História Sick Love ; Sycaro - Capítulo 23


Escrita por:

Visualizações 476
Palavras 1.515
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Drabble, Drabs, Drama (Tragédia), Droubble, Ficção Adolescente, Fluffy, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


hellu

Capítulo 23 - Enjoy


Fanfic / Fanfiction Sick Love ; Sycaro - Capítulo 23 - Enjoy

- Finalmente, minha casa! - Ycaro comemorou assim que pisaram na casa do loiro - Que saudade!

- He he. Faz tempo que tu não vem aqui - Deu um sorriso triste, e fechou a porta 

O loiro viu o namorado deitar no sofá, encarar o teto. Sorriu de lado e sentou na barriga do outro, começando a encher o rosto de Ximenes, de beijos.

- Oh, meu Deus! Eu senti a sua falta, sabia? - Rodrigo sorriu de lado - Meu peito ficou todo dolorido.

- Sério? - Perguntou, e o moreno assentiu - Perdoa eu?

- Só te perdôo por que tu não teve culpa - Respondeu.

Ficaram trocando carícias e elogios a manhã toda. Até que os dois sentiram fome.

- A gente poderia ir num restaurante, né? - Perguntou, e Ximenes riu.

- Tamo pobre, Ycaro - Respondeu - Precisamo de dinheiro.

- Eu não posso trabalhar. E eu acho que tu não vai querer... - Ficou pensativo, e logo olhou para o namorado com um sorriso no rosto - Bora virar Youtuber!

Rodrigo ficou confuso.

- Wtf Ycaro. Por que justo Youtuber? - Perguntou, e o loiro sentou na coxa do outro.

- Porque sim, ué. Dá dinheiro e é fácil! - Respondeu, e fez um bico - Por favoooor!

Ximenes revirou os olhos e sorriu

- Tudo bem, tudo bem. Bora virar youtuber - Falou, e Ycaro ergueu os braços, comemorando.

- Obrigado, amor! - Agradeceu e se levantou - Eu vou criar o meu canal, e tu cria o teu. Pode ser?

- Na verdade... eu acho que eu já tenho um - Se levantou - De animação. Mas ele tá parado a um tempo. Tipo, uns quatro meses. Ou mais.

- Sério?! - O loiro sorriu - Eu amo os teus desenhos, velho! Fala o nome do canal!

- Saiko - Respondeu, simples, e subiu as escadas - Bora criar o teu!

Animado, o mais novo o seguiu. Foram até o computador do mesmo, e criaram uma conta para Ycaro, no YouTube. 

- Qual vai ser o nome do teu canal? - Rodrigo perguntou, olhando pro namorado.

- Hummm...Ycro? - Sugeriu, e o mais velho assentiu - É, eu gostei!

- Prontinho! - Sorriu vitorioso - Agora, enquanto tu vai assistir os meus vídeos, eu vou desenhar algumas coisas, e quem sabe eu arrume uma ideia para vídeo.

Carlos assentiu e pegou seu celular, indo até a cama.

- Ei doido, eu tô com fome - Rodrigo murmurou, alto o suficiente para que o mais baixo escutasse.

Riu e saiu do quarto, deixando o outro sozinho. Rodrigo pensava em um tema bom. Ja havia aberto o Word, e apenas pensava em algo que realmente fosse, ao menos, legal de se assistir.

Tempo depois, o loiro apareceu com um prato de comida. Quando sentiu o cheiro, Ximenes parou de escrever e virou a cadeira na direção da porta, onde Ycaro estava vindo.

- Pronto! - Entregou o prato.

- Obrigado, amor - O deu um selinho e começou a comer.

Carlos se sentiu feliz, e se jogou na cama. Ficou observando o namorado comer a comida com gosto. 

Tempo depois, o moreno já havia voltado a escrever o roteiro do vídeo. Logo, já estava gravando o áudio, e em seguida, desenhando.

O loiro ficou na cama o dia todo, enquanto o maior ficava no computador.

O vídeo era "Coisas que eu fazia na escola", e Ycaro participava! Era um tema que Rodrigo pensou na hora, no improviso, mas que foi fácil de escrever o roteiro e tudo mais.

Já eram uma da manhã, e o de óculos ainda editava. Estava no final, e estava aliviado de estar terminando. Gastou o dia fazendo o vídeo.

Já Ycaro, estava todo carente, na cama. Olhava para o namorado com um bico. Queria atenção. Mas obviamente, não iria pedir diretamente. Atrapalhar o namorado era a última coisa que queria.

Alguns minutos depois, Ximenes levantou os braços para o alto, e comemorou. Havia terminado, e so faltava postar. Se levantou e foi até o namorado, vendo que o mesmo estava com um bico adorável nos lábios.

- O que foi? - Perguntou sentando na frente do mesmo.

- Eu...tô carente - Respondeu e olhou para baixo - Tu ficou o dia inteiro fazendo esse vídeo, doido. Nem deu atenção pra mim.

O moreno sentiu que iria derreter com a declaração. Segurou as mãos do outro, e começou a as beijar.

- S-saiko? - O chamou.

- Eu amo esse teu corpo... - Sussurrou, e começou a subir os beijos pelo braço do loiro - Teu braço fininho...

O loiro ficou calado, aproveitando.

- Esse teu pescoço... - Lambeu o mesmo, fazendo o branquelo se arrepiar todo - Ah, socorro. Esses teus cabelos...

Rodrigo deitou o menor na cama, e começou a cheirar os cabelos do outro, que estavam cheirosos. Levantou a blusa do mais novo, e começou a beijar a barriga de Carlos.

- Nossa, amor. Tu me deixa louco - Sussurrou e subiu seus beijos para o pescoço de Ycaro, novamente. E ali, destribuir beijos e mordidas leves - Louco de amor.

Gabryel soltou seu primeiro gemdio. Baixo e arrastado. O de óculos sorriu e atacou os lábios do outro. 

Os corpos dos dois estavam colados, e assim que o ar faltava, não demoravam mais de dois segundos para voltarem a se beijar.

Até que a porta foi aberta, e Rodrigo pulou da cama, vendo a mãe do loiro na porta, com uma das malas na mão. A mesma rapidamente fechou a porta, e Ximenes suspirou, sem graça.

- Ycaro? - O chamou, e percebeu que o namorado havia tampado o rosto com as duas mãos.

- O-oi? - Sentou na cama, mas não conseguiu encarar o mais velho - E-eu vou ver O-o que ela quer!

Correu para fora do quarto, deixando Ximenes sozinho. O de óculos respirou fundo e foi até o banheiro, se aliviando. 

Poucos minutos depois, Ycaro já estava de volta. Seu rosto ainda estava todo vermelho, e ele estava trêmulo.

Sentou na beirada da cama, e Rodrigo percebeu o nervosismo do menor. Estavam iguais, pelo menos.

- Ei, amor... - Chamou o outro, que apenas o olhou - Tu...quer continuar?

- Eu...não tô mais no clima - Respondeu e abaixou a cabeça - desculpa.

- Não, tudo bem! - Sorriu e deitou na cama, puxando o outro para que deitasse também - Bora dormir.

Carlos apenas assentiu, e se aconhegou nos braços do outro. Fechou os olhos, mas não conseguiu esquecer da maneira de como estavam se beijando mais cedo. 

Queria sim continuar. Mas...o mesmo havia falado a verdade. Sua mãe cortou todo o clima. E somente para avisar que iria viajar.

Não estava com raiva da mesma. Apenas estava chateado. Mas também, não era a hora.

Carlos está confuso demais. 

Quando ouviu a respiração pesada do mais velho, fechou os olhos e se esforçou para dormir. E em segundos, conseguiu.



×~×


Dois meses haviam se passado, e a formatura estava chegando. Os alunos foram obrigados a aprender a dançar valsa, inclusive Ycaro e Rodrigo.

Lá estavam eles, ensaiando, juntos. O loiro na maioria das vezes errava, e isso o deixava ainda mais nervoso. Estava a ponto de chorar quando pisou mais uma vez no pé do namorado.

- Ah, Saiko! - Reclamou, e fez um bico - Eu não consigo! Eu só erro!

Ximenes riu e pegou novamente na mão do outro.

- Consegue sim - Falou, e beijou a testa do mais baixo - Além de que todo mundo erra.

- É, mais eu erro demais! - Respondeu, emburrado, e novamente errou - Rodrigo, eu não consigo!

- Oh, cacete! Consegue sim! - Pegou a mão do outro, e voltaram a dançar - Olha nos meus olhos. Se concentra na dança. 

O loiro assim o fez. E finalmente, conseguiram finalizar a música pela primeira vez, sem nenhum erro.

- Caralho, finalmente! - O menor comemorou - Obrigado pela ajuda, amor

- Não foi nada - Piscou, e viram a professora desligar a música.

A mesma gritou "ESTÃO LIBERADOS", e todos saíram correndo. O sinal tocou e o casal também saiu.

- Obrigado pela motivação, na dança - Agradeceu quando já estavam indo embora.

- Tudo bem. É pra isso que servem os namorados, não? - Riu - Digo, para incentivar o namorado. Não o fazer desistir. Sabe?

Assentiu e também riu.

Quando chegaram na casa de Rodrigo, o moreno fechou a porta e os dois subiram para o quarto.

- Quer jogar? - Perguntou, ligando o computador.

O loiro apenas murmurou um "aham", e Rodrigo abriu o jogo "Lavaboy and Aquagirl". Jogaram até anoitecer. 

Foi quando o loiro decidiu tomar banho. Quando saiu, se viu sem roupas para vestir.

- Me dá uma roupa aí, doido - Pediu, no banheiro.

Ximenes riu e foi pegar alguma roupa. Pegou uma camiseta sua (não me pergunte pq), uma cueca box, sua touca - que ele havia esquecido ali - e uma meia de gatinho. Riu novamente e foi até o banheiro, entregando tudo para o namorado.

Sentou na cama, ansioso para ver o outro. Ycaro resmungou um palavrão antes de sair do banheiro.

A camiseta ficou enorme no mesmo. O rosto do branquelo estava vermelho, e sua cabeça estava abaixada.

- Tu é muito engraçadin, né? - Se aproximou do outro.

- Nossa, amor! - Mordeu o lábio inferior - Tu ficou uma delícia.

O mais novo arregalou os olhos quando o maior o puxou para o seu colo.

- Bora aproveitar a noite, Carlos.






Notas Finais


Hey!
Bem....... PRÓXIMO CAPITULO TEM O TAO ESPERADO LEMON

fodase se é spoiler
quero deixar as pessoa tudo ansiosa

parabéns pro ícone @YcaroFC (twitter). COISA LINDA CHEGOU AOS MIL SEGUIDORES VELHO

ícone demais

nada a comentar
de verdade '-'

DESCULPA ESTAR FLODANDO A FANFIC AAAAAAA

Twitter: @geralprotect

Bye
e fiquem ansiosos pq o próximo capítulo promete


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...