemin com intensidade, era evidente a excitação de ambos. Mordeu e sugou o lábio inferior do rosado logo inciando um beijo lento e sensual. Afastou um pouco mais as pernas do namorado a fim de ter mais contato com o outro. 




As línguas se enrolavam uma na outra, Jeno empurrava o quadril para frente simulando estocadas. Jaemin descontava a excitação que sentia puxando os fios negros do namorado. Se separaram ofegantes, o Lee passou a distribuir beijos no pescoço branquinho do mais novo, vezes deixando chupões mais fortes, estes que com certeza na manhã seguinte estariam bem visíveis, recebia como resposta do rosado suspiros e alguns gemidos baixos.




Deslizou a mão pela barriga lisinha do outro, adentrando a boxer, segurando o membro duro do outro pela base, iniciando uma masturbação lenta. Desceu os beijos até um dos mamilos rígidos do namorado, rodeando com a língua e em seguida deixando uma leve mordida, vendo o corpo a baixo tremer em resposta. Mudou para o outro botão rosa, repetindo o processo. 




Jeno masturbava o namorado da melhor maneira que conseguia, subia e descia lentamente chegando até a glande inchada e molhada de pré gozo, dando uma atenção especial ali ao rodear seu dedo. Jaemin arranhava as costas largas do namorado com sua unhas curtas.




O moreno retirou sua mão do membro do outro, apenas para eliminar do corpo as últimas peças de roupa de ambos. Fez um caminho de beijos pela barriga até chegar próximo ao membro ereto, desviou o caminho para as coxas deixando mordidas e chupões na parte interna de ambas. 




Sem enrolação pegou o membro do namorado e o abocanhou até o fim, voltando lentamente, chupando a cabecinha. Passou a língua por toda a comprimento, rodeando toda a largura observando as expressões do rosado, viu ele mordendo os lábios enquanto revirava os olhos. Colocou o membro novamente na boca, dessa vez subindo e descendo rápido, sentiu as mãos do Na no seu cabelo, ditando os movimentos. Os gemidos do mais novo aumentavam cada vez mais. Jeno tirou a boca do pau do outro, fazendo um barulho um tanto erótico.




- Fica de quatro para mim Nana - disse com a voz grossa carregada de tesão. O Na não demorou a atender o pedido. Sentiu as mãos do namorado passando por suas costas o incentivando a se abaixar mais, ficando assim mais empinado para o moreno. Sentiu lábios quentes no meio de suas costas o arrepiando.




Jeno estava maravilhado com a cena, Jaemin de quatro para si, com o buraquinho piscando em ansiedade. Deixou um tapa na banda esquerda da bunda redondinha do outro, escutando um gemido alto preencher o quarto. Se ajeitou do melhor jeito que conseguiu e passou a língua de baixo para cima, passando pelo botão do outro, rodeou a beirando algumas vezes antes de penetrar a lugar, indo e vindo lentamente, lubrificando o local, via seu menino falhar em se manter naquela posição indicando que ele estava perto do limite. Continuou com as penetrações indo cada vez mais fundo, com uma das mãos pegou o membro esquecido do outro e o masturbou no mesmo ritmo dos movimentos de sua língua.




Jaemin apertava os lençóis com muita força e não se importava se seus gemidos estivessem altos, aquilo era muito bom. Não aguentando todos aqueles estímulos teve seu orgasmo, gozando na mão do namorado. Desabou no colchão com o rosto no travesseiro, estava com os olhos fechados e tinha a respiração descontrolada. Se virou de barriga para cima, admirando Jeno enquanto ele tirava sua boxer. 




O moreno se deitou sobre o outro o puxando para um beijo necessitado. Se afastaram, Jeno com o polegar direito abriu a boca do namorado sentindo ele o chupar um pouco. Jaemin entendeu o que ele queria, segurando a mão do outro chupando os dedos longos do mesmo, chupava como se fosse seu picolé preferido. Jeno retirou os dedos da boca do outro, fez ele dobrar os joelhos.




Introduziu o primeiro dedo, tirando e colocando novamente, ao ver seu menino pedindo por mais penetrou o segundo dedo, viu uma expressão de dor no rosto do mais novo, esperou um tempo e começou a movimentar os dedos como uma tesoura. Passou a distribuir beijos pelo peito e pescoço do namorado afim de distrai-lo enquanto colocava o terceiro dedo. Jaemin fechou os olhos, se concentrando, a dor incomodava, mas Jeno era muito paciente e esperou o tempo que o outro precisava para se acostumar. Fazia movimentos de vai e vem acertando a próstata do outro.




Jeno tirou os dedos do interior de Jaemin, ouvindo um resmungo de reprovação, se encaixou melhor no meio das pernas do outro, masturbou um pouco seu membro, espalhando pré gozo por toda a extensão para servir como lubrificante. Olhou nos olhos do Na.




- Você precisa relaxar, hm? Eu não quero te machucar, só me dizer e eu paro na hora - acariciou o rosto do outro, recebendo um sinal de concordância.




Respirou fundo, segurou seu membro e posicionou na entrada do outro. Forçou a cabecinha na entrada do namorado, logo começando a introduzir seu membro todo. A expressão de dor junto de lágrimas se fez presente no rosto do outro. O Na sentia uma dor intensa, indescritível diria, estava quase pedindo para pararem e tentarem outra hora, mas tratou de relaxar ao que Jeno secou suas lágrimas e passou a distribuir beijos e carinhos por todo seu rosto e corpo. 




Jeno tentava controlar seu desejo de ir rápido e fundo dentro do Na, não queria nem pensar na hipótese de machucar seu menino, mas o interior quente e apertado do rosado estava o enlouquecendo. Começou a descontar sua excitação apertando as coxas, a cintura e a bunda do namorado, deixando marcas vermelhas pelo caminho enquanto suspirava próximo do ouvido do mais novo, causando arrepios no mesmo.




A dor já não era tão intensa, porém ainda estava ali. Jaemin abriu os olhos e encarou Jeno, assim dando a permissão para o início dos movimentos. As estocadas começaram lentas e assim seguiram. O rosado sentia o prazer o atingir de pouco em pouco, deixando aquela dor para trás. 




Jeno acelerou os movimentos conforme os gemidos de Jaemin aumentavam, agora ia fundo e rápido no interior do outro, acertou uma vez o ponto sensível do namorado e continuou focado naquele lugar. Via o Na revirar os olhos e se contorcer, apertando os lençóis com os dedos.




Saiu de dentro de Jaemin e sentou na cama com o outro em seu colo, apoiou as costas na cabeceira e ajudou o namorado a sentar em si. Aquela era definitivamente uma das cenas mais lindas e excitantes que já viu, ter seu membro sendo engolindo enquanto o outro quicava e rebolava. 




Puxou o outro para um beijo enquanto suas mãos estavam na cintura de Jaemin o ajudando com os movimentos. Forçava o corpo do rosado para baixo enquanto jogava seu quadril para cima. Deslizou uma das mãos até o membro esquecido do namorado, começando uma masturbação seguindo o ritmo das estocadas. Jaemin apertava os olhos de tanto prazer que sentia, pequenas lágrimas se formavam no cantos dos olhos.




Teve que terminar o beijo apenas para soltar um gemido alto e arrastado quando teve seu orgasmo. Estava estasiado, agora entendia a tal sensação que seus amigos tanto falavam. Voltando a realidade abriu os olhos e com um pouco de esforço começou a rebolar em cima do membro do namorado, queria sentir a porra de Jeno o preenchendo, ver a expressão de prazer no rosto do mais velho ao gozar, essa era uma das suas fantasias secretas.




Jeno gozou não muito tempo depois, com um gemido de ambos os garotos. Abraçou o tronco do na, apoiando sua cabeça no ombro esquerdo, tentavam controlar suas respirações. Sentiu o corpo do mais novo pesar, indicando que estava quase dormindo, tirou seu membro do interior do outro, vendo sua porra escorrer um pouco por entre as pernas do rosado, mordeu o lábio inferior contendo um gemido baixo.




Deitou Jaemin na cama enquanto ia ao banheiro pegar algo para limpar ambos. Quando voltou ao quarto viu o namorado encolhido na cama igual um bebê, sorriu achando fofo. Cuidou para não acordar o outro enquanto o limpava, depois fez o mesmo em si mesmo. Pegou uma boxer e vestiu e colocou uma de suas camisas no namorado. Desligou a caixinha de som, apagou as luzes neons e se deitou na cama. 




Com cuidado puxou Jaemin para seu peito, cobrindo os dois em seguida. Deixou um beijo no topo da cabeça e fechou os olhos para dormir.




- Nono... - se não estivesse perto o suficiente não teria escutado - Eu te amo.




- Eu também te amo Nana - sorriu deixando um carinho no cabelo do outro. 




Notas Finais


Obg quem leu <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...