1. Spirit Fanfics >
  2. SICK ABOUT YOU - Reddie 80s >
  3. 19

História SICK ABOUT YOU - Reddie 80s - Capítulo 19


Escrita por:


Capítulo 19 - 19


  Morte. Eram seis e quarenta e sete da manhã e eu ouvia passos pela casa, logo ouvi alguém batendo em minha porta. Ainda estava deitado, Edward ao meu lado, de roupa, sem sexo na ultima noite.

  - Entra. – Falei.

  - Vamos precisar voltar para Derry. – Maya com a feição normal, sem sentimento algum.

  - Mal voltamos para casa o que houve?

  - Seu pai enfartou e morreu. – Ela disse.

  Direta como minha vida, se fosse para tirar o band-aid, que fosse rápido.

  - Calma, explica. – Pedi. – Como assim ele morreu? Não pode vim e dizer isso com se não fosse nada Maya.

  Ela suspirou e bufou.

  - Não sabemos Richie, parece que ele morreu naquela noite e o velório vai ser hoje. – Maya disse. – E pare de fingir que se importa.

  Ela fechou a porta do grande quarto e eu comecei a balançar Eddie tentando o acordar.

  - Meu pai morreu, ele só morre uma vez, vamos para o velório. – Falei e o homem levantou assustado. – Não se finja de triste, sabemos que ele morrer foi bom para todos os humanos na Terra. Deve ter algum astronauta fora daqui. – Falei e ele me olhou assustado.

  - Você não está triste?

  - Nem um pouco, talvez com medo de ser processado. – Falei, Acho que vou por uma calcinha, uma blusa azul cintilante, um paletó prateado brilhante e calça de couro. Talvez uma bota de salto.

  - Isso é um velório, não um show. – Ele falou e eu comecei a mexer no meu guarda-roupa.

  - Talvez óculos de sol escrito “sou mais feliz em agora”. – Falei. – O idiota morreu, vou ser mais gay que nunca!

  - Ou você está triste internamente ou é uma pessoa muito, muito, muito amargurada mesmo. – Eddie disse.

  - Sou amargurado.

  Após nos arrumarmos, colocamos nossas roupas de velório – a minha parecia mais para um show – para irmos até o aeroporto. Descendo as escadas brancas e limpas, pela Maya, não por mim. Eu vi meus irmão me olharem, Harry estava espantado.

  - Você parece uma mulher. – Falou e Sebastian bateu em sua cabeça, fraco. – Não foi um insulto!

  - Mulheres são incríveis, estar sendo comparado a elas é incrível. – Falei. – Agora vamos enterrar o maluco do progenitor. – Disse e Sebastian me olhou em negação. – Quieto normal. 


Notas Finais




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...